DESIGN DE PRODUTOS 
DE TECNOLOGIA 
em um mundo repleto 
de informação 
mauro pinheiro 
Universidade Federal do Espírito Sa...
design de sistemas de informação
sistemas de informação 
conjunto de pessoas, procedimentos e 
equipamento projetado, construído, 
operado e mantido com a ...
fenômeno contemporâneo 
físico + digital
dados, notícias, informação… 
atualização 
físico digital
interfaces distintas 
• diferentes contextos de uso 
• diferentes possibilidades de manipulação 
• experiências particular...
ambiente digital potencializa a 
integração produtos + serviços 
os produtos deixam de existir isoladamente, 
sendo parte ...
tendência percebida nos 
produtos digitais: 
concentração de funções 
em um único dispositivo
shhh!
múltiplas 
fontes de 
informação 
conexão 
constante 
mobilidade 
sobrecarga de 
informação 
aumento da 
complexidade 
dos...
#!~¶∞¡º*…
John Seely Brown 
Mark Weiser
“as tecnologias mais profundas 
são aquelas que desaparecem” 
(Weiser, 1991)
computação pervasiva 
computação ubíqua, internet das coisas, objetos inteligentes etc. 
objetos do cotidiano comportam co...
favorecimento de outros 
modos cognitivos: 
centro x periferia atencional
calm technology e sistemas de 
informação ambiente 
calm tech 
atenção 
centro periferia 
(WEISER e BROWN,1996)
o computador «desaparece» 
as «coisas» têm componentes 
computacionais, mas não são 
computadores 
exibem informações, mas...
físico 
analógico 
estático 
físico 
analógico 
estático 
virtual 
digital 
dinâmico 
virtual 
digital 
dinâmico
físico 
analógico 
estático 
físico 
analógico 
estático 
virtual 
digital 
dinâmico 
virtual 
digital 
dinâmico 
híbrido
diferentes graus de «hibridização» 
ffííssiiccoo ddiiggiittaall 
ddiiggiittaall 
ffííssiiccoo 
físico digital
Pileus: 
Takashi Matsumoto 
Universidade de Keio
Gus e Penny 
(e sua dona)
Botanicalls 
botanicalls
sistemas de informação ambiente 
“apresentam continuamente informações 
que podem ser monitoradas pelas pessoas, 
sem exig...
ambient umbrella
goodnight lamp 
(Alexandra Deschamps-Sonsino)
history tablecloth 
William Gaver, Andy Boucher, Andy Law, Sarah Pennington, (Goldsmiths College), 
John Bowers (Universit...
datafountain 
Koert Van Mensvoort, Eindhoven University of Technology
Ponto Vitória 
ônibus municipais com GPS 
são rastreados 
interface web permite 
verificar o tempo de chegada 
dos ônibus ...
canais alternativos ao Ponto Vitória via celular 
demandam muita atenção para conseguir a informação 
meu busão 
no ponto ...
atualização do sistema de informação municipal 
VisualizaBus
#visualizabus (Marcos Vinicius Forecchi Accioly) 
contexto específico: laboratório da Ufes 
sistema de informação ambiente...
oportunidades em uma cidade “inteligente”
cidade inteligente? 
panóptico de Bentham? 
cidade do controle de Deleuze? 
de quem é a inteligência?
a “inteligência” deve ser construída 
organicamente, em sentido bottom-up, 
com participação de seus citadinos 
«empoderam...
a participação do cidadão no 
desenho da cidade depende da 
tomada de consciência do 
que ocorre nesse espaço
informar sem sobrecarregar 
informação integrada ao ambiente
OBRIGADO! 
mauro pinheiro 
mauro.pinheiro@gmail.com 
mauro.pinheiro@ufes.br 
mpinheiro@esdi.uerj.br
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Hackathon Sesi Cultura Digital 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hackathon Sesi Cultura Digital 2014

532 visualizações

Publicada em

Apresentação feita para a Hackathon do Sesi Cultura Digital 2014

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • These are diagrams showing alternative bridge designs for the Southwark Bridge, in Southbank, Thames River (London).
    (source: personal archive)
  • This is a panel showing the trains schedule, at King Cross Station (London).
    (source: personal archive)
  • This is a signage system at the British Museum
    I think signage is a classic example of Information Systems, one that deals with many different aspects of design – architecture, information architecture, information design, way finding and so on.
    (source: personal archive).
  • This is the map of Copacabana, in Rio de Janeiro (where I live).
    It is an example of geographical information system.
    This was a printed page of a catalog, similar to the Yellow Pages. The map here serves as part of a street index system.
  • And now things start to get a more interesting.
    This is also a map of Copacabana, viewed on Google Earth. The same basic geographical information that we saw on the previous slide is enhanced with many other layers of information, including data about places, stores in that location, and other information that can be added by users of this system, like photographs, notes and so on.
    It’s a dynamic information system, that can be updated over time.
  • Again, a map of the same place (Copacabana) on Google Maps, using my cellphone. Here it is also possible to see dynamic data that can be updated over time, although in a less complex interface compared to the desktop version of Google Earth. In this mobile version, the GPS can update my location on the map, so I can easily relate the map to my surroundings.
    These last 3 examples intended to show how the interface can make a difference when it comes to deal with the same basic information.
    In a sense, the design of the information system can empower the user, adding layers of information and features. But on the other hand, it can also be much more complex to deal with the information system itself, making it harder to use it.
  • virtualização do jornal: dados que se atualizam em formatos diferentes » só foi possível pela tecnologia digital
    cada atualização comporta características e possibilidades de uso diferentes
    contexto, condições de fruição, possibilidades de manipulação do artefato
  • infográficos “interativos”, tabelas dinâmicas, customização
  • For example, the fact that the cellphone can be used in any place makes people use it in any place.
    The fact that we can be tracked anywhere and anytime with our cellphones, make people track us. We are connected full time.
    Media creates environments, and we have certain behaviors on these media environments, that sometimes overlaps the expected behavior on a real environment.
  • necessidade de pensar o computador a partir de outra perspectiva – a perspectiva do desktop geraria mais estresse. O telefone celular, apesar de muito distinto do desktop, ainda partilha de uma perspectiva da computação semelhante, só que móvel e pequena.
  • as tecnologias que mais afetam nosso dia a dia, ou as quais mais se entrelaçam no nosso cotidiano
  • computadores “invisíveis”, como uma ferramenta que você usa sem prestar atenção na ferramenta. Você presta atenção no que você faz com a ferramenta.
  • Pileus: projeto de Takashi Matsumoto, da Universidade de Keiohttp://www.pileus.net/ -- Pileus is an umbrella connected to the Internet to make walking in rainy days fun. Pileus has a large screen on the top surface, a built-in camera, a motion sensor, GPS, and a digital compass. The current prototype has two main functions: photo-sharing and 3D map navigation.
    The photo function is connected to a major web service: Flickr API. A user can take photo with a camera on the umbrella, and pictures are uploaded to Flickr in two minutes with context tags via a wireless Internet connection. User can also enjoy themselves watching photo-streams downloaded from Flickr with simple operation of wrist snapping.
    It also has a function of 3D Map. Detecting a location data from GPS, it shows a 3D bird view around the user. User can walk-through a city comparing the 3D views and real sights, and the map is always updated by GPS and a digital compass. It aims to create natural augmented reality with a large information screen on the umbrella.
  • This is the weather rooster (galinho meteorológico). It is a Brazilian popular product that helps to predict the weather, without needing any computing device.
    The rooster is coated with layers of cobalt chloride, a chemical with the property of changing its color depending on the humidity of the air. The blue color indicates low humidity, while the shades of pink indicate an environment with higher humidity in the air.
    Obviously the accuracy of this system is limited, since the humidity of an environment is not related only to the weather conditions.
  • CTRUS - Muda de cor quando passa dos limites do campo (bola fora ou Gol). Grava informações sobre força do chute e velocidade de deslocamento. Localização controlada por RFID e GPS. Vídeo.
  • CTRUS - Muda de cor quando passa dos limites do campo (bola fora ou Gol). Grava informações sobre força do chute e velocidade de deslocamento. Localização controlada por RFID e GPS. Vídeo.
  • Muda de cor quando passa dos limites do campo (bola fora ou Gol). Grava informações sobre força do chute e velocidade de deslocamento. Localização controlada por RFID e GPS. Vídeo.
  • This is the GoodNight Lamp, by Alexandra Deschamps-Sonsino. It is a “family” of lamps, composed of a large “parent” lamp and smaller ones, the children.
    Each "parent lamp" is wirelessly connected to its children
    The idea is to give away the little lamps to your loved ones. Wherever they are, when you turn your light on, theirs will turn on as well, giving a sense of closeness and presence.
    Although the information conveyed is very limited, like “I’m here, I’m home”, its effect can be very powerful among the users of this system, but without demanding their attention completely, leaving them free to carry on with other tasks.
    (fonte: http://www.goodnightlamp.com)
  • This is the GoodNight Lamp, by Alexandra Deschamps-Sonsino. It is a “family” of lamps, composed of a large “parent” lamp and smaller ones, the children.
    Each "parent lamp" is wirelessly connected to its children
    The idea is to give away the little lamps to your loved ones. Wherever they are, when you turn your light on, theirs will turn on as well, giving a sense of closeness and presence.
    Although the information conveyed is very limited, like “I’m here, I’m home”, its effect can be very powerful among the users of this system, but without demanding their attention completely, leaving them free to carry on with other tasks.
    (fonte: http://www.goodnightlamp.com)
  • William Gaver, Andy Boucher, Andy Law, Sarah Pennington, (Goldsmiths College), John Bowers (University of East Anglia), Nicholas Villar (Lancaster University)
  • Hackathon Sesi Cultura Digital 2014

    1. 1. DESIGN DE PRODUTOS DE TECNOLOGIA em um mundo repleto de informação mauro pinheiro Universidade Federal do Espírito Santo Depto. de Desenho Industrial Universidade do Estado do Rio de Janeiro Escola Superior de Desenho Industrial
    2. 2. design de sistemas de informação
    3. 3. sistemas de informação conjunto de pessoas, procedimentos e equipamento projetado, construído, operado e mantido com a finalidade de coletar, registrar, processar, armazenar, recuperar e exibir informação, podendo assim servir-se de diferentes tecnologias
    4. 4. fenômeno contemporâneo físico + digital
    5. 5. dados, notícias, informação… atualização físico digital
    6. 6. interfaces distintas • diferentes contextos de uso • diferentes possibilidades de manipulação • experiências particulares em cada meio • diferentes níveis de engajamento o jornal digital permite: infográficos «interativos», tabelas dinâmicas, customização, imagem em movimento, integração de mídias, integração com redes sociais, atualização em tempo real, acesso imediato à produção histórica de determinado colunista, alertas customizados por palavras-chave etc.
    7. 7. ambiente digital potencializa a integração produtos + serviços os produtos deixam de existir isoladamente, sendo parte de um ecossistema complexo, que inclui serviços e interfaces diversas. a experiência perpassa diferentes contextos, com formas de interação distintas
    8. 8. tendência percebida nos produtos digitais: concentração de funções em um único dispositivo
    9. 9. shhh!
    10. 10. múltiplas fontes de informação conexão constante mobilidade sobrecarga de informação aumento da complexidade dos sistemas
    11. 11. #!~¶∞¡º*…
    12. 12. John Seely Brown Mark Weiser
    13. 13. “as tecnologias mais profundas são aquelas que desaparecem” (Weiser, 1991)
    14. 14. computação pervasiva computação ubíqua, internet das coisas, objetos inteligentes etc. objetos do cotidiano comportam componentes computacionais que captam informações do ambiente, transmitem dados, estão na rede
    15. 15. favorecimento de outros modos cognitivos: centro x periferia atencional
    16. 16. calm technology e sistemas de informação ambiente calm tech atenção centro periferia (WEISER e BROWN,1996)
    17. 17. o computador «desaparece» as «coisas» têm componentes computacionais, mas não são computadores exibem informações, mas não necessitam de telas nem sempre demandam nossa ação/atenção direta
    18. 18. físico analógico estático físico analógico estático virtual digital dinâmico virtual digital dinâmico
    19. 19. físico analógico estático físico analógico estático virtual digital dinâmico virtual digital dinâmico híbrido
    20. 20. diferentes graus de «hibridização» ffííssiiccoo ddiiggiittaall ddiiggiittaall ffííssiiccoo físico digital
    21. 21. Pileus: Takashi Matsumoto Universidade de Keio
    22. 22. Gus e Penny (e sua dona)
    23. 23. Botanicalls botanicalls
    24. 24. sistemas de informação ambiente “apresentam continuamente informações que podem ser monitoradas pelas pessoas, sem exigir o foco de sua atenção” (Mankoff e Dey, 2003)
    25. 25. ambient umbrella
    26. 26. goodnight lamp (Alexandra Deschamps-Sonsino)
    27. 27. history tablecloth William Gaver, Andy Boucher, Andy Law, Sarah Pennington, (Goldsmiths College), John Bowers (University of East Anglia), Nicholas Villar (Lancaster University)
    28. 28. datafountain Koert Van Mensvoort, Eindhoven University of Technology
    29. 29. Ponto Vitória ônibus municipais com GPS são rastreados interface web permite verificar o tempo de chegada dos ônibus aos pontos de parada na cidade demanda muita atenção para conseguir a informação
    30. 30. canais alternativos ao Ponto Vitória via celular demandam muita atenção para conseguir a informação meu busão no ponto buzzão vitória vixbus
    31. 31. atualização do sistema de informação municipal VisualizaBus
    32. 32. #visualizabus (Marcos Vinicius Forecchi Accioly) contexto específico: laboratório da Ufes sistema de informação ambiente glanceable display envolve poucos recursos atencionais passível de habituação
    33. 33. oportunidades em uma cidade “inteligente”
    34. 34. cidade inteligente? panóptico de Bentham? cidade do controle de Deleuze? de quem é a inteligência?
    35. 35. a “inteligência” deve ser construída organicamente, em sentido bottom-up, com participação de seus citadinos «empoderamento»
    36. 36. a participação do cidadão no desenho da cidade depende da tomada de consciência do que ocorre nesse espaço
    37. 37. informar sem sobrecarregar informação integrada ao ambiente
    38. 38. OBRIGADO! mauro pinheiro mauro.pinheiro@gmail.com mauro.pinheiro@ufes.br mpinheiro@esdi.uerj.br

    ×