Cultura da Gare

656 visualizações

Publicada em

Cultura da Gare

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Cultura da Gare

  1. 1. CULTURA DA GARE
  2. 2. DESENVOLVIMENTO • A europa e as linhas férreas: As linhas férreas apareceram no século XVIII, na atividade mineira e nas pedreiras. Mas no século XIX, em Inglaterra, o engenheiro George Stepherson criou a primeira linha comercial que ligava stockton a darlinton, o que fez surgir o comboio a vapor.
  3. 3. A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E A CULTURA DE GARE • A revolução industrial implicou a mudança na economia de base agrícola e artesanal para uma economia de base industrial e mecanizada. Esta mudança iniciou-se em Inglaterra, em meados do seculo XVIII e expandiu-se a outros lugares ao longo do seculo XIX. • A segunda revolução industrial alia a ciência e a técnica, a utilização de novas fontes de energia, o desenvolvimento e novos sectores de produção e a racionalização do trabalho. • As gares eram os locais fixos de paragem onde a horas certas as pessoas apanhavam o comboio ou esperavam quem neles viajava.
  4. 4. OS NOVOS MATERIAIS COMO O FERRO E O VIDRO • Embora o ferro e o vidro já fossem usados á muito tempo, a revolução inglesa, fez com que estes fossem fabricados em massa e acima de tudo utilizado em pontes, fabricas entre outros coisas. • Esta nova arquitetura de caracter utilitário tem uma forte relação com a revolução industrial e dá respostas ás necessidades de espaços amplos, de estruturas para vias de comunicação e do crescimento das cidades, como por exemplo as gares, um exemplo disso é a torre Eiffel.
  5. 5. O ROMANTISMO (ARQUITETURA, ESCULTURA E PINTURA) O romantismo voltou-se para o passado medieval, sua permanente fonte inspiradora. • Na arquitetura: O palácio da pena, m sintra, é um grande exemplo de arquitetura romântica; • Na escultura: A dança de Jean-Baptiste Carpeaux, que está integrado na fachada da opera de paris; • Na pintura: Francisco Goya “brinda-nos” com “A Maya Nua” e “A Maya Vestida”, expostas ambas no museu do porto.
  6. 6. O REALISMO (PINTURA E ESCULTURA) • O realismo surgiu nas ultimas décadas do século XIX na Europa, mais especificamente na frança, em reação ao romantismo, este movimento caracteriza-se pela representação da realidade. • Na pintura: Gustave com “Enterro em Ornans” • Na Escultura : O Desterro de António soares dos reis.
  7. 7. O IMPRESSIONISMO( PINTURA) • O impressionismo surge na segunda metade do século XIX, contra os valores académicos da arte oficial. Destaca-se essencialmente por uma pintura onde a temática (nu, cenas da vida quotidiana) eram motivo de escândalo, colocavam tons claros sobre tons escuros, desprezando a paleta sombria da pintura tradicional. • Na pintura: Edouard Manet, Olympia, 1863
  8. 8. ARTE NOVA • A arte nova (1892-1914) iniciou-se no final do seculo XIX, na europa. Nesta altura, antes da guerra, a europa detinha muita riqueza, as classes media e alta, podiam investir em pequenos objetivos decorativos, para poder afirmar a sua posição social. • Devido ás exposições mundiais que começaram a aparecer nesta altura, a arte nova, surgiu simultaneamente em vários pontos da europa , dados as novas melhorias nas vias de transporte, comunicação e trocas comerciais entre os países. O exemplo desta arte é a obra arquitetónica Dr. Anastácio Gonçalves.
  9. 9. MUSEU SOARES DOS REIS • Este museu localiza-se no porto, a escultura abaixo é uma escultura realista de António Soares dos reis, o desterrado; • Esta obra- prima no século XIX, que soares dos reis expos em Madrid exprime a solidão e nostalgia.
  10. 10. GUSTAVE EIFFEL • Gustave Eiffel nasceu a 15 de Dezembro de 1832, em Dijon, França. Completou o seu curso de engenharia química em paris, em 1855. • Iniciou a sua carreira numa empresa belga de construção de caminhos de ferro. • Aos 26 anos dirigiu o seu primeiro trabalho, construiu a ponte ferroviária de Bordéus.
  11. 11. GUSTAVE EIFFEL • Gustave Eiffel foi um génio na engenharia, o seu nome esta associado ao mais importante monumento de paris, a Torre Eiffel e também á estatua da liberdade. • Depois da construção Gustave Eiffel dedicou-se a estudos científicos nos campos de meteorologia, radiotelegrafia e aerodinâmica. • Faleceu em 27 de Dezembro de 1923.
  12. 12. GUSTAVE EIFFEL EM PORTUGAL • Gustave Eiffel veio para Portugal, onde teve uma grande atividade por circunstância do grande crescimento do caminho-de-ferro, deixando numerosos testemunhos do seu talento. • Entre 1875 e 1882, trabalhou por todo o pais, a norte do pais, nas linhas do leste, norte, Minho, douro e beira alta. • Na linha do Minho construiu as pontes do Cávado, lima e âncora. • Na linha do Douro, os viadutos do Tâmega e vila meã. • A ponte D.Maria, no Porto, deu grande prestigio pelo facto de ter sido construída a 62 metros de altura e num local de grande profundidade, por isso impossibilitava qualquer apoio intermédio.
  13. 13. Ponte Maria pia Viana do castelo
  14. 14. TORRE EIFFEL • A Torre Eiffel é um dos símbolos mais importantes, localiza-se na cidade de paris, foi inaugurado a 31 de março de 1889. • Os trabalhos de construção, onde participaram 300 operários, demoraram dois anos e dois meses, começou a ser construída em 1887. • É uma estrutura metálica que suporta três plataformas, a altura total da torre é de 324 metros. A torre pesa cerca de 10 100 toneladas e na sua construção foram utilizadas 18 000 peças de ferro e 2,5 milhões de rebites.
  15. 15. •Trabalho realizado por: • Marta Marinho • Turma: 387 • Numero: 109371

×