ESCOLA SECUNDÁRIA S. PEDRO
FICHA DE TRABALHO BIOLOGIA E GEOLOGIA 10º ANO
CONTEÚDOS CONCEPTUAIS: Estrutura e dinâmica da ge...
4- Justifica em que medida os dados permitem concluir que o estudo da propagação das ondas sísmicas
pode contribuir para o...
• As estações localizadas para além dos 1430
do epicentro não registam a chegada das ondas S
directas e as ondas P são reg...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

20 e ondas sísmicas - estrutura da terra

153 visualizações

Publicada em

ondas sisimicas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
153
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

20 e ondas sísmicas - estrutura da terra

  1. 1. ESCOLA SECUNDÁRIA S. PEDRO FICHA DE TRABALHO BIOLOGIA E GEOLOGIA 10º ANO CONTEÚDOS CONCEPTUAIS: Estrutura e dinâmica da geosfera – Modelo e dinâmica da estrutura interna da geosfera. Observa atentamente o gráfico da figura que relaciona as mudanças de velocidade das ondas sísmicas, P e S, no globo terrestre, com a profundidade. 1- Indica a que profundidade ocorre: 1.1- Uma primeira diminuição da velocidade de propagação das ondas sísmicas. 1.2- O primeiro aumento brusco da velocidade de propagação das ondas sísmicas. 2- Sabendo que a velocidade de propagação das ondas P e S é directamente proporcional à variação da rigidez dos materiais, formula, para cada uma das situações referidas anteriormente, uma hipótese que explique o comportamento das ondas sísmicas. As ondas sísmicas, tal como os raios de luz, mudam de direcção ao passar de um meio a outro de características diferentes, modificando a sua velocidade de propagação, devido a fenómenos de refracção e reflexão, como consta na figura seguinte. 3- Explica, com base nos dados fornecidos, em que consiste a reflexão e a refracção.
  2. 2. 4- Justifica em que medida os dados permitem concluir que o estudo da propagação das ondas sísmicas pode contribuir para o conhecimento do interior da Terra. No início do século XX, o geofísico André Mohorovicic verificou que nos sismogramas de estações situadas a algumas centenas de Km do epicentro (800 Km), havia registos de ondas P, seguidas de ondas S e depois novamente de ondas P e S, ou seja, havia repetição dos dois tipos de ondas, o que não se verificava em estações mais próximas do epicentro, ou mais longínquas. Os aparelhos (sismógrafos) estavam perfeitamente regulados pois eram verificados todos os dias por um sismólogo muito meticuloso. Conhecendo exactamente a distância epicentral, bem como o momento preciso em que ocorreu o sismo, Mohorovicic pensou que um grupo de ondas P e S seguiu um caminho mais directo entre o foco e a estação com velocidade prevista, correspondente à velocidade calculada para a crusta, enquanto que outro grupo de ondas devia ter encontrado um meio com rigidez e outras características físicas diferentes que teria desviado e modificado a velocidade das ondas. Este grupo devia ter sido refractado no interior da terra, na superfície de separação de dois meios e ao penetrar no novo meio a sua velocidade aumentou tendo chegado às ditas estações antes das ondas directas (figura). 5- Apresenta uma explicação para o facto de este problema não se ter verificado nas estações mais próximas e mais longínquas que 800 Km. 6- Indica a que profundidade se observa uma segunda quebra na velocidade das ondas P. 7- Apresenta as razões de tal facto. 8- Elabora uma hipótese que explique o seguinte facto:“Nesta profundidade pára o registo de ondas S.” Sabendo que: • Qualquer estação sismográfica que esteja situada, em relação ao epicentro, a uma distância compreendida entre os 1030 e os 1430 não regista qualquer tipo de onda directa. • As estações localizadas até 1030 registam as ondas P e S nos horários previstos.
  3. 3. • As estações localizadas para além dos 1430 do epicentro não registam a chegada das ondas S directas e as ondas P são registadas com um atraso em relação ao tempo previsto. 9- Justifica a existência desta zona de sombra sísmica. A figura representa percursos no interior da Terra devido a fenómenos de reflexão e refracção, onde ocorrem mudanças de propriedades físicas e consequentemente mudanças na velocidade de propagação das ondas sísmicas. 10- Refere a que profundidade pode existir uma nova descontinuidade. 11- Enumera os dados em que te baseaste para responder à questão anterior.

×