Geopolítica do Narcotráfico

3.242 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.242
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
149
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geopolítica do Narcotráfico

  1. 1. Geopolítica do NarcotráficoGeopolítica do Narcotráfico Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com
  2. 2. IntroduçãoIntrodução O narcotráfico forma um império de 500 bilhões de dólares anuais, corrompe políticos e policiais e compra a indústria e o comércio de países inteiros. Seus consumidores são homens e mulheres de todas as idades e profissões, de todas as classes sociais.
  3. 3. IntroduçãoIntrodução As máfias do narcotráfico formam "Estados dentro do Estado", com suas próprias leis e exército. Isso acontece também na Amazônia, principal produtora da folha de coca, matéria- prima para a produção de cocaína. Ali estão concentrados os mais poderosos grupos de comércio de drogas.
  4. 4. IntroduçãoIntrodução A guerra movida pelos EUA contra os narcotraficantes da Colômbia, Bolívia, Peru e Brasil tem, portanto uma dimensão geopolítica: quem controla a Amazônia. A "guerra ao narcotráfico" envolve mais do que interesses econômicos e morais.
  5. 5. EUA e a guerra contra oEUA e a guerra contra o narcotráfico: um recorte históriconarcotráfico: um recorte histórico Fim da Guerra Fria (1990) Derrota do socialismo e vitória dos EUA e nações capitalistas Narcotráfico: novo inimigo e pretexto para invadir outros territórios Nova ordem mundial: intervenções militares dos EUA no Afeganistão, Iugoslávia e na Amazônia Internacional.
  6. 6. Divisão InternacionalDivisão Internacional
  7. 7. MAPA DO NARCOTRÁFICO INTERNACIONALMAPA DO NARCOTRÁFICO INTERNACIONAL
  8. 8. SITUAÇÃO DO BRASILSITUAÇÃO DO BRASIL
  9. 9. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  10. 10. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  11. 11. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  12. 12. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  13. 13. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  14. 14. A ROTAA ROTA DODO CRACKCRACK
  15. 15. Por que a produção de drogas naPor que a produção de drogas na América Andina é uma dasAmérica Andina é uma das principais atividades econômicas?principais atividades econômicas? Pobreza da agricultura andina (camponeses sem condições de sobreviver com produtos tradicionais). A presença de grupos guerrilheiros de esquerda que dependem financeiramente do narcotráfico.
  16. 16. Governos corruptos e fracos, sempre prontos a aceitar dinheiro dos traficantes. A existência de países que são "paraísos fiscais", sempre dispostos a "lavar" os capitais do narcotráfico. O crescimento do consumo de drogas, tanto nos EUA como na Europa Central.
  17. 17. Por que o foco não está naPor que o foco não está na segurança pública e na repressão aosegurança pública e na repressão ao narcotráfico mundial?narcotráfico mundial? O Narcotráfico é um fator geopolítico de ameaça aos Estados.
  18. 18. Segundo Oswaldo Jarrin, ex-ministro da defesa do Equador, é necessário “enfrentar atividades comerciais ilegais globalizadas (...), multinacionais em rede com capacidade de direção de todo o ciclo de drogas desde a produção até a lavagem de lucro, para controlar territórios espaciais com grupos criminosos de diversos países. Eles usam corredores transfronteiriços, controlam os espaços territoriais, usam de alta tecnologia em terra, mar e ar em laboratórios clandestinos de processamento para transporte em submarinos e para fugir de sistemas de vigilância aérea”.
  19. 19. Inglaterra “entorpeceu” os chineses para depois dominá-los (Guerra do Ópio).
  20. 20. O narcotráfico, hoje, é um dos três grandes negócios financeiros do Reino Unido.
  21. 21. Agora a Inglaterra quer fazer o mesmo com os argentinos. A Grã-Bretanha quer a liberação de todo tipo de drogas para a posterior perturbação, adoecimento e destruição da coesão da família gerando dessa forma uma sociedade de intoxicados, dementes e proceder finalmente para a balcanização da nação Argentina.
  22. 22. Como os grupos de esquerda naComo os grupos de esquerda na América Latina justificam o apoio aoAmérica Latina justificam o apoio ao narcotráfico?narcotráfico?
  23. 23. “...a cultura da coca, a militarização dos laboratórios clandestinos onde ela seria refinada, o tráfico de cocaína e sua massiva comercialização a serviço das metrópoles do Império Americano, tudo isso era uma forma de resistência à opressão, um tipo de autodefesa de pobres camponeses falidos pelos capitalistas, uma reação politicamente correta à deterioração dos termos de troca entre Norte e Sul estabelecida por corporações americanas.”   Bernard-Henri Levy em conversa com Ivan Ríos, comandante das FARC. ( http://www.newrepublic.com/article/politics/ballad-dead-man)
  24. 24. Alguns dados alarmantesAlguns dados alarmantes Está estimado que cerca de 230 milhões, ou 5% da população adulta mundial (de 15 a 64 anos de idade), utilizaram alguma droga ilícita pelo menos uma vez, em 2010. Os usuários problemáticos de drogas, principalmente as pessoas dependentes de heroína e cocaína, totalizam cerca de 27 milhões, cerca de 0.6% da população adulta mundial, ou 1 em cada 200 pessoas.  Fonte: Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC – Relatório Anual sobre Drogas 2012).
  25. 25. Sugestão de sites:Sugestão de sites: Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas – CEBRID http://200.144.91.102/sitenovo/default.aspx Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas – OBID http://www.obid.senad.gov.br/portais/OBID/ind ex.php Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime – UNODC http://www.unodc.org/lpo- brazil/pt/index.html
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARBEX JR., José. Narcotráfico: Um Jogo de Poder nas Américas. 2ª ed., São Paulo: 2005. CRACK, É POSSÍVEL VENCER: tráfico e consumo. Disponível em <http://www.brasil.gov.br/crackepossivelvencer/seguranca-publica/trafico-e-consumo_1>. Acesso em 22 de agosto de 2013. EL MALVINENSE. Soros y el Imperio británico por la legalización de las drogas, a la ofensiva en Iberoamérica. Disponível em <http://www.malvinense.com.ar/snacional/2013/1398.htm> Acesso em 23 de ago. 2013. Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime – UNODC. Disponível em <http://www.unodc.org/lpo-brazil/pt/index.html> Acesso em 23 de ago. 2013 JARRIN, Oswaldo. In: El comercio.com: Geopolítica del Narcotráfico. Disponível em <http://www.elcomercio.com/oswaldo_jarrin_r/Geopolitica-narcotrafico-Justicia_0_919708069.html> Acesso em 23 de ago. 2013. REVISTA VEJA.COM. Infográfico: O narcotráfico no mundo. Disponível em <http://veja.abril.com.br/multimidia/infograficos/o-narcotrafico-no-mundo> Acesso em 21 de agosto de 2013

×