Projeto jari

15.519 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Projeto jari

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁCAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CAPANEMACURSO DE LICENCIATURA PLENA EM CIÊNCIAS NATURAISDISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA DA AMAZÔNIADOCENTE: MOIRAH MENEZESDISCENTES:ADRIANA PORTELACAMILA SOARESMARIELLY CORRÊAPATRÍCIA MELOProjeto Jari
  2. 2. BREVE HISTÓRIA DO PROJETO JARI O Projeto Jari foi um projeto iniciado no final dos anos1960 na região do Jari, situada ao norte da Amazôniabrasileira com o objetivo de criar um pólo agroindustrialpara a produção de arroz e celulose e a criação debúfalos, além de agrovilas e do distrito de MonteDourado; 1882 - Fugindo da seca no ceará, chega ao Vale do JariJosé Júlio de Andrade, seringueiro e castanheiro que setornou um dos maiores latifundiários do mundo, além desenador pelo Pará; 1948 - Enfraquecido pela Revolução de 1930, lideradapor Getúlio Vargas, o agora “coronel” José Júlio vendeusua propriedade no Vale do Jari a um grupo decomerciantes portugueses comandados por JoaquimNunes de Almeida.
  3. 3.  1967 - O bilionário americano Daniel Ludwigcompra o Projeto Jari dos portugueses com umaárea de 1,7 milhão de hectares no Pará e noAmapá; Instala um pólo agroindustrial para a produçãode arroz e celulose e a criação de búfalos, alémde agrovilas e do distrito de Monte Dourado;
  4. 4.  1978 - Para a instalação do empreendimento, elemandou construir no Japão uma fábrica de celulose.Foram feitas duas plataformas flutuantes, uma para aprodução de celulose e a outra para a produção deenergia. Após o término da construção da fábrica, asduas plataformas foram rebocadas do Japão para aregião Amazônica;
  5. 5.  1980 - Ludwig envia carta ao general Golbery do Coutoe Silva, então ministro chefe da casa civil, pedindo queo governo assuma a infraestrutura do Projeto Jari, queacumulava prejuízos ano após ano. 1982 - Decepcionado com a falta de ajuda do governomilitar e as críticas de nacionalistas, o magnataamericano vende o Jari a um consórcio de 24 grandesempresas brasileiras, liderado pela CAEMI (CompanhiaAuxiliar de Empresas de Mineração).
  6. 6.  1996 - Morre o dono da CAEMI, Augusto Trajano deAzevedo Antunes. Seus netos Mario e Guilherme Freringassumem o controle do Jari e decidem vender adeficitária companhia; 2000 - O BNDES e o BB negociam a venda do Jari àSaga investimento e Participações, do empresárioSérgio Amoroso, dono do Grupo Orsa. Da dívida total deUS$ 415 milhões, Amoroso compromete-se com umagarantia de US$ 112 milhões, que é liquidada em 2010; 2004 - O FSC concede certificação a uma área demanejo florestal de 545.000 hectares no lado Paraensedo Projeto Jari.
  7. 7. VANTAGENS E DESVANTAGENSDO PROJETO JARI A região escolhida pra implantar o projeto não era dotadade nenhuma forma de infraestrutura; Construção de portos, ferrovia e 9 mil quilômetros deestradas; Planejamento incluía a implantação de um projeto dereflorestamento; Perspectivas de atividades com mineração, pecuária eagricultura, porém a fábrica atuou apenas na produção dacelulose.
  8. 8. VANTAGENS DO PROJETO JARI Abertura econômica e o desenvolvimento demográfico daregião; A área foi beneficiada pela instalação da fábrica, atravésde: Geração de empregos; Construções de casas para os trabalhadores; Escola; Posto médico; Ginásio de esportes e áreas de lazer.
  9. 9. O PROJETO TINHA TUDO PARA DAR CERTO, SENÃO FOSSEM... Falta de estudos sobre as peculiaridades da Amazônia Improdutividade das plantações; O fluxo migratório que a implantação da fábrica traria paraa região; Super confiança no poder da máquina e desprezo pelasforças naturais.
  10. 10. IMPACTOS AMBIENTAIS E SOCIAIS DO PROJETO Desmatamento de grandes superfícies de floresta nativaem ambos os lados do rio Jari (140.000 hectares no total); Formação de uma favela nas margens do projeto
  11. 11. BREVE PANORAMA DO CONFLITO PELA TERRA ENTRE EMPRESAE ESTADO NA HISTÓRIA DO PROJETO JARI Toda dificuldade do conflito reside em suahistoricidade; Com o fim da ditadura, o novo governo doAmapá viu-se legalmente intitulado a reclamar areintegração no estado nacional; O Estado do Amapá decidiu criar nos anos 1990duas áreas protegidas: a Reserva Extrativista(RESEX) Cajari, em 1990 e a Reserva deDesenvolvimento Sustentável (RDS) Iratapuru,em 1997.
  12. 12.  Áreas habitadas por comunidades extrativistase da RESEX Cajari; Enquanto isso, a questão da legalização dasterras da empresa do lado paraense permaneceirresolvida; Acordo assinado entre o Grupo ORSA e ogoverno do Pará em 2008 ainda permanece emespera; Como se apresenta a reação das própriaspopulações nesse contexto? A população local está dividida em dois partidos:aceitação (a comunidade do Braço) eresistência;
  13. 13. O PROJETO JARI HOJEo Em 2000- O grupo Orsa compra o projeto Jari com uma dívida de 415 mi.o Acordo com o BNDES e BB – Pagar 112 mi e o restante seria perdoado secumprissem 2 clausulas do contrato ( custo de produção e preço dacelulose).o Após 11 anos a divida é quitada.
  14. 14. O PROJETO JARI HOJEo Capacidade de produção atual –350.000 t/anode celulose branqueada de eucalipto;o Área ocupada – 1,365 mi/hectares;o Em 2011 foi anunciado os planos deexpansão do projeto para 1,5 milhãode t/ano – sócio estratégico ou ofertapublica de ações, o que deve ocorrera partir de 2015;o União dos negócios de celulose comos de embalagens e papelão – Jaricelulose – Papel e embalagenso Jari celulose- papel e embalagem, aouro verde (beneficia produtos nãomadereiros - castanha do Pará) e aOrsa florestal;
  15. 15. O PROJETO JARI HOJEo O grupo Orsa tem como tática atrativa o bom relacionamento com aocomunidades que vivem na floresta amazônica – Organizações ambientais etrabalhadores (unidades de geração de energia, 70 k de ferrovias, portos,aeroportos e uma cidade planejada - Ludwing);“ Se não levarmos desenvolvimento à região e não oferecermos condições depermanência das comunidades não poderemos continuar ali.”Sergio Amorosoo Certificado FSC (forest stewardship council – Conselho de Manejo Florestal)em 2004 – Manejo florestal de 800 mil hectares de floresta = ManejoFlorestal certificado = 545.000 mil hec. Pará – sendo que o projeto total é de1,3 mi/ hec. – 60% da area de Sergipe.o Manutenção do selo• Redução de impactos na floresta;• Segurança dos trabalhadores – equipamentos• 2 rotas de fuga com sentidos inversos a da queda da arvore;• Código de rastreamento na madeiras
  16. 16. O PROJETO JARI HOJEMas como tornar rentável um negócio que custa 30% mais que a exploraçãoconvencional?o Crise econômica 2009 – Celulose (recursos que mantém o manejosustentável – 19 mi/ano);o Manejo sustentável no Jari é visto como um dos mais bem conduzidos nomundo – 25 modelos de excelência em manejo florestal da América latina ecaribe em 2010 - FAO;o Retorno financeiro ???????o Solução: seleção de espécies de maior retorno econômico no mercadoeuropeu ( angelin-vermelho, cumaru, jatobá, e maçaranduba.)o Caiu para 2º plano a inserção de espécies novas – Aumento da area demanejo para porções mais internas da floresta;o Aumento do faturamento e diminuição do custo da tora para a serraria –25%.
  17. 17. Outras soluções Redução do turno noturno; destinação de 30% ao mercado interno;Outro lado do rio jario 2014 – FSC 246.000 hec. – Laranjal do jari- Ap;o Compensação socioambientais – maior parte damão de obra qualificada do grupo Orsa (Laranjal dojari e vitória do jari);O PROJETO JARI HOJE
  18. 18. Lanranjal do Jari - Amapá
  19. 19. Ouro verdeo Aumento em 1 mi na renda de 100 famílias decastanheiros – quebra do vinculo com os atravessadores;o Efeitos nos preços;o Inclusão social – Formação profissional de jovens (vila deMunguba) – Fruteiras de sobras de madeiras certificadaspara a Tramontina;o Grande procura – pisos, portas e etc... Por jovens dacooperativa de artefatos naturais do Rio das Castanhas(Coopnharin) 2005;O PROJETO JARI HOJE
  20. 20. A extração de eucalipto seria paralisada – Busca por umaalternativa mais rentável; Acordo com a IP (international paper) – Orsa internacional –Papelão ondulado (embalagens); Negócios separados- negocio já nasce com capacidade deprodução de 365.000 t/ano – 952 mi investimentos 1ºtrimestre de 2013;Acordo Anuncio da paralisação das atividades da empresa - revoltados funcionários - Modernização do parque da jari; Janeiro/ 2013 – IP 75% da operação e a Orsa 25%;O PROJETO JARI HOJE
  21. 21. REFERÊNCIAS http://www.grupoorsa.com.br/revista_globo/Grupo_Orsa_Madeira_Legal_Globo_Rural.pdf http://www.thegreenclub.com.br/projetos-urbanos/o-projeto-jari-celulose-monte-dourado/ http://www.thegreenclub.com.br/projetos-urbanos/o-projeto-jari-celulose-monte-dourado/ http://jornalagazetaap.com/portal/?p=2&i=10862&t=Grupo_Orsa_fecha_projeto_Jari_e_transfere_ativos_para_empresa_americana http://candidoneto.blogspot.com.br/2011/05/sem-dividas-projeto-jari-quer-expansao.html http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/jari-vai-parar-producao-de-celulose-na-amazonia

×