Projetos Ciencias Comp

790 visualizações

Publicada em

pps de projetos e realizações com teor didatico interativo

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
790
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projetos Ciencias Comp

  1. 1. CENOTÉCN ICA
  2. 2. A CENOTÉCNICA é uma empresa focada em projetos e realizações especiais. Contando com uma equipe que vem atuando há mais de 15 anos no mercado, já realizou diversas montagem de exposições, trabalhos na área cinematográfica, teatral, efeitos especiais, "mock-ups", implementação de projetos especiais interativos e etc... Consolidamos uma posição segura em todas as etapas de trabalho bem sucedido. No contato com o cliente, disponibilizamos nossa experiência, sugerindo soluções que otimizam o processo e geram novas idéias e soluções. Para possibilitar estas realizações de maneira adequada, contamos com toda a infra-estrutura necessária, desde as instalações ao equipamento, equipe e fornecedores comprovadamente eficientes, garantindo assim o cumprimento de prazos e satisfação de nossos clientes.
  3. 3. Transmissão de movimento Série de bicicletas suspensas em monotrilho.Em cada uma delas acionava-se a roda motriz a partir de diferentes mecanismos como correntes de transmissão, cascata de engrenagens, catracas e manivelas alternativas, correias e etc. Resultava em grande interesse dado o caráter competitivo da brincadeira uma vez que todas as crianças adoravam chegar em primeiro lugar.
  4. 4. Ar em movimento Uma ventoinha acionada por manivela desenvolve potência suficiente para levantar esferas de pesos diferentes
  5. 5. Tensão Superficial e mecanismos diversos Uma ventoinha acionada por manivela e diversos mecanismos produzem grandes bolas de sabão a partir do movimento consecutivo de várias peças e do ar soprado
  6. 6. Outra versão com variantes de mecanismos e produção de bolhas em diferentes direções
  7. 7. Ar em movimento Outra versão com variantes de mecanismos e produção de bolhas em grandes formatos. Ênfase no sistema de polias e correias.
  8. 8. Tensão Superficial e mecanismos diversos. Formas geométricas são mergulhadas e retiradas de uma solução de sabão por um sistema mecânico de manivelas. Na superfície são criadas formas decorrentes da tensão superficial.
  9. 9. Um grande brinquedo para demonstrar diversos mecanismos e suas utilidades. Um robo que ao ser acionado através de manivelas recolhe uma bola e a deposita em uma calha. A partir daí a bola rola por efeito da gravidade e só completa o ciclo se uma série de alavancas, pedais, manivelas e etc... São acionados pelas crianças
  10. 10. Alavancas Gangorras que ilustram os princípios das alavancas e do equilíbrio de pesos e braços.
  11. 11. Alavancas A resistência que o ar produz em uma vela circular, freando a gangorra demonstra sua capacidade de frear também os para-quedas, movimentar barcos e atuar como fluido com viscosidade baixa porem real
  12. 12. O som da voz das pessoas, amplificado pela corneta faz um feixe de laser dançar e formar figuras interessantes em um anteparo. Torna-se possível assim “ver” a modulação do som
  13. 13. Este conjunto demonstra o funcionamento do mecanismo de escape utilizado em relógios antigos. Aliado a infográficos tem grande poder didático
  14. 14. Uma atividade para grupos Cada uma das cadeiras coloridas é dotada de um gerador de energia elétrica a partir de pedais e controla um pequeno carro com a mesma cor. Quem pedalar mais gera mais energia e ganha a corrida. Um comutador no final da pista inverte a rotação do motor e faz com que a corrida seja uma ida e volta
  15. 15. O carrinho tem três rodas e uma forma inusitada
  16. 16. Mecanismos de auto regulagem ilustram os princípios da cibernética. Aqui temos exemplos dos propostos por James Watt para o controle de velocidade das máquinas a vapor
  17. 17. Este conjunto demonstra o funcionamento do mecanismo de escape utilizado em relógios antigos através de pêndulos.
  18. 18. Buracos Negros Para demonstrar a teoria dos buracos negros uma malha tencionada por manivelas em diferentes graus desvia a trajetória prevista de uma esfera até o ponto em que a esfera é “engolida”. Pode-se variar a velocidade de lançamento e direçao da esfera bem como a deformação da superfície
  19. 19. Teoria da Relatividade Para ilustrar a diferença de trajetórias de um raio de luz para dois referenciais diferentes utilizamos o famoso exemplo do trem.Dois traçados resultam de um mesmo movimento ao mesmo tempo trazendo a tona a questão do tempo
  20. 20. Partes do Projeto para exposição multimídia comemorativa do centenário do voô do 14-Bis de Santos-Dumont
  21. 21. Hélices
  22. 22. As hélices impulsionavam ou arrastavam balões, aviões e as mais bizarras tentativas de alçar vôo. De diversos formatos e realizadas com materiais disponíveis tiveram um papel importante na realização deste sonho tão antigo na humanidade. Hélices
  23. 23. Ao acionar manivelas o usuário fará funcionar diferentes tipos de hélices experimentando a resistência e rendimento típico de cada uma pois estas estarão livres para subir no eixo em que se encontram fixadas a partir do movimento que o usuário lhes conferir. Hélices
  24. 24. Hélices
  25. 25. Hélices
  26. 26. Dirigíveis
  27. 27. Esta instalação é constituída por um teto inflado lembrando a parte de baixo de um balão. Neste teto poderemos ter projeções em back light de filmes e fotos. Na parte inferior teremos pendurada uma estrutura como as utilizadas por Santos-Dumont em seus balões. Esta estrutura por sua vez serve de sustentação para infográficos e imagens da época além de experimentos interativos que permitem ao usuário experimentar algumas das soluções adotadas na época. Tem características adequadas a montagem indoor e em pequenos espaços Balõe s
  28. 28. Balõe s
  29. 29. Balõe s
  30. 30. Balõe s
  31. 31. Expositores
  32. 32. Um expositor típico que poderá ser arranjado em diversas configurações e sustentar diversas formas de conteúdo. A estrutura proposta será realizada em madeira e cordões lembrando a estrutura dos dirigíveis e aviões da época com um diferencial muito expressivo, tratam-se de tensigridades, estruturas onde os elementos sujeitos a compressão, as madeiras portanto, não se tocam. É a conjugação de tração e compressão de maneira inteligente que confere rigidez a peça que parece flutuar e causa grande impacto dada sua característica inusitada.
  33. 33. Os expositores interativos são construídos com os mesmos materiais, técnicas e soluções adotados nos aparelhos aeronáuticos do início do século passado. Neste expositor teremos diversos dispositivos dedicados a dirigibilidade de balões e aviões. Direção
  34. 34. O usuário poderá experimentar o efeito que a atuação em um comando exerce sobre o leme ou profundor de um avião. Paralelamente terá acesso a fotografias e infográficos explicando a função e funcionamento destes aparatos nas realizações de Santos Dumont além de realçar suas contribuições definitivas para a solução do problema da dirigibilidade. Direção
  35. 35. Diversos
  36. 36. Experimento interativo onde ficam explicitas as diversas modalidades de hélices e seus desempenhos já tratado anteriormente, a hélice e seu funcionamento, aqui se traduz em outra máquina mais adequada aos mais jovens. Uma instalação individual e portanto passível de ser adotada em numero adequado a cada circunstancia, propõe ao usuário que pedale e tente fazer subir mais alto possível uma hélice diferente. Por se tratarem de aparatos individuais podem ser dispostos organizando espaços expositivos e em numero variável.
  37. 37. Um carrossel de aviões. Certamente uma ousadia mas de enorme impacto visual e vivencial. Experimento interativo com carrossel de pequenos “aviões” impulsionados a hélices movidas a pedais e manivelas
  38. 38. Voar, ainda que suspensos por uma estrutura.
  39. 39. Aeronave de Asas rotatórias, assim se define um helicóptero. Propomos um helicóptero cativo, munido de um sistema de contrapesos a aliviar a força necessária para a elevação da aeronave e seu usuário. O motor serão as pernas. A sensação de elevar-se por seus próprios meios, utilizado asas será certamente inesquecível
  40. 40. Um túnel de vento capaz de elevar uma pessoa, a possibilidade de controlar o pequeno perfil de asa e fazer com que se suba ou desça demonstrará claramente os princípios envolvidos no vôo. Uma instalação mais comprometedora que as outras dado seu custo mais elevado, ruído gerado e complexidade de construção e operação mas certamente também dotada de efeito único. Há que considerar a instalação deste aparato de maneira a valorizar a exposição como um todo.
  41. 41. A estabilidade do dirigível controlada pelo usuário
  42. 42. Diversos modelos de aviões, presos a um fio a descer promovem competições e experiências lúdicas entre os usuários
  43. 43. Grandes ventiladores impulsionam para- quedas para o alto e sustentam o usuário. Diversas formas demonstram diversas performances
  44. 44. Nave Escola do Planetário do Rio De Janeiro realização cenográfica e de mecanismos para esta instalação multimídia permanente
  45. 45. Desenvolvimento de projeto e realização de mecanismos capazes de comparar os fusos horários de partes do mundo para o Museu do Universo no Planetário do Rio de Janeiro
  46. 46. Formação de imagem virtual por dois espelhos parabólicos. A aproximação de dois espelhos concavos e parabólicos cria uma imagem totalmente realista e virtual de objeto em seu interior. O dispositivo de suporte permite a aproximação suave e precisa dos espelhos
  47. 47. Projeto e confecção de um modelo de sistema Heliocêntrico em aço para o Museu do Universo

×