ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL CRUZEIRO DO SUL   CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA E ENSINO MÉDIO                SÃO LUIZ GONZAGA-RS ...
2          HYAGO DALAVIA PEIXOTO           LUCAS DA SILVA SANTOS       SEDINEI JUNIOR SANTOS DE LIMA                  Proj...
3                                   RESUMO                        ALÔ, ESTUDANTE!    A UTILIZAÇÃO DO CELULAR COMO FERRAMEN...
4                         DADOS DE IDENTIFICAÇÃOEducandário: Escola Técnica Estadual Cruzeiro do SulCurso: Curso Técnico e...
5                            AGRADECIMENTOS                       A Deus pela devida inspiração,Aos nossos mestres por des...
6                                                    SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO ....................................................
7      1 INTRODUÇÃO      O presente projeto, relacionado à área de Informação e comunicação, é umestudo sobre as possibili...
8      Baseado nisso, o nosso trabalho foi idealizado objetivando o estudo docelular, as suas potencialidades e as possibi...
9            Incentivar produções artísticas na escola, despertando possíveistalentos, aperfeiçoando a postura diante do ...
10      3.2 Produção de vídeos      O vídeo é uma das formas mais completas de comunicação e expressão.Através dele entram...
11      4 REFERENCIAL TEÓRICO      4.1 Mídias, Sociedade e Educação      É indiscutível a ideia de que as novas tecnologia...
12perceberemos que pode ser utilizada para a melhoria da qualidade do ensino e daaprendizagem.      Uma das possibilidades...
13       5 METODOLOGIA       O projeto foi criado e desenvolvido por um grupo de alunos da EscolaTécnica Estadual Cruzeiro...
14      5.2 Produção      Com as tarefas distribuídas é hora de colocar as atividades em prática.Esta é a parte que, por v...
15      5.5 Cronograma   Período                                   Atividade25/03/2011      Discussão sobre a ideia de cri...
16      5.7 Custos      Não houve despesas significativas na elaboração e na execução doprojeto, já que os alunos envolvid...
17       7 CONCLUSÕES       Como jovens convivemos com as mais diversas tecnologias e mídias deforma totalmente natural, p...
18e de registrar nossas aprendizagens por meio de vídeos produzidos comautonomia, sob a orientação de nossos educadores.  ...
19                      REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS_______________________. Como se produz vídeo educativo - Unidade 2. In:...
20ANEXOS
21ANEXO 1Reunião do grupo para análise e planejamentoANEXO 2Filmagem usando o pátio da escola como cenário
22ANEXO 3Programa de edição de vídeoANEXO 4Página de abertura do Canal no youtube.
23ANEXO 5Primeiro vídeo postado no youtube em 26/04/2011ANEXO 6Blog criado para postagem de atividades da escola
24ANEXO 7Cartaz do Festival de Vídeos promovido pelos alunos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto celularnaescola

557 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto celularnaescola

  1. 1. ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL CRUZEIRO DO SUL CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA E ENSINO MÉDIO SÃO LUIZ GONZAGA-RS 32ª CRE ALÔ, ESTUDANTE!A UTILIZAÇÃO DO CELULAR COMO FERRAMENTA EDUCACIONAL SÃO LUIZ GONZAGA 2011
  2. 2. 2 HYAGO DALAVIA PEIXOTO LUCAS DA SILVA SANTOS SEDINEI JUNIOR SANTOS DE LIMA Projeto de pesquisa realizado por alunos da Escola Técnica Estadual Cruzeiro do Sul para apresentação na 5ª Feira Estadual de Ciência e Tecnologia da Educação Profissional / FECITEP dentro do eixo Tecnológico Informação e Comunicação.PROFESSORA ORIENTADORA: Marlei Antunes Vieira SÃO LUIZ GONZAGA 2011
  3. 3. 3 RESUMO ALÔ, ESTUDANTE! A UTILIZAÇÃO DO CELULAR COMO FERRAMENTA EDUCACIONAL Hyago Dalavia Peixoto Lucas da Silva Santos Sedinei Junior Santos de Lima Marlei Antunes Vieira Escola Técnica Estadual Cruzeiro do Sul etecruzeirodosul@yahoo.com.brAs tecnologias de informação e comunicação evoluem cada vez mais e numavelocidade muito grande. Novas mídias surgem substituindo as já existentes eincorporando delas várias características, num processo de aperfeiçoamento eadequação à sociedade atual. Buscamos desenvolver um estudo sobre umamídia que, até então, de acordo com nossas fontes de pesquisa, não tem sidodevidamente explorada como um meio educativo, ou seja, o celular. Estudamosas suas potencialidades e possível utilização na escola. Percebemos que, alémde diversos outros usos, ele pode ser utilizado na produção de vídeos educativos,pois as filmagens feitas através dele podem ser de ótima qualidade, é de fácilacesso pelo fato de estar sempre junto ao seu usuário e possuir um custo bemmenor em relação a outras tecnologias. Além disso, grava em formato compatívelaos programas de vídeo de qualquer computador e agrega em si inúmeras outrasmídias, facilitando o desenvolvimento do trabalho, tais como, foto digital,bluetooth, acesso à internet, gravador e rádio. Vimos, então, na sua incorporaçãono espaço escolar a possibilidade de desmistificar o seu uso, trazendo o mundopara dentro da escola, levando o aluno a um contato maior com a realidade que ocerca e com assuntos da atualidade, possibilitando a apropriação doconhecimento de forma dinâmica, crítica e construtiva, formando, assim, sujeitosautônomos, capazes de atuarem sobre a realidade e provocarem transformaçõesque nos conduzam a uma sociedade melhor.Palavras chaves: celular, mídias, tecnologia, vídeo, comunicação, informação,construção, autonomia, educação, inovação.
  4. 4. 4 DADOS DE IDENTIFICAÇÃOEducandário: Escola Técnica Estadual Cruzeiro do SulCurso: Curso Técnico em Agropecuária e Ensino MédioEndereço: Rua Marechal Floriano Peixoto nº. 4557, caixa postal nº. 73 - BairroAgrícola- CEP: 97800-000Cidade: São Luiz Gonzaga-RSEmail: etecruzeirodosul@yahoo.com.brFone: (55) 3352- 4109Diretor: Getúlio de Souza AntunesVice-diretor curso técnico: Elizeu Ricardo MachadoVice-diretora do médio: Maria de Lourdes Zaionso MachadoNome do projeto: Alô, estudante! A utilização do celular como ferramentaeducacionalEixo Tecnológico do projeto: Informação e ComunicaçãoCoordenadora do projeto: Marlei Antunes VieiraAlunos pesquisadores: Hyago Dalavia Peixoto, Lucas da Silva Santos, SedineiJunior Santos de Lima
  5. 5. 5 AGRADECIMENTOS A Deus pela devida inspiração,Aos nossos mestres por desenvolverem em nós a sensibilidade necessária parapercebermos os problemas sociais e buscarmos uma forma de contribuirmos para a sua resolução, Aos colegas que, de uma forma ou de outra, nos incentivaram, auxiliaram e impulsionaram no desenvolvimento deste trabalho.
  6. 6. 6 SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO ................................................................................................... 072 OBJETIVO GERAL ............................................................................................ 08 2.1 Objetivos Específicos .................................................................................. 083 JUSTIFICATIVAS .............................................................................................. 09 3.1 O celular para a produção de vídeos .......................................................... 09 3.2 Produção de vídeos .................................................................................... 104 REFERENCIAL TEÓRICO................................................................................. 11 4.1 Mídias, Sociedade e Educação ................................................................... 11 4.2 A importância do vídeo na escola ............................................................... 125 METODOLOGIA ................................................................................................ 13 5.1 Concepção .................................................................................................. 13 5.2 Produção ..................................................................................................... 14 5.3 Edição ......................................................................................................... 14 5.4 Divulgação .................................................................................................. 14 5.5 Cronograma ................................................................................................ 15 5.6 Material usado............................................................................................. 15 5.7 Custos ......................................................................................................... 166 RESULTADOS ................................................................................................... 167 CONCLUSÕES .................................................................................................. 17REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ..................................................................... 19ANEXOS ............................................................................................................... 20
  7. 7. 7 1 INTRODUÇÃO O presente projeto, relacionado à área de Informação e comunicação, é umestudo sobre as possibilidades de utilização do celular como uma ferramentaeducacional, mais precisamente na produção de vídeos educativos. Foidesenvolvido e aplicado na Escola Técnica Estadual Cruzeiro do Sul por alunosdo educandário, com início da fase teórica no dia 25 de março e final da pesquisaem 07 de julho do corrente ano. O que motivou os envolvidos foi a observação sobre o uso indevido docelular nas escolas, sendo apontado como vilão, e a falta estudos que envolvemessa mídia. A partir daí, surgiu o questionamento: Será que o celular só servepara atrapalhar as aulas? Observamos, então, através da pesquisa, que nosso atual sistemaeducacional está inserido num amplo contexto social, econômico, político, cultural,com avanços tecnológicos e mídias cada vez mais avançadas, apontandoconstantemente novos desafios. Nesse contexto, a escola como um todo precisa assumir uma postura depredisposição à mudança, de compreensão do modo de ser, agir, pensar e secomunicar das novas gerações, como também saber o quê, como, por que equando usar as diferentes mídias nos processos de ensino e aprendizagem,visando à construção do conhecimento. Paulo Freire (1979), já salientou a necessidade de aproximar tecnologia eeducação. Isso significa abrir as portas da escola trazendo a realidade paradentro dela, num processo permanente de construção de conhecimentos,utilizando, para isso, todas as formas de mídias como suporte educacional,proporcionando uma leitura não somente da palavra, mas do mundo. Uma verdadeira educação para ser inovadora deve ter como basepropostas que levem os alunos a um ensino integrado e ao desenvolvimento daauto-estima e de habilidades que os tornem independentes, criativos e cominiciativa em relação à busca do conhecimento.
  8. 8. 8 Baseado nisso, o nosso trabalho foi idealizado objetivando o estudo docelular, as suas potencialidades e as possibilidades de utilização como apoio noprocesso de ensino e aprendizagem, apresentando-o como recurso capaz deproporcionar um contato direto com a realidade. Vemos junto ao material de cada aluno, de cada professor, o celular, comseus diversos tipos de toques, luzes, vibrando ou simplesmente silencioso sobre amesa, como que implorando para ser notado, analisado de forma diferente, maiscontextualizada, empregando o que este aparelho traz de útil e válido. Sugerindoque os educadores adaptem-se às novas tecnologias, redesenhando, assim, suaspráticas pedagógicas. 2 OBJETIVO GERAL Utilizar o celular como ferramenta educacional para produzir vídeos naescola. 2.1 Objetivos Específicos  Desmistificar o uso do celular;  Incluir novas mídias na educação;  Incentivar os alunos a fazerem parte do processo ensinoaprendizagem;  Desenvolver a atenção aos acontecimentos do dia a dia que podemcontribuir com o aprendizado;  Formar cidadãos autônomos, críticos e participativos;
  9. 9. 9  Incentivar produções artísticas na escola, despertando possíveistalentos, aperfeiçoando a postura diante do público e a linguagem padrão;  Criar uma videoteca na escola, um canal para postagem de vídeosno youtube e um blog da escola para armazenagem de atividades significativas. 3 JUSTIFICATIVAS 3.1 O celular na produção de vídeos São inúmeras as razões para optarmos pelo uso do celular na gravação devídeos. É uma ferramenta de fácil acesso. Atualmente são raras as pessoas quenão o possuem pelo seu baixo custo e utilidade em relação a outras mídias. Por ser móvel ele está sempre junto ao seu usuário, possibilitando a suautilização no momento em que surge a necessidade, sem precisar estarpreviamente preparado ou ter que buscar e, muitas vezes, deparar-se com umafilmadora/câmera digital com bateria descarregada ou sendo usada por outro. As gravações feitas no celular são compatíveis com os programas de áudioe vídeos de qualquer computador, não sendo necessário modificar o seu formato,facilitando assim a sua armazenagem e edição. O celular agrega em si diversas ferramentas que são muito úteis nomomento de desenvolver as atividades, tais como: agendamento de tarefas,cronômetro, internet, calendário, calculadora, bluetooth, envio de mensagens e opróprio telefone para estabelecer contatos referentes ao trabalho.
  10. 10. 10 3.2 Produção de vídeos O vídeo é uma das formas mais completas de comunicação e expressão.Através dele entramos em contato com imagens, sons, expressões, gestos,despertando no espectador as mais diversas sensações em relação ao que vê,tornando o aprendizado bem mais vivo e dinâmico. Além do mais ao produzir vídeos e fazer parte deles, os jovensdesenvolvem a linguagem, entonação de voz, interpretação, postura, corrigindo-se e aperfeiçoando-se cada vez mais, preparando-se, assim, para enfrentar omundo de cabeça erguida. Nossa escola, por ser técnica em agropecuária, divide-se em vários setoresde produção. Vemos aí uma verdadeira oficina de aprendizado que, no entanto,não tem possui muitos registros do que faz. Uma das possibilidades da produçãode vídeos está voltada ao registro de atividades significativas, tendo alunos eprofessores como autores, objetivando transmitir esses conhecimentos tanto àcomunidade escolar quanto geral. Contribuindo, desse modo, para evitar que asboas práticas caiam no esquecimento. Registros como esses colaboram para apreservação da memória. Vemos surgir outra possibilidade mediante os inúmeros problemas sociaisdetectados em nosso meio e que precisam ser trabalhados para evitar queaconteçam ou que sejam acentuados. Para isso buscaremos a elaboração devídeos de conscientização, envolvendo a escola como um todo. Por fim, pretendemos incentivar, também, as produções livres, tendo comofinalidade despertar talentos, desinibir e descontrair. Sempre levando em conta aadequação ao ambiente escolar.
  11. 11. 11 4 REFERENCIAL TEÓRICO 4.1 Mídias, Sociedade e Educação É indiscutível a ideia de que as novas tecnologias de comunicação einformação estão trazendo grandes mudanças a todos os setores da sociedade. Talvez por isso, muitos acreditam que as transformações culturais tambémacontecem devido, exclusivamente, às mídias. No entanto, segundo LúciaSantaella, Mídias são meios, e meios, como o próprio nome diz, são simplesmente meios, isto é, suportes materiais, canais físicos, nos quais as linguagens se corporificam e através dos quais transitam. Esses veículos são meros canais, tecnologias que estariam esvaziadas de sentido não fossem as mensagens que nelas se configuram. (SANTAELLA, 2003, p.25). Conforme a autora, embora as mídias conduzam ao crescimento emultiplicação dos códigos e linguagens, elas continuam sendo simples meios. Deixar de ver isso e considerar que são as únicas responsáveis pelastransformações sociais é uma atitude ingênua e equivocada, pois a mediaçãoprimeira vem dos signos, linguagem e pensamento que elas veiculam. A educação escolar, portanto, não pode ficar alheia a isso e precisacompreender e incorporar as tecnologias e mídias (novas ou não), desvendandoos seus códigos, entendendo e se apropriando das possibilidades de expressão ecomunicação. É válido destacar que os problemas não estão nas mídias em si, mas, nouso que se faz delas. O celular tem o seu uso proibido na maioria das escolas, noentanto ele está presente na mochila de alunos e, inclusive, de professores. Nãohá como negar que o seu uso já está incorporado ao nosso dia a dia. A questão écomo usar de forma que não interfira negativamente no aprendizado escolar.Acredita-se que um dos caminhos seja ver essa tecnologia com outros olhos e
  12. 12. 12perceberemos que pode ser utilizada para a melhoria da qualidade do ensino e daaprendizagem. Uma das possibilidades é o desenvolvimento de projetos aliados a essatecnologia e para chegarmos a isso é necessário que os educadores aprendam autilizar essa ferramenta e deixem de vê-la apenas como uma ameaça àestabilidade na sala de aula, estabelecendo limites para o seu uso e conduzindo àsua correta utilização. 4.2 A importância do vídeo na escola Estamos habituados ao vídeo como meros espectadores. Não que nãoexista nenhum valor pedagógico nisso, mas podemos ter uma participação maisativa em relação a essa prática, tornando-nos autores do processo. Ao produzirmos pequenos vídeos estaremos aprendendo novas práticaseducativas ao mesmo tempo em que podemos transmitir os conhecimentosadquiridos, realizando assim uma troca e tornando o aprendizado bem mais vivo edinâmico. Segundo Moran, O vídeo parte do concreto, do visível, do imediato, próximo, que toca todos os sentidos. Mexe com o corpo, com a pele - nos toca e “tocamos” os outros, que estão ao nosso alcance através dos recortes visuais, do close, do som estéreo envolvente. Pelo vídeo sentimos, experienciamos sensorialmente o outro, o mundo, nós mesmos. (MORAN, 1995) Percebe-se aí a importância de aprendermos a linguagem audiovisual,além de possibilitar a construção de relações mais próximas entre professor ealuno e todos os envolvidos. A produção de vídeos possibilita que os jovens passem da frente da telapara dentro dela, tornando-se autores do processo, dinamizando o aprendizado epropiciando a expressão e a participação social no ambiente educativo.
  13. 13. 13 5 METODOLOGIA O projeto foi criado e desenvolvido por um grupo de alunos da EscolaTécnica Estadual Cruzeiro do Sul, com a orientação da professora de informáticae língua portuguesa, tendo a finalidade de produzir vídeos educativos através docelular. O trabalho foi desenvolvido seguindo quatro etapas específicas:concepção, produção, edição e divulgação. 5.1 Concepção Nesta primeira fase foram organizados encontros para discutir o tipo devídeo a ser produzido. Chamamos de concepção porque é o momento em quebuscamos idéias, sugestões sobre temas, roteiro do projeto, distribuição dotrabalho e o objetivo a ser atingido com ele (CONFORME ANEXO 1). Nesse momento percebemos o quanto é importante saber observar, sentire compreender o mundo que nos cerca para, a partir daí, compormos umanarrativa envolvente. Após discutirmos, decidimos dividir em três tipos de trabalhos. O primeiro,denominado “conscientização”, envolverá temas sociais e que, de uma forma oude outra, afetam a vida dos jovens. O segundo, denominado “como fazer”,mostrará atividades relacionadas aos setores da escola. E, por fim, o terceiro,denominado “variedades”, envolveria vídeos diversos, podendo ser vinculados ounão às atividades da escola.
  14. 14. 14 5.2 Produção Com as tarefas distribuídas é hora de colocar as atividades em prática.Esta é a parte que, por vezes, torna-se mais exaustiva, porém interessante. É omomento das filmagens e que pode exigir várias “tomadas”. Nesse momento é preciso analisar cenário, luminosidade, som, entonaçãode voz, interpretação; enfim, é aí que os artistas entram em cena e precisam darum show (CONFORME ANEXO 2). 5.3 Edição Após as filmagens é necessário organizar o trabalho, selecionar cenas,colocar legendas, nomes. Essa é um trabalho delicado que exige muita paciênciae criatividade. Um trabalho sem edição é como um rascunho, inacabado e cheiode erros (CONFORME ANEXO 3). 5.4 Divulgação Todo trabalho só alcança seu objetivo quando é mostrado para o público. Adivulgação será feita em reuniões escolares com a presença da comunidadeescolar; através do youtube, onde os alunos criaram um canal para postagem dosvídeos; e, também, através do blog da escola, criado pelos alunos para que todospossam ver aos vídeos relacionados à educação, oportunizando, assim, o acessonão apenas da comunidade escolar, mas, também, do público em geral comouma forma de contribuição para a sociedade (CONFORME ANEXOS 4, 5 e 6).
  15. 15. 15 5.5 Cronograma Período Atividade25/03/2011 Discussão sobre a ideia de criar um projeto utilizando o celular.24/04/2011 Conclusão do primeiro vídeo produzido com o celular.26/04/2011 Postagem do primeiro vídeo no youtube.05/04/2011 Início da pesquisa, parte teórica, para o projeto.13/06/2011 Defesa do projeto no salão da escola07/07/2011 Final da pesquisa teórica e organização do projeto para o envio à MEP..17,18 e Defesa do projeto na Mostra das Escolas de Educação19/08/2011 Profissional - MEP30/08/2011 Lançamento do 1º FEVICS – Festival de Vídeos Cruzeiro do Sul (CONFORME ANEXO 7)08/09/2011 Criação do blog da Escola09/09/2011 Últimas adaptações do projeto a ser enviado à FECITEP 5.6 Material Utilizado Na execução do projeto foram utilizados celulares com vídeo e memóriaexpandida; computador com programa para edição de vídeos, gravador de DVD eacesso à internet; além de DVDs para a armazenagem de material para a escola.
  16. 16. 16 5.7 Custos Não houve despesas significativas na elaboração e na execução doprojeto, já que os alunos envolvidos têm celular para realizar as filmagens, aescola possui laboratório de informática com acesso à internet, o programa usadopara a edição de vídeos é gratuito e o DVDs utilizados para armazenagem foramfornecidos pela escola. 6 RESULTADOS Percebemos que as novas tecnologias e as mídias apresentam-se comoexcelentes possibilidades de proporcionar avanços significativos no processo deensino-aprendizagem, pois cada nova forma de comunicação que surge oferecemaneiras diferentes de apropriação do conhecimento, mostrando que aimaginação pode ser estimulada não apenas com palavras, mas com imagens,sons e movimentos. Portanto, o celular mostrou-se como uma mídia que pode ser utilizadacomo uma ferramenta de apoio, pois apresenta características que o tornambastante atrativo e adequado a nós alunos, habituados às novas tecnologias eansiosos por novas formas diferentes de aprender. Através dele conseguimosalcançar nossos objetivos, colaborando com o processo educativo ao mesmotempo em que aprendíamos.
  17. 17. 17 7 CONCLUSÕES Como jovens convivemos com as mais diversas tecnologias e mídias deforma totalmente natural, pois somos frutos de uma era digitalizada. Diante disso,percebemos a necessidade de mudanças nas escolas. É necessário que os educadores passem a atuar como mediadores dosaber, não mais concebendo o conhecimento como algo acabado. Mais do queisso, devem preparar o educando para conviver e utilizar de forma crítica asdiversas mídias existentes, pois como diz o ditado popular “se não podes vencer oinimigo, alie-se a ele”. Se nossos mestres observarem, perceberão que as mídias podem serusadas de forma educativa, basta que modifiquem a forma de olhar, vendo-as nãomais como inimigas, mas como aliadas capazes de contribuir de diversas formasno processo educacional. Diante dessa realidade, o celular mostrou-se como uma mídia que podesim ser utilizada como uma ferramenta de apoio, pois apresenta característicasque o tornam bastante atrativo, acessível e adequado a nós jovens imersos emum mundo rodeado de tecnologias e habituados a usá-las diariamente, mesmoque de forma considerada inadequada, necessitando de alguém que nos guie demaneira segura. Ao analisarmos os resultados obtidos com esse projeto, percebemos agrande contribuição feita a toda comunidade escolar. Conseguimos alcançargrandes mudanças em relação à forma de ver o celular e o próprio processoeducativo. A experiência de fazer vídeos proporcionou aos envolvidos mudançassignificativas na forma de olhar, pensar, fazer e compartilhar diferentesaprendizados, permitindo explorar novas linguagens e ajudando a desenvolverinúmeras habilidades até então adormecidas. Através da realização do projeto ora relatado, as conquistas foram muitas.No plano pessoal, podemos afirmar que nos tornamos estudantes maisparticipativos e independentes, percebendo que somos capazes de nos expressar
  18. 18. 18e de registrar nossas aprendizagens por meio de vídeos produzidos comautonomia, sob a orientação de nossos educadores. Este projeto, contudo, não encerra o nosso estudo sobre as possibilidadesdo uso do celular como ferramenta educativa, mas representa uma pequenasemente plantada, que já germinou, está crescendo e se espalhando cada vezmais, provando a todos que tecnologia e educação são frutos da mesma árvore,ou seja, da necessidade que todo ser humano tem de evoluir cada vez mais.
  19. 19. 19 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS_______________________. Como se produz vídeo educativo - Unidade 2. In:TV na escola e os desafios de hoje. p.51-77. Disponível em:<http://www.educamidia.unb.br/04-atualizese/M3P2.pdf> Acesso em: 07 de maiode 2011.FREIRE, Paulo. Educação e Mudança, São Paulo, Ed. Paz e Terra, 1979.GABRIEL, Karlo & SEABRA, Carlos. Miniguia de produção de vídeos decurtíssima metragem. Instituto Claro.SANTAELLA, Lucia. Da cultura das mídias à cibercultura: o advento dopóshumano. Revista FAMECOS, Porto Alegre, nº 22, quadrimestral, p. 25,dezembro de 2003.MORAN, José Manuel. As múltiplas formas de aprender. In: Revista Atividadese Experiências. Grupo Positivo, julho de 2005. Disponível em:<http://www.eca.usp.br/prof/moran/positivo.pdf > Acesso em: 18 de maio de 2011.MORAN, José Manuel. O Vídeo na Sala de Aula. In: Revista Comunicação &Educação. São Paulo, ECA-Ed. Moderna. p.27-35, jan./abr. de 1995. Disponívelem: <http://novastecnormalistas.wordpress.com/2010/08/31/texto-video-na-sala-de-aula-jose-manuel-moran/> Acesso em: 28 de junho de 2011.MONTEIRO, Castellano Fernandes Monteiro. Celular na sala de aula comoalternativa pedagógica no cotidiano das escolas. IOC- FIOCRUZ. Disponívelem: <http://www.anped.org.br/reunioes/29ra/trabalhos/trabalho/GT16-2668--Int.pdf> Acesso em: 02 de maio de 2011.
  20. 20. 20ANEXOS
  21. 21. 21ANEXO 1Reunião do grupo para análise e planejamentoANEXO 2Filmagem usando o pátio da escola como cenário
  22. 22. 22ANEXO 3Programa de edição de vídeoANEXO 4Página de abertura do Canal no youtube.
  23. 23. 23ANEXO 5Primeiro vídeo postado no youtube em 26/04/2011ANEXO 6Blog criado para postagem de atividades da escola
  24. 24. 24ANEXO 7Cartaz do Festival de Vídeos promovido pelos alunos

×