SlideShare uma empresa Scribd logo
FOTOGRAFIA
A fotografia, antes de tudo é um
testemunho. Quando se aponta a câmara
para algum objeto ou sujeito, constrói-se
um significado, faz-se uma escolha,
seleciona-se um tema e conta-se uma
história, cabe a nós, espectadores, o
imenso       desafio      de       lê-las.

Ivan Lima
 fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens
por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície
sensível.

As descobertas científicas na área de ótica e química
convergiram para a produção de uma nova forma de arte: A
FOTOGRAFIA.


 Niépce um químico francês em 1826 realiza a primeira
imagem fotográfica, uma vista do pátio da sua casa.


 A imagem foi conseguida por meio da exposição de uma
placa de estanho polido em exposição durante oito horas.
Em 1839 Henry Fox, aperfeiçoou o processo da fotografia, prensando folhas,
penas e pedaços de renda contra papel preparado que era exposto à luz do sol.
 Logo se seguiram outros avanços, até os dias atuais como a câmera digital
Regra dos terços
• Regra dos Terços é uma técnica utilizada na fotografia para se
  obter melhores resultados.

• Para utilizá-la deve-se dividir a fotografia em 9 quadros,
  traçando 2 linhas horizontais e duas verticais imaginárias,

• Posiciona- se nos pontos de cruzamento o assunto que se
  deseja destacar para se obter uma foto equilibrada.
Regra dos terços
•   Vik Muniz
•   Artista plástico que nasceu em São
    Paulo, 1961.
•   Seu trabalho caracteriza-se por mexer
    com os sentidos do observador.
•   Trabalha com imagens ilusórias,
    imagens que de perto parecem uma
    coisa e de longe são outras.
•   Faz esculturas perecíveis e comestíveis
    que se eternizam através da
    fotografia.
•   Uma pizza vira um rosto e calda de
    chocolate assume formas humanas e
    de coisas, como quando desenhou uma
    multidão nas ruas de Nova Yorque.
•   Um monte de alfinetes transforma-se
    em uma imagem e Mona Lisas são
    feitas com pasta de amendoim e geléia.
Valentina, Vik Muniz
Serie “Sugar Children”

>Essa série reúne retratos
recriados com açúcar de crianças
que o artista conheceu no Caribe
e cujos pais trabalham em
canaviais.
Nela o artista busca revelar
através dos retratos das crianças
um panorama de suas vidas e,
dessa forma, destaca o tema de
sua obra por meio da forma como
a cria.
Para refletir
• Somos o que produzimos. E talvez até sejamos mais aquilo
  que deitamos fora.
• Vik Muniz, o artista brasileiro radicado em Nova Iorque que
  fez réplicas da Mona Lisa em manteiga de amendoim e fixou
  retratos em açúcar, passou dois anos no maior aterro do Rio
  de Janeiro a fotografar a rotina, ora briosa ora envergonhada,
  de quem separa dejetos. João Jardim filmou o "Lixo
  Extraordinário" do Jardim Gramacho - que chega hoje aos
  cinemas. Um trabalho sujo, que alguém tem de fazer. Ou
  tinha, porque alguns catadores viraram estrelas.
• http://www.ionline.pt/conteudo/119629-vik-muniz-o-humor-
  e-ferramenta-sobrevivencia-na-lixeira
•
Fotografia de Guerra
Dá-se o nome de fotografia de guerra às imagens fotográficas de conflitos
armados e da vida quotidiana e militar em áreas em situação de guerra.
 Brady trouxe os horrores da guerra civil, através de sua câmera escura .
Enquanto ficava encurvado ali dentro, processava chapas de vidro e
a batalha rugia a sua volta.
 Sua fotografia de esqueletos ainda pendurados registraram com
autenticidade a dura realidade da guerra.
Jacob Riis foi repórter policial e
               registrou diretamente a violência
               das sórdidas favelas da cidade.
              Autodidata, durante cerca de dez
              anos Riis documentou favelas,
              guetos de imigrantes miseráveis,
              em condições de semi-
              escravidão e sem o mínimo de
              condições sanitárias.
              Suas fotos, chocantes para a
              época, ajudaram a mobilizar a
              opinião pública em favor de leis
 Fotografia   relativas a educação, trabalho e
Documental    moradia.
Retrato
Nadar, caricaturista francês, começou a fotografar as principais figuras artísticas
de Paris. Tornou-se no primeiro fotógrafo a realizar fotografia aérea, a utilizar
iluminação artificial.




                              Sarah Bernhardt
Fotografia de Arte
   Julia Cameron com lentes especiais em suas câmeras, produziu efeitos de foco suave e as vezes
  excessivamente sentimentais. As influências de Cameron são várias: religiosa (Velho e o Novo
  Testamento), mitologia grega, pinturas renascentistas, literatura. Essas influências, de uma maneira ou
  de outra, passam pelo "imaginário coletivo".




Chame, Eu sigo; Deixe-me morrer.
SEBASTIÃO SALGADO
•   “Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas
    que não têm como presenciar o que acontece. Espero que a pessoa que entrar
    numa exposição minha não saia a mesma.”
                                                                  Sebastião
    Salgado
•   Mineiro, tornou-se em uma importante referência em fotojornalismo.
•   Seu acervo abarca temas diversos: guerras, trabalhadores rurais, diferentes
    culturas, o indio, os africanos. A dor, miséria, medo, solidão, a natureza, etc.
•   Autor de diversos livros nos quais relata os episódios que documentou.

•   Na introdução de Êxodos, escreveu: "Mais do que nunca, sinto que a raça
    humana é somente uma. Há diferenças de cores, línguas, culturas e
    oportunidades, mas os sentimentos e reações das pessoas são semelhantes.
    Pessoas fogem das guerras para escapar da morte, migram para melhorar sua
    sorte, constroem novas vidas em terras estrangeiras, adaptam-se a situações
    extremas…"
GENERO – FOTOGRAFIA DE
   CARÁTER SOCIAL.
The Serra Pelada - gold mine - Brasil
(1986).
Tigre (1985).
Artur Omar
Arthur Omar é um artista brasileiro
múltiplo, com presença de ponta em várias
áreas da produção artística
contemporânea.
      Formado em antropologia e
etnografia. Desenvolveu novos métodos de
antropologia visual.
 Trabalha com cinema, vídeo, fotografia
instalações, música, poesia, desenho,
além de ensaios e reflexões teóricas sobre
o processo de criação e a natureza da
imagem.                                    Série "Antropologia da face gloriosa"




                                    Intuições Atléticas da série
                                    Antropologia, 1998
                                    100 X 100 cm
Serigrafia
Técnica de impressão da gravura que
reproduz desenhos de cores planas através de
uma armação de madeira e tela feita de tecido
de seda, náilon ou rede metálica, sobre uma
base que pode ser de papel, tecido, metal ou
outros.
O processo se dá a partir da aplicação de
tinta sobre partes permeáveis e impermeáveis
da tela, que a filtra formando o desenho a ser
impresso.
O termo sinônimo silkscreen é normalmente
utilizado num contexto comercial.
Para compor algumas de suas famosas serigrafias múltiplas e coloridas, Andy
    Warhol fotografou com uma câmera Polaroid diversas personalidades.
Feitos a curta distância e com o flash estourado, os retratos instantâneos do artista
       que revolucionou a Pop Art têm hoje grande valor histórico e artístico.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ícones do Retrato
Ícones do RetratoÍcones do Retrato
Ícones do Retrato
claudiog
 
Dada E Surrealismo
Dada E SurrealismoDada E Surrealismo
Dada E Surrealismo
Carol Aires
 
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp- -12 slides-
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp-  -12 slides-Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp-  -12 slides-
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp- -12 slides-
ArtesElisa
 
Surrealismo - Salvador Dalí
Surrealismo - Salvador DalíSurrealismo - Salvador Dalí
Surrealismo - Salvador Dalí
votek
 

Mais procurados (20)

História da Arte: Dadaísmo 2
História da Arte: Dadaísmo 2História da Arte: Dadaísmo 2
História da Arte: Dadaísmo 2
 
Ícones do Retrato
Ícones do RetratoÍcones do Retrato
Ícones do Retrato
 
Tudo sobre arte: Dadaísmo.
Tudo sobre arte: Dadaísmo.Tudo sobre arte: Dadaísmo.
Tudo sobre arte: Dadaísmo.
 
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
Fotojornalismo I - Aula 3 - Fotografia entre a ciência, o social e a arte pic...
 
Pós modernismo
Pós modernismoPós modernismo
Pós modernismo
 
Dadaísmo e Surrealismo
Dadaísmo e Surrealismo Dadaísmo e Surrealismo
Dadaísmo e Surrealismo
 
Dadaísmo
DadaísmoDadaísmo
Dadaísmo
 
Apresentação Interdisciplinar - Dadaísmo
Apresentação Interdisciplinar - DadaísmoApresentação Interdisciplinar - Dadaísmo
Apresentação Interdisciplinar - Dadaísmo
 
Dada E Surrealismo
Dada E SurrealismoDada E Surrealismo
Dada E Surrealismo
 
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp- -12 slides-
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp-  -12 slides-Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp-  -12 slides-
Ensino Médio- Dadaísmo -Marcel Duchamp- -12 slides-
 
Aula 7 Dadaismo e Surrealismo
Aula 7   Dadaismo e SurrealismoAula 7   Dadaismo e Surrealismo
Aula 7 Dadaismo e Surrealismo
 
Salvador Dali - Surrealismo
Salvador Dali - SurrealismoSalvador Dali - Surrealismo
Salvador Dali - Surrealismo
 
Slides Histoire de la Photographie
Slides Histoire de la PhotographieSlides Histoire de la Photographie
Slides Histoire de la Photographie
 
Raizes design
Raizes designRaizes design
Raizes design
 
A persistência da memória, Salvador Dalí.
A persistência da memória, Salvador Dalí.A persistência da memória, Salvador Dalí.
A persistência da memória, Salvador Dalí.
 
Dadaismo e duchamp
Dadaismo e duchampDadaismo e duchamp
Dadaismo e duchamp
 
Dadismo - Apresentação - Carlos Alves N58512 - CM UTAD
Dadismo - Apresentação - Carlos Alves N58512 - CM UTADDadismo - Apresentação - Carlos Alves N58512 - CM UTAD
Dadismo - Apresentação - Carlos Alves N58512 - CM UTAD
 
Surrealismo - Salvador Dalí
Surrealismo - Salvador DalíSurrealismo - Salvador Dalí
Surrealismo - Salvador Dalí
 
Dadaismo
DadaismoDadaismo
Dadaismo
 
Man Ray
Man RayMan Ray
Man Ray
 

Semelhante a Fotografia atualizada

Arte Contemporanea
Arte ContemporaneaArte Contemporanea
Arte Contemporanea
guest1652ff
 
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
elisabhp
 
Momentos Memoráveis – Fotografia Erótica
Momentos Memoráveis – Fotografia EróticaMomentos Memoráveis – Fotografia Erótica
Momentos Memoráveis – Fotografia Erótica
AOtaki
 
Joaquìn Jordá
Joaquìn JordáJoaquìn Jordá
Joaquìn Jordá
galakcius
 
Joaquín Jordà
Joaquín JordàJoaquín Jordà
Joaquín Jordà
galakcius
 
If this is art
If this is artIf this is art
If this is art
johnny15
 
Aula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismoAula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismo
Marcio Duarte
 
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptxA Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
NatalyMello
 

Semelhante a Fotografia atualizada (20)

Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Arte Contemporanea
Arte ContemporaneaArte Contemporanea
Arte Contemporanea
 
O Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body artO Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body art
 
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJEncontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
Encontro Fotografia Moderna & Contemporânea - EBA - UFRJ
 
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-9o. ano  historia da fotografia -elisa herrera-
9o. ano historia da fotografia -elisa herrera-
 
Momentos Memoráveis – Fotografia Erótica
Momentos Memoráveis – Fotografia EróticaMomentos Memoráveis – Fotografia Erótica
Momentos Memoráveis – Fotografia Erótica
 
Joaquìn Jordá
Joaquìn JordáJoaquìn Jordá
Joaquìn Jordá
 
Joaquín Jordà
Joaquín JordàJoaquín Jordà
Joaquín Jordà
 
If this is art
If this is artIf this is art
If this is art
 
Vanguardas CBG
Vanguardas CBGVanguardas CBG
Vanguardas CBG
 
Hiper realismo trab-escrito
Hiper realismo trab-escritoHiper realismo trab-escrito
Hiper realismo trab-escrito
 
4.pesquisas visualidade
4.pesquisas visualidade4.pesquisas visualidade
4.pesquisas visualidade
 
A cultura no espaço visual
A cultura no espaço visualA cultura no espaço visual
A cultura no espaço visual
 
If this is artivan.
If this is artivan.If this is artivan.
If this is artivan.
 
Aula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismoAula 06 naturalismo-realismo
Aula 06 naturalismo-realismo
 
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptxA Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
A Fotografia, trabalho com fotos e produção textual.pptx
 
Surrealismo e Salvador Dali
Surrealismo e Salvador DaliSurrealismo e Salvador Dali
Surrealismo e Salvador Dali
 
Vik muniz texto e fotos-
Vik muniz  texto e fotos-Vik muniz  texto e fotos-
Vik muniz texto e fotos-
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
U23 momentos memoraveis boudoir
U23 momentos memoraveis boudoirU23 momentos memoraveis boudoir
U23 momentos memoraveis boudoir
 

Mais de Isabella Silva

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
Isabella Silva
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Isabella Silva
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Isabella Silva
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Isabella Silva
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
Isabella Silva
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Isabella Silva
 

Mais de Isabella Silva (20)

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
 

Fotografia atualizada

  • 1. FOTOGRAFIA A fotografia, antes de tudo é um testemunho. Quando se aponta a câmara para algum objeto ou sujeito, constrói-se um significado, faz-se uma escolha, seleciona-se um tema e conta-se uma história, cabe a nós, espectadores, o imenso desafio de lê-las. Ivan Lima
  • 2.  fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície sensível. As descobertas científicas na área de ótica e química convergiram para a produção de uma nova forma de arte: A FOTOGRAFIA.  Niépce um químico francês em 1826 realiza a primeira imagem fotográfica, uma vista do pátio da sua casa.  A imagem foi conseguida por meio da exposição de uma placa de estanho polido em exposição durante oito horas.
  • 3. Em 1839 Henry Fox, aperfeiçoou o processo da fotografia, prensando folhas, penas e pedaços de renda contra papel preparado que era exposto à luz do sol. Logo se seguiram outros avanços, até os dias atuais como a câmera digital
  • 4. Regra dos terços • Regra dos Terços é uma técnica utilizada na fotografia para se obter melhores resultados. • Para utilizá-la deve-se dividir a fotografia em 9 quadros, traçando 2 linhas horizontais e duas verticais imaginárias, • Posiciona- se nos pontos de cruzamento o assunto que se deseja destacar para se obter uma foto equilibrada.
  • 6. Vik Muniz • Artista plástico que nasceu em São Paulo, 1961. • Seu trabalho caracteriza-se por mexer com os sentidos do observador. • Trabalha com imagens ilusórias, imagens que de perto parecem uma coisa e de longe são outras. • Faz esculturas perecíveis e comestíveis que se eternizam através da fotografia. • Uma pizza vira um rosto e calda de chocolate assume formas humanas e de coisas, como quando desenhou uma multidão nas ruas de Nova Yorque. • Um monte de alfinetes transforma-se em uma imagem e Mona Lisas são feitas com pasta de amendoim e geléia.
  • 7. Valentina, Vik Muniz Serie “Sugar Children” >Essa série reúne retratos recriados com açúcar de crianças que o artista conheceu no Caribe e cujos pais trabalham em canaviais. Nela o artista busca revelar através dos retratos das crianças um panorama de suas vidas e, dessa forma, destaca o tema de sua obra por meio da forma como a cria.
  • 8. Para refletir • Somos o que produzimos. E talvez até sejamos mais aquilo que deitamos fora. • Vik Muniz, o artista brasileiro radicado em Nova Iorque que fez réplicas da Mona Lisa em manteiga de amendoim e fixou retratos em açúcar, passou dois anos no maior aterro do Rio de Janeiro a fotografar a rotina, ora briosa ora envergonhada, de quem separa dejetos. João Jardim filmou o "Lixo Extraordinário" do Jardim Gramacho - que chega hoje aos cinemas. Um trabalho sujo, que alguém tem de fazer. Ou tinha, porque alguns catadores viraram estrelas. • http://www.ionline.pt/conteudo/119629-vik-muniz-o-humor- e-ferramenta-sobrevivencia-na-lixeira •
  • 9. Fotografia de Guerra Dá-se o nome de fotografia de guerra às imagens fotográficas de conflitos armados e da vida quotidiana e militar em áreas em situação de guerra.  Brady trouxe os horrores da guerra civil, através de sua câmera escura . Enquanto ficava encurvado ali dentro, processava chapas de vidro e a batalha rugia a sua volta.  Sua fotografia de esqueletos ainda pendurados registraram com autenticidade a dura realidade da guerra.
  • 10.
  • 11. Jacob Riis foi repórter policial e registrou diretamente a violência das sórdidas favelas da cidade. Autodidata, durante cerca de dez anos Riis documentou favelas, guetos de imigrantes miseráveis, em condições de semi- escravidão e sem o mínimo de condições sanitárias. Suas fotos, chocantes para a época, ajudaram a mobilizar a opinião pública em favor de leis Fotografia relativas a educação, trabalho e Documental moradia.
  • 12. Retrato Nadar, caricaturista francês, começou a fotografar as principais figuras artísticas de Paris. Tornou-se no primeiro fotógrafo a realizar fotografia aérea, a utilizar iluminação artificial. Sarah Bernhardt
  • 13. Fotografia de Arte Julia Cameron com lentes especiais em suas câmeras, produziu efeitos de foco suave e as vezes excessivamente sentimentais. As influências de Cameron são várias: religiosa (Velho e o Novo Testamento), mitologia grega, pinturas renascentistas, literatura. Essas influências, de uma maneira ou de outra, passam pelo "imaginário coletivo". Chame, Eu sigo; Deixe-me morrer.
  • 14. SEBASTIÃO SALGADO • “Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece. Espero que a pessoa que entrar numa exposição minha não saia a mesma.” Sebastião Salgado • Mineiro, tornou-se em uma importante referência em fotojornalismo. • Seu acervo abarca temas diversos: guerras, trabalhadores rurais, diferentes culturas, o indio, os africanos. A dor, miséria, medo, solidão, a natureza, etc. • Autor de diversos livros nos quais relata os episódios que documentou. • Na introdução de Êxodos, escreveu: "Mais do que nunca, sinto que a raça humana é somente uma. Há diferenças de cores, línguas, culturas e oportunidades, mas os sentimentos e reações das pessoas são semelhantes. Pessoas fogem das guerras para escapar da morte, migram para melhorar sua sorte, constroem novas vidas em terras estrangeiras, adaptam-se a situações extremas…"
  • 15. GENERO – FOTOGRAFIA DE CARÁTER SOCIAL.
  • 16.
  • 17. The Serra Pelada - gold mine - Brasil (1986).
  • 19. Artur Omar Arthur Omar é um artista brasileiro múltiplo, com presença de ponta em várias áreas da produção artística contemporânea. Formado em antropologia e etnografia. Desenvolveu novos métodos de antropologia visual. Trabalha com cinema, vídeo, fotografia instalações, música, poesia, desenho, além de ensaios e reflexões teóricas sobre o processo de criação e a natureza da imagem. Série "Antropologia da face gloriosa" Intuições Atléticas da série Antropologia, 1998 100 X 100 cm
  • 20. Serigrafia Técnica de impressão da gravura que reproduz desenhos de cores planas através de uma armação de madeira e tela feita de tecido de seda, náilon ou rede metálica, sobre uma base que pode ser de papel, tecido, metal ou outros. O processo se dá a partir da aplicação de tinta sobre partes permeáveis e impermeáveis da tela, que a filtra formando o desenho a ser impresso. O termo sinônimo silkscreen é normalmente utilizado num contexto comercial.
  • 21. Para compor algumas de suas famosas serigrafias múltiplas e coloridas, Andy Warhol fotografou com uma câmera Polaroid diversas personalidades. Feitos a curta distância e com o flash estourado, os retratos instantâneos do artista que revolucionou a Pop Art têm hoje grande valor histórico e artístico.