Formatos de Audio e Video

1.339 visualizações

Publicada em

Formatos de áudio e vídeo

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formatos de Audio e Video

  1. 1. Conheça os principais arquivos de formato de áudio e entenda suas peculiaridades de cada um deles. Abaixo veremos os mais comuns e por qual motivo muitas vezes não é possível, de imediato, executá-los em qualquer player ou PC: Este é o mais popular de todos os formatos, pois alia qualidade de áudio com boas taxas de compressão, o que torna o seu tamanho bastante reduzido. Foi desenvolvido pela Moving Pictures Experts Group e é geralmente usado para armazenar arquivos de música no PC, celular ou mesmo em sites de compartilhamento na Internet. Apesar de ter uma boa qualidade, há uma leve perda desta se comparado ao áudio original, porém a níveis praticamente imperceptíveis à maioria dos ouvidos. É suportado pelos principais players do mercado.
  2. 2. É um arquivo de áudio criado pela Microsoft semelhante ao MP3. É o formato de áudio padrão do Microsoft Windows Media Player e pode ser reproduzido em outros players como Winamp por exemplo. No entanto, não é suportado pelo iPod e nem pelo iTunes e, assim como o MP3, possui perdas na qualidade do áudio. Possui taxas de compressão semelhantes ao MP3, porém com melhor qualidade de áudio. É um formato de código livre e foi criado pela Xiph.org, porém devido à maior divulgação do MP3, este formato ainda encontra muitas dificuldades de disseminação. Uma de suas vantagens é a inclusão de metadados como informações sobre o artista e álbum.
  3. 3. Este é outro formato de arquivo semelhante ao MP3, no entanto oferece diversos aprimoramentos de desempenho o que mantém a qualidade quase indistinguível do áudio original mesmo sendo comprimido. O Advanced Audio Coding (AAC) não é um formato proprietário, porém é o formato padrão usado pela Apple no iPod e na iTunes Music Store. Desenvolvido pela Microsoft e IBM, o Waveform Audio File Format é um formato de áudio sem perdas de qualidade baseado em PCM (Pulse Code Modulation) que usa um método de armazenamento de áudio não comprimido. Como ele não sacrifica dados, exige bastante espaço de armazenamento. O WAV permite gravações de áudio com diferentes taxas de amostragem e bits, inclusive na mesma qualidade de CDs de áudio. É indicado para edições em trabalhos profissionais, podendo ser facilmente editado e manipulado por softwares do gênero. No entanto, possui a limitação de não ultrapassar 4 GB por aquivo.
  4. 4. Arquivo de áudio semelhante ao WAV, ou seja, também usa um método de armazenamento não comprimido e sem perdas na qualidade. O AIFF (Audio Interchangeable File Format) foi desenvolvido pela Apple baseado no formato de arquivos IFF da Electronic Arts e não possui uma lista de tocadores suportados tão extensa quanto o WAV. PCM Talvez você nunca tenha ouvido falar neste tipo de arquivo, porém o Pulse Code Modulation (PCM) ou, traduzindo, Modulação por Código de Pulsos é o formato padrão de áudio digital em computadores e mídias como DVDs e CDs. É a tecnologia mais antiga de digitalização sonora e de onde são baseados vários formatos digitais sem perdas como visto acima.
  5. 5. O FLAC um formato de arquivo de código aberto que utiliza compressão de áudio sem perdas de qualidade, ou seja, ele comprime os dados sem remover a qualidade do áudio original. É como se fosse um arquivo ZIP, porém projetado para áudio e suportado em diversos tocadores. Além destes, existem inúmeros outros tipos de arquivos - tanto proprietários quanto não proprietários - e é daí que vem a confusão. Existem formatos não suportados por alguns tocadores devido aos direitos de patente, como é o caso do Windows Media Player, por exemplo, que não suporta vários formatos de arquivos de áudio. E, em muitos casos, esse suporte não acontece por falta de interesse das empresas, como é o caso do Ogg que ainda não é suportado por muitos players mesmo sendo de código aberto. Porém, você não precisa se preocupar caso o player do seu smartphone não toque o seu álbum favorito, pois é para isso que servem os codecs e conversores de áudio que você encontra aqui mesmo no TechTudo.
  6. 6. Existem vários tipos de formatos disponíveis para arquivos de vídeo. Cada um deles possui especificidades e pode ser recomendado para uma determinada situação. Veja as principais formas de armazenamento audiovisual e entenda as direnças entre os formatos FLV, AVI, WMV, MOV, RMVB, MPEG e MKV. Antes de explicar os vários formatos, é necessário entender um outro conceito: os codecs. Um codec é um codificador/decodificador implementado via hardware ou software. Os dispositivos interpretam sinais digitais e, no caso dos vídeos, realizam a compressão ou descompressão dos arquivos de vídeo nos mais variados formatos. Basicamente, para que um vídeo rode em um dispositivo (computador, tablet, smartphone, etc.), é preciso que um codec (ou conjunto de codecs) "interprete" o vídeo no dispositivo. Dessa forma, cada formato de arquivo de vídeo (AVI, WMV, FLV etc) utiliza um conjunto de codecs específicos para realizar sua compressão e/ou descompressão.
  7. 7. WMV é a sigla para Windows Media Video. Este formato foi desenvolvido pela Microsoft e faz parte dos arquivos multimídia da empresa, assim como os arquivos de áudio com extensãoWMA (Windows Media Audio). A vantagem deste formato está no fato de já acompanhar o Windows por padrão, ou seja, não é necessário instalar nenhum programa ou pacote de codecs adicionais. O próprio player da Microsoft, o Windows Media Player, reconhece automaticamente este formato. AVI é a sigla para Audio Video Interleave. Este formato, desenvolvido pela Microsoft, serve como contêiner para faixas de vídeo e áudio. Ou seja, um arquivo AVI contém tanto um arquivo de áudio quanto um arquivo de vídeo, ambos encapsulados, de forma que, quando o arquivo é reproduzido, as faixas de áudio e vídeo são executadas de forma sincronizada. Assim como o WMV, o formato AVI costuma ser compatível nativamente com as versões do Windows, exceto quando a compressão dos arquivos de áudio e/ou vídeo utilizam um codec específico. A vantagem deste formato está no fato de ser reconhecido por aparelhos de DVD e Blu-Ray que são compatíveis com o codec DivX.
  8. 8. FLV é um formato de arquivo de vídeo desenvolvido pela Macromedia, empresa que foi adquirida pela Adobe. O objetivo, neste caso, é utilizar um formato de vídeo acessível pela internet, utilizando oAdobe Flash Player. O Flash Player é uma aplicação disponível para a maioria dos navegadores web, como Internet Explorer, Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari etc. A vantagem do formato FLV está no tamanho reduzido dos arquivos, o que, em alguns casos, pode diminuir a qualidade do vídeo.t MOV é um formato de arquivo de vídeo criado pela Apple, sendo utilizado nosoftware QuickTime (também disponível para Windows). Este formato, basicamente, agrega sequências de vídeo produzidas no QuickTime utilizando codecs específicos desenvolvidos pela própria Apple. Sua vantagem é a compatibilidade com o iPod, a Apple TV, o iPhone e o iPad. Além disso, o formato MOV pode ser utilizado para streaming de vídeo.
  9. 9. RMVB é a sigla para Real Media Variable Bitrate. Este formato foi desenvolvido pela RealNetworks. A ideia deste formato é variar a taxa de dados de acordo com complexidade das imagens em cada quadro do vídeo, ao contrário do formato RM, que apresenta taxa constante. A grande vantagem deste formato é o tamanho reduzido dos arquivos, graças ao nível de compressão utilizado pelos codecs. Um arquivo RMVB costuma ter, aproximadamente, metade do tamanho de um arquivo AVI, sem que a qualidade do vídeo seja muito comprometida. Normalmente, utiliza-se o RealPlayer para a execução desse formato. MPEG é a sigla para Moving Picture Experts Group. Este formato foi definido pela ISO com a finalidade de padronizar a compressão e a transmissão de áudio e vídeo. Um arquivo MPEG contém áudio e vídeo digitais codificados conforme os padrões indicados pelo comitê ISO. Dentro desse formato existem os padrões MPEG-1 (utilizado para VCD), MPEG-2 (utilizado em DVD) e MPEG-4.
  10. 10. MKV é um formato de vídeo criado pela Matroska Association. Neste formato, as trilhas de áudio, vídeo e legendas são encapsuladas em um único contêiner, suportando diversos formatos. Além disso, os arquivos podem ter anexos como JPEGs, letras de músicas, filtros decodificadores etc. O MKV costuma ser utilizado para vídeos de alta resolução, entretanto, normalmente é necessário utilizar um programa específico e/ou um pacote de codecs compatíveis com o formato.
  11. 11. http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2013/04/descubra-principais- diferencas-entre-os-formatos-de-arquivo-de-audio.html http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2013/04/entenda-diferencas- entre-os-formatos-de-arquivos-de-video.html

×