Nossa história através da ferrovia 1

361 visualizações

Publicada em

Resgatando desde a Revolução Industrial, construção das primeiras locomotivas até a sua chegada ao interior paulista.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nossa história através da ferrovia 1

  1. 1. Nossa História Através da Ferrovia Redescobrindo a História de Oriente. Professora : Elaine Massolin
  2. 2. Objetivo da aula: PERCEBER AS RELAÇÕES ENTRE A ECONOMIA CAFEEIRA, O PROCESSO DE IMIGRAÇÃO, AS PRIMEIRAS ESTRADAS DE FERRO DO BRASIL ATÉ SUA CHEGADA AO INTERIOR DE SÃO PAULO.
  3. 3. O INÍCIO  No século XVIII, com a Revolução Industrial, surgiram muitas fábricas, que produziam muitas mercadorias, e não tinham como transportá-las.
  4. 4. A PRIMEIRA LOCOMOTIVA
  5. 5. A Expansão  A praticidade e eficiência no transporte das ferrovias conquistou o mundo. Entre 1850 e 1860, o melhor negócio nos Estados Unidos era o de construir e explorar estradas de ferro.
  6. 6. NO BRASIL  No Brasil, a primeira ferrovia foi inaugurada por Dom Pedro II, em 1854, no dia 30 de Abril. A Estrada de Ferro Mauá ligava a Baía de Guanabara à Serra de Petrópolis, no Rio de Janeiro. O responsável pela construção foi Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá.
  7. 7. PRIMEIRA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
  8. 8. AS DIFICULDADES  As estradas de ferro estenderam seus trilhos através de montanhas, rios, lagos, desertos, vencendo os obstáculos naturais. Muitos túneis foram escavados.
  9. 9. Trem a Diesel  Em 1958, o trem deixou de ser movido a vapor e passou a ser tracionado por diesel, invenção de engenheiro francês Rudolf Diesel
  10. 10. MAS EM ORIENTE.....
  11. 11. A Estação de Oriente  A Estação infelizmente foi abandonada em 1986. Em 1992, estava com as janelas vedadas com blocos, conforme atesta a fotografia da época. Em 2008, está razoavelmente bem conservada e com pouco tráfego de trens rumo a Tupã, cargueiros, lógico. Em 2011, o prédio pertence à Prefeitura, mas está fechado e sem uso
  12. 12. Principal objetivo  No início do século XX o interior paulista já era um grande produtor de café. O antigo transporte de mulas ou cavalos já não era suficiente para transportar todo excedente de café. Aos poucos as estradas de ferro foram avançando cada vez mais no oeste paulista. A cidade de Oriente já era um povoado quando o trem chegou, entretanto, desenvolveu-se e cresceu ainda mais com a chegada desse novo meio de transporte. Junto com a estrada de ferro vieram também os imigrantes de várias partes do mundo, principalmente da Europa.
  13. 13. Oriente
  14. 14. Características  Ramal de Agudos original – km  Linha-tronco oeste - km 486,245 SP-0737  Altitude: 592,980 m  Inauguração: 15.02.1935  Uso atual: fechado  Data de construção do prédio atual: 1935
  15. 15. AGORA É COM VOCÊ!  Vamos reconstruir a história da nossa cidade? fontes  http://rcabredo.blogspot.com.br/2010/08/primeira-estacao-ferroviaria-do-brasil.html  http://guiadepacobaiba.xpg.uol.com.br/ferrovia.htm  http://www.estacoesferroviarias.com.br/o/oriente.htm  www.google.com.br/search?q=expansão+do+trem+no+século+XIX+no+Brasil&espv=2& biw=1024&bih=

×