SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
L i m i t e s
Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com  os filhos , os erros de nossos   progenitores...
...e com o  esforço  de   abolirmos   os  abusos   do passado...
...somos os pais mais   dedicados   e   compreensivos    mas,  por outro lado...
...os mais  bobos  e  inseguros  que já houve na história .
O grave é que estamos lidando com crianças mais  “espertas”  do que nós, ousadas, e mais  “poderosas”  que nunca!
Parece que, em nossa tentativa de  sermos os pais  que queríamos ser, passamos de  um extremo ao outro.
Assim, somos a última geração de filhos que  obedeceram  a   seus pais...
... e a primeira geração de pais que  obedecem  a seus filhos .
Os últimos que tivemos  medo  dos pais....
...e os primeiros que  tememos   os filhos.
Os últimos que  cresceram  sob o  mando  dos pais...
E os primeiros que  vivem  sob o  jugo  dos filhos.
E, o que é  pior...     ...os últimos que  respeitamos  nossos pais...     ( ÀS  vezes sem escolhas...)
...e os primeiros que aceitamos que nossos filhos nos  faltem  com o respeito.
À medida que o  permissível  substituiu o  autoritarismo,  os termos das relações familiares mudou de forma radical...
...para o  bem  e para o  mal .
Com efeito, antes se considerava um  bom  pai, aquele cujos filhos se comportavam  bem , obedeciam suas ordens, e os tratavam com o devido  respeito.
E  bons filhos,  as crianças que eram  formais , e  veneravam  seus pais, mas à medida em que as fronteiras  hierárquicas  entre nós e nossos filhos foram  se  desvanecendo...
...hoje, os  bons  pais são aqueles que conseguem que seus filhos os  amem,  ainda que  pouco o respeitem.
E são os  filhos , quem agora, esperam  respeito  de seus pais, pretendendo de tal maneira que  respeitem suas idéias , seus gostos, suas preferências e sua forma de  agir e viver.
E que além disso, que  patrocinem  no que necessitarem  para tal fim .
Quer dizer ;  os papéis se  inverteram. Agora  são os pais que têm que agradar a seus filhos para  “ganhá-los”  e não o inverso como no passado .
Isto explica  o esforço  que fazem  tantos pais e mães para serem os melhores amigos e  “darem tudo” a seus filhos.
Dizem que os  extremos  se atraem. ..... Se o  autoritarismo  do passado encheu os filhos de  medo  de seus pais... .
...a  debilidade  do presente os preenche de  medo  e  menosprezo... aos nos verem tão  débeis  e  perdidos  como eles.
Os filhos precisam perceber que  durante a infância,  estamos à frente de suas vidas,  como líderes  capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter...
... e de  guiá-los,  enquanto  não  sabem para  onde vão...
É assim que evitaremos que as novas gerações se  afoguem  no  descontrole  e  tédio  no qual está afundando uma sociedade que parece ir  à deriva , sem parâmetros  nem destino .
Se o autoritarismo  suplanta , o permissível  sufoca.
Apenas uma atitude  firme,   respeitosa , lhes permitirá confiar em nossa  idoneidade  para governar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente  liderando - os...
...e não   atrás,   carregando - os   e   rendidos   às   suas vontades .
Os  limites   abrigam   o  indivíduo. Com  amor  ilimitado e    profundo   respeito .
Formatação Tea Lótus Texto Mônica Monastério ( Madrid-Espanha  ). [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (11)

Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites Entre Pais E Filhos
Limites Entre Pais E FilhosLimites Entre Pais E Filhos
Limites Entre Pais E Filhos
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites 3
Limites 3Limites 3
Limites 3
 
Limites 3
Limites 3Limites 3
Limites 3
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
A86
A86A86
A86
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 

Destaque

Projeto organizando a rotina na volta as aulas
Projeto organizando a rotina na volta as aulasProjeto organizando a rotina na volta as aulas
Projeto organizando a rotina na volta as aulas
elianelias
 
Encontro Pedagógico 2011 Ipiranga do Piauí
Encontro Pedagógico  2011 Ipiranga do PiauíEncontro Pedagógico  2011 Ipiranga do Piauí
Encontro Pedagógico 2011 Ipiranga do Piauí
Clau Fontes
 
Webfólio professores - AVA/2013
Webfólio professores - AVA/2013Webfólio professores - AVA/2013
Webfólio professores - AVA/2013
elianejoerke
 
Boas vindas alunos_ead_2013
Boas vindas alunos_ead_2013Boas vindas alunos_ead_2013
Boas vindas alunos_ead_2013
Jorge Purgly
 
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
Prefeitura Municipal de Sangão
 
Rubem alves chegadas e despedidas
Rubem alves   chegadas e despedidasRubem alves   chegadas e despedidas
Rubem alves chegadas e despedidas
Amadeu Wolff
 
PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2
ElieneDias
 

Destaque (20)

Volta As Aulas 2010
Volta As Aulas 2010Volta As Aulas 2010
Volta As Aulas 2010
 
Projeto organizando a rotina na volta as aulas
Projeto organizando a rotina na volta as aulasProjeto organizando a rotina na volta as aulas
Projeto organizando a rotina na volta as aulas
 
Mensagem De Boas Vindas
Mensagem De Boas VindasMensagem De Boas Vindas
Mensagem De Boas Vindas
 
FUNDAMENTOS ÉTICOS DA RELAÇÃO PROFESSOR X ALUNO
FUNDAMENTOS ÉTICOS DA RELAÇÃO PROFESSOR X ALUNOFUNDAMENTOS ÉTICOS DA RELAÇÃO PROFESSOR X ALUNO
FUNDAMENTOS ÉTICOS DA RELAÇÃO PROFESSOR X ALUNO
 
Encontro Pedagógico 2011 Ipiranga do Piauí
Encontro Pedagógico  2011 Ipiranga do PiauíEncontro Pedagógico  2011 Ipiranga do Piauí
Encontro Pedagógico 2011 Ipiranga do Piauí
 
Webfólio professores - AVA/2013
Webfólio professores - AVA/2013Webfólio professores - AVA/2013
Webfólio professores - AVA/2013
 
Boas vindas alunos_ead_2013
Boas vindas alunos_ead_2013Boas vindas alunos_ead_2013
Boas vindas alunos_ead_2013
 
Trabalho ..
Trabalho ..Trabalho ..
Trabalho ..
 
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
Dinamicas para-o-inicio-das-aulas-atividades-ludicas-esoterikha.com-redemotiv...
 
Volta às aulas
Volta às aulasVolta às aulas
Volta às aulas
 
Slides das aulas
Slides das aulasSlides das aulas
Slides das aulas
 
Apresentação volta às aulas
Apresentação volta às aulasApresentação volta às aulas
Apresentação volta às aulas
 
A importancia da rotina escolar por simone heen drumond
A importancia da rotina escolar por simone heen drumondA importancia da rotina escolar por simone heen drumond
A importancia da rotina escolar por simone heen drumond
 
Regresso às aulas - boas-vindas!
Regresso às aulas - boas-vindas!Regresso às aulas - boas-vindas!
Regresso às aulas - boas-vindas!
 
Rubem alves chegadas e despedidas
Rubem alves   chegadas e despedidasRubem alves   chegadas e despedidas
Rubem alves chegadas e despedidas
 
REFLEXÃO - A IMPORTÂNCIA DE SER UM PROFESSOR - EDUCADOR
REFLEXÃO - A IMPORTÂNCIA DE SER UM PROFESSOR - EDUCADORREFLEXÃO - A IMPORTÂNCIA DE SER UM PROFESSOR - EDUCADOR
REFLEXÃO - A IMPORTÂNCIA DE SER UM PROFESSOR - EDUCADOR
 
PNAIC - Ano 2 unidade 2
PNAIC - Ano 2   unidade 2PNAIC - Ano 2   unidade 2
PNAIC - Ano 2 unidade 2
 
Acolhida slide
Acolhida   slideAcolhida   slide
Acolhida slide
 
MENSAGEM
MENSAGEMMENSAGEM
MENSAGEM
 
Slides semana pedagógica
Slides  semana pedagógicaSlides  semana pedagógica
Slides semana pedagógica
 

Semelhante a Limites (17)

Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
limites na educação dos nossos filhos.pptx
limites na educação dos nossos filhos.pptxlimites na educação dos nossos filhos.pptx
limites na educação dos nossos filhos.pptx
 
limites
limites limites
limites
 
limites
limiteslimites
limites
 
Limites que os pais desconhecem.
Limites que os pais desconhecem.Limites que os pais desconhecem.
Limites que os pais desconhecem.
 
L i m i t e s
L i m i t e sL i m i t e s
L i m i t e s
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
LIMITES
LIMITESLIMITES
LIMITES
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 602 an 14 dezembro_2016.ok (1)
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 602 an 14 dezembro_2016.ok (1)AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 602 an 14 dezembro_2016.ok (1)
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS Nº 602 an 14 dezembro_2016.ok (1)
 

Mais de Maristela Couto

O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aula
Maristela Couto
 

Mais de Maristela Couto (20)

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLARELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
RELACIONAMENTO INTERPESSOAL DOS GESTORES NA ESCOLA
 
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_2a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -matematica_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -matematica_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_2a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_3a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medioAap  -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
Aap -lingua_portuguesa_-_1a_serie_do_ensino_medio
 
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamentalAap  -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
Aap -lingua_portuguesa_-_6o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamentalAAP  -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_9o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_7o_ano_do_ensino_fundamental
 
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamentalAAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
AAP -lingua_portuguesa_-_8o_ano_do_ensino_fundamental
 
Traços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativosTraços característicos de textos narrativos
Traços característicos de textos narrativos
 
Cargas cognitivas
Cargas cognitivasCargas cognitivas
Cargas cognitivas
 
O construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aulaO construtivismo na sala de aula
O construtivismo na sala de aula
 
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOSPLANEJAR E PORTFÓLIOS
PLANEJAR E PORTFÓLIOS
 
Merenda
MerendaMerenda
Merenda
 

Último

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

Limites

  • 1. L i m i t e s
  • 2. Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos , os erros de nossos progenitores...
  • 3. ...e com o esforço de abolirmos os abusos do passado...
  • 4. ...somos os pais mais dedicados e compreensivos mas, por outro lado...
  • 5. ...os mais bobos e inseguros que já houve na história .
  • 6. O grave é que estamos lidando com crianças mais “espertas” do que nós, ousadas, e mais “poderosas” que nunca!
  • 7. Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ser, passamos de um extremo ao outro.
  • 8. Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram a seus pais...
  • 9. ... e a primeira geração de pais que obedecem a seus filhos .
  • 10. Os últimos que tivemos medo dos pais....
  • 11. ...e os primeiros que tememos os filhos.
  • 12. Os últimos que cresceram sob o mando dos pais...
  • 13. E os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos.
  • 14. E, o que é pior... ...os últimos que respeitamos nossos pais... ( ÀS vezes sem escolhas...)
  • 15. ...e os primeiros que aceitamos que nossos filhos nos faltem com o respeito.
  • 16. À medida que o permissível substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudou de forma radical...
  • 17. ...para o bem e para o mal .
  • 18. Com efeito, antes se considerava um bom pai, aquele cujos filhos se comportavam bem , obedeciam suas ordens, e os tratavam com o devido respeito.
  • 19. E bons filhos, as crianças que eram formais , e veneravam seus pais, mas à medida em que as fronteiras hierárquicas entre nós e nossos filhos foram se desvanecendo...
  • 20. ...hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, ainda que pouco o respeitem.
  • 21. E são os filhos , quem agora, esperam respeito de seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem suas idéias , seus gostos, suas preferências e sua forma de agir e viver.
  • 22. E que além disso, que patrocinem no que necessitarem para tal fim .
  • 23. Quer dizer ; os papéis se inverteram. Agora são os pais que têm que agradar a seus filhos para “ganhá-los” e não o inverso como no passado .
  • 24. Isto explica o esforço que fazem tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “darem tudo” a seus filhos.
  • 25. Dizem que os extremos se atraem. ..... Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo de seus pais... .
  • 26. ...a debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo... aos nos verem tão débeis e perdidos como eles.
  • 27. Os filhos precisam perceber que durante a infância, estamos à frente de suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter...
  • 28. ... e de guiá-los, enquanto não sabem para onde vão...
  • 29. É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrole e tédio no qual está afundando uma sociedade que parece ir à deriva , sem parâmetros nem destino .
  • 30. Se o autoritarismo suplanta , o permissível sufoca.
  • 31. Apenas uma atitude firme, respeitosa , lhes permitirá confiar em nossa idoneidade para governar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando - os...
  • 32. ...e não atrás, carregando - os e rendidos às suas vontades .
  • 33. Os limites abrigam o indivíduo. Com amor ilimitado e profundo respeito .
  • 34. Formatação Tea Lótus Texto Mônica Monastério ( Madrid-Espanha ). [email_address]