Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Aplica¸oes Criativas em Economia
c˜
Aula 8 - Regras de Cri...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Organiza¸˜o
ca

Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclu...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Objetivos

Revisitar conceito de criatividade em Economia....
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Motiva¸˜o
ca
O que ´ criatividade em Economia?
e

Fonte: G...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e
Ao longo deste curso, passamos a maior parte ...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e
Mas, seria poss´ enunciarmos um conjunto de “...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e

Regra n.1: Atente aos pequenos detalhes.

Re...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e

Regra n.4: Economia n˜o ´ religi˜o.
a e
a

R...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e
Regra n.7: N˜o deixe de pesquisar por conta d...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e
John Maynard Keynes (1883-1946)

Fonte: Googl...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Evidˆncias
e

Frase de Keynes parece v´lida ainda nos dias...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Conclus˜es
o
Criatividade em Economia pode ter mais de um ...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Referˆncias
e

BECKER, G.S. The economic way of looking at...
Objetivos
Motiva¸˜o
ca
Evidˆncias
e
Conclus˜es
o
Referˆncias
e

Obrigado!
Matheus Albergaria de Magalh˜es
a
matheus.alberg...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Curso Aplicações Criativas em Economia (Aula 8 - "Regras de Criatividade")

163 visualizações

Publicada em

Matheus Albergaria de Magalhães - Curso Aplicações Criativas em Economia. Faculdade de Ciências Econômicas de São Paulo da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FACESP/FECAP), Campus Liberdade, São Paulo, 28 de Janeiro a 1º de Fevereiro de 2013.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
163
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso Aplicações Criativas em Economia (Aula 8 - "Regras de Criatividade")

  1. 1. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Aplica¸oes Criativas em Economia c˜ Aula 8 - Regras de Criatividade Matheus Albergaria de Magalh˜es a . 1o de Fevereiro de 2013 Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  2. 2. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Organiza¸˜o ca Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  3. 3. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Objetivos Revisitar conceito de criatividade em Economia. Tentar enunciar regras de trabalho relacionadas a aplica¸˜es co criativas em Economia. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  4. 4. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Motiva¸˜o ca O que ´ criatividade em Economia? e Fonte: Google Imagens . Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  5. 5. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Ao longo deste curso, passamos a maior parte do tempo discutindo criatividade em Economia e potenciais aplica¸˜es co relacionadas. Vimos que h´ mais de uma maneira de ser criativo em a Economia. Criatividade em Economia pode corresponder a: 1. Cria¸˜o de uma nova ´rea de pesquisa. ca a 2. Contribui¸˜es em distintas ´reas da Economia ou campos do co a conhecimento. 3. Utiliza¸˜o de novos m´todos para responder antigas quest˜es ca e o Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  6. 6. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Mas, seria poss´ enunciarmos um conjunto de “regras de ıvel criatividade”? A princ´ ıpio, sim. Ressalva: lista de regras possui car´ter idiossincr´tico... a a ...mas pode nos ajudar a enxergar alguns padr˜es (quando o poss´ ıvel). Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  7. 7. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Regra n.1: Atente aos pequenos detalhes. Regra n.2: Questione o senso comum. Regra n.3: Evite r´tulos. o Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  8. 8. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Regra n.4: Economia n˜o ´ religi˜o. a e a Regra n.5: Interaja com pessoas que possuem maneiras distintas de pensar da sua. Regra n.6: Nunca menospreze uma boa id´ia apenas por falta e de rigor. Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  9. 9. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Regra n.7: N˜o deixe de pesquisar por conta de limita¸˜es do a co m´todo de an´lise. e a Regra n.8: Respeite a tradi¸˜o, mas n˜o se deixe escravizar. ca a Regra n.9: Existe mais diversidade do que se imagina ` a primeira vista. Regra n.10: Pesquise assuntos que vocˆ julgue motivantes . e Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  10. 10. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e John Maynard Keynes (1883-1946) Fonte: Google Imagens . Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  11. 11. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Evidˆncias e Frase de Keynes parece v´lida ainda nos dias de hoje: a ”Bons economistas s˜o os p´ssaros mais raros. Eles devem alcan¸ar a a c um alto padr˜o em v´rias dire¸˜es diferentes e combinar talentos a a co que n˜o ´ comum encontrar juntos. Devem ser a um s´ tempo a e o historiadores, homens p´blicos e fil´sofos. Devem entender de u o s´ ımbolos e falar com palavras. Devem ser t˜o incorrupt´ a ıveis e distantes quanto um artista, ainda que por vezes t˜o p´ no ch˜o a e a quanto um pol´ ıtico” (Keynes 1972 [1933]). Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  12. 12. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Conclus˜es o Criatividade em Economia pode ter mais de um significado (Magalh˜es 2012). a Economistas vˆm explorando crescente n´mero de temas e e u criando novas ´reas h´ mais de 50 anos (Becker 1992). a a A maior parte das contribui¸˜es surgidas nos anos recentes ´ co e valorizada por ser: (i) inovadora; (ii) voltada para a resolu¸˜o ca de problemas aplicados. Oportunidade: possibilidades de pesquisa de economistas e cientistas sociais aplicados do s´culo XXI est˜o limitadas e a apenas pela imagina¸˜o dos pesquisadores. ca Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  13. 13. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Referˆncias e BECKER, G.S. The economic way of looking at life. Nobel Prize Lecture, Dec.1992, 21p. KEYNES, J.M. Essays in biography. London: Macmillan, 1972 [1933]. ˜ MAGALHAES, M.A. Criatividade em Economia. Revista de Economia & Rela¸˜es Internacionais, v.11, n.21, p.110-136, Jul.2012. co Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co
  14. 14. Objetivos Motiva¸˜o ca Evidˆncias e Conclus˜es o Referˆncias e Obrigado! Matheus Albergaria de Magalh˜es a matheus.albergaria.magalhaes@gmail.com http://www.sites.google.com/site/malbergariademagalhaes Palestrante: Matheus Albergaria de Magalh˜es a Aplica¸˜es Criativas em Economia co

×