Plano de vida e carreira sebrae

7.367 visualizações

Publicada em

0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
477
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de vida e carreira sebrae

  1. 1. MÓDULO – PLANO DEVIDA E CARREIRA Professor Mauri Berton SENAC - Cascavel
  2. 2. O mundo do trabalho vem se modificando com uma velocidade cada vez mais alucinante. O que era uma prática comum há 10 anos, hoje é considerado como atitude arcaica, obsoleta. Na década de 80 do século passado, as pessoas tinham como ideal ter uma profissão (de preferência de nível superior), trabalhar numa empresa conceituada, com carteira assinada e todas as proteções. Hoje, essa configuração mudou e o perfil de quem está no mercado de trabalho é daquelas pessoas inquietas, que mudam de ocupação e de empregador e que têm como foco a sua própria carreira e não a empresa. Essa mudança de foco também apresenta o empreendedorismo como ponta de lança de uma mudança de cultura empresarial e de vida. Fonte: Sebrae
  3. 3.  - Módulo: Plano deVida e Carreira
  4. 4.  Qual a mensagem que a música lhe proporcionou?
  5. 5.  Qual o significado que percebem para o trecho da música que diz “Tudo que se vê não é igual ao que a gente viu há um segundo”?
  6. 6.  O que o autor quer dizer com “não adianta fugir, nem mentir pra si mesmo agora”?
  7. 7.  Neste encontro o tema será oTempo e principalmente uma reflexão sobre qual o uso que estão fazendo do tempo, um recurso que é impossível de ser estocado, afinal “tudo passa, tudo sempre passará”.
  8. 8.  O que você fez no Passado – já registrado;
  9. 9.  O Que você esta fazendo no Presente – que está sendo desenhado;
  10. 10.  Quais são as SUAS METAS para o Futuro - que podemos planejar como ele será.
  11. 11.  O que você entende por POTENCIAL
  12. 12.  Potencial é algo que se já tem, mas que ainda não foi desenvolvido: é uma semente que quando bem cuidada produz bons frutos
  13. 13.  Ao desenhar o futuro é preciso, no presente, utilizar o nosso potencial empreendedor, que faz com que as ideias sejam colocadas em prática e nos faz arregaçar as mangas, para aproveitar as oportunidades de vida, carreira e negócio.
  14. 14.  Façam uma análise do seu dia, pensando nas atividades que realizam diariamente, anote-as em uma folha.
  15. 15.  Agora terão a oportunidade de refletir sobre como estão utilizando o seu tempo.
  16. 16.  Um voluntário para dar um exemplo do que faz durante o dia.
  17. 17.  Quantas horas você gasta do seu dia nesta atividade?  Em quantos dias da semana você a realiza?
  18. 18.  Cada participante deverá fazer o seu cálculo e preencher a tabela de distribuição semanal do tempo
  19. 19.  Podem utilizar os registros que fizeram no inicio desta atividade sobre o que fazem diariamente.  Dicas
  20. 20.  A semana possui 168 horas. ◦ Somem as horas diárias dedicadas a cada uma das atividades listadas na primeira coluna, sendo que essas atividades podem não ocorrer necessariamente todos os dias. Por exemplo:  Você pode ir à missa/culto apenas uma vez por semana e ficar lá por 3 horas. Serão computadas 3 horas ao final da semana.  Pode utilizar em média 2 horas por dia para se locomover para o trabalho (ida e volta) e mais ½ hora (ida e volta) para se locomover para a escola. Multiplicando esse tempo por 5 dias, terá 2,5 horas x 5 = 12 horas e meia gastas com deslocamento, por semana.
  21. 21.  A coluna “Observações” servirá para anotações, especialmente a memória de cálculo sobre o uso do tempo diário e/ou o somatório de horas gastas diariamente com determinada atividade ou quantos dias realiza determinada atividade.
  22. 22. 168 horas semanais
  23. 23.  Vocês sabem quanto tempo investem em cada uma das diversas áreas das suas vidas?
  24. 24.  Olhando para a tabela que acabaram de preencher, onde gastaram mais horas?
  25. 25.  Construa o seu gráfico, com a divisão as 168 horas semanais, com as atividades que constam na tabela que acabaram de preencher.
  26. 26. PERGUNTAS
  27. 27.  ◦ Já haviam feito esta análise anteriormente?
  28. 28.  Como avaliam o resultado da distribuição do seu tempo?
  29. 29.  Onde vocês têm aplicado a maior parte do seu tempo? Onde o gráfico ficou maior?
  30. 30.  Quais as vantagens de pensar sobre a distribuição do Tempo?
  31. 31.  E as Desvantagens?
  32. 32.  O Que você tem feito com o Seu TEMPO?
  33. 33. ◦ Quais as prioridades que estão dando ao seu tempo? ◦ Estão conseguindo fazer todas as tarefas diárias que gostariam ou precisariam fazer?
  34. 34.  É comum ouvirmos as pessoas falarem que estão sem tempo, que gostariam que o dia tivesse 25 horas?
  35. 35.  Porém, por vezes o que falta é estabelecer prioridades nas atividades diárias.
  36. 36.  Importante e urgente: são as tarefas nas quais se deve dar atenção imediata, pois de sua realização dependem outras tantas. (FAÇA AGORA). Ex.: Estou doente e preciso ir ao médico. Se não for logo provavelmente a situação se agravará, necessitando eventualmente de uma internação, provocando afastamento do trabalho
  37. 37.  Importante, não urgente: são importantes, mas são tarefas de longo prazo, que precisam ser realizadas, mas ainda se tem tempo para isso (COMECE LOGO). Ex.: Tenho um problema para resolver com a operadora de celular. Demoro em resolver, a operadora corta a linha e eu fico sem telefone para me comunicar
  38. 38.  Urgente, não importante: são as tarefas que costumam desviar nossa atenção das que são verdadeiramente importantes. Geralmente são as tarefas que podemos delegar (DELEGUE). Ex.: Estou no trabalho, bem ocupado e o telefone toca. Identifico que é um amigo. Peço para alguém atender e retorno a ligação mais tarde
  39. 39.  Não importante, não urgente: são mais distrações que tarefas, desculpas para não realizar nenhum trabalho mais importante no tempo disponível (DEIXE PARA DEPOIS). Ex.:Tenho que acessar a internet para fazer uma pesquisa para o trabalho, ao invés de realiza-la, entro no Facebook.
  40. 40.  Agora crie sua Matriz Do TEMPO
  41. 41.  Qual o quadrante (Urgente, Não Urgente, Importante, Não Importante) que teve o maior número de tarefas?
  42. 42.  Quais foram as maiores dificuldades na distinção entre as tarefas importantes das não importantes e urgentes das não urgentes?
  43. 43.  Quais os aprendizados que esta atividade proporcionou?
  44. 44.  DICASVALIOSAS
  45. 45.  A organização do tempo exige controle e disciplina, para focar sempre no que é importante
  46. 46.  O segredo está na correta classificação de nossas atividades, lembrando sempre de fazer as coisas mais importantes em primeiro lugar, para que não se tornem urgentes.
  47. 47.  O essencial é a atitude de considerar seu tempo um recurso valioso, que deve ser usado com inteligência e criatividade.
  48. 48.  Tempo perdido é tempo irrecuperável, não podemos fazer o relógio voltar.
  49. 49.  Já ouviram falar em Portfólio?
  50. 50.  Portfólio é um conjunto de informações importantes, ou seja, quando uma empresa apresenta o seu portfólio para o cliente, ela mostra as melhores coisas que faz. Da mesma forma é o nosso portfólio pessoal. Ou seja, é uma coleção dos acontecimentos mais importantes ocorridos em nossa vida. É um documento personalizado, que contém fatos ocorridos e conhecimentos adquiridos num dado período de tempo
  51. 51.  Crie o seu portfólio que poderá ser em forma de álbum, cartaz, história em quadrinho ou outro formato que julgarem mais conveniente.
  52. 52.  Façam isso a partir da lembrança mais antiga que tenham das suas vidas, até os dias atuais, indicando o ano a que determinada lembrança se refere.
  53. 53.  Seus portfólios serão apresentados para os colegas de turma de forma objetiva e sucinta.
  54. 54.  Escolham um colega para compartilhar o seu portfólio.
  55. 55.  Como foi fazer o portfolio - achar os pontos mais significativos, mais importantes?
  56. 56.  Daquilo que você fez até hoje, o que mais chama a sua atenção? (sem julgamento se positivo ou negativo)
  57. 57.  Em quais momentos da vida de vocês, se perceberam utilizando o potencial empreendedor, para aproveitar as oportunidades de vida, carreira ou negócio?
  58. 58.  Imaginando que passado algum tempo você fosse construir um novo portfólio, o que gostaria de ver?
  59. 59.  Como se imaginam no futuro: que coisas vocês gostariam de estar fazendo ou de ter conquistado?
  60. 60.  MUSEU DA PESSOA  Um museu onde você é visitante, produtor e curador   O Museu da Pessoa é um museu virtual e colaborativo de relatos de vida. Aqui, toda e qualquer pessoa é convidada a contar histórias e a explorar o acervo de mais de 15 mil narrativas em textos, imagens, vídeos e áudios.  Ao longo de seus mais de 20 anos de história, o Museu da Pessoa desenvolveu diversas linhas de ação, produziu livros e vídeos com o apoio de instituições, pessoas e empresas.  Você pode participar dessa iniciativa de muitas maneiras:  Conte histórias que você traz na memória,revelando cenários, pessoas e acontecimentos que marcam sua vida e acrescentando imagens, ilustrações, áudios e vídeos.Você também pode registrar histórias de pessoas de sua família, escola, círculo de amizades ou comunidade.  Explore o acervo do Museu da Pessoa navegando pelo site, selecionando seus relatos favoritos.  Compartilhe seus relatos nas mídias sociais, convide seus amigos a participarem, incorpore nosso conteúdo em seu blog ou site, comente nosso conteúdo.Assim, você estabelece vínculos com uma rede de pessoas dedicadas a valorizar as histórias de todos.  Apoie nossas ações. O Museu da Pessoa é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que mantém suas ações com o apoio financeiro de pessoas físicas e jurídicas.  Fonte: http://www.museudapessoa.net/
  61. 61.  DESEJO E SUCESSO
  62. 62.  No seu entendimento, qual o significado para: “você tem sede de quê, você tem fome de quê”?
  63. 63.  O que a música quer dizer com “A gente não quer só dinheiro, a gente quer dinheiro e felicidade”.
  64. 64.  Quais são os seus desejos? Conseguem lista-los?
  65. 65.  Dinâmica do “Eu queria”
  66. 66.  Eu Quero
  67. 67.  Vocês acham que esses desejos são possíveis de serem realizados?
  68. 68.  Vocês tem feito algo para realizá-los? Se sim, o quê?
  69. 69.  Seja como um jogador de Futebol
  70. 70.  Atualmente tem-se necessidade de Heróis
  71. 71.  Façam divisão de Duplas, Pergunte tudo que pode ao seu Parceiro e depois apresente-se com se fosse ele.
  72. 72.  E vocês, o que entendem por sucesso?
  73. 73.  O conceito de sucesso pode variar de acordo com a expectativa de cada um. Pode estar relacionado a fama, a dinheiro, a trabalho ou ao simples fato de não desistir diante das dificuldades. 
  74. 74.  Diagrama dos DESEJOS
  75. 75. Orientação
  76. 76.  No campo “meu objetivo”, registre algo que deseja realizar ou alcançar na sua vida.  No campo “prazo” registre a data que deseja alcançar o objetivo.  Na questão “onde estou?”, responda considerando os seus valores, as suas habilidades e o seu estilo de vida atual, sendo que:
  77. 77.  Valores são características morais inerentes à pessoa, como a humildade, a responsabilidade, a piedade e a solidariedade.
  78. 78.  Habilidade é o termo ligado à capacidade e à disposição para fazer algo; é quando o indivíduo materializa em ações aquilo que sabe. Por exemplo: o cantor precisa saber cantar, o mecânico precisa colocar a máquina em funcionamento ao conserta-la.
  79. 79. ◦ Estilo de vida são comportamentos que um indivíduo ou um grupo de indivíduos exercem no cotidiano; aspectos comportamentais, expressos geralmente sob a forma de padrões de consumo, rotinas, hábitos ou uma forma de vida adaptada ao dia-a-dia.
  80. 80.  Na questão “onde gostaria de estar?”, responda considerando seus valores, suas habilidades e seu estilo de vida futuros. Perceba que:
  81. 81.  Valores: serão os mesmos de agora ou vão se modificar?
  82. 82.  Habilidades: para chegar aonde você quer, quais habilidades você vai precisar? As mesmas que você já possui ou vai precisar desenvolver novas habilidades?
  83. 83. ◦ Estilo de vida:Você pretende manter seu estilo de vida ou modificá-lo?
  84. 84.  Na questão “como chego lá?”, responda pensando sobre quais as opções que se apresentam (o que eu tenho de concreto que me ajuda a chegar lá?), quais decisões deverão ser tomadas e onde poderei buscar apoio/ajuda. Perceba que:
  85. 85.  Opções são os caminhos, as possibilidades de se alcançar o que se deseja. Ex.: para ser dono do negócio, pode-se abrir uma franquia ou iniciar num negócio totalmente novo e inovador; podem-se utilizar economias ou pedir um empréstimo.
  86. 86.  Decisões/Planos está relacionado com as escolhas que se poderá fazer para realizar esse objetivo. Vou fazer isso e não aquilo.
  87. 87.  Apoio/Ajuda são aquelas pessoas e/ou instituições que podem colaborar para que se tenha sucesso naquilo que se deseja realizar. (Família, igreja, ONG, Sebrae...)
  88. 88.  Na questão “como estou indo?”, responda pensando/analisando o que você está fazendo para alcançar o seu objetivo.
  89. 89.  Como foi para você realizar essa tarefa?
  90. 90.  O planejamento está claro e é suficiente?
  91. 91.  Onde precisam centrar mais esforços ou atenção?
  92. 92.  Entre sonhos e desejos: Quando o querer é maior que o sonhar  Erika de Souza Bueno   Todas as pessoas podem ter sonhos, metas, objetivos... e desejos. Contudo, aquelas que intencionam atingir metas ou alcançar objetivos precisam definir o ponto de chegada que se quer alcançar, pois não sabendo aonde chegar, nunca se chegará a lugar nenhum.  [...]  Se não tivermos base sólida para a concretização de algum deles (sonhos e desejos), será necessário trabalhar primeiro em função desta base para, somente depois, pensar em metodologias que permitirão a realização do que ainda está na esfera da mente e do coração.  Há muita confusão entre o que se entende por sonho e desejo. É preciso se ter clareza da definição de um e de outro termo, ou seja, do que cada qual significa verdadeiramente para cada um de nós.  Isso porque no momento que se tiver necessidade (física ou emocional) de viver algo, pode-se perceber que existe um grande abismo de diferenças entre o que é sonhar e o que é desejar. [...]  É importante fazermos este exercício conosco mesmo, ou seja, procurarmos delimitar o que realmente queremos para nós mesmos daqui para frente. Digo “para nós mesmos” porque é muito mais simples sonhar algo referente às nossas próprias vidas e histórias, pois é mais fácil de se conseguir concretização (se é que a buscamos).  [..]  Convém dizer que definir o que são sonhos e desejos não significa viver irrequieto, buscando sempre ter mais, aliás, os sonhos/desejos não precisam buscar somente “ter” mais, mas, sim,“ser” cada dia mais e melhor.  Continuando, sonhos são tudo o que faz nossos olhos brilharem, mas como há dificuldades no direcionamento de alguma energia para a realização daquilo que está somente no âmbito do “não concreto”, não há a menor previsão de datas para se viver aquilo que é sonhado.  Desejos, diferente do sonho, são evidenciados quando sentimos nosso coração bater mais forte face a algo cobiçado e, em vez de ficarmos imóveis, definimos caminhos para alcançar o objeto desejado, ou seja, não apenas envolvemos o coração, mas as nossas mentes e os nossos corpos também estão agindo em função do que queremos obter.  Para melhor esclarecer estes pontos, alguém pode sonhar em cursar uma faculdade, por exemplo, sonhar tanto até isso existir numa esfera em meio às noites de sono, enquanto se descansa de tudo o que é vivido na realidade concreta, mas se não houver busca pela materialização deste ideal, isso terá apenas características de sonho, jamais de desejo.  Quando se deseja, há busca, há trabalho, há esforço. Quando apenas se sonha, isso poderá até fazer os olhos brilharem e o coração bater mais forte, mas dificilmente se tornará realidade.
  93. 93. ◦ Inquietude e interesses pessoais: o indivíduo tem vontade de ousar. Por exemplo, ele tem vontade de ter o próprio negócio ou acredita que sua ideia pode mudar a forma de se fazer determinada coisa.
  94. 94. ◦ Observação de tendências nos mercados: o indivíduo percebe que existem novos nichos de mercado. Por exemplo, venda de roupas e acessórios para animais.
  95. 95. ◦ Pensamento de novos usos para bens e serviços atuais: o individuo detecta que determinados produtos e/ou serviços poderiam ser apresentados no mercado de forma diferente. Por exemplo, entrega de chopp em domicílio.
  96. 96. ◦ Detecção de carências não sentidas: o individuo percebe melhorias que podem ser feitas em bens e serviços. Por exemplo, manicure e depilação sofisticadas, com unhas de louça e produtos diferenciados.
  97. 97. ◦ Observação de deficiências em bens e serviços existentes: o individuo vê que existem lacunas a serem preenchidas. Por exemplo, hospedagem de sites.
  98. 98.  Percepção de uma necessidade não satisfeita: o individuo prevê lacunas que podem ser preenchidas. Por exemplo, produtos e serviços online para classes C e D
  99. 99.  O que vocês entendem sobre ser um negócio ou fazer parte de um negócio? Quais as diferenças entre essas duas frentes?
  100. 100. O que a mensagem lhes sugere?
  101. 101. ◦ A formalização é feita exclusivamente pela internet. São cerca de 500 atividades permitidas para o MEI, podendo pedir orientação e apoio no Sebrae. ◦ Cabe lembrar que, na maioria dos casos, para se tornar um Microempreendedor Individual não é necessário ter uma loja física ou um local específico para o exercício da profissão, podendo ser a própria residência do trabalhador ou até mesmo a rua. Basta procurar a Prefeitura para saber sobre a possibilidade de exercer sua atividade no local escolhido. ◦ O MEI pode ter no máximo um empregado. ◦ Os profissionais que aderirem ao Microempreendedor Individual pagarão “zero” de impostos para o governo federal e terão alíquotas muito reduzidas para as demais contribuições. O custo máximo para ser formalizado é de R$ 39,90 por mês, dependendo da atividade profissional.
  102. 102. ◦ Para o Microempreendedor Individual, não há cobrança de nenhum imposto federal, apenas o ICMS estadual e o ISS municipal, com valores fixos, independente do volume de vendas. ◦ Poderá ser concedido tratamento diferenciado e simplificado no processo licitatório com a Administração Pública, desde que previsto e regulamentado na legislação do respectivo ente.
  103. 103.  Para saber mais sobre os benefícios basta ligar no 135, gratuito para chamadas de telefones convencionais (com custos de ligação local, para chamada de celular).
  104. 104.  Uma forma visual de começar a pensar num plano é um mapa mental.  Sabem o que é um mapa mental?
  105. 105.  O mapa mental é um modelo não linear, onde não se elaboram listas e sim diagramas com ideias. Os mapas mentais partem de uma ideia e, a partir dela, as primeiras perguntas: ao invés de fazer uma lista, se faz diagramas, como no modelo que visualizam, no slide projetado.
  106. 106.  O mapa mental poderá auxiliá-los a enxergar os negócios, comentando que os mapas são excelentes instrumentos, pois possuem figuras e cores que ajudam a lembrar, por isso devem elaborar mapas coloridos como este apresentado, no slide projetado.
  107. 107. ◦ Pensem no desenho dos neurônios, eles possuem ramificações. No plano de negócios estas ramificações representam perguntas que o empreendedor precisa buscar resposta. ◦ Observem no slide as principais questões que precisam pensar sobre um negócio.
  108. 108. ◦ Analise de Mercado: auxilia o empreendedor a analisar os mercados: cliente, concorrentes e fornecedor, indicando as informações necessárias. ◦ Plano de marketing: mostra que o empreendedor precisa buscar informações sobre seus produtos, serviços, formas de comercialização e localização do negócio, indicando questionamentos que o empreendedor precisa se fazer. ◦ Plano Operacional: indica o que o empreendedor precisa para operar o negócio – colocar o empreendimento para funcionar.
  109. 109. ◦ Plano financeiro: o quanto precisará investir, quanto custará seus produtos e serviços, quais serão os seus custos e ainda auxilia a conhecer indicadores do negócio como ponto de equilíbrio, lucratividade, rentabilidade e prazo de retorno do investimento. Estes indicadores mostram se a ideia de negócio é realmente rentável, se vale a pena investir. ◦ Construção de cenários: uma projeção de como estará o mercado e os negócios no futuro. ◦ Por fim permite as avaliações do negócio e dados para a sua decisão de colocar seu negócio ou buscar uma nova oportunidade.
  110. 110.  O que ficou de mais significativo para vocês em relação à ideia de montar um negócio?
  111. 111.  Candidatar-se a uma vaga numa empresa e não saber nada sobre sua história revela falta de interesse e preparo, diminuindo suas chances de aprovação. Hoje as empresas em sua maioria possuem sites, informação sobre produtos, enfim as mais variadas informações, sem falar que podemos ainda busca-las na nossa rede de contatos.
  112. 112.  Elaborar um currículo divide-se em dois momentos: construir o currículo, se preparar nos aspectos profissionais e pessoais para o que se deseja alcançar e depois saber registrar as informações. Existem várias fontes que orientam na elaboração: sites, empresas de seleção, universidades, escolas, professores, entre outros.
  113. 113.  Roupas, acessórios e apresentação pessoal devem ser adequados ao ambiente profissional: procure dicas com profissionais, analise a empresa e o ambiente – use de bom senso. Fuja dos exageros: roupas curtas, excesso de informalidade, acessórios extravagantes. Capriche na imagem: observe unhas, cabelo, barba, higiene pessoal.
  114. 114.  Use linguagem simples e adequada ao ambiente profissional, cuidado com gírias, maneirismo, incorreções
  115. 115.  Postura Profissional: falar mal de pessoas, empresas e produtos é sempre perigoso. Dependendo pode ser considerado até falta de ética.A postura corporal bem cuidada é um bom cartão de visitas.
  116. 116.  O que mais chamou a atenção de vocês?
  117. 117.  Os principais fatores que levaram o grupo Riverdance a este desempenho são disciplina e desenvolvimento contínuo. ◦ O grupo irlandês tem os seguintes números: 1.500 dançarinos, 10.000 apresentações, 22 milhões de espectadores, 600.000 quilômetros viajados, 15.000 horas de ensaios e 14.000 sapatos de dança.
  118. 118.  Pensem inicialmente: o que quero para o futuro? Não se preocupem neste momento no como.Apenas pensem no que querem.
  119. 119.  Agora pensem no passo 2: o que fazer para alcançar?
  120. 120. Quem gostaria de comentar este slide?
  121. 121.  Ao se projetar o que se quer para o futuro, por certo está a satisfação daquilo que é importante para cada um. Por isso é necessário refletir o que desejo: satisfação pessoal ligada a status, salário ou rendimentos elevados, nada de cartão ponto, quer um pouco mais de liberdade, quer ser reconhecido por sua família como alguém de sucesso, orgulho de todos.
  122. 122.  Já se perguntaram sobre o que gostam e o que detestam? São mais extrovertidos, mais falantes, mais tímidos? O que fazem muito bem e o que não tem habilidade
  123. 123. ◦ Necessitam pensar sobre seus interesses, por exemplo, alguém que gosta de trabalhar ao ar livre, terá dificuldades em realizar atividades em ambientes fechados.
  124. 124. ◦ Imaginem alguém muito introvertido que precisa lidar com o público? Esta pessoa precisa analisar se tem potencial a ser desenvolvido e se deseja trabalhar esta característica da sua personalidade.
  125. 125. ◦ E, finalmente, pensem sobre capacidades técnicas que podem desenvolver: quero ser um jogador de futebol, mas por mais que treine eu não desenvolvo esta habilidade. Quero ser um professor de dança, artista de rua e percebo que posso treinar, me capacitar e desenvolver estas habilidades.
  126. 126.  Vamos ver como podemos fazer?
  127. 127. ◦ Cada um possui talentos, já foi elogiado por fazer algo muito bem e faz a diferença em muitas atividades, pode ser até que não percebam, mas por certo são muito bons em algumas coisas.
  128. 128. ◦ Devem também possuir muitos aspectos a serem melhorados e precisam saber identifica-los.
  129. 129. ◦ Analisem seus potenciais, considerando não apenas no que se destacam, mas no que podem se desenvolver. Lembram-se do grupo de sapateado? 15.000 horas de ensaio.
  130. 130. ◦ Após a definição do que deseja avalie o “seu querer”, analisando o cenário em seu entorno: existe espaço para sua oportunidade de negócio ou oportunidade de emprego? É promissor ou tem vida curta? ◦ Analisando estes aspectos você poderá traçar suas estratégias, de aproveitar algo momentâneo ou investir em longo prazo.
  131. 131. ◦ Conheça as competências que já possui e serão muito úteis para você no desempenho de suas atividades e verifique o que ainda precisa desenvolver. ◦ É preciso acontecer! Para isso é necessário: detalhar cada passo, definir em que tempo irá realizar, preferencialmente coloque datas com os dígitos de compromisso: dia, mês, ano; crie mecanismos de lembrança dos prazos no celular, no refrigerador, no espelho, no notebook, na agenda, na porta do roupeiro... Faça algo visível para lembrar sempre dos prazos, pois este será o seu lembrete de verificador.
  132. 132. ◦ Quando você definiu o que quer para o futuro você estabeleceu que iria aproveitar oportunidades de emprego ou oportunidades de negócios. ◦ Cheque seus passos e veja se sua opção é clara: carteira de trabalho e previdência social ou CNPJ.
  133. 133. OBRIGADO EM NOME DA EQUIPE
  134. 134.  Material elaborado em cima das apostilas do SEBRAE, o mérito de confecção da essência dos slides é inteiramente do SEBRAE, Professor Mauri Berton, apenas o passou para slides resumidos!

×