Novas regras ortográficas

395 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novas regras ortográficas

  1. 1. NOVAORTO GRA FIAMudanças nas regras de acentuação
  2. 2. 1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba).
  3. 3. Como era Como ficaAlcalóide alcaloideAlcatéia alcateiaandróide androideapóia (verbo apoiar) apoiaapóio (verbo apoiar) apoioAsteróide asteroideBóia boiaCelulóide celuloideClarabóia claraboiaColméia colmeia
  4. 4. Coréia Coreiadebilóide debiloideEpopéia epopeiaestóico estoicoestréia estreiaestréio (verbo estrear) estreiogeléia geleiaheróico heroicoidéia ideiaJibóia jiboiajóia joia
  5. 5. odisséia odisseia Paranóia paranoia paranóico paranoico platéia plateia tramóia tramoiaAtenção: essa regra é válida somente para palavrasparoxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas aspalavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminadosem éis e ói(s). Exemplos: papéis, herói, heróis, dói (verbodoer), sóis etc.
  6. 6. 2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais oacento no i e no u tônicos quando vierem depois deum ditongo decrescente. Como era Como fica baiúca baiuca bocaiúva bocaiuva* cauíla cauila** feiúra feiura
  7. 7. Atenção:1) se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s), o acento permanece.Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí;2) se o i ou o u forem precedidos de ditongo crescente, o acento permanece.Exemplos: guaíba, Guaíra.
  8. 8. 3. Companheiro! Não se usa mais o acento daspalavras terminadas em êem e ôo(s).Como era Como era Comofica abençôo abençoo crêem (verbo crer) creem dêem (verbo dar) deem dôo (verbo doar) doo enjôo enjoo
  9. 9. lêem (verbo ler) leemmagôo (verbo magoar) magooperdôo (verbo perdoar) perdoopovôo (verbo povoar) povoovêem (verbo ver) veemvôos vooszôo zoo
  10. 10. 4. Não se usa mais o acento que diferenciava os parespára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s)e pêra/pera.Como era Como ficaEle pára o carro. Ele para o carro.Ele foi ao pólo Norte Ele foi ao polo Norte.Ele gosta de jogar pólo Ele gosta de jogar polo.Esse gato tem pêlos brancos Esse gato tem pelos brancos.Comi uma pêra. Comi uma pera.
  11. 11. Atenção!  Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3.ª pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3.ª pessoa do singular.Exemplo: Ontem, ele não pôde sair maiscedo, mas hoje ele pode.  Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição. Exemplo: Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim.
  12. 12.  Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir,intervir, advir etc.). Exemplos:Ele tem dois carros. / Eles têm doiscarros.Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm deSorocaba.Ele mantém a palavra. / Eles mantêma palavra.Ele convém aos estudantes. / Eles convêmaos estudantes.
  13. 13. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir,intervir, advir, etc.).Exemplos:Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba.Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.Ele convém aos estudantes. /Eles convêm aos estudantes.Ele detém o poder. / Eles detêm o poder.Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas.
  14. 14.  É facultativo o uso do acentocircunflexo para diferenciar as palavrasforma/ fôrma, num é. Em alguns casos, ouso do acento deixa a frase mais clara.Veja este exemplo: Qual é a forma dafôrma do bolo?
  15. 15. 5. Vossas Excelências, não se usa mais oacento agudo no u tônico das formas (tu)arguis, (ele) argui, (eles) arguem, dopresente do indicativo do verbo arguir. Omesmo vale para o seu composto redarguir.
  16. 16. 6. Há uma variação na pronúnciados verbos terminados em guar,quar e quir, como aguar, averiguar,apaziguar, desaguar, enxaguar,obliquar, delinquir etc. Esses verbosadmitem duas pronúncias em algumasformas do presente do indicativo, dopresente do subjuntivo e também doimperativo. Esta regra poode!!!!
  17. 17. Veja:a) se forem pronunciadas com a ou i tônicos,essas formas devem ser acentuadas.Exemplos:• verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua,enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem.
  18. 18.  verbo delinquir: delínquo, delínques,delínque, delínquem; delínqua, delínquas,delínquam.b) se forem pronunciadas com u tônico,essas formas deixam de ser acentuadas.Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, istoé, deve ser pronunciada mais fortementeque as outras): verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas,enxagua, enxaguam; enxague, enxagues,enxaguem.
  19. 19. • verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam.Atenção: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.
  20. 20. Tó brigado!!!Fecha a conta e passa a régua!!

×