Lição 04- Relacionamento entre Amigos

1.224 visualizações

Publicada em

Slide da Lição 04- Relacionamento entre Amigos
Lições Bíblicas Jovens 4º trimestre de 2015.
Tema: Estabelecendo Relacionamentos Saudáveis- Vivendo e Aprendendo a Viver
Se gostou, comente, curta e compartilhe.
Se não gostou, comente. Receberemos as críticas e veremos o que pode ser melhorado/modificado.
http://maxsuelaquino.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/maxsuel.aquino
https://twitter.com/emaxsuel

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.224
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 04- Relacionamento entre Amigos

  1. 1. a ê . às n: L xçis " N* s? 433 É x Aqm í 5*»- Ea a s. : »7 : F k, .y - x: x _ › , ki ígâggaãwíãâashâêfaà s * T VÍVehdoÍé' Áñrendendg a vivi? " - › ' r . e , . x. ~ * - ~: _ ' r "k 1 : v. À Lp›
  2. 2. Recapitulando. .. Por que mabalhamos? b” , í u , Seria o trabalho, A o _ 7 . c ›. , consequencm da queda do homem?
  3. 3. Recapitulando. .. Quais as üês perspectivas que À ~ podemos deñnir v . “UabalhoW à 7 <v 5:: Quais são os problemas adquiridos pelo mau ambiente de e üabjalho?
  4. 4. Reoapitulando. .. e s, v Quais os a bfohcos para o b t. relacionamento u . com os superiores? " * <.7 . g1 Quais elementos são necessários para ambiente de nabalho § à _ saudável?
  5. 5. Lição 04- Relacionamento Entre gos 'a TEXTÓ IQOQIAK as ~' 4 'h e . * i. [ O homem que fcíern_gnu1tos armgos r f: e , 1 . pode oongratulagçseâikgnígas ha am1go mais chegadoaído são? ” *(1>i›1s; s.24)i* Í 1 1
  6. 6. . , .$132 INTE › , I a, . . .q - y_ '› - x1 *idadivxíajsi - Íi. . . .' '. 'i1'~ . - _ . n-u'. srarídê V. ' Grandesiamgss
  7. 7. A_ = Ã' . e . l II ¡_La. ... _ . a h . - f' M; _ A _ _ . _ ' gfiií Ê-b_ : 1 jeE; Suciedeuique; a d o e . eidié faÍI . ;p vhJlpn' uno¡- ' ' i ñ' __ Iwià* 'm ' p' _llu , t'“: u_*: " w uma êiiôinatas s A . I c ilçbm àÍà aneidékiôtña S. 73” x n : w v Ei cofnossà soa pgjopriai n. '- i y _u yr: - É : :-15 EiSauhnaquele dl iioitomou e não 1 w: , ng w »JS n? x l* r ' _à *s 'aih ue tomasse ieassaid “i " 5"; i 5'- " 'M : :itãli % a "SCH ~ Sp V . ¡I'
  8. 8. e' é o wiki. . : à: E_ ~ “ãiêñk AX' › l x ' s. . a* n ; t *x t: e ; iporqueônatasieo amava iióiomoi_“fsà súa” i1 . w *x . n. .h ilhauhí ¡ O '= “ MÊÍÊÍLÍÍ* É L W. L. _ . . **'h . _¡- n¡ ¡ _ -_ u¡ : nl wnvill iii. !x5 v. m» v¡V-: ¡ . :Éi l: l ¡. . ..and es sie a deu* a: ¡Dav1", i:ii i A _ Sua? . I, "i . Ítrazia sobfe . .v - @sabem assuaswrsestesáiíaté _ a . ft e _g3 @'41 i7:'*; _;= '_'~; a¡ "ÍILM- &É; ”~“': _: __. a e : ~.: .~_ . . . ' e -' V espadasie 61,0 seusc1nto. .e~ " r Ven*- : U5: - › i Ji* u”. "W" 1-
  9. 9. a «isamuelsçlm anamgigsiyalentes no e1oes__ e1eJa. ,Jon ~ : fenda A3' 5'. . t' «WW › l , '“'¡í". ' _A . › ¡Xttugzyí . .é ¡; t: -n t; P* V _ QL . .l àítas 1:99 ônatsas; <›; . ? O eras! Mais 411 * g i “z _ S? ! With. ” P! ” 7V" ~1 t: : '« É. M i* É . marawlhoso e era ; o teu amor dos questo t- WW , a n: i' _ "gn. ,a1 -_¡. -.. :'-. : v-rrí *e* ~ é ' ' ' '“"“ ê W" " "Wããúi . ç I a “if z @amantes. valentes u asda i i iai ii 'ÍJ si; 'A í 2e7 %C0m0
  10. 10. No episódio de hoje. .. I- : s gos mais chegados do que ãos II- Tipos e formas de amizades N? .ÇV›~
  11. 11. Observe a imagem a N? lg? !
  12. 12. e<7 . cru e. l
  13. 13. Qual foi a primeira coisa que vocês N? lg? !
  14. 14. DGÍS caçadores conversam em S611 acampamento: - O que você faria se estivesse agora na selva e a uma onça aparecesse na sua ñrente? L_ Ora, dava ' . í x/ , - Mas se você não tivesse de fogo?
  15. 15. - Bom, então eu matava ela com meu facão. É í *f* - E se você estivesse sem $ i ~ o facão? u , t. : ava um pedaço de pau. . N? lg? ! - E se não tivesse pedaço de pau? a *Em ,
  16. 16. .Hx *fx LH @H ? U v' ! VF [ÍRJLJVTVÍ ç › í/ .Í: _'j_íi_1_; f« Li _ t_: 'f7x< › CJ 'v"'°~: .~: : e '1 mtiífujnm ? Lx v" ; No › . atrito z» 11 _t'°~; _í*_¡~ i › x» : Em #xiii 'ezétf e
  17. 17. Então, o ouno, já irritado, renuca: É** r. ”,_; t'_- - Mas, afinal, você meu amgo ou anngo a b › onça? x/ .É (Péricles de Andrade À es. S. ão, Revista O Cruzeiro, 1943)
  18. 18. INTRODUÇÃO W “Excetuando a N sabedoria, não na entre os homens um dom maior do que a amizade. ” (Marcus Tullius Cicero em “Diálogo sobre a xxkàhmw'"“ Í ZQÂQÍÍ) fi, _g7
  19. 19. INTRODUÇÃO v» t go é alguém com M i quem se pode conversar i como se estivesse faiando consigo mesmo. ” N? .cr (Marcus Tuilius Cícero)/ ñ.
  20. 20. ¡NN INTRODUÇÃO / “A zade nunca 6X impertinente, jamais É moiesta. Na amizade i u y nada é ñngido, nada ' dissimulado, tudo quanto nela há é verdadeiro. ” N? .cr ñ. *e ii'°°°*~. .,_k_ @ , ' _ , Marcus , Tulhus Cwero); x s_
  21. 21. “se (Aristóteles em “Ética a â A ? g ' k hmNlçomaco a) / _ r_ INTRODUÇÃO . W_ exnemamente necessária í e à vida, pois ajuda aos u jovens a evitar o erro, e Í ampara aos mais velhos. ” a i i” te"?
  22. 22. INTRODUÇÃO Como enconuar um bom I go? N? .cr Como se consüói , h um bom ego?
  23. 23. , »
  24. 24. 1.0 ensino bíblico sobre amigos É “O homem de muitos amigos deve mostar-se a gáçVâl, mas há um ão. ” que um . kwgrovérbios 18:24) , _v go mais chegado do / ÇÇ É í 1 v: _g7 , tê-D r. ”,_; t'_- bi x/ ,
  25. 25. 1.0 ensino bíblico sobre amigos g i > k » "Rêa ", que designa a bi desde um antigo íntimo, i u eiro, até um * viz°mho ou próximo (Gn 38.12; Êx 2.13; 21.14; Lv 19.18; Jz 7 .13). --». ;v. › "V Maau_ _ r r '“
  26. 26. 1.0 ensino bíblico sobre amigos e No gego o termo heíaims refere-se a T g0, comp 1: giro ou camarada (Mt 11.16; 20.13). J E _g7 t r [wbhã x/ , É? ” 24-' Iii? ?
  27. 27. 421mm 4.10). / 1.0 ensino bíblico sobre amigos / Um : go é uma pessoa a a qual desüutamos de t u A zade, eirismo, confiança e afeição t e t” se: recíprocos (Jó 2.11; § *a 599,. " ›_ . ç_
  28. 28. 1.0 ensino bíblico sobre amigos o “Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. ” Provérbios 17 , 17 j . D í 1 v: _g7 É** bi x/ ,
  29. 29. 1.0 ensino bíblico sobre amigos o “Porque se um cair, o outro levanta o seu eiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá ouno que o levante? ” *a (Eclesiastes 4,10) p É í 1 v: N? .cri t r [wbhã x/ , É* 24-' Iii? ?
  30. 30. i › â › Yñãiçw _ . ttifkil(x, l L V 1*; ~ gâ q¡ ' i JN : by Í( Ã m N _ _rg : '* Ci . g ri i 1 ç, §4Ll| [xi“o l"c; lj *v ; Html “ (ia * i i'm f q N ' . N N* v z i ; Çxi , . i t x if i L “lag _ _p í Ethan:
  31. 31. 2. Exemplos de amizade na Bíblia Você lembra de ai a v a história N? .cri
  32. 32. 2. Exemplos de amizade na Bíblia a) Davi e Jônatas ^ E u 'i (1 Sm 18,14; p 191-7; 2 Sm 1.25.27), e <
  33. 33. 2. Exemplos de amizade na Bíblia Jônatas era um ba « amigo u . desinteressado, i ñaterno, generoso 7 p , ç _ e fiel.
  34. 34. 2. Exemplos de amizade na Bíblia , , , Davi rembulu a 7 i v a de Jônatas i v v " x/ sendo 1 misericordioso com seus e s* . sz descendentes após a morte do amigo
  35. 35. 2. Exemplos de amizade na Bíblia b) Noemi e Rute i a E u t! (Rt 1,1447) e
  36. 36. 2. Exemplos de amizade na Bíblia Aamizade iniciou , e na adversidade, É a u acompmhouvvas Í durante a vida, e v < ? .cri as coroou de êxito no fim da história (Rt L4), ía.
  37. 37. _I _ Lib_ _i_ / Fn . _ . _ / Fu . r_ Í I . › , _ _i YA r v¡ í_ f, t n/ Fm a n I T n 1 4. . ll _i_ $r»v_ [FT _ _ ir, .. /.r 7
  38. 38. 2. Exemplos de zade na Bíblia "ô Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epañodito, meu irmão e E cooperador, e companheiro nos combates, e vosso enviado para prover às *sv-c minhas necessidades. iui(_pFilipenses2.;25) _ _y e _g7 t; [whqã x/ , É* 24-' <i“r
  39. 39. 3. Destazendo equívocos as essoas í b” , usam o exemplo i u V da amizade ente ~ Jônatas e Davi * <7 -SZ como referência homossexual.
  40. 40. 3. Destazendo equívocos Vejamos o que í | E : " diz a Bíblia a V 1 respeito dessa interpretação e < › . g1 perversa:
  41. 41. (Levitico 20.13) a) Proibição da Escri 9 D as t r [wbhã me 24-' #iii “Quando um ç homem se deitar com v A ouno homem, como com u ' mulher, ambos fizeram abominação; v t** ist-t morrerão; o seu sangue será sobre eles. ”
  42. 42. “ Sm 18,1- 4). a) Proibição da Escri ? D D as t v Davi foi duramente a ba « repreendido pelo pecado i u . de adultério, mas não há e qualquer repreensão a respeito de sua zade pública com Jônatas me 24-' #iii N? .cri . _ r 7 ___›__
  43. 43. hebraico H , , t “a alma de Jônatas i i u ç se ligou (qãshar) ~ com a alma de “ < 7 . g1 Davi" (1 Sm 13.1)
  44. 44. 4 . r Ll i_ E_ a _ 4 L i , ;4/2_ . v v . . . _ , Í vv. , Í. l F_ v, i; aí, . _v _ : A . _ . L . , v1. / F _ . ii FF_ F A v. . v , v v. .v v_ . _ . _ ; / a v . r [I vi_ . _ A . _ f I L Í . lu. _ ; Í ã! 1)¡ ; _ s! , . _ u ; l . f l Z 'm LF. . . /T_ . í, _ i_ _ À E Lvl AT l Li_ . L/_ v . Í à. ; . a , v c_ s / v . ,_ . _ , r n i_ v. ,A i n11 , v _ v . .luz _i _ _Í _ , <(. i 4 I'm_ v y _ v f_ . Z. FF. . Í_ . _/ r, .. /_ . _ Vl , E. , . _ i1 _ _ . _ Í, el. , meu v _t _ , /._ Í_ . _i_ 7 . in, U _il_ w/ L . .v o Cí. , _ _ _J -F à_ . m. í_ , HL Jr: i. _. I wi a . WI, JC ai# . . L
  45. 45. b) Te hebraico o > Saul demonsnou por i' v u l' Davi um profundo í amor e isto nunca foi considerado um v e” vs: sentimento impróprio.
  46. 46. b) Te hebraico a > “Assim Davi veio a a ba Saul, e esteve perante i u . ele, e o amou muito, e i foi seu pajem de armas. ” (1 Samuel 16:21) N? .cri
  47. 47. ORTANTE Verdadeiros amigos são dádivas de Deus, conservam. N? .cr
  48. 48. , » l II -4 TIPOS E E0
  49. 49. LO que / Ela surge sem que aSN pessoas premeditem uma | 'e aliança duradoura, e cresee à medida que idades, interesses e 1 s? .gs. pontos comuns ax manifestamwse ao longo do_ ; ielacionamentog / % os tipos de amzades? x/ ,
  50. 50. os tipos de amizades? t r . e [wii-n - smceras e M V belas? que merecem a celebração dos versos poéticos, nascem nas mais diñeeis w e s* -SZ cireunseias e desafios É? ” 24-' Ii? ? x/ ,
  51. 51. VIA n¡ , / F / l / F I , _ . /, ek_ / x , , IU. , il_ I/ . à , 1/ , . EF; /. A. . / r / F, .. 1_ e r __ _ E, Â. f. , , /_ . u j_ H . .[7 . _ v_/ ,_ , ,/, , , ,/ if_ . Ív , Ir. r P , dk . . m Jr, , / l¡ L/ i, ÍFÍ _ l i A . m , / Ç / l hn_ l_ v, #zu 1 P , . q . Í : f , . L ; /, l a . , VV VV
  52. 52. i0 que W. “As riquezas ganj uitos amigos, mas ao pobre, o seu próprio amigo o deixa. ” os tipos de amizades? N? lg? ! (Provérbios 19:4) "s. k Nñ . »ak . ñmm ' é». . -'-›. ;›. .
  53. 53. i0 que . . f** Multas se de1xam p i x/ , os tipos de amizades? cada um é amigo a daquele que dá e e<> presentes. ” N§§Ç (Proyerbios 19:6) j#
  54. 54. um xx Q ~ a, .. ek o rrmao longe. i0 que f “Não deixes o teu os tipos de amizades? go, nem o go de teu pai; nem eaües na casa de teu innão no dia da tua < 7 adversidade; melhor é i i: o Vizimho perto do que Kdrovérbiqs 27:10)
  55. 55. i0 que os tipos de amizades? Vários fatores N dete os tipos e a b” . , a evolução das i u , ades: afeição, apoio, similaridades, confidêneia, uraços de personalidade, N? lg? ! . .e ñequêneia de contatoy iiientre @uma
  56. 56. 2. Os tipos e formas de amizades W e Colegas É bi . , i a U F . . _g7
  57. 57. k ou crença. “x 2. Os tipos e formas de amizades f Alguns são por @aos de parentesco, e t " ouüos por V v afinidades, ainda por relação de üabalho, A s< › . g1 agremiação, audição § . à “M
  58. 58. ouüo que o levante. ” _ k (Eclesiastes 429,10) 2. Os tipos e formas de amizades “Melhor é serem dois da que um, porque têm melhor í paga do seu üabalho, a u Porque se um cair, o oumo i levanta o seu comp eiro; . o" i 7 -SZ mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá
  59. 59. 2. Os tipos e formas de amizades 1;: SC aproximam í _ i ü '- para tirar vantagens u , (Pv 14,20; 194,6), i otmos para dm bons 9, c_ conselhos (Pv 27.6). i
  60. 60. 2. Os tipos e formas de amizades / A mais pro da e e sincera ade deve r a A ser preservada por ambos, uma vez que o famador se deleite a si” at! em causar inirnizades x/ ,
  61. 61. 2. Os tipos e formas de amizades / “O homem perverso e instiga a contenda, e o a A inüigante separa os maiores antigos. ” x/ , N? .cr (Provérbios 16:28)
  62. 62. 3. Relacionamentos corretos enne amigos 7 ABíblia mz varias orientações í a i , 'e quanto à V v manutenção, i preservação e o , z Qeleção de amigos:
  63. 63. QXProvérbios 25: 17) 3. Relacionamentos corretos enne amigos í Não ser inopo o , à a E”, ÃNão ponhas muito os pés na casa do teu próximo; para que se não entiade de ti, e passe a te odiar. ” x/ , N? .cr
  64. 64. 1 KN. k (àíiêtérbios 27:10) e 3. Relacionamentos corretos enne amigos lNão abandonar na adversidade; FNão deixes o teu armigo, bl ^ nem o amigo de teu pai; v a nem ennes na casa de teu irmão no dia da tua adversidade; melhor é o viz 1 perto do que o irmão longe. ” N? .cr ñ. . y . au. _qm. ›._qn= .›. r_. u.-. ._-. r
  65. 65. 1 KN. x (iifovérbios 275,6) e 3. Relacionamentos corretos enne amigos Ser conselheiro É ÃS Melhor e a repreensão ü " üanca do que o amor v a encoberto. 6 Leais são as feridas si. AS¡ feitas pelo mas os beijos do inimigo são xx? enganosos. ”
  66. 66. (Brovérbios 13:20) 3. Relacionamentos corretos enne amigos as mas eompwhias É , b”, / “O que anda com os u , sábios ficará sábio, mas o eiro dos si. S): tolos será desüuido. ”
  67. 67. 3. Relacionamentos corretos enne amigos as mas eompwhias É x/ , ñNão vos enganeis: as as conversações corrompem os bons cos a es. N? .cr 99
  68. 68. (Pkrfovérbios 12:26) 3. Relacionamentos corretos enne amigos Escolher as boas companhias; x/ , / “O justo é mais excelente do que o seu próximo, mas o dos ímpios faz errar ” N? .cr
  69. 69. CÉProvérbios 16:7) 3. Relacionamentos corretos enne amigos Ser fiel ao Senhor É í' x/ , K°°Sendo os do homem agadáveis ao Senhor, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele. ” N? .cr
  70. 70. 3. Relacionamentos corretos enne amigos f E a b, diñcil enoonnar bons amigos e desñfutar de u sinceras ades no i contexto til das relações humanas a iii *ii* modernas.
  71. 71. Pense! W A difamação é a do invejoso para separar os melhores amigos. _g7
  72. 72. Atenção! ! l Ií'§: §i“to›» Se você tem o amigos que só lhe i a 'i elogiam e sempre u í oonoor com você, afaste-se t** as: deles.
  73. 73. Atenção! ! l Ií'§: §i“to›» Amigos o verdadeiros i' a u A mosnam nossos í erros para que e O . cri possamos corrigidos.
  74. 74. , » ALÉMD h 4 OVIRTUAL
  75. 75. ntidaes svazes _ . Ele Tmha 2000 amigos no Facebook, pense¡ que ía fer / x-r n
  76. 76. o CONTRATO 1:5 DIVÓRCIO mz. CLARAMENTE QHE você FICA com A CASA, o CARRO e o BARCO, MAS eu FICO com os Amrqos no FACEBOOK. .. A-: eENT-x (ZQ-. Alrã v_ numas¡ ncgznwvx LOM n:
  77. 77. j¡ É"? Já( H . ..rn “Íi A l. . H "É . um JD l V *FuEíIÉ/ &íilãktilh *i* _e g N_ Os verdadeiros v: eu conto no dedo. ii¡ "AT-yr. ' '* . l* 1°? ” zu_ ' ' na_ _ l v' _ *J
  78. 78. 2. Além da aparência fugaz As amizades devem resrstn aos rnod1smos l tecnológicos modernos, i , x/ , muito embora estes . bém possam contribuir positivamente i i< ° se: à manutenção dos t gos e o enconno de ouuos, “F41
  79. 79. 3. Igeja como cenno de amizades saudáveis, Ií'§: §i“to›» Cons W l relacion entos i a " sólidos a partir u ' de sua convivência na e < ° s: igeja
  80. 80. 3. Igeja como cenno de amizades saudáveis, A igreja é uma p b¡ comuni de propícia A ao desenvolvimento de zades sadias e sólidas que perdurarão a o** 192-) K por toda vida. x/ , xx . à “M
  81. 81. :Voos: , queise : deseatr p ”
  82. 82. o diminuído ü) m
  83. 83. jam*iíqu”sejiai 'der 7 H 1” . l. Ícaiítilligl
  84. 84. :H 15 aii<sia > aímzl t)
  85. 85. Conclusão W Ainda maior e melhor é ter o Senhor como verdadeiro N? .cr
  86. 86. i “Xkx o e . . ks, verdadeiro amgo. Conclusão / Moisés (Êx 33.11), Abraão (Is 41.8; Tg 2,23) destacaram-se como amigos de Deus. O Senhor jamais p , o decepciona, jamais abandona. . Ele é
  87. 87. Hora Revisão l, Faça a distinção entre amigo e zade, 2. Cite dois exemplos de amizade sincera na Bíblia. a * i7 ASZ
  88. 88. Hora Revisão K 4. O que as pessoas N buscam quando a , a b” , ç qualidade na zade i u W não é encontrada nas K redes sociais? / N? .cr 5. Porque a igreja é um excelente lugar para amizades duradouras?
  89. 89. _ Referências httpz/ /euvoupraebd. blogspot. eom. br/ httpz/ /porlzalebdorgbr/ http: l/atitudedeaprendizblogspoteombr/
  90. 90. ÃÍPOTÉmImS [Í . .u e u. . q** óre

×