Módulo 6 formação-secretarios clínicos

188 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Módulo 6 formação-secretarios clínicos

  1. 1. 11 de Outubro de 2013 Semana Mundial do Aleitamento Materno Centro de Saúde de Palmela Aleitamento Materno M. Clara Pereira Agrupamento dos Centros de Saúde da Arrábida 1 Fonte:D.G.S.,2013
  2. 2. Objectivos  Reconhecer as vantagens do aleitamento materno e promover a sua prática. No final da sessão os formandos deverão ser capazes de:  Enumerar oralmente pelo menos 2 objectivos da S.M.A.M. 2013 da lista apresentada pela WABA;  Enumerar oralmente pelo menos 2 marcos históricos da S.M.A.M.;  Descrever oralmente qual a taxa de aleitamento materno exclusivo recomendado pela OMS; 2
  3. 3. Agenda 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013. 2. História da S.M.A.M. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés. 3
  4. 4. 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013 Chamar a atenção para a importância dos grupos de mães (ou aconselhamento em amamentação) no apoio às mães para iniciar e manter a amamentação; Informar o público sobre os benefícios dos grupos de mães (ou do aconselhamento e amamentação) e sobre a necessidade de unir esforços para ampliar estes programas; 4 1 2
  5. 5. 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013 Incentivar todos que apoiam a amamentação, independentemente da profissão, a capacitarem-se no apoio às mães e seus bebés; Identificar pontos de apoio na comunidade local a quem as mães que amamentam possam recorrer; 5 3 4
  6. 6. 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013 Convocar governos, maternidades e centros de saúde a cumprirem os 10 Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, em particular o Passo 10, a fim de melhorar a duração e os índices de aleitamento materno exclusivo. 6 5
  7. 7. Agenda 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013. 2. História da S.M.A.M. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés. 7
  8. 8. 2. História da S. M. A. M. A Semana Mundial de Aleitamento Materno faz parte de uma história mundial focada na Sobrevivência, Protecção e Desenvolvimento da Criança. 8
  9. 9. 2. História da S. M. A. M. 1948 Criação da OMS OMS preocupa-se com altos índices de mortalidade infantil apresentados mundialmente, então, tem focado suas acções na saúde da criança. 1990 OMS e UNICEF Declaração de Innocenti Apresenta 4 objectivos operacionais 9
  10. 10. 2. História da S. M. A. M.  Estabelecer um Comité Nacional de Coordenação da Amamentação;  Implementar os "10 passos para o sucesso da amamentação" em todas as maternidades; 10
  11. 11. 2. História da S. M. A. M.  Implementar o Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno e todas as resoluções relevantes da Assembléia Mundial de Saúde;  Adoptar legislação que proteja a mulher que amamenta no trabalho. 11
  12. 12. 2. História da S. M. A. M. 1991 Criação da WABA (Aliança Mundial de Acção pró- Amamentação) que objectiva seguir os compromissos dos países com o aleitamento. OMS e UNICEF Hospital Amigo do Bebé (lançada a iniciativa) 12
  13. 13. 2. História da S. M. A. M. 1992 WABA Cria a Semana Mundial do Aleitamento Materno como forma de divulgar objectivos e metas da Declaração de Innocenti. 13
  14. 14. 2. História da S. M. A. M. A Semana Mundial ocorre em 120 países sendo, oficialmente comemorada no período entre um e sete de Agosto. A cada ano, a WABA define o tema a ser trabalhado na Semana e divulga textos que são traduzidos em 14 idiomas. As datas e o tema desta Semana podem ser adaptados pelos países. 14
  15. 15. 2. História da S. M. A. M. De 1991 a 2006 mais de 20 mil unidades de saúde em todo o mundo haviam sido oficialmente certificados como Amigos dos Bebés. 15
  16. 16. 2. História da S. M. A. M. PORTUGAL  1970 - Gabinete de Estudos e Planeamento na Saúde  1998 - Dá-se o desenvolvimento de estratégias (documento “Saúde – um compromisso, a Estratégia de Saúde para o virar do século 1998- 2002”) 16
  17. 17. 2. História da S. M. A. M. PORTUGAL 2004 P.N.S. 2004-2010 (sistematização e coordenação de uma estratégia de saúde). Definido o objectivo de que 50% das mulheres amamentassem em exclusivo até aos 3 meses de idade. 17
  18. 18. 2. História da S. M. A. M. PORTUGAL 2010 Criação do Observatório do Aleitamento Materno (RAM) 2012 PNS (2012-2016) Sem objectivos e metas definidos. 18
  19. 19. 2. História da S.M. A. M. PORTUGAL  Ministro da Saúde apoia e refere que o governo está empenhado em contribuir para um alargamento do aleitamento materno em Portugal (Expandir a iniciativa “Hospitais Amigos dos Bebés” e Expansão da iniciativa “Comunidade Amiga dos Bebés”). 19
  20. 20. Agenda 1. Objectivos da S.M.A.M. 2013. 2. História da S.M.A.M. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés. 20
  21. 21. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés  O objectivo do hospital/comunidade amiga dos bebés é implementar as 10/7 medidas e pôr fim à pratica de distribuição gratuita ou a baixo custo de substitutos do leite materno. 21
  22. 22. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés 2005 – Hospital Garcia Horta em Almada; 2007 – Maternidade Bissaya Barreto em Coimbra; 2008 – Hospital Barlavento Algarvio em Portimão; 2009 – Maternidade Júlio Dinis no Porto; 22
  23. 23. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés 2010 – Maternidade Alfredo da Costa em Lisboa; 2011 – Hospital Pedro Hispano / Centro Hospitalar de Setúbal; 2012 – Centro Hospitalar Barreiro – Montijo / Centro Hospitalar Lisboa Centro – Santa Maria. 23
  24. 24. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés 24 Incentivar todos que apoiam a amamentação, independentemente da profissão, a capacitarem-se no apoio às mães e seus bebés; Convocar governos, maternidades e centros de saúde a cumprirem os 10 Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno, em particular o Passo 10, a fim de melhorar a duração e os índices de aleitamento materno exclusivo. 3 5 Fonte:D.G.S.,2012
  25. 25. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés 25 Encorajar a criação de grupos de apoio ao aleitamento, encaminhando as mães para estes, após a alta do hospital ou maternidade. Passo10 Fonte:D.G.S.,2012
  26. 26. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés As 7 medidas para ser considerada Comunidade Amiga dos Bebés. Ter uma política de aleitamento materno, escrita, afixada a ser transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde. Dar formação a toda a equipe para que implementa essa política. 26 1 2
  27. 27. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés As 7 medidas para ser considerada Comunidade Amiga dos Bebés. Informar todas as grávidas e família sobre as vantagens e a prática de aleitamento materno. Apoiar as mães a estabelecerem e manterem o aleitamento materno 27 3 4
  28. 28. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés As 7 medidas para ser considerada Comunidade Amiga dos Bebés. Promover o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses e após essa idade manter o aleitamento materno conjuntamente com a introdução de alimentação complementar adequada. Providenciar ambiente acolhedor que favorece a prática do aleitamento materno. 28 5 6
  29. 29. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés As 7 medidas para ser considerada Comunidade Amiga dos Bebés. Promover a colaboração entre a equipe de saúde, grupos de apoio ao aleitamento materno e a comunidade local. 29 7
  30. 30. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés A primeira das 7 medidas é possuir uma política. Uma política ajuda a:  Garantir cuidados de saúde padronizados e efetivos para mães e bebés,  Determinar um padrão para as práticas que possa ser avaliado,  Apoiar acções. 30
  31. 31. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés  Uma política não é um protocolo de tratamento ou padrão de atendimento. “Política” significa que todos os funcionários concordam em seguir os protocolos e padrões e que isso lhes é exigido pelos funcionários hierarquicamente superiores. 31
  32. 32. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés  Seguir ou não uma política não é uma decisão pessoal. Ela é semelhante a outras políticas - um indivíduo não decide se aplicará ou não uma vacina ou quais as informações que incluirá numa certidão de nascimento. Se uma política não for seguida em uma ocasião específica, é preciso registrar as razões pelas quais ela não foi seguida. 32
  33. 33. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés  Uma política incorpora as 7 medidas e o Código Internacional de Marketing dos Substitutos do Leite Materno, além de definir como as Medidas são implementados na Comunidade.  A política deve, incentivar todas as Sete Medidas e iniciativas de treino com o objectivo de implementá- las. 33
  34. 34. 3. Hospital e Comunidade Amigo dos Bebés 34 Semana Mundial do Aleitamento Materno
  35. 35. Ideias Chave 35 Semana mundial do aleitamento materno é a forma de divulgar objectivos e metas da Declaração de Innocenti; O objectivo do hospital/comunidade amiga dos bebés é promover, proteger e apoiar o aleitamento materno “Fonte: mamaraopeito,2012”
  36. 36. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 36 Belém, M. (2013). Semana mundial do aleitamento materno. Acedido em 12 de Outubro de 2013 em http://mamaedeprimeiraviagem.com/semana-mundial-da-amamentacao-2013 Direcção Geral de Saúde. (2013). Semana mundial do aleitamento materno. Acedido em 12 de Outubro de 2013 em http://www.dgs.pt/?cr=24514 Organização Mundial de Saúde. (2009). Iniciativa hospital amigo da criança. Brasília: Editora MS Paiva, P.(2012). Mamar ao peito. Acedido em 10 de Outubro de 2013 em https://www.google.pt/search?q=mamaraopeito&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=GcZVUo SFINGB7Qad3IGgDQ&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1366&bih=626&dpr=1#facrc=_&imgdii=_&i mgrc=efbb8M2Miw7lhM%3A%3B2_783HWrRy8UpM%3Bhttp%253A%252F%252F2.bp.blogs pot.com%252F_lqruvYP5GR4%252FSco7Z3pqo1I%252FAAAAAAAAACU%252F7hDPkcrZa- Q%252FS1600- R%252FPerfeito2.JPG%3Bhttp%253A%252F%252Fmamaraopeito.blogspot.com%252F%3B 752%3B278
  37. 37. Aleitamento Materno Agrupamento dos Centros de Saúde da Arrábida 37 Fonte:D.G.S.,2013

×