Augusto comte

3.697 visualizações

Publicada em

AUGUSTO COMTE 1-Biografia: Isidore-Auguste-Marie-François-Xavier Comte, nasceu em 19 de janeiro de 1798, em Montpellier na França, e faleceu em 5 de setembro de 1857, em Paris. De uma família católica e monarquista. Filósofo e auto-proclamado líder religioso, deu à ciência da Sociologia seu nome e estabeleceu a nova disciplina em uma forma sistemática. Foi aluno da célebre Escola Politécnica, uma escola em Paris fundada em 1794 onde se ensinava a ciência e os pensamentos mais avançados da época. De família pobre, sustentou seus estudos com o ensino ocasional da matemática e oportunidades no jornalismo. Um de seus primeiros empregos foi o de secretário do Conde Henri de Saint-Simon, o primeiro filósofo a ver claramente a importância da organização econômica na sociedade moderna, e cujas idéias Comte absorveu, sistematizou com um estilo pessoal e difundiu. Os esboços e os ensaios que Comte escreveu durante os anos da associação próxima com Saint-Simon, especialmente entre 1819 e 1824, mostram inequivocamente a influência do mestre. Esses primeiros trabalhos já contêm o núcleo de todas suas idéias principais, mesmo as mais tardias. Em 1824 Comte desentendeu-se com Saint-Simon por questões de autoria legítima de ensaios que Comte devia publicar. A solução, que Comte considerou injusta, foi que cem cópias do trabalho saíram sob o nome de Comte, enquanto mil cópias, intituladas Catechisme des industriels indicavam a autoria de Henri de Saint-Simon.
Durante os anos 1830-1842, quando escreveu sua obra prima, Curso de filosofia positiva, Comte continuou a viver miseravelmente na margem do mundo acadêmico.
Depois de se afastar de Saint-Simon, a principal preocupação de Comte tornou-se a elaboração de sua filosofia positiva. Não tendo nenhuma cadeira oficial da qual expor suas teorias, decidiu oferecer um curso particular, onde divulgaria sua Summa do conhecimento positivo. Comte deu apenas três aulas e foi obrigado a interromper o curso devido a um colapso nervoso. Seu mal foi diagnosticado como " mania " no hospital do famoso Dr. Esquirol, autor de um tratado sobre a doença. Ele próprio submeteu Comte a um tratamento com banhos de água fria e sangrias. Apesar de não receber alta, Comte foi levado para casa por sua esposa Caroline Massin. Comte começou lentamente a adquirir discípulos. E mais importante para ele foi que, além de encontrar alguns discípulos franceses notáveis, tais como o eminente intelectual Emile Littre, era o fato de que sua doutrina positiva havia atravessado o Canal e recebera considerável atenção na Inglaterra. No Système de politique positive, Comte, voltando-se contra a doutrina do mestre Saint-Simon, defendeu a primazia da emoção sobre o intelecto, do sentimento sobre a racionalidade; e proclamou repetidamente o poder curativo do calor feminino para a humanidade dominada por tempo demasiado pela aspereza do intelecto masculino. Por outro lado, maquiou a proposta de disciplina eclesiástica de Saint-Simon criando a Religião da

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.697
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
175
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Augusto comte

  1. 1. AUGUSTO COMTEAUGUSTO COMTE Por: Marinez Alcides RodriguesPor: Marinez Alcides Rodrigues marinezalcides@hotmail.commarinezalcides@hotmail.com
  2. 2. Biografia:Biografia:  Isidore-Auguste-Marie-François-Xavier Comte,Isidore-Auguste-Marie-François-Xavier Comte, nasceu em 19 de janeiro de 1798, em Montpellier nanasceu em 19 de janeiro de 1798, em Montpellier na França, e faleceu em 5 de setembro de 1857, emFrança, e faleceu em 5 de setembro de 1857, em Paris. De uma família católica e monarquista.Paris. De uma família católica e monarquista.  Filósofo e auto-proclamado líder religioso, deu àFilósofo e auto-proclamado líder religioso, deu à ciência da Sociologia seu nome e estabeleceu a novaciência da Sociologia seu nome e estabeleceu a nova disciplina em uma forma sistemática.disciplina em uma forma sistemática.
  3. 3.  Foi aluno da célebre Escola Politécnica, uma escolaFoi aluno da célebre Escola Politécnica, uma escola em Paris fundada em 1794 onde se ensinava a ciênciaem Paris fundada em 1794 onde se ensinava a ciência e os pensamentos mais avançados da época. Dee os pensamentos mais avançados da época. De família pobre, sustentou seus estudos com o ensinofamília pobre, sustentou seus estudos com o ensino ocasional da matemática e oportunidades noocasional da matemática e oportunidades no jornalismo.jornalismo.
  4. 4.  Um de seus primeiros empregos foi o de secretário do CondeUm de seus primeiros empregos foi o de secretário do Conde Henri de Saint-Simon, o primeiro filósofo a ver claramente aHenri de Saint-Simon, o primeiro filósofo a ver claramente a importância da organização econômica na sociedade moderna,importância da organização econômica na sociedade moderna, e cujas idéias Comte absorveu, sistematizou com um estiloe cujas idéias Comte absorveu, sistematizou com um estilo pessoal e difundiu.pessoal e difundiu. Conde Henri de Saint-SimonConde Henri de Saint-Simon
  5. 5.  Os esboços e os ensaios que Comte escreveu durante os anosOs esboços e os ensaios que Comte escreveu durante os anos da associação próxima com Saint-Simon, especialmente entreda associação próxima com Saint-Simon, especialmente entre 1819 e 1824, mostram inequivocamente a influência do1819 e 1824, mostram inequivocamente a influência do mestre. Esses primeiros trabalhos já contêm o núcleo de todasmestre. Esses primeiros trabalhos já contêm o núcleo de todas suas idéias principais, mesmo as mais tardias.suas idéias principais, mesmo as mais tardias.  Em 1824 Comte desentendeu-se com Saint-Simon porEm 1824 Comte desentendeu-se com Saint-Simon por questões de autoria legítima de ensaios que Comte deviaquestões de autoria legítima de ensaios que Comte devia publicar. A solução, que Comte considerou injusta, foi quepublicar. A solução, que Comte considerou injusta, foi que cem cópias do trabalho saíram sob o nome de Comte,cem cópias do trabalho saíram sob o nome de Comte, enquanto mil cópias, intituladas Catechisme des industrielsenquanto mil cópias, intituladas Catechisme des industriels indicavam a autoria de Henri de Saint-Simon.indicavam a autoria de Henri de Saint-Simon.
  6. 6.  Durante os anos 1830-1842, quando escreveu suaDurante os anos 1830-1842, quando escreveu sua obra prima,obra prima, Curso de filosofia positivaCurso de filosofia positiva, Comte, Comte continuou a viver miseravelmente na margem docontinuou a viver miseravelmente na margem do mundo acadêmico.mundo acadêmico.
  7. 7.  Depois de se afastar de Saint-Simon, a principal preocupaçãoDepois de se afastar de Saint-Simon, a principal preocupação de Comte tornou-se a elaboração de sua filosofia positiva. Nãode Comte tornou-se a elaboração de sua filosofia positiva. Não tendo nenhuma cadeira oficial da qual expor suas teorias,tendo nenhuma cadeira oficial da qual expor suas teorias, decidiu oferecer um curso particular, onde divulgaria suadecidiu oferecer um curso particular, onde divulgaria sua Summa do conhecimento positivo.Summa do conhecimento positivo.  Comte deu apenas três aulas e foi obrigado a interromper oComte deu apenas três aulas e foi obrigado a interromper o curso devido a um colapso nervoso. Seu mal foi diagnosticadocurso devido a um colapso nervoso. Seu mal foi diagnosticado como " mania " no hospital do famoso Dr. Esquirol, autor decomo " mania " no hospital do famoso Dr. Esquirol, autor de um tratado sobre a doença. Ele próprio submeteu Comte a umum tratado sobre a doença. Ele próprio submeteu Comte a um tratamento com banhos de água fria e sangrias. Apesar de nãotratamento com banhos de água fria e sangrias. Apesar de não receber alta, Comte foi levado para casa por sua esposareceber alta, Comte foi levado para casa por sua esposa Caroline Massin.Caroline Massin.
  8. 8.  Comte começou lentamente a adquirir discípulos. E maisComte começou lentamente a adquirir discípulos. E mais importante para ele foi que, além de encontrar algunsimportante para ele foi que, além de encontrar alguns discípulos franceses notáveis, tais como o eminente intelectualdiscípulos franceses notáveis, tais como o eminente intelectual Emile Littre, era o fato de que sua doutrina positiva haviaEmile Littre, era o fato de que sua doutrina positiva havia atravessado o Canal e recebera considerável atenção naatravessado o Canal e recebera considerável atenção na Inglaterra.Inglaterra.  No Système de politique positive, Comte, voltando-se contra aNo Système de politique positive, Comte, voltando-se contra a doutrina do mestre Saint-Simon, defendeu a primazia dadoutrina do mestre Saint-Simon, defendeu a primazia da emoção sobre o intelecto, do sentimento sobre a racionalidade;emoção sobre o intelecto, do sentimento sobre a racionalidade; e proclamou repetidamente o poder curativo do calor femininoe proclamou repetidamente o poder curativo do calor feminino para a humanidade dominada por tempo demasiado pelapara a humanidade dominada por tempo demasiado pela aspereza do intelecto masculino. Por outro lado, maquiou aaspereza do intelecto masculino. Por outro lado, maquiou a proposta de disciplina eclesiástica de Saint-Simon criando aproposta de disciplina eclesiástica de Saint-Simon criando a Religião da Humanidade.Religião da Humanidade.
  9. 9.  Quando o Système apareceu entre 1851 e 1854, ComteQuando o Système apareceu entre 1851 e 1854, Comte escandalizou e perdeu a maioria dos seguidores racionalistasescandalizou e perdeu a maioria dos seguidores racionalistas que ele havia conquistado com tanta dificuldade nos últimosque ele havia conquistado com tanta dificuldade nos últimos quinze anos. John Stuart Mill e Emile Littre não aceitaram quequinze anos. John Stuart Mill e Emile Littre não aceitaram que o amor universal fosse a solução para todas as dificuldades dao amor universal fosse a solução para todas as dificuldades da época. Tão pouco aceitariam a Religião da Humanidade daépoca. Tão pouco aceitariam a Religião da Humanidade da qual Comte se proclamou agora o sumo sacerdote.qual Comte se proclamou agora o sumo sacerdote.  Tentou converter o Superior Geral dos Jesuítas à nova fé eTentou converter o Superior Geral dos Jesuítas à nova fé e comparou suas circulares aos discípulos com as epístolas decomparou suas circulares aos discípulos com as epístolas de São Paulo. Fundou a Societé Positiviste, que se transformouSão Paulo. Fundou a Societé Positiviste, que se transformou no centro principal de seu ensino. Os membros se cotizaramno centro principal de seu ensino. Os membros se cotizaram para assegurar a subsistência do mestre e fizeram os votos depara assegurar a subsistência do mestre e fizeram os votos de espalhar sua mensagem. As missões se instalaram, naespalhar sua mensagem. As missões se instalaram, na Espanha, Inglaterra, Estados Unidos, e na Holanda.Espanha, Inglaterra, Estados Unidos, e na Holanda.
  10. 10.  Em 1857, Comte, apósEm 1857, Comte, após alguns meses dealguns meses de enfermidade, faleceu aenfermidade, faleceu a cinco de setembro. Seucinco de setembro. Seu túmulo transformou-se notúmulo transformou-se no centro de um pequenocentro de um pequeno cemitério positivista ondecemitério positivista onde estão sepultados, perto doestão sepultados, perto do mestre, seus discípulosmestre, seus discípulos mais fiéis.mais fiéis.
  11. 11.  Comte viveu para ver sua obra comentadaComte viveu para ver sua obra comentada extensamente em toda a Europa. Muitos intelectuaisextensamente em toda a Europa. Muitos intelectuais ingleses foram influenciados por ele, e traduziram eingleses foram influenciados por ele, e traduziram e promulgaram seu trabalho. Seus devotos francesespromulgaram seu trabalho. Seus devotos franceses tinham aumentado também, e mantinha umatinham aumentado também, e mantinha uma correspondência volumosa com sociedadescorrespondência volumosa com sociedades positivistas em todo o mundo.positivistas em todo o mundo.
  12. 12.  A contribuição principal de Comte à filosofia do positivismoA contribuição principal de Comte à filosofia do positivismo foi sua adoção do método científico como base para afoi sua adoção do método científico como base para a organização política da sociedade industrial moderna.organização política da sociedade industrial moderna.  Em sua Lei dos três estados ou estágios do desenvolvimentoEm sua Lei dos três estados ou estágios do desenvolvimento intelectual, Comte teoriza que o desenvolvimento intelectualintelectual, Comte teoriza que o desenvolvimento intelectual humano havia passado historicamente primeiro por um estágiohumano havia passado historicamente primeiro por um estágio teológico, depois através de um estágio metafísico transitório eteológico, depois através de um estágio metafísico transitório e finalmente para o estágio positivo moderno.finalmente para o estágio positivo moderno. Pensamentos de Comte:Pensamentos de Comte:
  13. 13.  Essa lei se fundamenta nas observações feitas por Comte emEssa lei se fundamenta nas observações feitas por Comte em relação à evolução da humanidade. Comte percebeu que arelação à evolução da humanidade. Comte percebeu que a humanidade passou por três estados diferentes:humanidade passou por três estados diferentes: 1-Estado Teológico ou Fictício1-Estado Teológico ou Fictício 2-Estado Metafísico ou Abstrato2-Estado Metafísico ou Abstrato 3-Estado Científico ou Positivo3-Estado Científico ou Positivo Lei dos três estados:Lei dos três estados:
  14. 14. Estado Teológico ou Fictício:Estado Teológico ou Fictício: Neste estado inicia o pensamento humano. Nele, os fenômenosNeste estado inicia o pensamento humano. Nele, os fenômenos do mundo são atribuídos e relacionado à entidadesdo mundo são atribuídos e relacionado à entidades sobrenaturais, como deuses, espíritos e demais seressobrenaturais, como deuses, espíritos e demais seres transcendentais. A existência daquilo chamado de deus étranscendentais. A existência daquilo chamado de deus é importante para compreender o que o estado teológicoimportante para compreender o que o estado teológico representa. Sendo assim, ele apresenta três divisões:representa. Sendo assim, ele apresenta três divisões:
  15. 15.  AnimismoAnimismo: também chamado de fetichismo, se: também chamado de fetichismo, se caracteriza por dar aos objetos concretos dacaracteriza por dar aos objetos concretos da natureza vida e vontade própria, semelhantes anatureza vida e vontade própria, semelhantes a dos seres humanos.dos seres humanos.  PoliteísmoPoliteísmo: a vontade dos deuses possui: a vontade dos deuses possui controle absoluto sobre todas as coisas.controle absoluto sobre todas as coisas.  MonoteísmoMonoteísmo: a vontade do Deus (único): a vontade do Deus (único) controla todas as coisas e todos oscontrola todas as coisas e todos os acontecimentosacontecimentos
  16. 16. Estado Metafísico ou Abstrato:Estado Metafísico ou Abstrato: Os fenômenos são explicados por meio de forçasOs fenômenos são explicados por meio de forças ocultas e/ou entidades abstratas. As abstraçõesocultas e/ou entidades abstratas. As abstrações personificadas substituem as vontades sobrenaturais.personificadas substituem as vontades sobrenaturais.
  17. 17. Estado Científico ou Positivo:Estado Científico ou Positivo: Seria o mais avançado dos estados, o ápice da evoluçãoSeria o mais avançado dos estados, o ápice da evolução do intelecto e razão humana, onde agora o mundo édo intelecto e razão humana, onde agora o mundo é justificado por explicações naturais e materiais. É ojustificado por explicações naturais e materiais. É o entendimento e compreensão do mundo tal como ele é,entendimento e compreensão do mundo tal como ele é, justificando-o pelos seus meios físicos e concretos, emjustificando-o pelos seus meios físicos e concretos, em outras palavras, a ciência.outras palavras, a ciência.
  18. 18.  Comte tentou também uma classificação das ciências;Comte tentou também uma classificação das ciências; baseada na hipótese que as ciências tinhambaseada na hipótese que as ciências tinham desenvolvido da compreensão de princípios simples edesenvolvido da compreensão de princípios simples e abstratos à compreensão de fenômenos complexos eabstratos à compreensão de fenômenos complexos e concretos.concretos.  Assim as ciências haviam se desenvolvido a partir daAssim as ciências haviam se desenvolvido a partir da matemática, da astronomia, da física, e da químicamatemática, da astronomia, da física, e da química para a biologia e finalmente a sociologia. De acordopara a biologia e finalmente a sociologia. De acordo com Comte, esta última disciplina não somentecom Comte, esta última disciplina não somente fechava a série mas também reduziria fatos sociais asfechava a série mas também reduziria fatos sociais as leis científicas e sintetizaria todo o conhecimentoleis científicas e sintetizaria todo o conhecimento humano.humano.
  19. 19.  Para Comte a Sociologia é a ciência do entendimento, somentePara Comte a Sociologia é a ciência do entendimento, somente através do tempo e observando a ação do homem na sociedadeatravés do tempo e observando a ação do homem na sociedade é que seria possível conhecer seu modo de pensar e de agir,é que seria possível conhecer seu modo de pensar e de agir, pois o seu contexto social é quem determina o pensamento. Epois o seu contexto social é quem determina o pensamento. E assim a sociologia torna-se uma abordagem científica, poisassim a sociologia torna-se uma abordagem científica, pois busca compreender a interação social do homem.busca compreender a interação social do homem.  Embora,não fosse de Comte o conceito de sociologia ou da suaEmbora,não fosse de Comte o conceito de sociologia ou da sua área de estudo, ele ampliou seu campo e sistematizou seuárea de estudo, ele ampliou seu campo e sistematizou seu conteúdo. Dividiu a Sociologia em dois campos principais:conteúdo. Dividiu a Sociologia em dois campos principais: Estática social, ou o estudo das forças que mantêm unida aEstática social, ou o estudo das forças que mantêm unida a sociedade; e Dinâmica social, ou o estudo das causas dassociedade; e Dinâmica social, ou o estudo das causas das mudanças sociais.mudanças sociais.
  20. 20. Áreas da Sociologia:Áreas da Sociologia:  Estática Social:Estática Social: designa a parte da Sociologia que analisa asdesigna a parte da Sociologia que analisa as leis gerais da ordem social, as condições de existência e oleis gerais da ordem social, as condições de existência e o equilíbrio da sociedade. Teria por objeto o estudo das diversasequilíbrio da sociedade. Teria por objeto o estudo das diversas partes da sociedade que se veem como permanentes (apartes da sociedade que se veem como permanentes (a economia, a família ou a comunidade) e das suas relações. Oueconomia, a família ou a comunidade) e das suas relações. Ou seja, estuda as condições de existência da sociedade.seja, estuda as condições de existência da sociedade.  Dinâmica Social:Dinâmica Social: "a ciência das leis do Progresso" - dedica-se"a ciência das leis do Progresso" - dedica-se a estudar o modo como as sociedades caminham através dasa estudar o modo como as sociedades caminham através das suas etapas de desenvolvimento; estuda a vida em movimentosuas etapas de desenvolvimento; estuda a vida em movimento criador do progresso. Tem como objetivo estabelecer as leis dacriador do progresso. Tem como objetivo estabelecer as leis da mudança social.mudança social.
  21. 21.  AMOR POR PRINCÍPIO, A ORDEM POR BASE; E OAMOR POR PRINCÍPIO, A ORDEM POR BASE; E O PROGRESSO POR FIM.PROGRESSO POR FIM.  ORDEM E PROGRESSO.ORDEM E PROGRESSO.  INDUZIR PARA DEDUZIR, A FIM DE CONSTRUIR.INDUZIR PARA DEDUZIR, A FIM DE CONSTRUIR.  NÃO EXISTE COMO PRINCIPIO, FAMÍLIA SEMNÃO EXISTE COMO PRINCIPIO, FAMÍLIA SEM SOCIEDADE, COMO SOCIEDADE SEM FAMÍLIA.SOCIEDADE, COMO SOCIEDADE SEM FAMÍLIA.  O ESPÍRITO(INTELIGÊNCIA) DEVE SER SEMPRE, OO ESPÍRITO(INTELIGÊNCIA) DEVE SER SEMPRE, O MINISTRO DO CORAÇÃO(SENTIMENTO), JAMAIS OMINISTRO DO CORAÇÃO(SENTIMENTO), JAMAIS O SEU ESCRAVO .SEU ESCRAVO .  FAMÍLIA , PÁTRIA, HUMANIDADE.FAMÍLIA , PÁTRIA, HUMANIDADE.  TUDO É RELATIVO, EIS O ÚNICO PRINCÍPIOTUDO É RELATIVO, EIS O ÚNICO PRINCÍPIO ABSOLUTO.ABSOLUTO. Algumas Máximas de Augusto ComteAlgumas Máximas de Augusto Comte
  22. 22. O PositivismoO Positivismo O Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política.O Positivismo é uma doutrina filosófica, sociológica e política. Surgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo, dasSurgiu como desenvolvimento sociológico do Iluminismo, das crises social e moral do fim da Idade Média e do nascimentocrises social e moral do fim da Idade Média e do nascimento da sociedade industrial - processos que tiveram como grandeda sociedade industrial - processos que tiveram como grande marco a Revolução Francesa (1789-1799).marco a Revolução Francesa (1789-1799). O Positivismo associa uma interpretação das ciências e umaO Positivismo associa uma interpretação das ciências e uma classificação do conhecimento a uma ética humana radical,classificação do conhecimento a uma ética humana radical, desenvolvida na segunda fase da carreira de Comte.desenvolvida na segunda fase da carreira de Comte.
  23. 23. Método do Positivismo de Augusto Comte:Método do Positivismo de Augusto Comte:  O método geral do positivismo de Auguste ComteO método geral do positivismo de Auguste Comte consiste na observação dos fenômenos, opondo-se aoconsiste na observação dos fenômenos, opondo-se ao racionalismo e ao idealismo, através da promoção doracionalismo e ao idealismo, através da promoção do primado da experiência sensível, única capaz deprimado da experiência sensível, única capaz de produzir a partir dos dados concretos (positivos) aproduzir a partir dos dados concretos (positivos) a verdadeira ciência(na concepção positivista), semverdadeira ciência(na concepção positivista), sem qualquer atributo teológico ou metafísico,qualquer atributo teológico ou metafísico, subordinando a imaginação à observação, tomandosubordinando a imaginação à observação, tomando como base apenas o mundo físico ou material.como base apenas o mundo físico ou material.
  24. 24.  O Positivismo nega à ciência qualquerO Positivismo nega à ciência qualquer possibilidade de investigar a causa dospossibilidade de investigar a causa dos fenômenos naturais e sociais, considerandofenômenos naturais e sociais, considerando este tipo de pesquisa inútil e inacessível,este tipo de pesquisa inútil e inacessível, voltando-se para a descoberta e o estudo dasvoltando-se para a descoberta e o estudo das leis (relações constantes entre os fenômenosleis (relações constantes entre os fenômenos observáveis).observáveis).
  25. 25. Influência do pensamento de AugustoInfluência do pensamento de Augusto Comte na atualidade:Comte na atualidade: O lemaO lema Ordem e ProgressoOrdem e Progresso na bandeira do Brasil éna bandeira do Brasil é inspirado pelo lema de Auguste Comte doinspirado pelo lema de Auguste Comte do positivismo: L'amour pour principe et l'ordre pourpositivismo: L'amour pour principe et l'ordre pour base; le progrès pour but ("Amor como princípio ebase; le progrès pour but ("Amor como princípio e ordem como base; o progresso como meta"). Foiordem como base; o progresso como meta"). Foi colocado, pois várias das pessoas envolvidas no golpecolocado, pois várias das pessoas envolvidas no golpe militar que depôs a monarquia e proclamaram omilitar que depôs a monarquia e proclamaram o Brasil República eram seguidores das ideias deBrasil República eram seguidores das ideias de Comte.Comte.
  26. 26.  Ordem e progresso(significado): o progresso deve serOrdem e progresso(significado): o progresso deve ser o alvo a se atingir, mas sempre com o manto dao alvo a se atingir, mas sempre com o manto da ordem, para nao abalar o sistema(anarquia "é um dosordem, para nao abalar o sistema(anarquia "é um dos abalos").abalos").
  27. 27. Referências:Referências:  http://www.antroposmoderno.com/antro-articulo.php?id_articulo=74http://www.antroposmoderno.com/antro-articulo.php?id_articulo=74  httphttp://pt.wikipedia.org/wiki/Comte://pt.wikipedia.org/wiki/Comte  httphttp://gabrielbistafa.blogspot.com.br/2011/02/jkssj.html://gabrielbistafa.blogspot.com.br/2011/02/jkssj.html  http://oblogfilosofia.blogspot.com.br/search?q=Augusto+Comtehttp://oblogfilosofia.blogspot.com.br/search?q=Augusto+Comte  http://www.infopedia.pt/$auguste-comtehttp://www.infopedia.pt/$auguste-comte  http://maisarraff.blogspot.com.br/2011/06/analise-critica-sobre-o-positivismo-em.htmlhttp://maisarraff.blogspot.com.br/2011/06/analise-critica-sobre-o-positivismo-em.html  http://3.bp.blogspot.com/-8xpAJQKFvGc/TrMAnHUVBrI/AAAAAAAAAOo/FKca3Zm6bhttp://3.bp.blogspot.com/-8xpAJQKFvGc/TrMAnHUVBrI/AAAAAAAAAOo/FKca3Zm6b  http://www.itravelnet.com/photos/eu/france/paris/5e/ecole-polytechnique.jpghttp://www.itravelnet.com/photos/eu/france/paris/5e/ecole-polytechnique.jpg  http://www.revistahistorik.com/ima/ima3/saint-simon.jpghttp://www.revistahistorik.com/ima/ima3/saint-simon.jpg  http://www.le-livre.fr/photos/RO3/RO30101377.jpghttp://www.le-livre.fr/photos/RO3/RO30101377.jpg  http://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/03/46/27/51/pere-lachaise-http://media-cdn.tripadvisor.com/media/photo-s/03/46/27/51/pere-lachaise- cemetery.jpgcemetery.jpg  http://3.bp.blogspot.com/-aF_yfT1mNV0/T59EWgb-http://3.bp.blogspot.com/-aF_yfT1mNV0/T59EWgb- foI/AAAAAAAAA80/Ir24mMAEfuY/s1600/a_criacao_de_adao.jpgfoI/AAAAAAAAA80/Ir24mMAEfuY/s1600/a_criacao_de_adao.jpg  https://lh4.googleusercontent.com/H_LhSkjUzRSbT65pbdzOpgIi4UhcloTDT9Mmhttps://lh4.googleusercontent.com/H_LhSkjUzRSbT65pbdzOpgIi4UhcloTDT9Mm 2oxk7Ydt=w227-h208-p-no2oxk7Ydt=w227-h208-p-no  http://4.bp.blogspot.com/-lGIhLf3n50c/TgaoqLiyXJI/AAAAAAAAAPo/-http://4.bp.blogspot.com/-lGIhLf3n50c/TgaoqLiyXJI/AAAAAAAAAPo/- 09Ztm8a1SI/s1600/Bandeira+do+Brasil+1.jpg09Ztm8a1SI/s1600/Bandeira+do+Brasil+1.jpg

×