Análise de Discurso - mestrado - Hiperdiscurso

438 visualizações

Publicada em

Slide da defesa de mestrado.

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • http://www.bipolarbrasil.com.br/ (novo endereço a partir de 2015). Grato pela citação na defesa de Mestrado. Sucesso. Will Brasil
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise de Discurso - mestrado - Hiperdiscurso

  1. 1. Mestrando: Mário Rafael Yudi Fukue Orientadora: Carme Regina Schons Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  2. 2. Uma questão comunitária... Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  3. 3. Analisar, na perspectiva da Análise do Discurso de linha francesa, os processos designativos e determinativos em discursividades eletrônicas sobre o transtorno afetivo bipolar. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  4. 4. Capítulo 1: Do sólido ao líquido: uma breve história dos estudos linguísticos Capítulo II: Da língua líquida aos estudos sobre determinação Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  5. 5. Capítulo III: Metodologia e Análises BLOCO I: Formação Discursiva Médico-Psiquiátrica (FDMP) BLOCO II: Formação Discursiva Religiosa (FDR) BLOCO III: Hiperdiscurso Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  6. 6. 1- Que determinações se destacam nas discursividades da FDMP, FDR e nos discursos de comunidades virtuais? 2- De que maneira a FDMP e a FDR afetam o hiperdiscurso (não institucionalizado) sobre TAB? Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  7. 7. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  8. 8. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Materialidade Histórica (contradição – ideologia) Linguagem Sujeito Heterogêneo (afetado pelo inconsciente) As margens da Língua Líquida são tênues AFLUENTE RIO DA LÍNGUA LÍQUIDA A Língua Líquida da AD relaciona-se com seu “exterior”. Assim, equívoco faz parte da Língua. AFLUENTE AFLUENTE
  9. 9. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TT PELA IDEOLOGIA PELO INCONSCIENTEA F E T A M E N T O IDEOLOGIA Indivíduo Interpela SUJEITO Posição Sujeito A Posição Sujeito B FD Heterogênea OUTRO RECALQUE SUJEITO DESCENTRADO ESQUECIMENTO 1 ser origem do dizer ESQUECIMENTO 2 literalidade do dizer
  10. 10. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TT A FALTA COMO TENTATIVA DE RECONSTRUÇÃO DO SUJEITO SUJEITO (MOI) FALTA é constitutiva Lugar do Impossível Lalangue se move pelo desejo de completude “FAZER-UM” com a língua ATO FALHO (chistes, lapsos) Ponto onde a língua toca a história Espaço para a POLISSEMIA LAUREANO, 200 8 NASIO, 1997 LACAN, 1998 MARIANI, 2004
  11. 11. Paul Henry (1990) considera a determinação como efeito de sentido onde intervém conjuntamente fatores sintáticos e semânticos. EX.: O bipolar que é consciente... Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  12. 12. “O bipolar que é consciente...” “O bipolar, que é consciente...” Portanto, “somente do ponto de vista discursivo... há uma diferenciação” (HENRY, 1990, p. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  13. 13. Freda Indursky (1992, p. 264) decompõe o processo de determinação discursiva em três níveis: (1) nível intradiscursivo: (2) nível intersequencial: Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  14. 14. (3) nível interdiscursivo: o dito passa a fazer contraponto e evidenciar o não- dito. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  15. 15. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  16. 16. Discurso sobre - ORLANDI. Terra à vista. - MARIANI. O comunismo imaginário. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Discurso científico – autoritário - ORLANDI. A linguagem e seu funcionamento.
  17. 17. SD 22: Há pacientes que só apresentam fases de mania, de exaltação do humor, e mesmo assim são diagnosticados como bipolares [grifo meu]. (Fonte: http://www.psicosite.com.br/tra/hum/bipolar.htm - Acesso: 30-01-2010) Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  18. 18. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  19. 19. SD 35: Dados da Organização Mundial de Saúde (...) evidenciaram que o TB foi a sexta maior causa de incapacitação no mundo. [grifo meu] (Fonte: http://www.abtb.org.br/transtorno.php - Acesso: 15/03/2010) Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  20. 20. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado POSIÇÃO- SUJEITO 1 POSIÇÃO- SUJEITO II CONCEITO DE NORMALI- DADE Não há valor padrão. Ser normal é estar adaptado ao meio ambiental e cultural em Normalidade é um valor padrão. Ser normal é se enquadrar nos valores padrão.
  21. 21. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado POSIÇÃO- SUJEITO 1 POSIÇÃO- SUJEITO II BIPOLAR Ser Bipolar = Ser outro Ser Ser Bipolar = Ser anormal TRATAMENTO (biologicista) (Fármaco- psicológico) 2- Tornar apto a viver no meio ambiente e cultural. 2- Tornar apto à produção laboral CANGUILHEM, 2000 / FOUCAULT, 1979. / CAMPOS SILVA, 2005.
  22. 22. SD 58: O motivo que levou Saul a entrar neste transtorno bipolar foi sua insistente não observância dos mandamentos do Senhor em sua vida o que abriu uma porta para o espírito maligno atormentá-lo. (Fonte: http://jesusestavoltando.com.br/?page_id=121 - Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  23. 23. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado DESIGNA- ÇÃO DETERMI- NAÇÃO MODE- RADA ESPIRITUA- LISTA RADICAL BIPOLAR Portador de TAB (42), bipolar (48) Portador de TAB (54) Atormentado (58), possuído TAB Bipolarida- de (48), incurável TAB (56) Doença é um impostor (64)
  24. 24. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado DESIGNA- ÇÃO DETERMI- NAÇÃO MODE- RADA ESPIRITUA- LISTA RADICAL CAUSA Neuropatologi a Palingênicas (53) Quebra da aliança com Deus (58) TRATAMENT O Mal controlável (60) - Plano pedagógico de Deus (59) - Terapêutica Espírita (56) - -Retorno à presença de Deus (58) -Oração (63)
  25. 25. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  26. 26. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  27. 27. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 1- sujeito-internauta >> internet; 2- Internet >> determinada pela FS do capitalismo, do mundo globalizado.” (GRIGOLETTO, 2007, p. 68).
  28. 28. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 3- internet = um espaço institucional no qual, ao contrário da aparente liberdade, o sujeito [continua] submetido a leis, normas e relações de poder” (2007, p. 68). Por essa razão, julgamos o termo FDÑI bastante infeliz.
  29. 29. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Afetado pela Cibercultura:
  30. 30. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Autoria coletiva “A partir do hipertexto, toda leitura tornou-se um ato de escrita”. (Lévy, 1996, p. 46). “Nesse sentido, é possível reconhecer uma autoria coletiva no hipertexto”. (GRIGOLETTO, 2007, p. 9).
  31. 31. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado FUNÇÃO-AVATAR O sujeito-autor que, para se ver livre de amarras institucionais e seus sistemas de controle, utiliza-se de um avatar (o anonimato ou o Nickname) que o substitui no ciberespaço.
  32. 32. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado A função-avatar é a existência pretensamente livre de um sujeito- autor no ciberespaço; ela constrói a sua discursividade marcada pela possibilidade de dizer e escrever a fantasia que lhe é interditada na realidade, preservando as faces de todos os autores-leitores.
  33. 33. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado (...) com o conceito de hiperdiscurso procuramos designar apenas a parte do hipertexto pretensamente livre de amarras institucionais, como blogs pessoais e comunidades virtuais que não estão atreladas a nenhuma instituição, a não ser a própria internet. (p. 177)
  34. 34. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado D1: TAB não é moda, bênção.... (SD 71) D2: TAB é moda, bênção... (SD
  35. 35. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB = MANHA e/ou MODA? Dom. Valores “X = não-Y, mas Z” Valores de Y 1 Meros loucos, meros doentes mentais, discriminados... Negação 3 Promiscuous, verdadeiros putos DRII
  36. 36. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB = MANHA e/ou MODA? Dom. Valores “X = não-Y, mas Z” Valores de Y 70 Doença benigna, virtude, vantajosa Negação Doença da moda, brincadeira Negação 71 Bênção, dar chilique Negação
  37. 37. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 1º Grupo: Pária ocidental? SD 76: (...) eu saio de uma perícia me sinto um “lixo”. Como se eu fosse um “bandido”. O perito me faz se sentir o maior “fraudador” do INSS.[...] (Fonte: http://www.bipolarbrasil.net/2009/10/afastamento-do-
  38. 38. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? DOENTE E DOENÇA: PÁRIA OCIDENTAL? SD 74 Diferente SD 75 Pária na sociedade, louco, SD 76 Lixo, bandido, fraudador do INSS SD 78 Bipolares, pessoas inteligentes e produtivas ao extremo SD 78 Bipolar consciente
  39. 39. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 2º Grupo: A Epifania! SD 77: (...) Para mim foi um alívio ter um “rótulo” dizendo a especificação do produto: COMO EU FUNCIONO. [grifo meu] (Fonte: http://www.bipolarbrasil.net/2009_03_01_archive.html Acesso: 12/12/2010)
  40. 40. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? CAUSA E DIAGNÓSTICO: EPIFANIA! SD 93 [receber] um rótulo SD 80 É genética e é de natureza biológica SD 83 Confundiram “sintomas” da doença com possessão demoníaca
  41. 41. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 3º Grupo: A Remissão! SD 87: Não significa que você estará curado [... ] entretanto, os sintomas estarão sob controle. [...] Período em que você estará REMIDO. [grifo meu] (Fonte: http://www.bipolarbrasil.net/2010_04_01_archive.html -
  42. 42. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? TRATAMENTO: SALVAÇÃO OU REMISSÃO? SD 83 Saúde mental é tratada com medicina convencional e ponto SD 85 Minha salvação Devo tudo isso aos meus medicamentos SD 87 Você estará REMIDO
  43. 43. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? TRATAMENTO: SALVAÇÃO OU REMISSÃO? SD 90 ...farei meu tratamento psiquiátrico (já que acredito que Deus é o pai da medicina)
  44. 44. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? EVANGELIZADORES DO TAB SD 88 Eu sou uma das adeptas ao tratamento SD 85 A você que resiste ao tratamento medicamentoso: saiba que não vale a pena tanto sofrimento
  45. 45. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado TAB: MALDIÇÃO ou MOLÉSTIA? BIOLOGISMO X PSICOTERAPIA SD 93 Fui a um psicanalista [que disse] que eu não precisava desse rótulo “bipolar”, que não precisava de remédios..., que tudo isso era do meu inconsciente. SD 94 Psiquiatra e psicólogo lidam com a mente, mas em instâncias e forma diferentes.
  46. 46. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado
  47. 47. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado  Sujeito religioso  Sujeito Jurídico  Sujeito Clínico? RASIA. Os discursos sobre língua e ensino no Brasil. HAROCHE. Fazer dizer, querer dizer. FOUCAULT. Nascimento da clínica.
  48. 48. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado 1- a exacerbação da visão individualista, que atingiu o cume do autocentramento absoluto do sujeito nos dias atuais; 2- o desaparecimento da alteridade como valor na economia subjetiva.
  49. 49. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado O autocentramento maximizado encurrala a alteridade a um beco sem saída. Nessa nova cultura, o cuidado excessivo com o próprio eu se transforma em objeto permanente para a admiração do sujeito e dos outros. Segundo Birmann, nesses novos tempos “o sujeito vale pelo que parece ser, mediante as imagens produzidas para se apresentar na cena social, lambuzado pela brilhantina eletrônica” (BIRMANN, 2009, p. 167).
  50. 50. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Pelo menos discursivamente, o transtorno afetivo bipolar é multipolar, pois transita de um polo discursivo a outro.
  51. 51. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Escrever uma dissertação é uma tentativa de fazer-UM com a língua. Entretanto, há sempre algo que nos escapa, pois o resíduo é permanente. Atingir a completude constitui-se em um gozo impossível, conforme Lacan. Por essa razão, algo sempre sobra ou falta após a “conclusão inconclusiva” de uma dissertação. A culpa não é de Deus nem
  52. 52. Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado Tecer uma dissertação é estar assujeitado, por assim dizer, ao “destino” (ironicamente falando, é claro) dos que se aventuram na Academia. E esse destino nunca leva à conclusão definitiva ou à palavra final. O oásis da permanente inconclusão (ou conclusão parcial) está sempre ao fim de nossa viagem. Por se tratar de uma simples dissertação, o efeito de
  53. 53. Agradecemos a presença de todos! Programa de Pós-Graduação em Letras Defesa de Mestrado

×