SlideShare uma empresa Scribd logo

2000 - Pas

2000 - Pas

1 de 3
Baixar para ler offline
CADERNO DE PROVA – BLOCO I – ARTES

                                                              ARTES VISUAIS
                                                            SUBPROGRAMA 2000 – PRIMEIRA ETAPA

Nas questões de 1 a 5, marque, de acordo com o comando de cada uma delas: itens CERTOS na coluna C; itens ERRADOS na coluna E.
Use a Folha de Rascunho para as devidas marcações e, posteriormente, a Folha de Respostas.
    QUESTÃO 1



A figura ao lado ilustra o detalhe da pintura do forro da Igreja do

Convento de Santo Antônio, em João Pessoa – PB, considerada a

mais evoluída realização da arquitetura franciscana no Nordeste.

A respeito dessa figura e da pintura barroca, julgue os seguintes

itens.




1    Nessa pintura, as figuras humanas são representadas de acordo

     com o modelo da arte religiosa medieval.

2    A ilusão de profundidade espacial observada nessa obra é uma

     inovação da pintura barroca.

3    O movimento contínuo desequilibra a simetria dos elementos

     da composição dessa obra.

4    A representação do céu que se abre ao infinito, na parte central

     da figura, é característica da pintura barroca.                             Forro da igreja do convento de Santo Antônio, João Pessoa – PB.
                                                                                 In: Walter Zanini. História geral da arte no Brasil, v. 1, p. 148.

    QUESTÃO 2




                                                       No século XVIII, a maior parte das imagens das igrejas ou dos oratórios domésticos de Goiás
                                              era confeccionada em Portugal, em outras regiões do Brasil e em possessões espanholas da América.
                                              Entretanto, sabe-se que na Capitania trabalharam santeiros, escultores e entalhadores, dos quais um
                                              apenas tem vida e obra conhecidas. Chamava-se José Joaquim da Veiga Vale, que, embora nascido
                                              no século XIX, liga-se, por seu estilo, aos padrões setecentistas.

                                                                                                       Victor Civita. Arte no Brasil. São Paulo: Nova Cultural, 1986, p. 97 (com adaptações).




                                          Com o auxílio do texto, julgue os itens a seguir, relativos à imagem de São José de Botas, reproduzida ao
                                          lado.


                                          1   O tamanho reduzido do menino, no braço de São José, o faz parecer mais frágil.
                                          2   Há, no rosto do santo, o detalhamento naturalista característico das imagens rococós.
                                          3   O movimento da perna e o esvoaçamento do tecido que envolve o santo e o menino rompem o
                                              equilíbrio da imagem.
                                          4   A vara na mão direita do santo contrapõe-se ao movimento do lado oposto.
José Joaquim da Veiga Vale (1806-1874).
São José de botas, madeira policromada.




UnB / CESPE – PAS                                                                                                                                          Subprograma 2000 – Primeira Etapa
Bloco I – Artes: Artes Visuais – 1 / 3                                                                                                                É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
QUESTÃO 3


                O adro de Congonhas do Campo notabiliza-se pelo vigor de seu volume e

     pela hábil movimentação de sua escada, onde os profetas conheceram uma
     engenhosa implantação. Certamente, não produziriam o                                           mesmo efeito que
     conhecemos, fossem os profetas dispostos no mesmo plano. Aí está uma
     fundamental diferença em relação aos protótipos europeus. Em Congonhas, cada

     figura foi concebida para uma posição no adro, o que dá ao conjunto unidade e
     força. Vistas ao longe, as figuras destacam-se na paisagem como um conjunto
     homogêneo. À medida que o observador se aproxima, cada figura vai-se
     individualizando e os gestos começam a transmitir mensagens.
                                                                                                                                      Santuário de Bom Jesus de Matosinhos. In: Walter Zanini. História
                                                                 Benedito Lima de Toledo. In: Walter Zanini. História geral da arte   geral da arte no Brasil. Congonhas do Campo – MG, v. 1, p. 233.
                                                                      no Brasil. Congonhas do Campo – MG, v. 1 (com adaptações).




Considerando o texto acima e as imagens apresentadas ao lado, julgue os itens que se seguem, a
respeito das esculturas dos profetas existentes no adro de Congonhas do Campo.


1    Para esculpi-las, o artista utilizou matéria-prima disponível na região: pedra-sabão.
2    Em cada imagem, as reentrâncias na pedra que destacam as dobras das vestes produzem uma
     transição suave entre áreas de luz e de sombra.
3    No detalhamento da expressão facial, com rugas, ilustrado na figura ao lado, nota-se a

     preocupação naturalista do artista.
4    Nas esculturas, o ziguezague das dobras das vestes produz movimento.
                                                                                                                                                          Antônio Francisco Lisboa. Santuário de Bom Jesus de
                                                                                                                                                          Matosinhos.


    QUESTÃO 4


                                                                                                            O século XVIII não foi um período próspero na economia
                                                                                                    nordestina. O comércio internacional do açúcar sofreu baixas, causadas
                                                                                                    pela expansão da indústria açucareira nas Antilhas. Transformada em
                                                                                                    florescente centro comercial, apesar da crise econômica, Recife tornou-se
                                                                                                    a principal cidade do Nordeste, suplantando Olinda, cidade aristocrática
                                                                                                    dos senhores de engenho.
                                                                                                            Dois tipos de fachada predominaram nessa época em Pernambuco:
                                                                                                    um, mais sóbrio, derivado da composição maneirista; outro, barroco,
                                                                                                    exibindo frontões decorados e movimentos com voltas e contravoltas.

                                                                                               Com o auxílio do texto, julgue os itens abaixo, relativos à fachada reproduzida
                                                                                               na imagem ao lado.

                                                                                               1    A torre do campanário, à esquerda, não rompe a simetria da composição
                                                                                                    da fachada.
                                                                                               2    A torre do campanário, à esquerda, rompe a unidade estilística da
                                                                                                    fachada.
                                                                                               3    Há ênfase nos elementos centrais da fachada: desde a porta no nível da
                                                                                                    rua até a cruz no alto do frontão.
                                                                                               4    É sobretudo no arremate do frontão e do campanário que se identifica o
                                                                                                    estilo da fachada ilustrada ao lado.
Fachada da igreja de Nossa Senhora do Carmo, Recife – PE. In: Victor Civita. Arte no Brasil,
p. 65.




UnB / CESPE – PAS                                                                                                                                                               Subprograma 2000 – Primeira Etapa
Bloco I – Artes: Artes Visuais – 2 / 3                                                                                                                                     É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
QUESTÃO 5




Os mais antigos retábulos de que se tem notícia no Brasil, segundo Benedito Lima de Toledo, são ornatos de madeira, ao centro dos quais

figura uma imagem, termo que, no século XVI, designava, indistintamente, pintura e escultura. As figuras abaixo, reproduzidas da obra

História Geral da Arte no Brasil, de Walter Zanini, ilustram o retábulo da capela de Nossa Senhora da Conceição, situada em Voturuna,

São Paulo.




                                                                                 A partir das informações apresentadas e considerando


                                                                                 as figuras ao lado, julgue os itens a seguir.




                                                                                 1   A    composição        predominantemente                    horizontal,


                                                                                     simétrica e subdividida em áreas diferenciadas é


                                                                                     característica do estilo Rococó do retábulo ilustrado


                                                                                     na figura I.


                                              Figura I



                                                                                 2   No detalhe ilustrado na figura II, as frutas enlaçadas


                                                                                     por uma fita são exemplos da decoração que inclui


                                                                                     motivos brasileiros.




                                                                                 3   Usualmente, o retábulo localiza-se ao lado do altar


                                                                                     da igreja, que não é decorado.




                                                                                 4   No período colonial, as talhas, como as do retábulo


                                                                                     ilustrado na figura I, eram importadas de Portugal.

                                         Figura II (detalhe)




UnB / CESPE – PAS                                                                                                       Subprograma 2000 – Primeira Etapa
Bloco I – Artes: Artes Visuais – 3 / 3                                                                             É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 2000 - Pas

10 barroco
10 barroco10 barroco
10 barrocoLilly Li
 
Conhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barrocaConhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barrocaTereza Honoria
 
Barroco 8º Ano
Barroco   8º AnoBarroco   8º Ano
Barroco 8º Anoinfoeducp2
 
Segunda aplicação do enem 2011, artes
Segunda aplicação do enem 2011, artesSegunda aplicação do enem 2011, artes
Segunda aplicação do enem 2011, artesma.no.el.ne.ves
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasilCEF16
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasilCEF16
 
Arte f8-1 bi-prof
Arte f8-1 bi-profArte f8-1 bi-prof
Arte f8-1 bi-profNeideArts
 
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1a
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1aSlide a arte barroca by edenilson c santos 1a
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1aEdenilson Conceição
 
Barroco fala
Barroco falaBarroco fala
Barroco falaHicarodg
 
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiroHistória da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiroRaphael Lanzillotte
 
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reis
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reisA escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reis
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reisAntónio Silva
 
História da arte brasileira
História da arte brasileiraHistória da arte brasileira
História da arte brasileiraEmilha Souza
 
8o. Ano arte barroca no brasil
8o. Ano  arte barroca no brasil  8o. Ano  arte barroca no brasil
8o. Ano arte barroca no brasil ArtesElisa
 
Barroco em Português
Barroco em PortuguêsBarroco em Português
Barroco em Portuguêsthiago2013
 

Semelhante a 2000 - Pas (20)

10 barroco
10 barroco10 barroco
10 barroco
 
Conhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barrocaConhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barroca
 
Barroco atualizado
Barroco atualizadoBarroco atualizado
Barroco atualizado
 
Barroco 8º Ano
Barroco   8º AnoBarroco   8º Ano
Barroco 8º Ano
 
Barroco no Brasil 8 ano
Barroco no Brasil 8 anoBarroco no Brasil 8 ano
Barroco no Brasil 8 ano
 
Segunda aplicação do enem 2011, artes
Segunda aplicação do enem 2011, artesSegunda aplicação do enem 2011, artes
Segunda aplicação do enem 2011, artes
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasil
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasil
 
Arte f8-1 bi-prof
Arte f8-1 bi-profArte f8-1 bi-prof
Arte f8-1 bi-prof
 
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1a
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1aSlide a arte barroca by edenilson c santos 1a
Slide a arte barroca by edenilson c santos 1a
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco fala
Barroco falaBarroco fala
Barroco fala
 
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiroHistória da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
História da Arte: Barroco e Rococó europeu e brasileiro
 
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reis
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reisA escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reis
A escultura portuguesa de frei cipriano da cruz a soares dos reis
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
História da arte brasileira
História da arte brasileiraHistória da arte brasileira
História da arte brasileira
 
8o. Ano arte barroca no brasil
8o. Ano  arte barroca no brasil  8o. Ano  arte barroca no brasil
8o. Ano arte barroca no brasil
 
Arte barroca 2
Arte barroca 2Arte barroca 2
Arte barroca 2
 
Barroco em Português
Barroco em PortuguêsBarroco em Português
Barroco em Português
 

Mais de Isabella Silva

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaIsabella Silva
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreIsabella Silva
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Isabella Silva
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svIsabella Silva
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pasIsabella Silva
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreIsabella Silva
 

Mais de Isabella Silva (20)

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
 

2000 - Pas

  • 1. CADERNO DE PROVA – BLOCO I – ARTES ARTES VISUAIS SUBPROGRAMA 2000 – PRIMEIRA ETAPA Nas questões de 1 a 5, marque, de acordo com o comando de cada uma delas: itens CERTOS na coluna C; itens ERRADOS na coluna E. Use a Folha de Rascunho para as devidas marcações e, posteriormente, a Folha de Respostas. QUESTÃO 1 A figura ao lado ilustra o detalhe da pintura do forro da Igreja do Convento de Santo Antônio, em João Pessoa – PB, considerada a mais evoluída realização da arquitetura franciscana no Nordeste. A respeito dessa figura e da pintura barroca, julgue os seguintes itens. 1 Nessa pintura, as figuras humanas são representadas de acordo com o modelo da arte religiosa medieval. 2 A ilusão de profundidade espacial observada nessa obra é uma inovação da pintura barroca. 3 O movimento contínuo desequilibra a simetria dos elementos da composição dessa obra. 4 A representação do céu que se abre ao infinito, na parte central da figura, é característica da pintura barroca. Forro da igreja do convento de Santo Antônio, João Pessoa – PB. In: Walter Zanini. História geral da arte no Brasil, v. 1, p. 148. QUESTÃO 2 No século XVIII, a maior parte das imagens das igrejas ou dos oratórios domésticos de Goiás era confeccionada em Portugal, em outras regiões do Brasil e em possessões espanholas da América. Entretanto, sabe-se que na Capitania trabalharam santeiros, escultores e entalhadores, dos quais um apenas tem vida e obra conhecidas. Chamava-se José Joaquim da Veiga Vale, que, embora nascido no século XIX, liga-se, por seu estilo, aos padrões setecentistas. Victor Civita. Arte no Brasil. São Paulo: Nova Cultural, 1986, p. 97 (com adaptações). Com o auxílio do texto, julgue os itens a seguir, relativos à imagem de São José de Botas, reproduzida ao lado. 1 O tamanho reduzido do menino, no braço de São José, o faz parecer mais frágil. 2 Há, no rosto do santo, o detalhamento naturalista característico das imagens rococós. 3 O movimento da perna e o esvoaçamento do tecido que envolve o santo e o menino rompem o equilíbrio da imagem. 4 A vara na mão direita do santo contrapõe-se ao movimento do lado oposto. José Joaquim da Veiga Vale (1806-1874). São José de botas, madeira policromada. UnB / CESPE – PAS Subprograma 2000 – Primeira Etapa Bloco I – Artes: Artes Visuais – 1 / 3 É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
  • 2. QUESTÃO 3 O adro de Congonhas do Campo notabiliza-se pelo vigor de seu volume e pela hábil movimentação de sua escada, onde os profetas conheceram uma engenhosa implantação. Certamente, não produziriam o mesmo efeito que conhecemos, fossem os profetas dispostos no mesmo plano. Aí está uma fundamental diferença em relação aos protótipos europeus. Em Congonhas, cada figura foi concebida para uma posição no adro, o que dá ao conjunto unidade e força. Vistas ao longe, as figuras destacam-se na paisagem como um conjunto homogêneo. À medida que o observador se aproxima, cada figura vai-se individualizando e os gestos começam a transmitir mensagens. Santuário de Bom Jesus de Matosinhos. In: Walter Zanini. História Benedito Lima de Toledo. In: Walter Zanini. História geral da arte geral da arte no Brasil. Congonhas do Campo – MG, v. 1, p. 233. no Brasil. Congonhas do Campo – MG, v. 1 (com adaptações). Considerando o texto acima e as imagens apresentadas ao lado, julgue os itens que se seguem, a respeito das esculturas dos profetas existentes no adro de Congonhas do Campo. 1 Para esculpi-las, o artista utilizou matéria-prima disponível na região: pedra-sabão. 2 Em cada imagem, as reentrâncias na pedra que destacam as dobras das vestes produzem uma transição suave entre áreas de luz e de sombra. 3 No detalhamento da expressão facial, com rugas, ilustrado na figura ao lado, nota-se a preocupação naturalista do artista. 4 Nas esculturas, o ziguezague das dobras das vestes produz movimento. Antônio Francisco Lisboa. Santuário de Bom Jesus de Matosinhos. QUESTÃO 4 O século XVIII não foi um período próspero na economia nordestina. O comércio internacional do açúcar sofreu baixas, causadas pela expansão da indústria açucareira nas Antilhas. Transformada em florescente centro comercial, apesar da crise econômica, Recife tornou-se a principal cidade do Nordeste, suplantando Olinda, cidade aristocrática dos senhores de engenho. Dois tipos de fachada predominaram nessa época em Pernambuco: um, mais sóbrio, derivado da composição maneirista; outro, barroco, exibindo frontões decorados e movimentos com voltas e contravoltas. Com o auxílio do texto, julgue os itens abaixo, relativos à fachada reproduzida na imagem ao lado. 1 A torre do campanário, à esquerda, não rompe a simetria da composição da fachada. 2 A torre do campanário, à esquerda, rompe a unidade estilística da fachada. 3 Há ênfase nos elementos centrais da fachada: desde a porta no nível da rua até a cruz no alto do frontão. 4 É sobretudo no arremate do frontão e do campanário que se identifica o estilo da fachada ilustrada ao lado. Fachada da igreja de Nossa Senhora do Carmo, Recife – PE. In: Victor Civita. Arte no Brasil, p. 65. UnB / CESPE – PAS Subprograma 2000 – Primeira Etapa Bloco I – Artes: Artes Visuais – 2 / 3 É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.
  • 3. QUESTÃO 5 Os mais antigos retábulos de que se tem notícia no Brasil, segundo Benedito Lima de Toledo, são ornatos de madeira, ao centro dos quais figura uma imagem, termo que, no século XVI, designava, indistintamente, pintura e escultura. As figuras abaixo, reproduzidas da obra História Geral da Arte no Brasil, de Walter Zanini, ilustram o retábulo da capela de Nossa Senhora da Conceição, situada em Voturuna, São Paulo. A partir das informações apresentadas e considerando as figuras ao lado, julgue os itens a seguir. 1 A composição predominantemente horizontal, simétrica e subdividida em áreas diferenciadas é característica do estilo Rococó do retábulo ilustrado na figura I. Figura I 2 No detalhe ilustrado na figura II, as frutas enlaçadas por uma fita são exemplos da decoração que inclui motivos brasileiros. 3 Usualmente, o retábulo localiza-se ao lado do altar da igreja, que não é decorado. 4 No período colonial, as talhas, como as do retábulo ilustrado na figura I, eram importadas de Portugal. Figura II (detalhe) UnB / CESPE – PAS Subprograma 2000 – Primeira Etapa Bloco I – Artes: Artes Visuais – 3 / 3 É permitida a reprodução, desde que citada a fonte.