O slideshow foi denunciado.
O QUE É? QUAL SEUSBENEFÍCIOS?
SEÇÃO I – Introdução ao      assunto
1 - ConceitoA terapia gênica é uma terapia em que se usa osgenes para o tratamento de umadoença, principalmente as heredit...
Há 2 tipos de terapia genética: Germinal, quando ogene é transferido para uma célula germinativa(espermatozóides e óvulos)...
SEÇÃO II - Histórico
2 – Primeira ApariçãoEssa terapia foi proposta pela primeira vez em1972 num livro chamado “Terapia Genética paradoenças ge...
3 – Evolução de IdeiasDepois da aparição, houve uma evolução.Percebeu-se que há a possibilidade de tratartalassemia, fibro...
Em 2007, foi feito um julgamento para o uso daterapia gênica para doenças hereditárias naretina, e seu tratamento teve bon...
Em Setembro de 2009, foi publicado quepesquisadores da Universidade de Washingtonconsiguiram dar a visão tricromática, sen...
SEÇÃO III - Procedimento
1 – O Isolamento do GeneTransferir o gene é transferir uma parte do DNA. Ogene que deve ser retirado é o responsável pelae...
2 - ModificaçãoA modificação ocorre de 2 modos: ex vivo e in vivo.No in vivo, o DNA é transferido diretamente nacélula den...
3 - Transferência                O         objetivo       da                transferência é fazer com                que  ...
No primeiro caso, os vetores são          O vetor é uma moléculacolocados diretamente numa célula do        que contém o D...
SEÇÃO IV – Questão Ética e        Religiosa
1 – Questão ReligiosaA Igreja Católica, em certo período não aceitava aterapia gênica, mas com a declaração do papaJoão Pa...
2 – Questão ÉticaO DNA é o nosso código de vida, o que nos faz serquem nós somos. Faz nós sermos altos oubaixos, pelo oleo...
Acontece que a terapia gênica tem que ser muitobem controlada. Um gene errado pode causar umamutação ou até um tumor. Mas ...
2.1 – Terapia Gênica GerminalA terapia gênica germinal desenvolve problemaséticos relativos ao seu uso, que originam inúme...
SEÇÃO V - Conclusão
1 – Vantagens e Desvantagens         VANTAGENS                         DESVANTAGENSEncontra-se disponível para todas    ...
2 - ConsideraçõesA ideia de terapia gênica é nova ainda, mas semostra forte. Então, há ainda muito o quemelhorar, melhorar...
Nomes dos integrantes:Matheus Darós FernandesBrunna Serafina da Silva    Robson Antônio      Keren Jorge    Flávia Medeiro...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Terapia Gênica

21.808 visualizações

Publicada em

Trabalho de filosofia e biologia sobre terapia gênica

  • Desvantagem (21)"Pode induzir um tumor se o DNA for introduzido no gene...."?
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Terapia Gênica

  1. 1. O QUE É? QUAL SEUSBENEFÍCIOS?
  2. 2. SEÇÃO I – Introdução ao assunto
  3. 3. 1 - ConceitoA terapia gênica é uma terapia em que se usa osgenes para o tratamento de umadoença, principalmente as hereditárias. Ela estásendo um sucesso!
  4. 4. Há 2 tipos de terapia genética: Germinal, quando ogene é transferido para uma célula germinativa(espermatozóides e óvulos), e a Somática, quandoo gene é transferido para qualquer tipo de célula.
  5. 5. SEÇÃO II - Histórico
  6. 6. 2 – Primeira ApariçãoEssa terapia foi proposta pela primeira vez em1972 num livro chamado “Terapia Genética paradoenças genéticas humanas?”, aonde ele propôs atransferência de DNA para substituir o DNAdefeituoso. A primeiro tentativa ocorreu em 20 deSetembro de 1970.
  7. 7. 3 – Evolução de IdeiasDepois da aparição, houve uma evolução.Percebeu-se que há a possibilidade de tratartalassemia, fibrose cística e alguns tipos decancros. Em 2002 foi publicada na edição de TheScientist que a doença facilforme foi tratada comsucesso em ratos.
  8. 8. Em 2007, foi feito um julgamento para o uso daterapia gênica para doenças hereditárias naretina, e seu tratamento teve bonsresultados, tendo um aumento da visão, que eraabalada pela doença.
  9. 9. Em Setembro de 2009, foi publicado quepesquisadores da Universidade de Washingtonconsiguiram dar a visão tricromática, sendo umaevolução para o tratamento do daltonismo.
  10. 10. SEÇÃO III - Procedimento
  11. 11. 1 – O Isolamento do GeneTransferir o gene é transferir uma parte do DNA. Ogene que deve ser retirado é o responsável pelaenfermidade (alteração genética). Quando selocaliza o gene responsável, é retirado uma partedo DNA que contém ele através de técnicas debiologia molecular. Um gene é uma porção de DNA que contém a informação necessária para sintetizar uma proteína.
  12. 12. 2 - ModificaçãoA modificação ocorre de 2 modos: ex vivo e in vivo.No in vivo, o DNA é transferido diretamente nacélula dentro do organismo, já no ex vivo, atransferência ocorre em células fora doorganismo, podendo elas serem modificadas edepois introduzidas no paciente, além de ser ométodo mais seguro.
  13. 13. 3 - Transferência O objetivo da transferência é fazer com que o gene produza grandes quantidades de proteínas para reparar o defeito genético. No método in vivo, a prático geralmente é ineficaz, por isso se aplica normalmente o método ex vivo. Mas todas elas usam os vetores para transferir o DNA para a
  14. 14. No primeiro caso, os vetores são O vetor é uma moléculacolocados diretamente numa célula do que contém o DNAorganismo, já no segundo caso, são normal para ser utilizadodesenvolvidas células alteradas fora do na terapia gênica.organismo para depois serem colocadasde volta.
  15. 15. SEÇÃO IV – Questão Ética e Religiosa
  16. 16. 1 – Questão ReligiosaA Igreja Católica, em certo período não aceitava aterapia gênica, mas com a declaração do papaJoão Paulo II defendendo a ciência, mostrandonovos ares. Ela não discorda totalmente, masapenas com o caso dos embriões. “A ciência pode purificar a religião do erro e da superstição. A religião pode purificar a ciência da idolatria e do falso absolutismo. Cada uma pode conduzir a outra para um mundo mais amplo onde possam florescer.”
  17. 17. 2 – Questão ÉticaO DNA é o nosso código de vida, o que nos faz serquem nós somos. Faz nós sermos altos oubaixos, pelo oleosa ou não, ou outrascaracterísticas que vem desde nossos tataravós. Aquestão de mexer nesse código de vida levantaquestões tanto éticas como religiosas.
  18. 18. Acontece que a terapia gênica tem que ser muitobem controlada. Um gene errado pode causar umamutação ou até um tumor. Mas a principal questãoé: você deixaria mudar aquilo que faz cadaindivíduo?
  19. 19. 2.1 – Terapia Gênica GerminalA terapia gênica germinal desenvolve problemaséticos relativos ao seu uso, que originam inúmerasdiscussões científicas. Como não alteram apenas ogenoma do indivíduo, mas toda a suadescendência, esta técnica pode-se tornarperigosa. Além das questões éticas, esta terapiaapresenta inúmeros problemas operacionais: altataxa de mortalidade; desenvolvimento de tumorese malformações; alteração de embriõespotencialmente normais e a irreversibilidade dasações.
  20. 20. SEÇÃO V - Conclusão
  21. 21. 1 – Vantagens e Desvantagens VANTAGENS DESVANTAGENSEncontra-se disponível para todas  Apresenta um curto período deas pessoas; duração, o que se pode dever àPermite curar determinadas curta vida do vector, àdoenças que anteriormente não disfuncionalidade do DNAtinham cura possível, inserido nas células-alvo e/ou à rapidez da divisão celular; (?)Repara o sistema imunitário;  Há necessidade do uso daMantém a imunidade existente; terapia génica várias vezes;O internamento hospitalar apenas  Quando uma doença é causadadura cerca de 1 mês. por uma variação dos efeitos de vários genes e não por uma mutação apenas num gene, o tratamento é dificilmente eficaz;  Pode induzir um tumor se o
  22. 22. 2 - ConsideraçõesA ideia de terapia gênica é nova ainda, mas semostra forte. Então, há ainda muito o quemelhorar, melhorar a segurança e os resultados.Ela ainda não é a cura milagrosa para todas asdoenças, ou para a morte, mas ela tem um grandepotêncial de curar várias doenças graves. E issoainda é o começo!
  23. 23. Nomes dos integrantes:Matheus Darós FernandesBrunna Serafina da Silva Robson Antônio Keren Jorge Flávia Medeiros Educadoras: Ângela / Jânia

×