Quo vadis Angola – Uma reflexão sobre o sistema
público de saúde
- Constatações no quadro de uma digressão pelas província...
A promoção da saúde, segundo reza a Carta de Ottawa, deve
visar a equidade.
OS GANHOS DA PAZ TÊM SIDO
ASSIMETRICAMENTE
REPARTIDOS
CEIC, 2012
Local N.o de atendimentos
Lubango/Secretariado
Prov.
10
Chibia - Mukuna 20
Gambos-Huíla 15
Ondjiva/Secretariado
Prov.
05
O...
Chefe tradicional do Kuroka em Kalueke deficiente físico em
decorrência de fracturas na perna esquerda que seria facilment...
BAIXA TAXA DE OCUPAÇÃO DE CAMAS,
SALVO MELHOR OPINIÃO REVELA UMA
FALTA DE CONFIANÇA NO SISTEMA
Elevado numero de crianças sugere taxas altas de fertilidade
IDOSOS NÃO BENEFICIAM DE NENHUMA ASSISTÊNCIA DO ESTADO
Chimpaka em Onangwé, Namacunde. Pessoas e animais partilham a mesma
fonte de água!
SURTO DE CÓLERA NO BAIRRO 05 DE ABRIL NO NAMIBE
Situação dos técnicos de saúde formados pela UNITA
• Inseridos na função pública
• Não inseridos
• Detenções pela Polícia ...
• Persistem graves debilidades no sistema público de saúde resultado de uma
filosofia de governar que infesta o modelo pro...
• Está assim configurada uma profunda crise no sector
da saúde que só pode ser revertida mediante a
implementação de ampla...
• A UNITA entende, no entanto, que estas reformas só podem ser conduzidas com sucesso no
âmbito de uma mudança mais ampla ...
É com estas reformas que a UNITA se compromete!
KWACHA ANGOLA!
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Saude unita visa_opp
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Saude unita visa_opp

266 visualizações

Publicada em

Cr'itica ao sistema p'ublico de saude de Angola

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saude unita visa_opp

  1. 1. Quo vadis Angola – Uma reflexão sobre o sistema público de saúde - Constatações no quadro de uma digressão pelas províncias do sul de Angola Por: Maurílio Luiele – Secretário Nacional para a Saúde da UNITA
  2. 2. A promoção da saúde, segundo reza a Carta de Ottawa, deve visar a equidade.
  3. 3. OS GANHOS DA PAZ TÊM SIDO ASSIMETRICAMENTE REPARTIDOS CEIC, 2012
  4. 4. Local N.o de atendimentos Lubango/Secretariado Prov. 10 Chibia - Mukuna 20 Gambos-Huíla 15 Ondjiva/Secretariado Prov. 05 Ondjiva/acampamento 35 Ondjiva/ Lagoa 15 Kafu/Ombandja 20 Onangwé/ Namacunde 25 Kalueke (Omukanda) 12 Kuvelai 20 TOTAL 177
  5. 5. Chefe tradicional do Kuroka em Kalueke deficiente físico em decorrência de fracturas na perna esquerda que seria facilmente corrigidas por cirurgia
  6. 6. BAIXA TAXA DE OCUPAÇÃO DE CAMAS, SALVO MELHOR OPINIÃO REVELA UMA FALTA DE CONFIANÇA NO SISTEMA
  7. 7. Elevado numero de crianças sugere taxas altas de fertilidade
  8. 8. IDOSOS NÃO BENEFICIAM DE NENHUMA ASSISTÊNCIA DO ESTADO
  9. 9. Chimpaka em Onangwé, Namacunde. Pessoas e animais partilham a mesma fonte de água!
  10. 10. SURTO DE CÓLERA NO BAIRRO 05 DE ABRIL NO NAMIBE
  11. 11. Situação dos técnicos de saúde formados pela UNITA • Inseridos na função pública • Não inseridos • Detenções pela Polícia Econômica vs Acordos de Paz
  12. 12. • Persistem graves debilidades no sistema público de saúde resultado de uma filosofia de governar que infesta o modelo proposto de expansão da rede sanitária do país. • O mapeamento de unidades sanitárias do país não obedece a critérios geográficos, demográficos e nosológicos consistentes, sendo determinado essencialmente por critérios de natureza política que acabam desalinhando o modelo da realidade, isto é, das necessidades reais e expectativas dos utentes- cidadãos. • Num contexto assim configurado a propalada municipalização dos serviços parece mais um presente envenenado do que propriamente um benefício, porque a centralização administrativa excessiva acaba amarrando o sistema e deixa impotente o nível municipal de gestão. Isto permite-nos concluir que:
  13. 13. • Está assim configurada uma profunda crise no sector da saúde que só pode ser revertida mediante a implementação de amplas reformas. • A necessidade de reformas no sector é amplamente reconhecida tendo o último Conselho Consultivo do Ministério da Saúde se pronunciado sobre isso
  14. 14. • A UNITA entende, no entanto, que estas reformas só podem ser conduzidas com sucesso no âmbito de uma mudança mais ampla que inclui o regime político vigente e que seja capaz de resgatar o processo democrático em Angola que assiste presentemente graves retrocessos. • As reformas com as quais a UNITA se compromete para reverter a crise actual que o sector de saúde experimenta devem ser vistas nesta perspectiva mais ampla de mudança e/ou alternância de poder, pois só desse modo se pode repor nos carris o processo democrático. • A democratização efectiva do país é condição imprescendível para ampliação da participação cidadã nos problemas comunitários, incisivamente defendida pela filosofia dos cuidados de saúde primários. • Particularmmente, o estabelecimento das autarquias, se concebidas de forma genuína, permitiria uma descentralização administrativa mais ampla e uma autonomização mais alargada das comunidades em aspectos fulcrais de saúde pública o que ajudaria a debelar a presente crise do sector.
  15. 15. É com estas reformas que a UNITA se compromete! KWACHA ANGOLA!

×