ABA 2014 - Dia 01 - Resumo e Relacionadas

427 visualizações

Publicada em

O primeiro dia de debates do ABA 2014 foi basicamente sobre a televisão (patrocinadores premium e ouro) e sua convivência com os outros meios, os "novos meios" (convidados para falar). Quem fica com a verba? Como criar novos anúncios para um novo público? Que mundo é esse em que vivemos e como sua marca deve se posicionar?

Apesar de muitos irem em busca de respostas (patrocinadores, principalmente), estes eventos são como terapias, eles tem levam para mais questionamentos e assim você pode encontrar a melhor solução para seu caso. Com toda discussão sobre separação de público ficou ainda mais claro o quanto cada momento é específico.

É hora de experimentar e não há lugar melhor para fazer isso do que na internet. Ficou difícil para os patrocinadores que não queriam ouvir.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ABA 2014 - Dia 01 - Resumo e Relacionadas

  1. 1. RESUMO DO ABA MÍDIA 2014 // DIA 01 @mateusoazem // mateusoazem.me
  2. 2. MUNDO LÍQUIDO
  3. 3. ERA DA FLEXIBILIDADE nada é estático, tudo muda o tempo todo.
  4. 4. #mudança
  5. 5. Público pede por NOVIDADES que acompanhem as MUDANÇAS, o que pede FLEXIBILIDADE e gera INCERTEZA de todos os lados. Gal Barradas, CEO da BETC e Ex-CEO da Fbiz.
  6. 6. Período de desconfiança e insegurança. Fragilidade dos laços humanos, o chamado amor líquido.
  7. 7. Dificuldade em manter relacionamentos longos em rede.
  8. 8. autoafirmação do indivíduo “penso, logo existo” virou “sou visto, logo existo”
  9. 9. Consumidor não aceita mais um não. Ele usa as redes a seu favor. Ele tem poder e sabe usar.
  10. 10. Mas nem o estado líquido é final. Ele começa a evaporar.
  11. 11. PROSUMER Mas nem o estado líquido é final. Ele começa a evaporar.
  12. 12. SOMOS PARTICIPANTES DAS MARCAS QUE AMAMOS
  13. 13. SOMOS INTELIGENTES E QUEREMOS SER MAIS When asked about the most important factor in getting a job, 40% of Mexicans aged 15 to 29 years old ranked 'education' as important as 'social connections'.
  14. 14. SOMOS SOCIAIS E ASSIM SOMOS MAIS FORTES
  15. 15. SOMOS PARTE DA MUDANÇA 62% dos consumidores estariam dispostos a trocar a marca habitual de seus produtos por quem promovesse melhorias na cidade.
  16. 16. SOMOS SEM TEMPO
  17. 17. GLOBAL PROPHET, MAGIC CREATOR Sociologia voltada para dados sobre os consumidores. #BigData
  18. 18. Curador de conteúdo e Creative Enablers entrarão no lugar da “agência criativa”. IPG MEDIABRANDS, Conglomerado de mídia internacional.
  19. 19. Criatividade não pode se afastar dos dados. Dados incríveis surgem de experiências incríveis.
  20. 20. Diferente de antes, medir e otimizar hoje é de graça. Há grandes possibilidades no high targeting. Peter Fernandez, Head of Branding Solutions para a América Latina do Google
  21. 21. A LÓGICA DO UNIVERSO DIGITAL JÁ EXPANDIU PARA O MUNDO. INTERAÇÃO + SEGMENTAÇÃO + MONITORAMENTO.
  22. 22. Personalização por escala no Facebook.
  23. 23. Necessidade constante de mudança atrapalha o crescimento e amadurecimento de ideias e pessoas, mas é uma constante.
  24. 24. O papo não está batendo com a prática. Falamos muito das novas mídias, mas inovamos pouco. O dinheiro vai para as antigas. Há até inovação na internet, mas justamente por isso, o dinheiro é menor e tem que fazer um barulho maior para provar algo. Dominic Proctor, Presidente da GroupM Global, empresa que cuida da mídia da WPP;
  25. 25. QUAL O CORAÇÃO DA MARCA? O mais importante não é conhecer as mídias e sim conhecer a sua marca.
  26. 26. NIKE Desafie-se
  27. 27. COCA-COLA Confraternizar
  28. 28. GOOGLE Informação
  29. 29. PROMESSA DA MARCA É NEGÓCIO E NÃO COMUNICAÇÃO OU CONTEÚDO. Saber quem você é a primeira etapa para seu consumidor saber te diferenciar.
  30. 30. Speech and body language must be unique and mashed-up. Sua marca é o que ela fala? Sua marca consegue falar sem dizer?David Droga, CEO Droga5
  31. 31. TRANSPARÊNCIA DE MARCA, DE COMUNICAÇÃO E PROCESSOS.
  32. 32. TRANSPARÊNCIA É ISSO
  33. 33. TRANSPARÊNCIA NÃO É ISSO
  34. 34. EMPRESAS SEGMENTADAS COM ÁREAS COMPLETAMENTE INDEPENDENTES NÃO SOBREVIVERÃO. CONTRATOS DE KPI COM TODAS AS ÁREAS.
  35. 35. Para sobreviver, abandone suas ferramentas. A importância da desconstrução e o desapego de antigos paradigmas. Peter Espersen, Head of Co- creation na Lego.
  36. 36. Michael Jackson morreu 8 minutos antes no Twitter do que na CNN. Se o seu jornal era o melhor porque dava notícias antes, então é hora de mudar.
  37. 37. A cultura da empresa não pode ser sufocada pelos processos. Gal Barradas, CEO da BETC e Ex-CEO da Fbiz.
  38. 38. ISSO QUE GERA “ENGAGEMENT”. NÃO É ENGAJAMENTO, É COMPROMISSO.
  39. 39. PENSAMENTO DE INOVAÇÃO DEVE SER BASEADO EM EXPERIÊNCIAS E EMOÇÕES. NÃO POR PROCESSOS E CUSTOS.
  40. 40. Mudou tudo, mas o WOM continua sendo o fator mais importante da comunicação das marcas.Martin Riley, Presidente da WFA;
  41. 41. PESSOAS AMAM MARCAS DIGITAIS, MARCAS DE EXPERIÊNCIA COM FOCO NA INTERAÇÃO E NA SOLUÇÃO DE UM PROBLEMA. ISSO É O VALOR PARA A MARCA E PARA O CONSUMIDOR.
  42. 42. MARCAS QUE RESOLVEM PROBLEMAS DA VIDA NO MOBILE.
  43. 43. Atenção é a nova moeda. // First screen is the mobile. David Shing, AOL's Digital Prophet;
  44. 44. TROQUE CONHECIMENTO, DIVERSÃO E EDUCAÇÃO POR TEMPO DE MARCA.
  45. 45. FACILITE A MINHA VIDA 61% das pessoas se enxergam consumindo informação em excesso. IBOPE
  46. 46. Starbucks se vê como uma empresa digital que monetiza com café. Um dos apps de pagamento mobile que mais fazem transações no mundo.
  47. 47. Mídia própria deve estar no centro da estratégia de mídias de marcas. O mobile é a estratégia.Steve King, Presidente da ZenithOptimedia;
  48. 48. SHARE OF HARDWARE
  49. 49. AÇÕES DE TERRITÓRIO. AÇÕES DE TESTE. AÇÕES DE RUPTURA. 70% 20% 10% Onde investir? No Certo No Inovador No Desconhecido
  50. 50. NA INTERNET É POSSÍVEL TESTAR. Testaram 10 vídeos com diferentes tamanhos.
  51. 51. Na internet não tem que ser perfeito. Tem que ser útil.
  52. 52. consistente + always on + intencional + divertido = time spent
  53. 53. EXPERIÊNCIAPRESENÇA FERRAMENTA
  54. 54. Mídia tradicional existirá como início dentro do ecossistema digital;
  55. 55. BRANDS IGNITE, CONSUMERS AMPLIFY
  56. 56. Fonte: IBOPE Marcas reconhecidas como melhores nas campanhas integradas: VIVO com #PegaBem.
  57. 57. Fonte: IBOPE Marcas reconhecidas como melhores nas campanhas integradas: SKOL no Programa Pânico.
  58. 58. Fonte: IBOPE Marcas reconhecidas como melhores nas campanhas integradas: COCA-COLA com as latas do Rock in Rio.
  59. 59. CRIATIVIDADE + DADOS
  60. 60. Pessoas Always On = Consumidores Always On. Flights não funcionam mais.
  61. 61. EXPERIENCE um mix flexível de mídia respeitando a fragmentação da mídia e contando histórias de marca; ENGAGEMENT criar conteúdo integrado e customizado, foco na utilidade e construção da verdade; EXCHANGE construir relacionamento com grupos, desenvolver uma marca que lute por algo, um conteúdo diferenciado e que proporcione o “ser visto”; EMPOWER entregar algo autêntico e genuíno, forte de acordo com a identidade de marca; EMPATHY contato de longo prazo, alto valor, e de forma correta, na plataforma correta;
  62. 62. MOBILE NÃO É APARELHO, MOBILE É APARELHO HOJE.

×