As pesquisas denominadas do tipo estado da arte em educação

9.312 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.312
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
141
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As pesquisas denominadas do tipo estado da arte em educação

  1. 1. UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCOPrograma de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Educação<br />AS PESQUISAS DENOMINADAS DO TIPO “ESTADO DA ARTE” EM EDUCAÇÃO<br />Joana PaulinRomanowski<br />RomildaTeadoraEns<br />Claunice Maria Dorneles<br />Maysa de Oliveira Brum Bueno<br />Mar/2011<br />
  2. 2. Introdução<br /> <br />Apresentação do artigo publicado na Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006 em que as autoras tem como proposta discutir os procedimentos e limites dos estudos denominados de “Estado da arte”.<br />
  3. 3. Conceito de Estado da Arte<br /> - Contribui na constituição do campo teórico de uma área de conhecimento;<br /><ul><li>Procuram identificar os aportes significativos da construção da teoria e prática pedagógica,
  4. 4. Aponta as restrições sobre o campo em que se move a pesquisa, as suas lacunas de disseminação;
  5. 5. Identifica experiências inovadoras investigadas que apontem alternativas de solução para os problemas da prática;
  6. 6. Reconhece as contribuições da pesquisa na constituição de propostas na área focalizada. </li></li></ul><li>Introdução<br />Apresentam reflexões a partir de estudos realizados com participações em grupos de pesquisa sobre estado da arte com o tema formação de professores.<br />A realização dessa modalidade possibilita a efetivação de balanço da pesquisa de uma determinada área, que neste caso as autoras optaram pela área de formação de professores os estudos realizados apontam a ampliação na última década do interesse pelo tema.<br />
  7. 7. <ul><li>Comum em outros países;
  8. 8. No Brasil foi ampliado com apoio do INEP;
  9. 9. Aumento de pesquisas envolvendo temas sobre educação: formação de professores, currículo, metodologias de ensino, identidade e profissionalização docente, políticas de formação;
  10. 10. Formação inicial e continuada.</li></li></ul><li><ul><li>Mudanças pouco significativas nos espaços de formação escolares ou não escolares;
  11. 11. Possibilita contribuir com a organização e análise na definição de um campo, uma área, além de indicar possíveis contribuições da pesquisa para com as rupturas sociais e favorecer a compreensão de como se dá a produção do conhecimento em uma determinada área de conhecimento em teses de doutorado, dissertações de mestrado, artigos de periódicos e publicações.</li></li></ul><li>Objetivos<br /><ul><li>Sistematizar a produção abrangendo toda uma área do conhecimento;
  12. 12. Delinear os caminhos da pesquisa;</li></ul>- Perceber discursos que em um primeiro exame se apresentam como descontínuos ou contraditórios.<br />
  13. 13. Justificativa<br />- Possibilita uma visão geral do que vem sendo produzido na área;<br /><ul><li> Ordenação que permite uma percepção da evolução das pesquisas, suas características e foco;
  14. 14. Identifica as lacunas ainda existentes.</li></li></ul><li>Algumasiniciativas<br /><ul><li>Feldens (1989);
  15. 15. Silva (1991);
  16. 16. Warde (1993);
  17. 17. André e Romanowski (1999);
  18. 18. Carvalho (1999);
  19. 19. Brzezinski e Garrido (1999);
  20. 20. André (1998). </li></li></ul><li>Trabalhosapresentados<br /><ul><li>Anped Centro-Oeste
  21. 21. AnpedSul
  22. 22. AnpedSudeste
  23. 23. Aveiro, Portugal</li></li></ul><li>ProcedimentoMetodológico<br /><ul><li> Definição dos descritores para direcionar as buscas a serem realizadas;
  24. 24. Localização dos bancos de pesquisas, teses e dissertações, catálogos e acervos de bibliotecas, biblioteca eletrônica que possam proporcionar acesso a coleções de periódicos, assim como aos textos completos dos artigos;
  25. 25. Estabelecimento de critérios para a seleção do material que compõe o corpus do estado da arte;</li></ul>- levantamento de teses e dissertações catalogadas;<br />
  26. 26. ProcedimentoMetodológico<br />- coleta do material de pesquisa, selecionado junto às bibliotecas de sistema COMUT ou disponibilizados eletronicamente;<br /> <br />- leitura das publicações com elaboração de síntese preliminar, considerando o tema, os objetivos, as problemáticas, metodologias, conclusões, e a relação entre o pesquisador e a área;<br /> <br />- organização do relatório do estudo compondo a sistematização das sínteses, identificando as tendências dos temas abordados e as relações indicadas nas teses e dissertações;<br /> <br />- análise e elaboração das conclusões preliminares.<br />
  27. 27. Algunsresultados<br />Indicam a atenção que os pesquisadores dão à temática,da área de preocupação dos pesquisadores; os temas, subtemas e conteúdos priorizados; a necessidade de algumas pesquisas que são quase totalmente silenciados. Aspectos pontuais como um curso ou uma área de formação com sua proposta específica. Os tipos de pesquisa utilizados nas investigações e identificação das técnicas mais utilizadas nas pesquisas. <br />
  28. 28. Limitações<br /><ul><li> Variação no formato de apresentação dos resumos das dissertações foi um fator que dificultou a análise;
  29. 29. Os descritores não estavam claros pelas palavras-chave indicadas; </li></ul>- Dificuldade no acesso ao material de pesquisa.<br />
  30. 30. Finalizando<br />Faltam estudos que realizem um balanço e encaminhem para a necessidade de um mapeamento que desvende e examine o conhecimento já elaborado e apontem os enfoques, os temas mais pesquisados e as lacunas existentes. <br />A análise do campo investigativo é fundamental neste tempo de intensas mudanças associadas aos avanços crescentes da ciência e da tecnologia. Há necessidade de criação de programas; Vosgerau (2006) aponta também a necessidade de organização de ambiente de suporte e criar um programa de registro e comunicação entre os pesquisadores na área, num ambiente colaborativo.<br />

×