Os traumas da Primeira Guerra se fizeram sentir não apenas nos corposdas populações atingidas, mas também – e, sobretudo –...
A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) teve duras consequências para associedades diretamente envolvidas no conflito...A pa...
Nos anos 20, os Estados Unidos estavam em pleno desenvolvimento.A indústria também atingiu grande lucratividade.O consumo ...
Em novembro de 1929, a inflação na Alemanha era tão alta que 1dólar americano chegou a valer 4.200 bilhões de marcos alemã...
Ao fundo, uma sorridente família norte-americana confirma os dizeres dapropaganda – O mais alto padrão de vida do mundo. N...
Os Estados Unidos tinham vivido uma década eufórica, representadapelo American way of life.Depois de um período áureo, a e...
Depois da prosperidade nos anos 1920, a América entra em umaprofunda crise econômica que ficou conhecida como GrandeDepres...
Em virtude da importância assumida pelos Estados Unidos nocenário mundial, a crise repercutiu e se difundiu pelo resto do ...
Depois da prosperidade nos anos 1920, a América entra em umaprofunda crise econômica que ficou conhecida como GrandeDepres...
Para enfrentar a crise, os Estados Unidos promoveram umaexperiência original – o New Deal ou Novo Acordo.O New Deal foi pr...
O governo norte-americano...• Saneou o setor bancário, à beira da falência;• Desvalorizou o dólar em 40% para favorecer as...
Por não gerar resultados econômicos espetaculares, o New Deal foiduramente criticado pelos republicanos, defensores do lib...
A crise econômica de Nova York (1929)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A crise econômica de Nova York (1929)

929 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides em português sobre a Crise Econômica de 1929 na bolsa de valores de Nova York [EUA].

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
929
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A crise econômica de Nova York (1929)

  1. 1. Os traumas da Primeira Guerra se fizeram sentir não apenas nos corposdas populações atingidas, mas também – e, sobretudo – em suasmentes.Países devastados tiveram de se reerguer sob condições extremasadversas.A Alemanha, por exemplo, saiu derrotada, perdeu territórios e foiobrigada a pagar duras reparações.A década de 1920 misturoutraumas, ressentimentos egraves crises econômicas.
  2. 2. A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) teve duras consequências para associedades diretamente envolvidas no conflito...A partir de 1918, as economias que estavam ocupadas em atender asnecessidades da guerra tiveram de se readaptar.Enquanto o império russo desmoronava em meio a uma guerra civil, a Alemanhaera obrigada a pagar pesadas reparações.Na Europa, ondas de desemprego e superinflação agravavam as criseseconômicas em diferentes países.Por sua vez, os Estados Unidos, depois de um breve recuo econômico, passoupor um período de prosperidade.
  3. 3. Nos anos 20, os Estados Unidos estavam em pleno desenvolvimento.A indústria também atingiu grande lucratividade.O consumo aumentou e passou a ser um dos pilares do Americanway of life – modo de vida americano.O país possuía metade das reservas deouro existentes... e o dólar era a moedamais valorizada do mundo.
  4. 4. Em novembro de 1929, a inflação na Alemanha era tão alta que 1dólar americano chegou a valer 4.200 bilhões de marcos alemães.O país esgotara-se com o pagamento das reparações de guerra. Ahiperinflação foi um drama para a economia.Diversos planos - Plano Dawes, em 1924, e Plano Youg, em 1929 –foram postos em prática pelos Estados Unidos para socorrer osalemães e diminuir o impacto das sanções sobre a economia.Em 1929, a economia tinha voltado a seus níveis de antes da guerra.Logo em seguido veio a quebra na bolsa de Nova Iorque.
  5. 5. Ao fundo, uma sorridente família norte-americana confirma os dizeres dapropaganda – O mais alto padrão de vida do mundo. Não há modo de vidamelhor que o modo americano.No primeiro plano, uma fila de desempregados revela o duro momento de criseeconômica que passou os Estados Unidos ao longo da década de 1930.Essa foto de 1937, expressa, de forma muito interessante, a contradição entre: apropaganda do modo de vida americano – tão em voga na década de 1920 e acrise econômica que arrastou boa parte do mundo ocidental a partir de 1929.
  6. 6. Os Estados Unidos tinham vivido uma década eufórica, representadapelo American way of life.Depois de um período áureo, a economia norte-americana entrou embancarrota, com o crash da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 24de outubro de 1929.Em alguns dias, o valor das ações desabou, arruinando o patrimôniode centenas de milhares de pessoas.O choque estendeu-se aos bancos emuitos faliram. Na verdade, houveimpacto na economia como um todo.
  7. 7. Depois da prosperidade nos anos 1920, a América entra em umaprofunda crise econômica que ficou conhecida como GrandeDepressão.Por falta de demanda, as atividades produtivas diminuíram seu ritmo.Com isso, as empresas dispensaram seus funcionários.Uma parte significativa dos norte-americanos caiu em extremapobreza, passou fome e foi obrigada a se submeter a péssimascondições de moradia.Entre 1929 e 1932, a produção industrialamericana caiu 46%. Em 1932, o desempregoatingiu 25% da população ativa.
  8. 8. Em virtude da importância assumida pelos Estados Unidos nocenário mundial, a crise repercutiu e se difundiu pelo resto do mundo.A crise alcançou, primeiro, os países que dependiam dos EstadosUnidos para exportações ou investimentos.Japão, países da América Latina, Alemanha e Áustria, além deInglaterra, foram rapidamente atingidos.
  9. 9. Depois da prosperidade nos anos 1920, a América entra em umaprofunda crise econômica que ficou conhecida como GrandeDepressão.Por falta de demanda, as atividades produtivas diminuíram seu ritmo.Com isso, as empresas dispensaram seus funcionários.Uma parte significativa dos norte-americanos caiu em extremapobreza, passou fome e foi obrigada a se submeter a péssimascondições de moradia.A crise econômica e social foi tão profunda que,por vezes, pareceu incontornável e acaboufragilizando os regimes democráticos liberais.
  10. 10. Para enfrentar a crise, os Estados Unidos promoveram umaexperiência original – o New Deal ou Novo Acordo.O New Deal foi proposto pelo candidato democrata vencedor daeleição presidencial de 1932, Franklin Delano Roosevelt.A equipe de Roosevelt havia sido influenciada pelas ideias doeconomista britânico John Maynard Keynes.Keynes era um crítico do liberalismo e defendia o aumento dasdespesas públicas, com risco de déficits orçamentários como formade reerguer a economia.O que é liberalismo?A palavra liberal deriva do latim, liber – livre ou não escravo. Oliberalismo é, portanto, um sistema político e econômico que se baseiana defesa da liberdade individual e de mercado, da propriedade privadae da menor interferência possível do Estado na economia.FranklinDelanoRoosevelt
  11. 11. O governo norte-americano...• Saneou o setor bancário, à beira da falência;• Desvalorizou o dólar em 40% para favorecer as exportações;• Fez esforços, por meio de diversas medidas, para recuperar saláriose preços;• Financiou e dirigiu programas de grandes obras;• Diminuiu a jornada de trabalho, com o objetivo de aumentar asvagas de emprego;• Adotou importantes leis sociais – sobre aposentadorias, indenizaçãodos desempregados, sindicatos.Estavam lançadas as bases do chamado Estado de bem-estar social –welfare state.Esse regime se consolidou a partir do fim da Segunda Guerra Mundial –1939-1945.
  12. 12. Por não gerar resultados econômicos espetaculares, o New Deal foiduramente criticado pelos republicanos, defensores do liberalismoclássico.Os republicanos censuravam também a crescente personalização dopoder em torno do presidente.Muito popular, Roosevelt foi reeleito em 1936.

×