04 modelagem de dados introdução

280 visualizações

Publicada em

Modelagem de dados - Introdução

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

04 modelagem de dados introdução

  1. 1. Compreendendo a modelagem de dados 4 - Introdução Profª. Marlene da Silva Maximiano de Oliveira & Profª. Alessandra Aparecida da Silva
  2. 2. Modelagem de dados Modelar significa criar um modelo que explique as características de funcionamento e comportamento de um software a partir do qual ele será criado, facilitando seu entendimento e seu projeto, através das características principais que evitarão erros de programação, projeto e funcionamento. É uma parte importante do desenho de um sistema de informação. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Modelagem_de_dados
  3. 3. Modelagem de dados Os modelos de dados são ferramentas que permitem demonstrar como serão construídas as estruturas de dados que darão suporte aos processos de negócio, como esses dados estarão organizados e quais os relacionamentos que pretendemos estabelecer entre eles.
  4. 4. Objetivo da modelagem de dados • Representar o ambiente observado • Documentar e normalizar • Fornecer processos de validação • Observar processos de relacionamentos entre objetos
  5. 5. Modelagem de dados A modelagem de dados aborda três perspectivas: • Modelo Conceitual • Modelo Lógico • Modelo Físico
  6. 6. Modelo conceitual Representa as regras de negócio sem limitações tecnológicas ou de implementação por isto é a etapa mais adequada para o envolvimento do usuário que não precisa ter conhecimentos técnicos. Neste modelo temos : • Visão Geral do negócio • Facilitação do entendimento entre usuários e desenvolvedores • Possui somente as entidades e atributos principais • Pode conter relacionamentos n para m.
  7. 7. Modelo Lógico Leva em conta limites impostos por algum tipo de tecnologia de banco de dados. (banco de dados hierárquico , banco de dados relacional ,etc.). Suas características são : • Deriva do modelo conceitual e via a representação do negócio • Possui entidades associativas em lugar de relacionamentos n:m • Define as chaves primárias das entidades • Normalização até a 3a. forma normal • Adequação ao padrão de nomenclatura • Entidades e atributos documentados
  8. 8. Modelo Físico Leva em consideração limites impostos pelo SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de dados) e pelos requisitos não funcionais dos programas que acessam os dados. Características: • Elaborado a partir do modelo lógico • Pode variar segundo o SGBD • Pode ter tabelas físicas (log , lider , etc.) • Pode ter colunas físicas (replicação)
  9. 9. Conceitos Entidades • Uma Entidade pode ser definida como qualquer coisa do mundo real , abstrata ou concreta , na qual se deseja guardar informações. (Tabela , File, etc..). Exemplos de entidades : Cliente , Produto , Contrato , Vendas , etc. Atributos • Um atributo é tudo o que se pode relacionar como propriedade da entidade. (coluna , campo , etc,..). Exemplos de atributos : Código do Produto (Entidade Produto) , Nome do Cliente (Entidade Cliente).
  10. 10. Exemplo: Entidade Pessoa • Definir uma entidade que represente as informações de uma Pessoa e descrever seus atributos. Ao lado temos a representação da Entidade Pessoa e de alguns de seus atributos. Note que na definição dos atributos definimos a natureza do tipo de atributo. Exemplos de tipos de natureza: Texto , Número , Código, etc. Alguns atributos são obrigatórios outros são opcionais. Nome é obrigatório pois toda pessoa deve ter um nome Telefone é opcional pois nem toda pessoa possui um telefone
  11. 11. Definições Atributo obrigatório - è aquele que para uma instância de uma entidade ou relacionamento deve possuir um valor. (NOT NULL) Atributo opcional - É aquele que para uma instância da entidade ou relacionamento pode possuir um valor. (NULL)
  12. 12. Podemos classificar os atributos como: • Atributo Identificador - (#) - Atributo capaz de identificar exclusivamente cada ocorrência de uma entidade. Também conhecido como chave Primária ou Primary Key (PK). Ex: Código do Cliente , Código do Produto , etc.( O símbolo # é usado para representar a chave primária em algumas notações) • Chave Candidata - Atributo ou grupamento de atributos que têm a propriedade de identificar unicamente uma ocorrência da entidade . Pode vir a ser uma chave Primária. A chave candidata que não é chave primária também chama-se chave Alternativa.
  13. 13. Características de uma Chave Primária: • NÂO PODE haver duas ocorrências de uma mesma entidade com o mesmo conteúdo na Chave Primária; • A chave primária não pode ser composta por atributo opcional , ou seja , atributo que aceite nulo. • Os atributos identificadores devem ser o conjunto mínimo que pode identificar cada instância de um entidade. • Não devem ser usadas chaves externas. (Atributos sobre os quais você não tem controle. Ex: CPF) • Cada atributo identificador da chave deve possui um tamanho reduzido • Não deve conter informação volátil.

×