Taxonomia (versão para aula)

740 visualizações

Publicada em

Para recordar ou a quem interessar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
740
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Taxonomia (versão para aula)

  1. 1. CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS LEONEL
  2. 2. CATEGORIAS TAXONÔMICAS maior diferença variação conforme a diferença protéica maior semelhança variação conforme a diferença protéica LEONEL
  3. 3. CLASSIFICAÇÃO BIOLÓGICA DO GATO CLASSIFICAÇÃO BIOLÓGICA DO GATO Reino Reino Animalia Animal Todos os animais Todos os animais Filo Chordata Apenas os cordados Apenas os cordados Classe Mammalia Apenas os mamíferos Apenas os mamíferos Ordem Carnivora Apenas os carnívoros Apenas os carnívoros Família Felidae Apenas os felinos Apenas os felinos Gênero Catus Todos os tipos de gatos Espécie Felis catus Apenas o gato doméstico LEONEL
  4. 4. PRINCIPAIS REGRAS TAXONÔMICAS 1122- O nome científico tem que ser em latim ou latinizado. (Linneu, 1901) Todo ser vivo deve possuir dois nomes (NOMENCLATURA BINOMINAL): - o primeiro é o gênero, um substantivo escrito com inicial maiúscula, - o segundo é a espécie, um adjetivo que deve combinar com o gênero e escrita com inicial minúscula. Obs.: tanto o gênero como a espécie devem ser destacados no texto (negrito, itálico ou sublinhado) Ex.: Canis familiaris 3- O nome do autor da espécie vem depois do nome científico precedido de vírgula. Ex.: Canis familiaris, Linneu 43 Quando for necessário colocar o ano da descrição da espécie, este vem após o nome do autor entre parênteses. Ex.: Canis familiaris, Linneu (l901) Obs.: se a espécie for transferida de gênero (após um revisão do mesmo) , o nome do autor e a data permanecem entre parênteses. Ex.: Panthera onca, (Linneu, 1901) 45657869 7- No caso de subgênero este vem após o gênero, também com inicial maiúscula , entre parênteses e em destaque no texto. Ex.: Anopheles (Kertezia) cruzi A subespécie vem após o nome da espécie e com inicial minúscula. Ex.: Nezara viridula viridula Quando queremos nos referir a uma ou mais espécies de um mesmo gênero, podemos utilizar sp. e spp., respectivamente. O nome da Família, Subfamília, Tribo e Subtribo têm, respectivamente, os sufixos: idae, inae, ina e ini acrescentados ao radical do gênero tipo (o mais importante da família). Para superfamília é oidea. Ex.: Anophelidae, Anophelinae, Anophelina e Anophelini, que pertencem a superfamília Anophelinoidea. É considerado o autor da espécie aquele que primeiro descrevê-la em revista científica. Em caso de empate o autor será o mais velho. LEONEL

×