O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Introdução ao desenvolvimento de apps para Android - Dia 1/2

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 45 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Semelhante a Introdução ao desenvolvimento de apps para Android - Dia 1/2 (20)

Anúncio

Introdução ao desenvolvimento de apps para Android - Dia 1/2

  1. 1. Introdução ao desenvolvimento de apps para Android Dia 1/2
  2. 2. Matheus Calegaro /mathcale @mathcale /mathcale mathcale.com Hello, world!
  3. 3. O que temos para hoje? 1. O que é o Android; 2. Google Play Store e G.P.D.C.; 3. A linguagem Java; 4. Android Studio; 5. AVD vs. Genymotion; 6. Escopo de um projeto; 7. O Famoso “Hello World!”; 8. LogCat e Debug;
  4. 4. Disclaimer
  5. 5. O que é o Android?
  6. 6. O que é o Android? Pilha de software para dispositivos móveis que inclui: 1. Sistema Operacional; 2. Middleware; 3. Aplicações-chave; Baseado no kernel do Linux; Open-source (sob a licença Apache);
  7. 7. O que é o Android? Linha do tempo das versões 1.5 1.6 2.0 2.0.1 2.1 2.2 2.3 2.3.3 3.0 3.1 3.2 4.0 4.0.3 4.1 4.2 4.3 4.4 4.4W 5.0 5.0.1 5.1
  8. 8. Saiba mais em http://abr.ai/1HpBctV
  9. 9. Google Play Store e Google Play Developers Console
  10. 10. Google Play Store e G.P.D.C. Loja oficial de aplicativos, músicas, filmes e livros Mais de 1.43 milhões de aplicativos, criados por mais de 338 mil desenvolvedores GPDC = Google Play Developers Console É preciso pagar uma taxa única de US$ 25 para se credenciar como desenvolvedor Se o aplicativo for pago, o dev fica com 70% do valor arrecadado
  11. 11. Tela principal do Google Play Dev. Console
  12. 12. Hora do vídeo! The App Effect
  13. 13. A Linguagem Java
  14. 14. A Linguagem Java Criada em 1991 por um time da Sun Microsystems, com a ideia de desenvolver um interpretador para pequenos dispositivos (e não deu certo) Hoje está presente em mais de milhões de dispositivos, entre eles TVs, smartphones, Blu-Ray players, computadores... Baseada em uma máquina virtual, escrita em C++ (hardcore!) Orientada a objetos Code once, run anywhere!
  15. 15. A Linguagem Java – P.O.O.
  16. 16. A Linguagem Java – P.O.O. Classe: Descrição de um grupo de objetos com propriedades (atributos), comportamentos (métodos), e relacionamentos com outros objetos (associações e agregações); Objeto: É uma entidade do mundo real que tem uma identidade. Podem representar entidades concretas (um arquivo no computador, uma bicicleta) ou entidades conceituais (uma estratégia de jogo, uma política de escalonamento em um S.O.). Cada um tem sua identidade; Método: Define as habilidades dos objetos (é a mesma coisa que função, só que com nome chique). Normalmente, uma classe possui diversos métodos;
  17. 17. É o quê??
  18. 18. A Linguagem Java – P.O.O.
  19. 19. A Linguagem Java – P.O.O.
  20. 20. A Linguagem Java – P.O.O.
  21. 21. A Linguagem Java – P.O.O. Exemplo do programa “Hello World” em Java
  22. 22. A Linguagem Java – P.O.O. Exemplo do uso de P.O.O.
  23. 23. A Linguagem Java – P.O.O. Mais sobre classes: Classes abstratas: não possui objetos instanciados a partir dela; Classes concretas: possui objetos instanciados a partir dela; Exemplo: No mundo real, por exemplo, existem automóveis e aviões, mas nada que seja simplesmente um veiculo (em outras palavras, se não for um carro ou avião, não é de nosso interesse). As classes abstratas são criadas quando necessitamos de uma classe que implemente recursos comuns a duas ou mais classes.
  24. 24. A Linguagem Java – P.O.O. Modificadores de acesso: Public: acesso em qualquer lugar do projeto Private: acesso só dentro da classe onde foi instanciado Protected: acesso somente dentro do mesmo pacote Final: constante – não altera o valor Herança: Nada mais é do que criar classes usando outras classes já existentes. Obviamente, você vai fazer uma classe herdar as características de outra se estas tiverem uma relação (se forem parecidas). Outro ponto importante é que, quando fazemos uso da herança, nós podemos adicionar mais atributos a classe.
  25. 25. Agora sim!
  26. 26. Android Studio
  27. 27. Android Studio Baseado no IntelliJ IDEA, da JetBrains IDE padrão para dev Android desde 2014
  28. 28. Android Studio Abra o Android Studio!
  29. 29. Android Virtual Device vs. Genymotion
  30. 30. Android Virtual Device vs. Genymotion A.V.D Genymotion Mantido pela Google Mantido pela Genymobile Gratuito Gratuito e Premium Faz uma ponte com o Intel HAX, mas continua lento Integrado com o Oracle VirtualBox Imagem do sistema original Imagem modificada, focada na performance (CyanogenMod)
  31. 31. Android Virtual Device vs. Genymotion - benchmark Configurações • Intel Core i7 3537U @ 2.0 GHz • 8GB RAM @ 1600 MHz • HD 500 GB @ 5400 RPM • GeForce GT 740m • TV LG 1920x1080
  32. 32. Site do Genymotion
  33. 33. Escopo de um projeto
  34. 34. Manifestos Pacotes de Códigos-fonte (.java) Recursos estáticos Multimídia, arquivos de estilo individuais... Arquivos de layout das telas Layout de menus Valores, como dimensões, strings e Tema Scripts de automatização de tarefas
  35. 35. Hello WorldDe volta para o Android Studio!
  36. 36. Debug e LogCatDe volta para o Android Studio!
  37. 37. Muito obrigado e até amanhã! Os códigos de hoje estão em http://github.com/mathcale/MiniCursoAndroid Baixe este slide em: http://pt.slideshare.net/mathcale

×