Educação financeira cristã_slide

0 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre educação financeira doméstica fundada em princípios bíblicos. Composta por 5 Unidades (Introdução, Orçamento Pessoal/Familiar, Juros, Consumo Consciente e Poupança e Aposentadoria). Pode ser usada para ministrar estudos de ao menos 2 horas para cada unidade.Se for possível utilizar 2:30h em cada unidade pode se enriquecer o estudo com mais práticas, trocas de experiências e apresentação de videos.

Publicada em: Negócios
1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Parabéns pela apresentação. O nosso Deus com certeza te inspirou nesse trabalho.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
0
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
300
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação financeira cristã_slide

  1. 1. Educação Financeira Cristã“Assim se vocês não forem dignosde confiança em lidar com asriquezas deste mundo ímpio, quemlhes confiará as verdadeirasriquezas?” Lc 16.11Mario Venancio Fernandes dos SantosApresentação disponível para baixar em: mariovenancio.blogspot.com.br
  2. 2. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  3. 3. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  4. 4. Unidades do EstudoIntroduçãoOrçamentoPessoalou FamiliarInvestimentosCréditos eDívidasAposentadoria eBem-estarSimNãoSimConsumoConscienteReceitas >Despesas?Consumootimizado?Não
  5. 5. ExpectativasO que você gostaria de aprender sobre odinheiro e finanças pessoais?.O que o dinheiro significa para você?"Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todotipo de ganância; a vida de um homem nãoconsiste na quantidade dos seus bens" (Lc12.15)
  6. 6. Objetivo GeralObjetivo Geral:Aplicar conhecimentos de gestão financeirapessoal à administração responsável econsciente do dinheiro. Para administrar bem oque Deus nos confiou.
  7. 7. Objetivos EspecíficosObjetivos EspecíficosSão objetivos do curso:Discutir mudanças de hábito em relação ao dinheiro(à luz da bíblia).Apresentar algumas ferramentas que possam auxiliarnessas mudanças.Não é objetivo do curso:Criar milionários.
  8. 8. Perspectivas acerca do Dinheiro:Perspectiva da pobreza. (Lc 18.18-22) Voto de pobreza.Associa a santidade a vida simples e humilde.Perspectiva da prosperidade. (Mt 7.7-8) Acreditam quequem não tem é porque não pede, não tem fé ou está vivendo empecado.Perspectiva da mordomia. Acreditam que os bensmateriais são uma responsabilidade dada por Deus aos seus servospara a glória dele. (Mt 25.14-30) – parábola dos talentos; Lc 12.41-48)– parábola do administrador.
  9. 9. Perspectiva da mordomia"Teus, ó SENHOR, são a grandeza, o poder, a glória, amajestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céuse na terra é teu. Teu, ó SENHOR, é o reino; tu estásacima de tudo. A riqueza e a honra vêm de ti; tudominas sobre todas as coisas. Nas tuas mãos estão aforça e o poder para exaltar e dar força a todos" (1Cr29.11-12)."Conservem-se livres do amor ao dinheiro econtentem-se com o que vocês têm, porque Deusmesmo disse: Nunca o deixarei, nunca o abandonarei"(Hb 13.5).
  10. 10. Vida Financeira Equilibrada:"Honre o Senhor comtodos os seusrecursos..." (Pv 3.9a).
  11. 11. Equilíbrio nas contas...Na casa do sábio hácomida e azeitearmazenados, mas otolo devora tudo o quepode (Pv 21.20).
  12. 12. Equilíbrio nas escolhas...CONSCIÊNCIA HUMANA=RAZÃO (o que posso) + PAIXÃO (o quequero).Não são polos inimigos que se atraem efazem as coisas se movimentarem.MELHOR SOLUÇÃO=EQUILÍBRIO. (Fonte: www.akatu.org.br)Não havendo sábios conselhos, o povocai; mas na multidão de conselhos hásegurança". Provérbios 11:14
  13. 13. Sonhos“Pedi, e dar-se-vos-á;buscai, e encontrareis;batei, e abrir-se-vos-á.Porque, aquele quepede, recebe; e, o quebusca, encontra; e, aoque bate, abrir-se-lhe-á.” Mateus 7.7-8Sonhos
  14. 14. Sonhos"Não amem o mundo nem oque nele há. Se alguém amao mundo, o amor do Pai nãoestá nele. Pois tudo o quehá no mundo - a cobiça dacarne, a cobiça dos olhos ea ostentação dos bens - nãoprovém do Pai, mas domundo. O mundo e a suacobiça passam, mas aqueleque faz a vontade de Deuspermanece para sempre".1Jo 2.15-17“Mas os que querem serricos caem em tentação, eem laço, e em muitasconcupiscências loucas enocivas, que submergem oshomens na perdição e ruína.Porque o amor ao dinheiro éa raiz de toda a espécie demales; e nessa cobiçaalguns se desviaram da fé,e se traspassaram a simesmos com muitas dores.”1Timóteo 6.9-10
  15. 15. Pesquisa: Hoje, amanhã ou depoisde amanhã.OPÇÃO ANO DURAÇÃO CLASSE DESPESSAS PAGASA 2013 1 Semana Econômica € 80,00 por diaB 2017 2 Semanas Primeira € 200,00 por diaVocê recebeu como prêmio uma viagem aParis e precisa tomar uma decisão:Qual das duas você escolheria?
  16. 16. Escolha fundamental:Existe uma escolha fundamental quando oassunto é Gestão Financeira Pessoal:Menos antes ou mais depois?Usufruir agora e pagar depois (posiçãodevedora) ou pagar agora e usufruir depois(posição credora)“E assim, esperando com paciência, alcançoua promessa.” Hebreus 6:15
  17. 17. Posição devedora:Usufruir agora Pagar depois
  18. 18. Posição credora:Pagar agora Usufruir depois
  19. 19. Caso prático
  20. 20. Caso práticoTV Depósito Depósito + Rendimento1º MÊS R$ 97,42 R$ 97,912º MÊS R$ 195,33 R$ 196,313º MÊS R$ 293,73 R$ 295,204º MÊS R$ 392,62 R$ 394,585º MÊS R$ 492,00 R$ 494,466º MÊS R$ 591,88 R$ 594,847º MÊS R$ 692,26 R$ 695,728º MÊS R$ 793,14 R$ 797,109º MÊS R$ 894,52 R$ 899,0010º MÊS R$ 996,42 R$ 1.001,4011º MÊS R$ 1.098,82 comprou a TV e sobrou R$ 46,6312º MÊS R$ 144,05
  21. 21. Saber EsperarSaber esperar não é um simples ficar à espera de algo. Não temnada a ver com atitude ingênua (e as vezes desesperada) deficar aguardando alguma coisa boa acontecer. Saber esperar éum tipo muito especial de ação. É uma ação movida pelaperseverança e pela prudência.Trabalho de casa :Faça um comparativo similar ao caso prático da compra da TV.Utilize algum bem que você queira comprar. Carro, Imóvel ououtro bem.
  22. 22. Necessidades e desejosNecessidades:Coisas de que precisamos,independentemente de nosso anseios.Absolutamente indispensáveis.Desejos:Coisas sobre as quais temos anseios depossuir ou usufruir.Podem ser necessárias ou não.
  23. 23. Necessidades e desejos
  24. 24. Definição de status“É comprar produtos de que você não precisa,com dinheiro que você não tem, para demostrarquem você não é, para impressionar pessoas quevocê não conhece.” Autor desconhecido."Você, porém, homem de Deus, fuja de tudo isso[o desejo de ficar rico] e busque a justiça, apiedade, a fé, o amor, a perseverança e amansidão. Combata o bom combate da fé. Tomeposse da vida eterna..." (1Tm 6.11-12a).
  25. 25. Dinheiro vs. FelicidadeDinheiro traz felicidade? O que é riqueza paravocê?O que você entende por felicidade?DINHEIRO X FELICIDADEPAÍS SATISFAÇÃO COM A VIDA PODER DE COMPRASuíça 8,36 (1º lugar) 96Irlanda 7,88 (4º lugar) 52EUA 7,73 (6º lugar) 100Brasil 7,38 (10º lugar) 23Japão 6,53 (20º lugar) 87Fonte: “Felicidade Autêntica”, Martin Seligman
  26. 26. Afinal o que é o dinheiro?Dinheiro é um meio de atender a suasnecessidades e de realizar os seus projetos enão um fim em si mesmo.Aprenda a gerir o seu dinheiro e cuidar domais importante.“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a suajustiça, e todas estas coisas vos serãoacrescentadas.” Mateus 6:33
  27. 27. Resumo da introdução.●Perspectivas acerca do dinheiro: (da pobreza,da prosperidade e da mordomia)●Vida financeira equilibrada (equilíbrio nascontas e nas escolhas)●A importância da inteligência emocional nasescolhas.●A escolha fundamental (menos agora ou maisdepois?).●Necessidades x desejos.●Relação entre dinheiro e felicidade.
  28. 28. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  29. 29. Unidades do EstudoIntroduçãoOrçamentoPessoalou FamiliarInvestimentosCréditos eDívidasAposentadoria eBem-estarSimNãoSimConsumoConscienteReceitas >Despesas?Consumootimizado?Não
  30. 30. Para onde está indo o meu dinheiro?Alimentação ? Transporte10% ofertas ?12% Viagem 30%Lazer 5% ? dízimoVestuário ? Juros? Moradia 15%25% ? Educação
  31. 31. Para onde está indo o meudinheiro?“82% dos brasileiros dizem manter controle deseus orçamentos, mas uma em cada duaspessoas já teve dificuldade em pagar as contasdo mês.”“Cuidar do orçamento não é só anotar gastos eganhos. Antes de tudo, pensar sobre sua vida,escolher prioridades e manter controle na horade gastar. A família toda deveparticipar.”Fonte: www.akatu.org.br
  32. 32. Por que as pessoas temproblemas financeiros?GRANDES ERROS:●Falta de controle orçamentário.(Ageu 1:6)●Não temos visão de longo prazo●Falta de conhecimento financeiro.●Desprezo de pequenos valores.(João 6:12)●Descaso por uma boa negociação.●Não nos readaptamos a perdas de receitas.
  33. 33. Por que as pessoas temproblemas financeiros?GRANDES ERROS:●Obedecemos a emoção de adquirir coisas que nãonecessitamos e esquecemos a razão de poupar parainvestir●Esquecemos de alguns gastos recorrentes,geralmente os gastos anuais como material escolar,seguros, matriculas, festas de fim de ano, etc.(Provérbios 10:4)●Não poupamos os nossos recursos financeirosquando temos sobra (Genesis 41: 33-36)
  34. 34. Orçamento para quê?●Conhecer a sua realidade atual.●Escolher seus projetos●Oferecer subsídios e auxiliar no planejamentofinanceiro.●Definir prioridades.●Identificar e entender os hábitos de consumo.●Administrar receitas e despesas.
  35. 35. Orçamento para quê?●Organizar e tranquilizar a vida financeira epatrimonial.●Administrar imprevistos.“Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não seassenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para verse tem com que a acabar? Para que não aconteçaque, depois de haver posto os alicerces, e não apodendo acabar, todos os que a virem comecem aescarnecer dele, Dizendo: Este homem começou aedificar e não pôde acabar.” Lucas 14:28-30
  36. 36. Receitas e DespesasRECEITAS: Ganho frequente ou esporádico.SalárioAluguel a receberRendimentos de aplicaçãoRecebimentos por serviços extrasDESPESAS: Desembolso frequente ouesporádico.Alimentação, transporte, moradia, educação,dízimo, ofertas, saúde, lazer, seguros, taxas, juros,doações, parcelas de compras realizadas etc
  37. 37. Receitas e DespesasORÇAMENTORECEITASXDESPESASDeficitário R MENOR DNeutro R IGUAL DSuperávitário R MAIOR DObjetivobásico:Recitamaior quedespesa.
  38. 38. Elaboração do Orçamento(Gráfico anual para auxiliar no orçamento mensal)Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov DezMatrícula nasescolas /faculdadesMaterialescolarSalário Mensal13º salário,comissãoe bônusMensalidade escolar, condomínio, aluguel, prestação efinanciamentos, tarifas bancárias, etc...Outras Rendas (investimentos, aluguéis, pensão, etc...)Data limite paradeclaração de IR.Data limite paradeclaração de IR.Gastocom fériasescolaresGastoscom festasde finalde anoGastosRendaLEGENDAMaior intensidadede gastosGrande intensidadede gastoIPTU / IPVA
  39. 39. Elaboração do Orçamento1ª Etapa: Estimar as receitas e despesas do período.Sugestões:●Agrupar receitas e despesas por grupo;●Diferenciar receitas/despesas fixas das variáveis;●Lembrar-se dos compromissos sazonais: impostos(IRPF, IPTU,IPVA, Tx. Incêndio), seguros, matrículasescolares, aniversários, datas comemorativas, retiro,viagem missionária, férias;●Lembrar-se dos compromissos já assumidos: chequesnão compensados, prestações a vencer, faturas decartões de crédito.
  40. 40. Elaboração do OrçamentoAtenção:●Não inclua os valores que você não temcerteza se irá receber ou não (ex.: bônus,comissão, prêmio por produção, etc...).●Não inclua também, limites de crédito (chequeespecial, etc...)●Atente também para pequenos gastos comolanches, revistas, café, etc...Estes gastospodem ser pequenos, mas podem serfrequentes e representar boa parte do custo.
  41. 41. Modelo de orçamentoOrçamento Doméstico Mês de JaneiroRENDA TOTAL FAMILIAR Previsto RealizadoSalárioOutras rendasTotal de RendaDESPESASObra do SenhorDízimoOfertasMissõesInvestimentosPopança
  42. 42. Modelo de orçamentoMoradiaÁguaLuzGásSaúdeDespesas Médicas Plano de SaúdeFarmácia (remédios)Alimentação / SupermercadoSupermercados (alimentos /limpeza /diversos)Feira/SacolãoTransporteÔnibus/Metrô/Trem/Táxi etc.
  43. 43. Modelo de orçamentoEducaçãoMensalidade EscolarMaterial Escolar/LivrosLazerCinema/Teatro/Show etc.TV a CaboTelefoniaTelefone FixoVestuárioRoupas/Sapatos/Acessórios
  44. 44. Modelo de orçamentoOutras DespesasPresentesMesadasQuitação de empréstimos/dívidasTotal das despesasSaldo Final
  45. 45. Elaboração do Orçamento1ª Etapa:Faça o cálculo da diferença entre a soma dasua renda e a soma dos seus gastos previstos(orçados). Verifique se o resultado é oequilíbrio ou desequilíbrio financeiro. Ajuste jápreviamente caso necessário.
  46. 46. Elaboração do Orçamento2ª Etapa: Registrar as receitas e despesas doperíodo.Sugestões:Conferir extratos bancários e faturas de cartões decrédito;Guardar notas fiscais e recibos de pagamento (umapasta arquivo é uma boa sugestão para organizar ascontas pagas);Anotar gastos em dinheiro e cheque em canhotos,bloquinhos, agendas ou celulares;Diferenciar os vários meios de pagamento.
  47. 47. Elaboração do Orçamento3ª Etapa: Avaliar e agir, corretivamente epreventivamente.Sugestões:Balanço orçamentário: superavitário, neutro oudeficitário?É possível eliminar perdas displicentes (pequenosvalores ou má negociações)?É possível eliminar gastos desnecessáriosÉ possível aumentar as receitas?Quais são minhas metas (curto, médio e longo prazo) eos meus projetos para o futuro?
  48. 48. Ciclo de elaboração do orçamento
  49. 49. A importância do poucoOferta 1:TV de 32” de R$ 1.090,00 por R$ 999,00.Oferta 2:Pão francês de R$ 0,25 por R$ 0,20.Qual a mais vantajosa?
  50. 50. A importância do poucoProduto TV 32” Pão francês (5/dia)Preço 1 R$ 1.090,00 R$ 0,25Preço 2 R$ 999,00 R$ 0,20Vida útil 5 anos ou 1825 dias 1 diaEconomia diária R$ 0,05 R$ 0,25Economia após 5 anos R$ 91,00 R$ 456,25
  51. 51. Tipos de FerramentasInstrumentos em papel (agendas).Planilhas eletrônicas.Softwares on-line.Softwares off-line.Internet Banking.Mais importante que a ferramenta em si é ohábito de usar a ferramenta!
  52. 52. Gestão orçamentáriaReceitas maior despesas!Objetivo cumprido!!!Como gerenciar esse resultado positivo?
  53. 53. Guardar o que sobra...receitasDespesasFixas evariáveisluxoinvestimentos
  54. 54. Ou pagar-se primeiroreceitasDespesasFixas evariáveisInvestimentocurto prazoInvestimentoLongo prazo
  55. 55. E a família?“Em um relacionamento, as três áreas quemais frequentemente causam crises sãosexo, dinheiro e crianças.E dessas, o que as pessoas menos gostam deconversar, até que um pequeno problematenha se tornado do tamanho de umelefante, é o dinheiro.”Alvin Hall, financista inglês
  56. 56. Finanças em famíliaDiferentes perfis financeirosPoupadores X GastadoresFinancistas X DesligadosRealistas X SonhadoresDiferentes abordagensIMPOR limites X BUSCAR limites
  57. 57. Finanças em famíliaSomando esforçosCasamento = UNIÃO e PARCERIAMetas individuais e PROJETOS EM COMUMPaternidade e Maternidade = DAR OEXEMPLO
  58. 58. Finanças em família (Mesada)●A partir de quando a criança souber fazer contas, tivernoção de dinheiro (por volta dos 7 anos).●Negociar o valor entre as necessidades e aspossibilidades.●Usar como uma ferramenta de ensinar limites eresponsabilidades.●Deveres dos pais:• Não atrasar nem antecipar o pagamento.• Não complementar valores.• Acompanhar o destino do dinheiro.
  59. 59. Finanças em família“Educa a criança no caminho em que deveandar; e até quando envelhecer não sedesviará dele. O rico domina sobre os pobres eo que toma emprestado é servo do queempresta.” Provérbios 22:6-7A educação financeira pode ajudar a unir afamília se todos caminharem juntos!
  60. 60. Resumo sobre orçamento●Funções de um orçamento.●Passos para a elaboração de um orçamento.●Ferramentas pra controle orçamentário.●Lógica para gerenciamento de resultadopositivo.●Educação financeira em família.
  61. 61. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  62. 62. Unidades do EstudoIntroduçãoOrçamentoPessoalou FamiliarInvestimentosCréditos eDívidasAposentadoria eBem-estarSimNãoSimConsumoConscienteReceitas >Despesas?Consumootimizado?Não
  63. 63. Memória inflacionáriaDurante o períodoinflacionárioCom a inflaçãocontrolada●Postergar pagamentos●Investir em imóveis eautomóveis●Gastar imediatamente●Fazer estoques●Endividar-se (juros menoresque a correção monetária)●Pagar a prazo.●Planejar as compras●Não fazer estoques ( e simaproveitar oportunidades)●Quitar os compromissos nadata de vencimento●Fugir das dívidas (alto custocom juros)●Pagar à vista com desconto
  64. 64. Troca intertemporalUsufruir agora e pagar depois.(Posição Devedora)XPagar agora e usufruir depois(Posição Credora)
  65. 65. Termo de trocaA difícil tarefa de disciplinar-se NOPRESENTE, em prol de algo que seráusufruído NO FUTURO,possui um termo de troca:O VALOR DOS JUROS
  66. 66. Valor do dinheiro no tempoJuros são trocas no tempoDEVEDORESUsufruem agora e pagam mais depoisINVESTIDORESPagam agora e usufruem mais depoisJUROSSão esses “mais”Fonte: “O valor do amanhã”, Eduardo Giannetti
  67. 67. O que são juros?VISÃO DE QUEM PAGAJuros são uma espécie de aluguel que umindivíduo paga para usar um dinheiro que nãoé seu, ou o preço da impaciência.VISÃO DE QUEM RECEBEJuros são uma espécie de aluguel que oindivíduo recebe para aplicar o seu dinheiro, oua remuneração por saber esperar
  68. 68. A natureza dos jurosExemplo 1Um vizinho pede para usar uma parte da suafazenda para plantar café.Você acha justo receber uma remuneraçãopelo uso das suas terras?NATUREZA 1:A PARTILHA DA RENDA PELO USO DE UMPATRIMÔNIO.Fonte: www.akatu.org.br
  69. 69. A natureza dos jurosExemplo 2Um produto que você deseja comprar custa R$500,00. Você acha justo pagar R$ 800,00 porele em alguma situação?NATUREZA 2:O VALOR DADO À POSSIBILIDADE DEANTECIPAR UMA SATISFAÇÃO.Fonte: www.akatu.org.br
  70. 70. JurosFinanceiramente, qual a sua escolha?Pagar ou receber?
  71. 71. Juros: Advertências●“Não tomarás dele juros, nem ganho; mas do teuDeus terás temor, para que teu irmão viva contigo.”Levítico 25:36●“Não emprestando com usura, e não recebendo maisde que emprestou, desviando a sua mão da injustiça, efazendo verdadeira justiça entre homem e homem;”Ezequiel 18:8●“E se emprestardes àqueles de quem esperaisreceber, que mérito há nisso? Também os pecadoresemprestam aos pecadores, para receberem outrotanto.” Lucas 6:34
  72. 72. Trabalho: Advertências●“Nem de graça comemos o pão de homem algum,mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia,para não sermos pesados a nenhum de vós.” 2Tessalonicenses 3:8●“Porque, quando ainda estávamos convosco, vosmandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar,não coma também.” 2 Tessalonicenses 3:10●“Porque os irmãos que vieram da macedônia suprirama minha necessidade; e em tudo me guardei de vos serpesado, e ainda me guardarei.” 2 Coríntios 11:9
  73. 73. Juros simples eJuros compostosJUROS SIMPLESSão juros pagos somente sobre o capitalprincipal.JUROS COMPOSTOSApós cada período, os juros são incorporadosao principal e passam, por sua vez, a renderjuros. É o chamado “juros sobre juros”.Fonte: www.investigraf.com
  74. 74. Poder dos juros e do tempoExemplo:Se, dos 20 aos 25 anos, alguém poupar R$2.000,00 por ano e parar de investir, terá, aos 60anos de idade, R$ 959.793,00.Caso resolva começar só aos 26 anos, terá depoupar R$ 2.000,00 todos os anos até os 60 anospara ter R$ 966.926,00Considerou-se nesse exemplo, uma taxa derentabilidade de 12% a.a.
  75. 75. Idade Pessoa 1 Pessoa 2Aplicação Fim do ano Aplicação Fim do ano20 R$ 2.000,00 R$ 2.240,0021 R$ 2.000,00 R$ 4.748,8022 R$ 2.000,00 R$ 7.558,6623 R$ 2.000,00 R$ 10.705,6924 R$ 2.000,00 R$ 14.230,3825 R$ 2.000,00 R$ 18.178,0226 R$ 20.359,39 R$ 2.000,00 R$ 2.240,0027 R$ 22.802,51 R$ 2.000,00 R$ 4.748,8028 R$ 25.538,81 R$ 2.000,00 R$ 7.558,6629 R$ 28.603,47 R$ 2.000,00 R$ 10.705,6930 R$ 32.035,89 R$ 2.000,00 R$ 14.230,3831 R$ 35.880,20 R$ 2.000,00 R$ 18.178,0232 R$ 40.185,82 R$ 2.000,00 R$ 22.599,3933 R$ 45.008,12 R$ 2.000,00 R$ 27.551,3134 R$ 50.409,09 R$ 2.000,00 R$ 33.097,47
  76. 76. Idade Pessoa 1 Pessoa 2Aplicação Fim do ano Aplicação Fim do ano35 R$ 56.458,18 R$ 2.000,00 R$ 39.309,1736 R$ 63.233,16 R$ 2.000,00 R$ 46.266,2737 R$ 70.821,14 R$ 2.000,00 R$ 54.058,2238 R$ 79.319,68 R$ 2.000,00 R$ 62.785,2039 R$ 88.838,04 R$ 2.000,00 R$ 72.559,4340 R$ 99.498,61 R$ 2.000,00 R$ 83.506,5641 R$ 111.438,44 R$ 2.000,00 R$ 95.767,3542 R$ 124.811,05 R$ 2.000,00 R$ 109.499,4343 R$ 139.788,38 R$ 2.000,00 R$ 124.879,3644 R$ 156.562,98 R$ 2.000,00 R$ 142.104,8845 R$ 175.350,54 R$ 2.000,00 R$ 161.397,4746 R$ 196.392,61 R$ 2.000,00 R$ 183.005,1747 R$ 219.959,72 R$ 2.000,00 R$ 207.205,7948 R$ 246.354,89 R$ 2.000,00 R$ 234.310,48
  77. 77. Idade Pessoa 1 Pessoa 2Aplicação Fim do ano Aplicação Fim do ano49 R$ 275.917,47 R$ 2.000,00 R$ 264.667,7450 R$ 309.027,57 R$ 2.000,00 R$ 298.667,8751 R$ 346.110,88 R$ 2.000,00 R$ 336.748,0152 R$ 387.644,18 R$ 2.000,00 R$ 379.397,7753 R$ 434.161,49 R$ 2.000,00 R$ 427.165,5154 R$ 486.260,86 R$ 2.000,00 R$ 480.665,3755 R$ 544.612,17 R$ 2.000,00 R$ 540.585,2156 R$ 609.965,63 R$ 2.000,00 R$ 607.695,4457 R$ 683.161,50 R$ 2.000,00 R$ 682.858,8958 R$ 765.140,88 R$ 2.000,00 R$ 767.041,9659 R$ 856.957,79 R$ 2.000,00 R$ 861.326,9960 R$ 959.792,72 R$ 2.000,00 R$ 966.926,23
  78. 78. O uso do créditoVANTAGENS●Antecipar consumo (bens duráveis e serviços).●Investir em bens de capital.●Atender emergências.●Aproveitar oportunidades.DESVANTAGENS●Custo da antecipação (juros).●Endividamento excessivo (risco de bola de neve).●Limite de consumo futuro.
  79. 79. Caso PráticoCaso 1:Compra de um automóvel.Ano de fabricação: 2008Valor do automóvel: R$ 25.000,00Valor de entrada: R$ 10.000,00Valor da prestação em 48x: R$ 516,22Valor total: R$ 34.778,56Simulação feita em: www.aecarros.com.brTx de juros média dos principais bancos em janeiro de 2013.
  80. 80. Caso PráticoCaso 2:Depositar mensalmente o valor do caso 1 ecomprar o automóvel quando tiver o valorcompleto.Aplicação para compra de automóvelMês Valor c/ depósito Valor corrigido1 R$ 10.000,00 R$ 10.050,002 R$ 10.566,22 R$ 10.619,053 R$ 11.135,27 R$ 11.190,954 R$ 11.707,17 R$ 11.765,705 R$ 12.281,92 R$ 12.343,33
  81. 81. Mês Valor c/ depósito Valor corrigido6 R$ 12.859,55 R$ 12.923,857 R$ 13.440,07 R$ 13.507,278 R$ 14.023,49 R$ 14.093,619 R$ 14.609,83 R$ 14.682,8810 R$ 15.199,10 R$ 15.275,0911 R$ 15.791,31 R$ 15.870,2712 R$ 16.386,49 R$ 16.468,4213 R$ 16.984,64 R$ 17.069,5714 R$ 17.585,79 R$ 17.673,7115 R$ 18.189,93 R$ 18.280,8816 R$ 18.797,10 R$ 18.891,0917 R$ 19.407,31 R$ 19.504,3518 R$ 20.020,57 R$ 20.120,6719 R$ 20.636,89 R$ 20.740,0720 R$ 21.256,29 R$ 21.362,5721 R$ 21.878,79 R$ 21.988,1922 R$ 22.504,41 R$ 22.616,9323 R$ 23.133,15 R$ 23.248,82
  82. 82. Mês Valor c/ depósito Valor corrigido24 R$ 23.765,04 R$ 23.883,8625 R$ 24.400,08 R$ 24.522,0826 R$ 25.038,30 R$ 38,30Comprou o carro (provavelmente um carro 2009) e sobrou R$ 38,3027 R$ 554,52 R$ 557,2928 R$ 1.073,51 R$ 1.078,8829 R$ 1.595,10 R$ 1.603,0830 R$ 2.119,30 R$ 2.129,8931 R$ 2.646,11 R$ 2.659,3432 R$ 3.175,56 R$ 3.191,4433 R$ 3.707,66 R$ 3.726,2034 R$ 4.242,42 R$ 4.263,6335 R$ 4.779,85 R$ 4.803,7536 R$ 5.319,97 R$ 5.346,57
  83. 83. Mês Valor c/ depósito Valor corrigido37 R$ 5.862,79 R$ 5.892,1038 R$ 6.408,32 R$ 6.440,3739 R$ 6.956,59 R$ 6.991,3740 R$ 7.507,59 R$ 7.545,1341 R$ 8.061,35 R$ 8.101,6542 R$ 8.617,87 R$ 8.660,9643 R$ 9.177,18 R$ 9.223,0744 R$ 9.739,29 R$ 9.787,9845 R$ 10.304,20 R$ 10.355,7346 R$ 10.871,95 R$ 10.926,3147 R$ 11.442,53 R$ 11.499,7448 R$ 12.015,96 R$ 12.076,04Poupança de R$ 12.076,14 ao final de 4 anos
  84. 84. Resultado patrimonialPatrimônio no final docaso 1:Patrimônio no final docaso 2:●Carro com 9 anos deuso.●Carro com 8 anos deuso.●Poupança: R$ 0,00. ●Poupança: R$12.076,04.
  85. 85. Origem das dívidas●Falta de planejamento e controle (despesas sazonais)●Impostos (IPVA, IPTU, IR)●Material escolar, matrículas, seguros●Datas comemorativas (Natal)●Mito do crédito “fácil”●Crédito pré-aprovados●Limites de cartão de crédito e cheque especial●Estratégia comercial de financeiras●Penhoras de bens●Empréstimos em “caixinhas” e agiotas●Loterias, sorteios e jogos
  86. 86. Origem das dívidas●Impulsividade para o consumo gerada pelo marketingsedutor●Excesso de compras a prazo (comprometendo a renda)●Padrão de vida acima do padrão de renda (falta deconsciência do poder aquisitivo)●Redução da renda sem redução das despesas●Despesas emergências (médicas)●Gastar o que ainda não recebeu●Pouco conhecimento financeiro (desconhecer juros, taxas,impostos, regras, contratos, etc)
  87. 87. ConsequênciasMATERIASPerda de patrimônioComprometimento darenda com jurosMultas punitivasMORAISCobranças vexatóriasRestrições cadastraisSer incluído na dívidaativa (débitos fiscais)Comprometimento daqualidade de vidaDestruição familiar
  88. 88. Passos para sair das dívidas●Tomar consciência da situação●Mapear as dívidas●Compartilhar suas experiências com pessoasque passaram por situações semelhantes●Buscar ajuda (consultoria financeira, apoiopsicossocial, orar e jejuar). “Porque deu-se abuscar a Deus nos dias de Zacarias, que era entendidonas visões de Deus; e nos dias em que buscou aoSENHOR, Deus o fez prosperar.” 2 Crônicas 26:5
  89. 89. Passos para sair das dívidas●Partir para ação●Não fazer novas dívidas até obter o equilíbriofinanceiros●Renegociar as dívidas existentes (prazos e taxas)●Priorizar pagamentos●Reduzir gastos●Gerar rendas extras (aulas, horas extras, “bicos”,vendas, dons artísticos e culinários)
  90. 90. Renegociar dívidasPRODUTO Taxa mensal média (%) Taxa anual média (%)Empréstimo consignado 2,00 26,82Antecipação do 13º ou IRPF 3,00 42,57Financiamento de veículos 1,52 19,84Empréstimo pessoal 3,67 54,11Juros do comércio 4,06 61,21Cheque especial 7,82 146,82Cartão de crédito 9,37 192,94Financeiras 6,96 124,21Agiotas (Caixinhas) 10,00 213,84Fonte: Anefac, Bacen
  91. 91. Priorizar pagamentosLEVE EM CONTABens dados em garantia ou alienadosEncargos financeiros (multas, taxas, juros, etc)Restrições cadastraisGanhos na negociação com o credorTipo de credor
  92. 92. Reduzir gastos1. NECESSÁRIOS: Gastos imprescindíveis, ligados àsnecessidades.Exemplos: Alimentação, moradia, vestuário.2. SUPÉRFLUOS: Gastos que geram bem-estar eestão ligados mais aos desejos que às necessidades.Exemplos: Restaurantes, TV a cabo, roupas de marca.3. DESPERDÍCIOS: Gastos que não geram bem-estar,nem estão ligados às necessidades ou aos desejos;dinheiro jogado no lixo.Exemplos: multas, pagar por algo e não usar, luzesacesas sem necessidade.
  93. 93. Saindo do endividamentoDesperdício Eliminar por completoSupérfluo Reduzir ou eliminarNecessário Otimizar os gastosSobrou dinheiro?Pagar e amortizar asdívidas antes decomeçar a poupar
  94. 94. SugestõesEliminar o desperdícioNão deixar luzes acesas e/ou torneiras abertasReduzir ou eliminar o supérfluoIr menos a restaurantes, evitar comprar o que nãoprecisaOtimizar gastos com necessidadesSelecionar supermercados, aproveitar promoções,procurar produtos substitutos (não se esquecerde avaliar a qualidade)
  95. 95. Resumo da Unidade “Juros”●Memória inflacionária.●O que são os juros.●O poder dos juros no tempo.●Uso do crédito.●Como sair do endividamento.●Supérfluo x desperdício.
  96. 96. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  97. 97. Unidades do EstudoIntroduçãoOrçamentoPessoalou FamiliarInvestimentosCréditos eDívidasAposentadoria eBem-estarSimNãoSimConsumoConscienteReceitas >Despesas?Consumootimizado?Não
  98. 98. Planejando o consumoPotencialização do dinheiroEliminação de desperdícioCONSUMIR MELHOR
  99. 99. Dificuldades em planejar●Ritmo agitado do dia a dia● Busca da satisfação imediata● Comprometimento da capacidade de tomadade decisão●Pouco conhecimento em gestão financeira●Enfrentar a realidade pode ser desconfortável.● Para evitar aborrecimentos, tendemos a fugirdas batalhas.
  100. 100. Vantagens de planejar●Controlar o endividamento pessoal.●Auxiliar na preservação e aumento do patrimônio.●Eliminar gastos desnecessários.●Utilizar os juros a seu favor.●Maximizar os recursos disponíveis.● Pesquisar preços.● Negociar descontos (maior poder debarganha)● Aproveitar situações que possam influenciarnos preços (sazonalidade, regionalidade,baixa temporada, etc)
  101. 101. Caso práticoUm casal de noivos precisa mobiliar sua casa.Este casal é prudente e seguiu o raciocínio deter seu próprio “cartão de crédito” e possuiuma reserva de R$ 2.000,00 …A prazo ou à vista?
  102. 102. Caso prático
  103. 103. Caso prático
  104. 104. Caso prático
  105. 105. ComparativoProduto Tudo parcelado Tudo à vista Analisando12 x R$ 83,87= R$ 998,04R$ 928,14 Comprar a TV àvista porR$ 928,1412 x 71,24= R$ 854,88R$ 854,91 A geladeira em12 x R$ 71,24 =R$ 854,8812 x 23,92= R$ 287,04R$ 256,40 O fogão em 9 xR$ 28,49 =R$ 256,41Total 12 x R$ 179,03= R$ 2.148,36R$ 2.039,45 (1x1027,87) +(8x99,73) +(3x71,24) =R$ 2.039,43
  106. 106. ComparativoTudo parcelado Tudo à vista AnalisandoSe comprar tudoparcelado, não vaizerar suas economiasde R$ 2.000,00.Se comprar tudo avista, vai zerar suaseconomias de R$2.000,00.Se comprar a geladeiraà vista usando suaseconomias. UtilizandoR$ 179,03 paraVai pagar 12 parcelasde R$ 179,03Vai depositar umaparcela de R$ 139,58 +11 de R$ 179,03pagar as parcelas daTV (12) e do fogão (9)e depositando o trocoOs R$ 2.000,00 numaaplicação comrendimento de 0,4% aomês, ao fim de 12meses.Numa aplicação comrendimento de 0,4% aomês, ao fim de 12meses.Numa aplicação comrendimento de 0,4% aomês, ao fim de 12meses.Terá R$ 2.098,14 Terá R$ 2.163,66 Terá R$ 2.187,32
  107. 107. Tudo parcelado Tudo à vista Analisandopré rend. pós rend. pré rend. +depósitopós rend. pré rend. +depósitopós rend.jan 2000,00 2008,00 139,58 140,14 1151,16 1155,76fev 2008,00 2016,03 319,17 320,44 1235,06 1240,00mar 2016,03 2024,10 499,47 501,47 1319,30 1324,58abr 2024,10 2032,19 680,50 683,22 1403,88 1409,50mai 2032,19 2040,32 862,25 865,70 1488,80 1494,75jun 2040,32 2048,48 1044,73 1048,91 1574,05 1580,35jul 2048,48 2056,68 1227,94 1232,85 1659,65 1666,29ago 2056,68 2064,90 1411,88 1417,53 1745,59 1752,57set 2064,90 2073,16 1596,56 1602,95 1831,87 1839,20out 2073,16 2081,46 1781,98 1789,11 1946,99 1954,78nov 2081,46 2089,78 1968,14 1976,01 2062,57 2070,82dez 2089,78 2098,14 2155,04 2163,66 2178,61 2187,32
  108. 108. Vantagens de planejarQuem planeja o consumo é o famoso “pãoduro” ou “Tio Patinhas”?No final, quem consumiu melhor?Consumo planejado é fazer mais com menos.“Pois qual de vós, querendo edificar umatorre, não se assenta primeiro a fazer ascontas dos gastos, para ver se tem com quea acabar?” (Lucas 14:28)
  109. 109. Mudança de hábitoPode não ser fácil...Mas é possível!
  110. 110. Técnicas de vendasNão seria bom se existisse também curso paracompradores ao invés de apenas curso paravendedores?
  111. 111. Técnicas de vendasDiferença de tamanho das letras no anúncio:Destaque ao que interessa para o logista
  112. 112. Técnicas de vendasDivisão do valor a ser pago em unidadesmenores de tempo
  113. 113. Técnicas de vendasFrases com forteapelo emocional.Impressão danecessidade de urgênciano consumo para não“perder” a oportunidadeoferecida.
  114. 114. Técnicas de vendas
  115. 115. Técnicas de vendasSupermercado:●Ambiente agradável.●Embalagens e placasatraentes.●Produtos mais caros oude marcas famosas aoalcance fácil de olhos emãos.●Inexistência de relógios.●Açougue e padaria nofundo da loja.
  116. 116. Armas do consumidorSupermercado:●Faça uma lista de compras com preços médios que costumapagar.●Vá alimentado.●Evite levar crianças ou combine previamente com elas o quecomprarão.●Compare preços.●Experimente outras marcas.●Aproveite as promoções, mas não seja vítima delas.●Atenção à data de vencimento dos produtos.●Leve folhetos dos concorrentes.●Acompanhe o registro dos produtos ao passar no caixa.
  117. 117. Armas do consumidorShopping●Pesquise preços.●Pechinche, negocie.●Experimente utilizar moedaem espécie ou pagar a vistacom cartões de débito.●Atente ao real preço dosprodutos nas vitrines.●Transmita um certo“desinteresse” ao tratar comos vendedores.
  118. 118. Armas do consumidor
  119. 119. Consumo consciente●Diminuição do impacto negativo da atividadehumana sobre o meio ambiente(extrativismo, agropecuária, urbanização,industria, serviços, lixo).●Melhoria da qualidade de vida e do bem-estarda sociedade, hoje e amanhã.●Uso do dinheiro e do crédito a seu favor e aomesmo tempo, em favor da sociedade e domeio ambiente.EQUILÍBRIO ENTRE O TER E O SER!
  120. 120. Consumo conscienteSemeais muito, e recolheis pouco; comeis,porém não vos fartais; bebeis, porém não vossaciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; eo que recebe salário, recebe-o num sacofurado.Assim diz o SENHOR dos Exércitos:Considerai os vossos caminhos. (Ageu 1:6-7)
  121. 121. Tipos de consumidorCONSUMISTA●Gasta compulsivamente.●Pensa em si próprio.●Desperdiça.●Orienta-se pelo status.●Faz “Shopping terapia”.●É imediatista e nãopensa no futuro.CONSCIENTE●Pondera antes de gastar.●Pensa em si e no mundo.●Utiliza efetivamente oque compra.●Satisfaz asnecessidades.●É previdente e pensaque o futuro éconsequência dasescolhas do presente.
  122. 122. Sustentabilidade“E tomou o SENHORDeus o homem, e opôs no jardim do Édenpara o lavrar e oguardar.” (Gênesis2:15)
  123. 123. Resumo da Unidade ConsumoConsciente●Consumo planejado: dificuldades evantagens.●Comprar a prazo ou à vista?●Técnicas de vendas e armas do consumidor.●Consumo consciente.
  124. 124. SumárioUnidade I: IntroduçãoUnidade II: Orçamento Pessoal ou FamiliarUnidade III: JurosUnidade IV : Consumo ConscienteUnidade V: Poupança e Aposentadoria
  125. 125. Unidades do EstudoIntroduçãoOrçamentoPessoalou FamiliarInvestimentosCréditos eDívidasAposentadoria eBem-estarSimNãoSimConsumoConscienteReceitas >Despesas?Consumootimizado?Não
  126. 126. Por que poupar?●Imprevistos● Perda de emprego● Doenças● Acidentes● Manutenção do carro●Consumo futuro● Tranquilidade● Sonhos● Oportunidades
  127. 127. Por que poupar?●Ações humanitárias● Doações● Projetos sociais● MissõesO sonho do faraó (Gênesis 41)
  128. 128. Poupança x InvestimentoPOUPANÇAAcúmulo de valores no presente para utilizá-lono futuro.INVESTIMENTOAplicação dos recursos poupados naexpectativa de rendimento de juros ou outraforma de remuneração.
  129. 129. InvestimentosSelecionar a modalidade de investimentos quemelhor atenda suas expectativas. Éfundamental conhecer:●Seu perfil como investidor.●Os tipos de investimentos existentes nomercado e suas características taxas,rentabilidades e formas de tributação.●Os prazos para resgate dos recursos●A importância da diversificação.
  130. 130. Modalidades de investimentosRENDA FIXASão investimentos que pagam, em períodosdefinidos, a remuneração correspondente a umadeterminada taxa de juros. Essa taxa pode serestipulada no momento da aplicação (pré-fixada) ou calculada no momento do resgate(pós-fixada) com base na variação do indexadorpreviamente determinado.RENDA VARIÁVELSão investimentos cuja remuneração não pode serdimensionada no momento da aplicação.
  131. 131. Características dos investimentosLIQUIDEZPossibilidade de um investimento ser transformadoem dinheiro a qualquer momento.SEGURANÇAGarantia de preservação do valor aplicado.RENTABILIDADERetorno do investimento.
  132. 132. Características dos investimentosImagine uma balança em que de um lado ficaum dos fatores e do outro ficam os outrosdois fatores.
  133. 133. Prazos dos investimentosA escolha de um tipo de investimento deveestar alinhada com o tempo em que sedeseja realizar um determinado objetivo.
  134. 134. Tipos de investimentos●Caderneta de poupança.●Títulos públicos.●CDB (títulos privados).●Fundos de investimento.● Fundo de renda fixa● Fundo de ações.●Ações.●Imóveis.
  135. 135. Caderneta de poupança●Investimento tradicional e bastante conhecido.●Rentabilidade:● TR + 0,5% ao mês p/ depósitos até 3/5/2012.● TR + 70% da Selic ao mês p/ depósitos apartir de 4/5/2012 quando a Selic ≤ 8,5% aoano.●Tributação: Isenta de taxa de administração eisenta de IR para pessoa física.
  136. 136. PoupançaLiquidez Rentabilidade Segurança
  137. 137. Títulos públicos (Tesouro direto)●Título emitido pelo governo para captar recursos parafinanciar a dívida pública (investir em educação, saúde einfraestrutura).●O tesouro direto é um programa de venda de títulos a pessoasfísicas desenvolvido pelo tesouro nacional, em parceria coma Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC).●São considerados de baixíssimo risco pelo mercadofinanceiro.●Tributação: Incide IR sobre o lucro, com alíquota regressivade até 15%.●Opções de títulos pré-fixados, atrelados à Selic ou indexadospelos índices de inflação.
  138. 138. Títulos públicos (Tesouro direto)Liquidez Rentabilidade Segurança
  139. 139. CDB●Títulos emitidos pelos bancos para captarrecursos.●Podem ser resgatados antes do vencimento.●Opções com taxas pré-fixadas e pós-fixadas.●Tributação: IR de 15% sobre o lucro. Nosresgates ocorridos em períodos menoresque 30 dias há incidência de IOF.
  140. 140. CDBLiquidez Rentabilidade Segurança
  141. 141. Fundos de investimento●Comunhão de recursos captados de investidores que visa obterrendimentos financeiros pela aplicação em títulos e valoresmobiliários.●Principais famílias de fundos:●Renda fixa: Carteira com maior parte em ativos de renda fixa(títulos públicos e privados). Ex.: fundos DI, fundos de rendafixa pré e pós-fixados.●Renda variável: Carteira com maior parte em ativos de rendavariável (ações e derivados). Ex.: fundos de ações.●Multimercados.●Imobiliários.
  142. 142. Fundos DILiquidez Rentabilidade Segurança
  143. 143. Fundos de AçõesLiquidez Rentabilidade Segurança
  144. 144. Ações●São valores mobiliários que correspondem a uma partedo capital social de uma empresa S/A.●Rentabilidade: Variável, de acordo com a valorização dopreço de mercado da ação. O investidor tambémrecebe parte dos lucros distribuídos pela empresa emforma de dividendos, bonificação, bônus desubscrição.●Tributação: alíquota de 15% sobre o lucro auferido coma venda das ações.●Custos adicionais: corretagem, emolumentos, custódia.
  145. 145. AçõesLiquidez Rentabilidade Segurança
  146. 146. Imóveis●Normalmente é um investimento seguro.●O aluguel recebido é tributado de acordo com atabela progressiva do IR.●Na venda de um imóvel residencial existe isençãode IR se compre outro imóvel de mesmo oumaior valor dentro de 180 dias (benefícioutilizável uma vez a cada 5 anos).●Caso não haja nova compra de imóvelresidencial, incide IR de 15% sobre o ganho decapital.
  147. 147. ImóveisLiquidez Rentabilidade Segurança
  148. 148. Perfil do investidorPerfil ConservadorPerfil ModeradoPerfil ArrojadoSegurançaRendimento
  149. 149. Perfil do InvestidorPerfil ConservadorPerfil ModeradoPerfil Arrojado0 20 40 60 80 100 120Alocação de CarteirasFundo de Ações / AçõesFundos MultimercadoFundos Renda Fixa / CDB PréFundos DI / CDB DI / Poupança
  150. 150. Cuidados ao Investir●Verifique a solidez da instituição ou doadministrador do investimento, bem como oregistro dos mesmos na CVM (comissão devalores mobiliários).●Conheça muito bem as características doinvestimento.●Reforce sua atenção ao se deparar com:● Rentabilidade muito fácil e alta.● Propaganda exagerada.● Empresas desconhecidas.
  151. 151. 10 erros mais comuns1.Arriscar um dinheiro importante.2.Não diversificar adequadamente: o ideal éinvestir parte do capital em renda fixa e parteem renda variável.3.“Apaixonar-se” por um investimento.4.Captar informações de fontes não confiáveis.5.Perseguir as empresas estrela: ir atrás daeuforia e deixar para trás sua própriaestratégia.
  152. 152. 10 erros mais comuns6.Não considerar custos e impostos.7.Querer lucrar sempre: é importante que o investidoraceite que algumas perdas vão acontecer pelocaminho.8.Não ter estratégia consistente de saída.9.Tentar adivinhar o melhor momento do mercado: oideal é investir regularmente, independente domomento do mercado ou da economia.10.Se comparar com outros investidores e alterar aprópria estratégia porque eles estão indo melhor.
  153. 153. Poque se preocupar com aaposentadoria e reserva financeira“Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olhapara os seus caminhos, e sê sábio. Poisela, não tendo chefe, nem guarda, nemdominador, Prepara no verão o seu pão; nasega ajunta o seu mantimento.”Provérbios 6:6-8
  154. 154. Poque se preocupar com aaposentadoria e reserva financeira●Aumento da expectativa de vida.●Incerteza do futuro.● Política salarial.● Mudanças no sistema previdenciário.● Problemas de saúde.● Gestação não planejada.●Concretização de projetos.● Casa própria.● Viagens prolongadas.● Dedicação a projetos sociais.
  155. 155. Alternativas para aposentadoriaPlanosautoadministrados:●CDB●Poupança●Fundos deInvestimentos●Carteira de Ações●Tesouro DiretoPlanos dePrevidências●PGBL●VGBL
  156. 156. Planos Autoadministrados●Consiste na autoadministração de investimentos visando asua aposentadoria.●Vantagens:● É a opção com maior possibilidade de retorno financeiro.● Liberdade na administração do dinheiro.● Possibilidade de aprendizados.●Desvantagens:● Possibilidade de desvio dos recursos.● Inabilidade na gestão dos recursos pode acarretar perdas.● Demanda dedicação e tempo de estudo com assuntosfinanceiros.
  157. 157. Regimes de Previdência●Regimes básicos: obrigatórios● Regime geral de previdência social (INSS).● Regimes fechados de previdência social(CPSS e fundos de pensão).●Regimes complementares: facultativos● Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL).● Plano Vida Gerador de Benefícios Livres(VGBL).
  158. 158. Plano Gerador de BenefíciosLivres (PGBL)●Plano similar a um fundo de investimento tradicional.●Opção de escolha do perfil do seu PGBL.●Não tem garantia de rentabilidade mínima.●Resgate a qualquer tempo (carência de 60 dias), mas com elevadocusto do IR.●IR cobrado sobre o valor total resgatado, de acordo com a tabelaescolhida na contratação do plano (tabela regressiva ouprogressiva).●Benefício fiscal: abatimento de até 12% no IRPF de sua rendatributável (declaração completa IR).●Taxa de administração, carregamento e saída.●Portabilidade.
  159. 159. Plano Vida Gerador de BenefíciosLivres (VGBL)Mesmos moldes do PGBL, com uma diferençabásica: O tipo de benefício fiscal.●Não é possível o abatimento de 12% no IRPF.●Porém, ao resgatar o investimento, o IR écobrado apenas sobre o lucro.
  160. 160. Regimes de PrevidênciaOPÇÕES DE COBRANÇA DO IMPOSTO DE RENDATABELA REGRESSIVATempo de Permanência Alíquota do IRAté 2 anos 35%De 2 à 4 anos 30%De 4 à 6 anos 25%De 6 à 8 anos 20%De 8 à 10 anos 15%A partir de 10 anos 10%
  161. 161. Regimes de PrevidênciaOPÇÕES DE COBRANÇA DO IMPOSTO DE RENDATABELA PROGRESSIVA (ano 2012)Faixas Alíquota do IR Parcela a deduzirAté R$ 1.637,11 Isento -De R$ 1.637,11 até R$ 2453,38 7,5% R$ 122,78De R$ 2.453,51 até R$ 3.271,38 15% R$ 306,80De R$ 3.271,39 até R$ 4.087,65 22,5% R$ 552,15Acima de R$ 4.087,65 27,5% R$ 756,53
  162. 162. Independência financeiraTrabalhar pelo dinheiroouFazer dinheiro trabalhar para você!
  163. 163. Independência financeiraGaste menos do que ganhe e invista adiferença.Reinvista seus retornos de investimento paraobter retornos compostos até atingir umaquantia que pague seus projetos.
  164. 164. AposentadoriaPlaneje-se desde cedo,financeira, emocional e espiritualmente.E lembre-se:Faça gestão do dinheiro e cuide do maisimportante!“E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração,e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” Mateus 22:37“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estascoisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33
  165. 165. FIM“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos,nem ponham a esperança na incerteza dasriquezas, mas em Deus, que abundantemente nosdá todas as coisas para delas gozarmos;Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartamde boa mente, e sejam comunicáveis;Que entesourem para si mesmos um bom fundamentopara o futuro, para que possam alcançar a vidaeterna.”1 Timóteo 6:17-19
  166. 166. Referências Bibliográficas●Bíblia●Educação Financeira Cristã, Rubem Ximenes●Educação Financeira: Gestão Financeira Pessoal,Edimar Oliveira e Vital Fagundes●http://pastornunes.blogspot.com.br/2009/05/orientacao-sobre-economia-domestica.html●Planejamento Financeiro Pessoal, Ives Müller.●www.akatu.org.br●www.financenter.com.br●www.ganancia.com.br

×