2. caraterísticas técnicas

88 visualizações

Publicada em

Planeamento de redes informáticas

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
88
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2. caraterísticas técnicas

  1. 1. 10/01/2014 1 1. Planeamento e instalação de redes Caraterísticas técnicas AGRS Numero e titulo do projeto: 090177/2013/2014 Entidade beneficiária: 501 679 529  COFAC ‐Cooperativa de Formação e Animação Cultural, CRL Form_CET_ManualFormação_01_2013 Server Roles • Sistema modular. • O servidor pode ser configurado com os componentes que forem necessários. • Garante‐se assim que o servidor não está a correr serviços que não são necessários (poupança de recursos e aumento da segurança). 2
  2. 2. 10/01/2014 2 Ferramentas Administrativas • Conjunto de aplicações que permitem configurar e gerir os vários componentes do servidor. 3 Gestão centralizada • A gestão pode ser feita de forma centralizada através da ferramenta: GESTOR DO SERVIDOR. 4
  3. 3. 10/01/2014 3 Powershell • É uma interface de linha de comandos e uma linguagem de script com o objetivo de efetuar operações sem recurso à interface gráfica. • Possui cerca de 130 utilitários. 5 Aplicações Web • IIS 7.5 (Internet Information Services). 6
  4. 4. 10/01/2014 4 Server Core • Variante de instalação, na qual só é instalado o núcleo do sistema operativo. 7 Hyper‐V • O Hyper‐V é o recurso da família Windows Server 2008 que vem apenas na arquitetura x64 e que permite a virtualização de servidores. • Esta capacidade é bastente útil em ambientes de teste, pois permite correr mais do que SO simultaneamente na mesma máquina física maximizando assim o uso do equipamento. 8
  5. 5. 10/01/2014 5 Alterações de hardware “ao vivo” • Permite alterações de HW sem que o servidor tenha de ser reinicializado (HOTSWAP). • É possível substituir uma memória avariada, acrescentar uma placa de rede sem desligar o servidor. 9 Implementação de CLUSTERS • Um cluster é uma implementação de redundância que consiste no agrupamento de um grupo de PCs ligados entre si, vistos na rede como um único. • Cada PC é chamado de nó. • Se um nó tiver uma falha outro nó no cluster assume as suas funções. 10
  6. 6. 10/01/2014 6 Balanceamento de carga na rede (Network Load Balance ‐ NLB) • É uma funcionalidade que permite a distribuição da carga das aplicações de clientes por múltiplos servidores. • Permite acrescentar novos servidores à medida que sejam necessários. • Exemplo: servidores web. 11 Self‐Healing NTFS • Mecanismo que faz automaticamente verificações ao sistema de ficheiros procedendo às respetivas correções. 12
  7. 7. 10/01/2014 7 Encriptação de discos BITLOCKER • Mecanismo que permite a encriptação do disco. 13 Isolamento do servidor e do domínio • Quando existem grandes necessidades de segurança, pode‐se isolar quer um servidor, quer um domínio do resto da rede, tornando‐os inacessíveis através do exterior. 14
  8. 8. 10/01/2014 8 Read‐Only Domain Controller (RODC) • O Windows server 2008 inclui suporte para configurações de domínio só de leitura. • Nesta configuração, temos uma réplica do Active Diretory, com todas as funcionalidades comuns, exceto a de criar novos objetos ou alterar os existentes. • É adequado em instalações onde parte da rede se encontra num edifício remoto, nas quais a segurança física é difícil de monitorizar. 15 Firewall do Windows com segurança avançada • A firewall permite o bloqueio de tráfego predefinido oriundo ou com destino à rede, protegendo‐o de utilizadores e aplicações com intenções duvidosas. • A sua configuração pode ir ao detalhe de bloquear o tráfego enviado a determinadas portas ou endereços específicos. 16
  9. 9. 10/01/2014 9 Alta disponibilidade • A missão de um servidor de rede é critica e é expetável que esteja sempre pronto a fornecer serviços aos diversos clientes, sem interrupções, erros ou atrasos. • Tecnologias: • Failover Clustering  Um cluster de failover é um conjunto de computadores independentes que trabalham em conjunto para aumentar a disponibilidade de aplicativos e serviços. Os servidores em cluster (chamados de nós) são conectados por cabos físicos e por software. Se um dos nós do cluster falhar, o outro nó começará a fornecer o serviço (um processo conhecido como failover). 17 Alta disponibilidade • Tecnologias: • Network Load Balancing  balanceamento de carga entre os servidores. • Cópias de segurança • Restauro do sistema 18
  10. 10. 10/01/2014 10 Backup do Windows • Permite efetuar cópias de segurança de ficheiros, volumes ou computadores e restaurar dados perdidos. • A cópias pode ser feita manualmente ou agendada. 19 Serviços de terminal • Permite aceder ao desktop do servidor remotamente 20

×