Machado De Assis

4.789 visualizações

Publicada em

Trabalho de Ana Soares

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Machado De Assis

  1. 1. Machado de Assis
  2. 2. Principais obras <ul><li>Mão de luva </li></ul><ul><li>Casa velha </li></ul><ul><li>Dom casmurro </li></ul><ul><li>Isaú e Jacó </li></ul><ul><li>Iaiá Garcia </li></ul><ul><li>Memorial de Aires </li></ul><ul><li>Memórias póstumas de Bras cubas </li></ul><ul><li>Contos fluminenses </li></ul><ul><li>Paginas recolhidas </li></ul><ul><li>Varias hitórias </li></ul><ul><li>Contos </li></ul><ul><li>Discursos </li></ul>
  3. 3. Mão de luva <ul><li>Narra a história de Guiomar, moça altiva e segura de si, que procura, com frieza e calculismo, realizar o ambicioso plano de ascender socialmente, compensando a sua modesta origem. Três homens pretendem a mão de Guiomar: Estevão , Jorge e Luis Alves. O primeiro sincero, porém simplório; o segundo indolente e superficial. Luis Alves, ambicioso e sagaz, acaba sendo o eleito, pois personificava as qualidades que se sintonizavam com o espírito de Guiomar, que, ao escolhê-lo, faz, segundo suas próprias palavras, &quot; a fria eleição do espírito &quot;. O fragmento que transcrevemos ilustra o caráter do casal GUIOMAR/LUIS ALVES e oferece a justificativa do título: &quot; Um mês depois de casados, como eles estivessem a conversar do que conversam os recém-casados, que é de si mesmos , e a relembrar a curta campanha do namoro. </li></ul>
  4. 4. Guiomar confessou ao marido que naquela ocasião lhe conhecera todo o poder de sua vontade. - Vi que você era homem resoluto, disse a moça a Luis Alves, que assentado, a escutava. - Resoluto e ambicioso, ampliou Luiz Alves sorrindo: você deve ter percebido que sou uma e outra cousa. - A ambição não é defeito. - Pelo contrário, é virtude; eu sinto que a tenho, e que hei de fazê-la vingar. Não me fio só na mocidade e na força moral: fio-me também em você, que há de ser para mim uma força nova. - Oh! Sim! Exclamou Guiomar. E com um modo gracioso continuou: - Mas que me dá você em paga? Um lugar na câmara? Uma pasta de ministro? - O lustre do meu nome, respondeu ela. Guiomar, que estava de pé defronte dele, com as mãos presas nas suas, deixou-se cair lentamente sobre os joelhos do marido , e as duas ambições trocaram o ósculo fraternal. Ajustavam-se ambas, como se aquela luva tivesse sido feita para aquela mão
  5. 5. teatro <ul><li>Advertência Carta a Quintino Bocaiúva Carta ao Autor </li></ul><ul><li>Desencantos Lição de Botânica Não Consultes Médico O Caminho da Porta O Protocolo Quase Ministro Tu, só tu, puro amor Suplício de uma Mulher </li></ul>
  6. 6. poesia Nessa etapa será citado somente alguns dos poemas me Machado de Assis
  7. 7. <ul><li>Deus, para a felicidade do homem, </li></ul><ul><li>inventou a fé e o amor. </li></ul><ul><li>O Diabo, invejoso, fez o homem </li></ul><ul><li>confundir fé com religião e amor com </li></ul><ul><li>casamento. </li></ul>
  8. 8. saudade <ul><li>Por que sinto falta de você? Por que está saudade? Eu não te vejo mas imagino suas expressões, sua voz teu cheiro. Sua amizade me faz sonhar com um carinho, Um caminhar, a luz da lua, a beira mar. Saudade este sentimento de vazio que me tira o sono me fazendo sentir num triste abandono, é amizade eu sei, será amor talvez... Só não quero perder sua amizade, esta amizade... Que me fortalece me enobrece por ter você. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito. </li></ul>
  10. 10. Pensamentos valem e vivem pela observação exata ou nova, pela reflexão aguda ou profunda; não menos querem a originalidade, a simplicidade e a graça do dizer.

×