SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
Colégio Souza Leão
Jogos recreativos
Recife – 2015
Matheus Phelipe Alves Pinto
Jogos recreativos
Recife – 2015
Trabalho ministrado pelo
professor Brito, referido à
disciplina de Educação Física
para fins avaliativos.
Sumário
1. Introdução--------------------------------------------------------------04
2. A constante mudança das práticas culturais[...]----------------05
3. Jogos recreativos------------------------------------------------------05
3.1 Esconde-esconde-----------------------------------------------05
3.2 Cabra cega------------------------------------------------------06
3.3 Polícia e ladrão-------------------------------------------------06
3.4 Pega-pegacorrente--------------------------------------------06
3.5 Estouro de balão-----------------------------------------------06
3.6 Corrida de bandeira por equipe----------------------------06
3.7 Corrida do saci-------------------------------------------------07
3.8 Corrida de revezamento--------------------------------------07
3.9 Corrida de sapo------------------------------------------------07
3.10 Pega-pegacongela---------------------------------------------07
4. Conclusão---------------------------------------------------------------08
5. Fontes de pesquisa----------------------------------------------------09
Introdução: O que significa “recreação” e como está inserida em nossa sociedade?
Como o próprio nome sugere, a palavra recreação pode ser facilmente
remetida ao divertimento ou o simples ato do lazer. Embora seja a definição
mais direta e coesa, seu significado deve ser remetido às atividades culturais
de um determinado povo. O ato de recreação é fruto de práticas culturais
voltadas para o relaxamento, divertimento e, em alguns casos, uma
competição sadia. Devemos distinguir recreação de lazer, esta é uma
atividade relacionada a não prática do trabalho e aquela associa-se a busca
pelo prazer em um jogo de queimado, por exemplo e um tipo de lição, seja
ela intelectual, social. Embora haja distinção, os termos estão intimamente
correlacionados.
A constante mudança das práticas culturais e da forma recreativa
Antes de adentrar nos jogos em especial, devemos saber que eles não
são os mesmos do que dez anos atrás, por exemplo. Isso deriva-se
primordialmente da constante mudança da sociedade e do reflexo tido
principalmente pelos os indivíduos que mais praticam estes jogos – as
crianças. Vale ressaltar a grande revolução que a globalização trouxe
consigo: criação de novas atividades e até mesmo a alteração de algumas.
A mídia se tornou uma das principais idealizadoras dessas mudanças, julgando o
que é “legal” ou não. O ato de praticar tais jogosatividades enriquece-nos com excelentes
ganhos físicos, como o fôlego ao correr e até mesmo sociais, aprendendo a superar os
inúmeros desafios que essas crianças venham a ter quando crescerem diante a sociedade,
tendo respeito ao próximo e conhecendo seus limites, por exemplo. Todas as instituições
realizam tais jogos, embora estejam se extinguindo: Família, escola e a igreja.
Com o advento da tecnologia e dos meios de comunicação, as atividades recreativas têm
uma outra ótica: As relações virtuais. O principal foco é esse, mas ainda existem várias
atividades que focalizem a união e a cooperação dos membros, trazendo ganhos físicos e
morais além de uma maior interação com os membros. Listaremos algumas a seguir:
1.Esconde-esconde
Como acontece:
Uma pessoa conta enquanto os outros se escondem. No fim da contagem, deve-se
procurar quem está escondido. Se achar, corre até o local escolhido para ser o batedouro
e diz "1,2,3 fulano em tal lugar". Para se salvar, diz "1,2,3 salve eu". Quem ficar por
último pode dizer "1,2,3 salve todos". Aí, a mesma pessoa que contou volta a contar.
Caso contrário, quem foi achado primeiro é o próximo a contar e procurar.
Criançasdançando – séculoXIX Criançasdançando – séculoXX
2.Cabra-cega
Como acontece:
Escolha um lugar nem tão grande nem tão pequeno. Tire a sorte no par ou ímpar, no 0
ou 1 para ver quem será a cabra-cega. A cabra-cega deverá ter os olhos vedados com
um lenço. Depois as crianças deverão rodar a cabra-cega e iniciar a brincadeira com as
perguntas e respostas:
Todos então saem correndo e a cabra-cega deverá tentar pegar alguém. Quando
conseguir ela deverá adivinhar quem é. Se acertar a presa deverá ser a próxima cabra-
cega, se errar a cabra-cega continua sendo a mesma de antes.
3.Polícia e ladrão
Como acontece:
Parecido com o pega-pega. Há dois grupos: o da polícia e o dos ladrões. O papel da
polícia é pegar os ladrões e prendê-los em uma “cadeia”. O papel dos ladrões é salvar os
companheiros (abrindo a porta da “cadeia”) e se proteger da polícia. Se a polícia
prender todos, invertem-se os papéis.
4.Pega-pega corrente
Como acontece:
Nesse pega-pega começa com um pegador, quando ele tocar em outro participante eles
devem dar as mãos e correrem juntos, não podendo soltar as mãos, cada pessoa que for
pega vai se juntando ao grupo, sempre de mãos dadas. Ganha o jogo o último a ser
pego.
5.Estouro de balão
Como acontece:
Escolhem-se de oito a dez voluntários e todos recebem um balão atado no tornozelo ou
na cintura. Cada um deverá cuidar do seu e ao mesmo tempo tentar estourar o balão do
outro. Será vitorioso aquele que conseguir estourar os balões do adversário e
permanecer com o seu inteiro.
6.Corrida de bandeira por equipe
Como acontece:
Esta é uma brincadeira de muito movimento e vivacidade da parte dos participantes. As
equipes podem ser unidades masculinas ou femininas, e podem ser diferenciadas por
cores, em suas bandeirinhas: Vermelho e Azul. O número de participantes pode variar
de acordo com a capacidade do pátio ou campo, podendo assim unir ou não mais
unidades. Também terá que ser do mesmo número de participantes em cada equipe. A
disposição dos participantes será como se indica na ilustração, ou seja: a metade de cada
equipe frente a frente. Sob a ordem do juiz, (que se encontra no centro da área do jogo)
por apito, sinal ou voz, as pessoas designadas para iniciar a corrida, sairão em sentido
inverso, um de uma equipe e outro da contrária. A corrida deve ser realizada sem
demora, entregar a bandeira pela haste na mão do companheiro oposto. Os participantes
não deverão sair da linha para receber a bandeira. Logo que a receba correrá até seu
companheiro em frente que espera recebê-la, e assim sucessivamente até terminar com
todos os jogadores e o último que a receber correrá até o centro para plantá-la na meta
ou entregá-la nas mãos do juiz. Este declarará equipe vencedora a que corresponde à
bandeira recebida primeiro no término do jogo, a vermelha ou azul.
7.Corrida do saci
Como acontece:
A partir de uma linha riscada no chão demarcando a área, as crianças em fila, sairão
correndo e pulando em pé só, após o sinal dado. Será vencedor o competidor que
primeiro atingir a linha de chegada.
8.Corrida de revezamento
Como acontece:
Os jogadores são organizados em 2 filas. A partir de uma linha de saída, a um sinal
determinado, o primeiro jogador de cada fila deve correr, contornar um obstáculo,
retornar e bater na mão do segundo jogador, e assim sucessivamente. Será vencedora a
fila em que o primeiro voltar a ser o primeiro.
9.Corrida de sapo
Como acontece:
Os concorrentes estarão alinhados agachados em linha de partida. Ao sinal dado, todos
devem partir em pulos agachados. Vence quem primeiro atingir a linha de chegada.
10.Pega – pega congela
Como acontece:
Apenas um aluno como pegador, objetivo é tentar congelar os outros alunos. Para o
aluno congelado ficar livre novamente, um dos alunos livres deve passar por das penas
do aluno congelado.
Conclusão
O principal propósito de uma atividade recreativa é unir as pessoas e extrair
algum benefício de âmbito social – além de ganhos pessoais. As atividades
físicas que dispensem o uso da tecnologia são as mais saudáveis e
indispensáveis para uma excelente formação física e moral. Embora ainda
presentes, boaparte delas sofreram alterações para se adequarem ao gosto de
seus praticantes, outras caíram no desuso. Tal pratica é inerente ao ser
humano, enquanto tenha tempo livre, a constante busca por atividades que
tragam prazer e divertimento. Isso garante um excelente convívio social e
prepara as pessoas paraa inclusão na sociedade, como é o caso dos jovens.
Fontes de pesquisa
 Jogos recreativos e educação física
http://recreativossantosfc.blogspot.com.br/
 https://jucienebertoldo.wordpress.com/2013/01/29/jogos-e-
brincadeiras-para-as-aulas-de-educacao-fisica-e-recreacao/
 Conceito de recreação
https://pt.wikipedia.org/wiki/Recrea%C3%A7%C3%A3o
 http://pt.slideshare.net/Ed_Fis_2015/aula-01-fundamentos-da-
educacao-fisica-recreacao-e-lazer
 http://pt.slideshare.net/danilopipcbc/recreao-lazer-e-jogos-
pedaggicos-no-tempo-integral
 Educação física escolar
http://profpriedf.blogspot.com.br/2012/12/5-jogos-recreativos.html

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaDisciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaGiovanazava
 
Jogo, Esporte E Brincadeira
Jogo, Esporte E BrincadeiraJogo, Esporte E Brincadeira
Jogo, Esporte E Brincadeirarobson nunes
 
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginastic
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginasticLivro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginastic
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginasticdiegoalcantara11
 
Jogos Cooperativos na Escola
Jogos Cooperativos na EscolaJogos Cooperativos na Escola
Jogos Cooperativos na Escolathatadofla
 
Aula 01 fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazer
Aula 01   fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazerAula 01   fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazer
Aula 01 fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazerEd_Fis_2015
 
Apostila De Jogos Cooperativos
Apostila De Jogos CooperativosApostila De Jogos Cooperativos
Apostila De Jogos CooperativosInge Christmann
 
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integral
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo IntegralRecreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integral
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integraldanilopipcbc
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaevandrolhp
 
Jogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaJogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaevandrolhp
 
Planejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaPlanejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaKain2014
 
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon jorge luiz dos santos de souza
 
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...jorge luiz dos santos de souza
 
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo FundoApresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundojorge luiz dos santos de souza
 
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo FundoApresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundojorge luiz dos santos de souza
 
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundo
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo FundoApresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundo
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundojorge luiz dos santos de souza
 

Destaque (20)

Recreação
RecreaçãoRecreação
Recreação
 
Jogos cooperativos
Jogos cooperativosJogos cooperativos
Jogos cooperativos
 
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogiaDisciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
Disciplina jogos, recreação e lazer para o curso de pedagogia
 
Jogo, Esporte E Brincadeira
Jogo, Esporte E BrincadeiraJogo, Esporte E Brincadeira
Jogo, Esporte E Brincadeira
 
Recreação e lazer
Recreação e lazerRecreação e lazer
Recreação e lazer
 
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginastic
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginasticLivro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginastic
Livro de jogos e brincadeiras, atletismo e ginastic
 
Jogos Cooperativos na Escola
Jogos Cooperativos na EscolaJogos Cooperativos na Escola
Jogos Cooperativos na Escola
 
Aula 01 fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazer
Aula 01   fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazerAula 01   fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazer
Aula 01 fundamentos da educacao fisica, recreacao e lazer
 
Jogos E Brincadeiras Musicais
Jogos E Brincadeiras MusicaisJogos E Brincadeiras Musicais
Jogos E Brincadeiras Musicais
 
Jogos cooperativos
Jogos cooperativosJogos cooperativos
Jogos cooperativos
 
Apostila De Jogos Cooperativos
Apostila De Jogos CooperativosApostila De Jogos Cooperativos
Apostila De Jogos Cooperativos
 
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integral
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo IntegralRecreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integral
Recreação, Lazer e Jogos Pedagógicos no Tempo Integral
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escola
 
Jogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escolaJogos pre desportivos na escola
Jogos pre desportivos na escola
 
Planejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação FísicaPlanejamento anual da Educação Física
Planejamento anual da Educação Física
 
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon
Universidade Federal da Fronteira Sul Núcleo Extensionista Rondon
 
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...
A CULTURA COMO POTENCIALIZADOR DA PRODUÇÃO ACADÊMICA NO CAMPUS PASSO FUNDO: U...
 
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo FundoApresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 1º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
 
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo FundoApresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
Apresentações 2º dia VI SEPE UFFS - Campus Passo Fundo
 
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundo
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo FundoApresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundo
Apresentações 3º dia VI SEPE UFFS Campus Passo Fundo
 

Semelhante a Jogos recreativos - Educação física

Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.br
Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.brDinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.br
Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.brFrancisco Fernandes
 
Cidadania e solidariedade
Cidadania e solidariedadeCidadania e solidariedade
Cidadania e solidariedadeGracir
 
ColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasAna Claudia
 
ColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasAna Claudia
 
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdfSusanaMatos22
 
Manual exercício de aquecimento vs3 Final
Manual exercício de aquecimento vs3 FinalManual exercício de aquecimento vs3 Final
Manual exercício de aquecimento vs3 FinalAntonio_Luis
 
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembro
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembroAvaliação global de educação física 6º e 7º ano setembro
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembroMoesio Alves
 
Educopediaed.fisica
Educopediaed.fisicaEducopediaed.fisica
Educopediaed.fisicaAlice Regina
 
320 jogos escoteiros
320 jogos escoteiros320 jogos escoteiros
320 jogos escoteirosIsmael Rosa
 
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil Ana Paula Barros
 
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finalCptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finaldowna2013
 
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finalCptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finaltiagoferraz1907
 
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdf
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdfimpulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdf
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdfHallysonCarvalho
 

Semelhante a Jogos recreativos - Educação física (20)

Dinamicas de grupo
Dinamicas de grupoDinamicas de grupo
Dinamicas de grupo
 
Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.br
Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.brDinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.br
Dinamicas faceis-esoterikha.com-redemotivacao.com.br
 
Dinâmicas de grupo
Dinâmicas de grupoDinâmicas de grupo
Dinâmicas de grupo
 
Dinamicas de grupo
Dinamicas de grupoDinamicas de grupo
Dinamicas de grupo
 
Animaçao
AnimaçaoAnimaçao
Animaçao
 
Cidadania e solidariedade
Cidadania e solidariedadeCidadania e solidariedade
Cidadania e solidariedade
 
ColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De Brincadeiras
 
ColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De BrincadeirasColetâNea De Brincadeiras
ColetâNea De Brincadeiras
 
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf
320jogosescoteiros-150827170510-lva1-app6892 (1).pdf
 
320_20Jogos_Escoteiros.pdf
320_20Jogos_Escoteiros.pdf320_20Jogos_Escoteiros.pdf
320_20Jogos_Escoteiros.pdf
 
Manual exercício de aquecimento vs3 Final
Manual exercício de aquecimento vs3 FinalManual exercício de aquecimento vs3 Final
Manual exercício de aquecimento vs3 Final
 
Dinâmicas
DinâmicasDinâmicas
Dinâmicas
 
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembro
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembroAvaliação global de educação física 6º e 7º ano setembro
Avaliação global de educação física 6º e 7º ano setembro
 
Educopediaed.fisica
Educopediaed.fisicaEducopediaed.fisica
Educopediaed.fisica
 
320 jogos escoteiros
320 jogos escoteiros320 jogos escoteiros
320 jogos escoteiros
 
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil
O Jogo da Vida - Artigo para a Revista Coaching Brasil
 
Portefólio
PortefólioPortefólio
Portefólio
 
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finalCptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
 
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_finalCptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
Cptet2012 relat pap_05carlosmoco_final
 
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdf
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdfimpulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdf
impulsiona-2022.15-copa-quizdacopa (1).pdf
 

Mais de Matheus Alves

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaMatheus Alves
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaMatheus Alves
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Matheus Alves
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaMatheus Alves
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Matheus Alves
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Matheus Alves
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Matheus Alves
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Matheus Alves
 
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Matheus Alves
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisMatheus Alves
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoMatheus Alves
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)Matheus Alves
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matheus Alves
 

Mais de Matheus Alves (20)

Estudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na almaEstudo bíblico - Feridas na alma
Estudo bíblico - Feridas na alma
 
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramáticaInglês - Cronograma de estudos e gramática
Inglês - Cronograma de estudos e gramática
 
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
Sustentabilidade - resumo (Pablo Pessoa)
 
Links úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíbliaLinks úteis para estudar a bíblia
Links úteis para estudar a bíblia
 
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
Técnicas assistivas - seminário(diabetes)
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 2
 
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
Apostila de Cálculo (UFRPE) - Volume 3
 
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
Resumo - CAP1 - As regras do método sociológico[Durkheim]
 
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]Linguagem C - Arquivos [exercícios]
Linguagem C - Arquivos [exercícios]
 
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
Linguagem C - Alocação Dinâmica [exercícios]
 
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
Linguagem C - Ponteiros [exercícios]
 
Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]Linguagem C - Recursão [exercícios]
Linguagem C - Recursão [exercícios]
 
Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]Linguagem C - Structs [exercícios]
Linguagem C - Structs [exercícios]
 
Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]Linguagem C - Strings [exercícios]
Linguagem C - Strings [exercícios]
 
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
Linguagem C - Vetores e matrizes [exercícios]
 
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
Linguagem C - Comandos condicionais [exercícios]
 
Diferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitaisDiferença entre computadores analógicos e digitais
Diferença entre computadores analógicos e digitais
 
Silogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definiçãoSilogismo e subjetividade - breve definição
Silogismo e subjetividade - breve definição
 
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)Lista de exercícios -  vetores(Alguns gabaritos estão errados)
Lista de exercícios - vetores(Alguns gabaritos estão errados)
 
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
Matemática elementar volume 7 (Geometria Analítica)
 

Último

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 

Último (20)

A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 

Jogos recreativos - Educação física

  • 1. Colégio Souza Leão Jogos recreativos Recife – 2015
  • 2. Matheus Phelipe Alves Pinto Jogos recreativos Recife – 2015 Trabalho ministrado pelo professor Brito, referido à disciplina de Educação Física para fins avaliativos.
  • 3. Sumário 1. Introdução--------------------------------------------------------------04 2. A constante mudança das práticas culturais[...]----------------05 3. Jogos recreativos------------------------------------------------------05 3.1 Esconde-esconde-----------------------------------------------05 3.2 Cabra cega------------------------------------------------------06 3.3 Polícia e ladrão-------------------------------------------------06 3.4 Pega-pegacorrente--------------------------------------------06 3.5 Estouro de balão-----------------------------------------------06 3.6 Corrida de bandeira por equipe----------------------------06 3.7 Corrida do saci-------------------------------------------------07 3.8 Corrida de revezamento--------------------------------------07 3.9 Corrida de sapo------------------------------------------------07 3.10 Pega-pegacongela---------------------------------------------07 4. Conclusão---------------------------------------------------------------08 5. Fontes de pesquisa----------------------------------------------------09
  • 4. Introdução: O que significa “recreação” e como está inserida em nossa sociedade? Como o próprio nome sugere, a palavra recreação pode ser facilmente remetida ao divertimento ou o simples ato do lazer. Embora seja a definição mais direta e coesa, seu significado deve ser remetido às atividades culturais de um determinado povo. O ato de recreação é fruto de práticas culturais voltadas para o relaxamento, divertimento e, em alguns casos, uma competição sadia. Devemos distinguir recreação de lazer, esta é uma atividade relacionada a não prática do trabalho e aquela associa-se a busca pelo prazer em um jogo de queimado, por exemplo e um tipo de lição, seja ela intelectual, social. Embora haja distinção, os termos estão intimamente correlacionados.
  • 5. A constante mudança das práticas culturais e da forma recreativa Antes de adentrar nos jogos em especial, devemos saber que eles não são os mesmos do que dez anos atrás, por exemplo. Isso deriva-se primordialmente da constante mudança da sociedade e do reflexo tido principalmente pelos os indivíduos que mais praticam estes jogos – as crianças. Vale ressaltar a grande revolução que a globalização trouxe consigo: criação de novas atividades e até mesmo a alteração de algumas. A mídia se tornou uma das principais idealizadoras dessas mudanças, julgando o que é “legal” ou não. O ato de praticar tais jogosatividades enriquece-nos com excelentes ganhos físicos, como o fôlego ao correr e até mesmo sociais, aprendendo a superar os inúmeros desafios que essas crianças venham a ter quando crescerem diante a sociedade, tendo respeito ao próximo e conhecendo seus limites, por exemplo. Todas as instituições realizam tais jogos, embora estejam se extinguindo: Família, escola e a igreja. Com o advento da tecnologia e dos meios de comunicação, as atividades recreativas têm uma outra ótica: As relações virtuais. O principal foco é esse, mas ainda existem várias atividades que focalizem a união e a cooperação dos membros, trazendo ganhos físicos e morais além de uma maior interação com os membros. Listaremos algumas a seguir: 1.Esconde-esconde Como acontece: Uma pessoa conta enquanto os outros se escondem. No fim da contagem, deve-se procurar quem está escondido. Se achar, corre até o local escolhido para ser o batedouro e diz "1,2,3 fulano em tal lugar". Para se salvar, diz "1,2,3 salve eu". Quem ficar por último pode dizer "1,2,3 salve todos". Aí, a mesma pessoa que contou volta a contar. Caso contrário, quem foi achado primeiro é o próximo a contar e procurar. Criançasdançando – séculoXIX Criançasdançando – séculoXX
  • 6. 2.Cabra-cega Como acontece: Escolha um lugar nem tão grande nem tão pequeno. Tire a sorte no par ou ímpar, no 0 ou 1 para ver quem será a cabra-cega. A cabra-cega deverá ter os olhos vedados com um lenço. Depois as crianças deverão rodar a cabra-cega e iniciar a brincadeira com as perguntas e respostas: Todos então saem correndo e a cabra-cega deverá tentar pegar alguém. Quando conseguir ela deverá adivinhar quem é. Se acertar a presa deverá ser a próxima cabra- cega, se errar a cabra-cega continua sendo a mesma de antes. 3.Polícia e ladrão Como acontece: Parecido com o pega-pega. Há dois grupos: o da polícia e o dos ladrões. O papel da polícia é pegar os ladrões e prendê-los em uma “cadeia”. O papel dos ladrões é salvar os companheiros (abrindo a porta da “cadeia”) e se proteger da polícia. Se a polícia prender todos, invertem-se os papéis. 4.Pega-pega corrente Como acontece: Nesse pega-pega começa com um pegador, quando ele tocar em outro participante eles devem dar as mãos e correrem juntos, não podendo soltar as mãos, cada pessoa que for pega vai se juntando ao grupo, sempre de mãos dadas. Ganha o jogo o último a ser pego. 5.Estouro de balão Como acontece: Escolhem-se de oito a dez voluntários e todos recebem um balão atado no tornozelo ou na cintura. Cada um deverá cuidar do seu e ao mesmo tempo tentar estourar o balão do outro. Será vitorioso aquele que conseguir estourar os balões do adversário e permanecer com o seu inteiro. 6.Corrida de bandeira por equipe Como acontece:
  • 7. Esta é uma brincadeira de muito movimento e vivacidade da parte dos participantes. As equipes podem ser unidades masculinas ou femininas, e podem ser diferenciadas por cores, em suas bandeirinhas: Vermelho e Azul. O número de participantes pode variar de acordo com a capacidade do pátio ou campo, podendo assim unir ou não mais unidades. Também terá que ser do mesmo número de participantes em cada equipe. A disposição dos participantes será como se indica na ilustração, ou seja: a metade de cada equipe frente a frente. Sob a ordem do juiz, (que se encontra no centro da área do jogo) por apito, sinal ou voz, as pessoas designadas para iniciar a corrida, sairão em sentido inverso, um de uma equipe e outro da contrária. A corrida deve ser realizada sem demora, entregar a bandeira pela haste na mão do companheiro oposto. Os participantes não deverão sair da linha para receber a bandeira. Logo que a receba correrá até seu companheiro em frente que espera recebê-la, e assim sucessivamente até terminar com todos os jogadores e o último que a receber correrá até o centro para plantá-la na meta ou entregá-la nas mãos do juiz. Este declarará equipe vencedora a que corresponde à bandeira recebida primeiro no término do jogo, a vermelha ou azul. 7.Corrida do saci Como acontece: A partir de uma linha riscada no chão demarcando a área, as crianças em fila, sairão correndo e pulando em pé só, após o sinal dado. Será vencedor o competidor que primeiro atingir a linha de chegada. 8.Corrida de revezamento Como acontece: Os jogadores são organizados em 2 filas. A partir de uma linha de saída, a um sinal determinado, o primeiro jogador de cada fila deve correr, contornar um obstáculo, retornar e bater na mão do segundo jogador, e assim sucessivamente. Será vencedora a fila em que o primeiro voltar a ser o primeiro. 9.Corrida de sapo Como acontece: Os concorrentes estarão alinhados agachados em linha de partida. Ao sinal dado, todos devem partir em pulos agachados. Vence quem primeiro atingir a linha de chegada. 10.Pega – pega congela Como acontece: Apenas um aluno como pegador, objetivo é tentar congelar os outros alunos. Para o aluno congelado ficar livre novamente, um dos alunos livres deve passar por das penas do aluno congelado.
  • 8. Conclusão O principal propósito de uma atividade recreativa é unir as pessoas e extrair algum benefício de âmbito social – além de ganhos pessoais. As atividades físicas que dispensem o uso da tecnologia são as mais saudáveis e indispensáveis para uma excelente formação física e moral. Embora ainda presentes, boaparte delas sofreram alterações para se adequarem ao gosto de seus praticantes, outras caíram no desuso. Tal pratica é inerente ao ser humano, enquanto tenha tempo livre, a constante busca por atividades que tragam prazer e divertimento. Isso garante um excelente convívio social e prepara as pessoas paraa inclusão na sociedade, como é o caso dos jovens.
  • 9. Fontes de pesquisa  Jogos recreativos e educação física http://recreativossantosfc.blogspot.com.br/  https://jucienebertoldo.wordpress.com/2013/01/29/jogos-e- brincadeiras-para-as-aulas-de-educacao-fisica-e-recreacao/  Conceito de recreação https://pt.wikipedia.org/wiki/Recrea%C3%A7%C3%A3o  http://pt.slideshare.net/Ed_Fis_2015/aula-01-fundamentos-da- educacao-fisica-recreacao-e-lazer  http://pt.slideshare.net/danilopipcbc/recreao-lazer-e-jogos- pedaggicos-no-tempo-integral  Educação física escolar http://profpriedf.blogspot.com.br/2012/12/5-jogos-recreativos.html