AULA 02 depois da P1                          O MERCADO DE TRABALHO Um dos principais mercados derivados do mercado de pro...
racionais. Isso significa dizer que eles irão buscar o lucro com o máximo deeficiência e o mínimo de custo. Ninguém contra...
de riqueza que é repassada aos empregados (incentivo).Conceitos Marxistas:Exploração (termo técnico): a forma de produzir ...
3) Escolha entre trabalho e lazer. Por que as pessoas trabalham? O número dehoras que um indivíduo trabalha é diretamente ...
redução de desperdício também são bem vistas, pois geram maior produtividade.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ec 18.05

366 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ec 18.05

  1. 1. AULA 02 depois da P1 O MERCADO DE TRABALHO Um dos principais mercados derivados do mercado de produtos, está ligado ao fator de produção trabalho.CUSTO: o custo de cada produto é uma equação que leva em conta os fatores deprodução (recursos humanos, naturais e capital), os custos tributários (impostose previdência) e o lucro.** Cada alteração nos custos desse mercado de trabalho derivado refletirá nocusto do produto.Quando o custo da matéria prima aumenta, ou a empresa absorve o prejuízo(diminuindo o lucro) ou vende seu produto a um preço mais alto, repassando oscustos.Dumping: ter prejuízo para diminuir a concorrência. Grandes empresas comreservas de valores suportam, por determinado tempo, certo prejuízo vendendoseu produto abaixo do preço de custo a fim de acabar com a concorrência.- Os produtores evitam repassar os aumentos dos custos para os preços, pois ademanda diminui com preços mais altos. Assim, as medidas que tomam sãointernas: corte de lucros, despedida de funcionários (o que é mais fácil, porque asleis trabalhistas não oferecem resistência significativa à despedida detrabalhadores, uma vez que não têm como regra a garantia do emprego),compram novas máquinas (investimento em tecnologia - leva tempo), procuramalternativas para produzir com menor custo (reorganizar a planilha de custos)...** Denúncia Vazia de Contrato: não há necessidade de justificar a despedida deempregados.- Quanto mais alto for o custo da indenização trabalhista, mais desvantajoso serádespedir empregados, porém, quanto mais flexível for a legislação trabalhista,mais fácil será despedir empregados.Em empresas pequenas, o custo de trabalho é maior, já nas grandes empresas, ébem menor porque estas ganham em escala.O mercado de trabalho é a parte da economia que estuda o comportamento deempregados e empregadores e suas respostas aos instrumentos econômicoscomo: salários, preços, juros, condições de trabalho, legislações, etc.- No mercado de trabalho presume-se que os agentes econômicos sejam
  2. 2. racionais. Isso significa dizer que eles irão buscar o lucro com o máximo deeficiência e o mínimo de custo. Ninguém contrata empregados por altruísmo.Contratam na medida em que seu trabalho gera riqueza suficiente para pagar suaprópria remuneração e gerar lucro à empresa.Compradores e Vendedores de Trabalho (sentido puramente econômico)- Oferta de trabalho: ponto de vista dos trabalhadores;- Demanda de trabalho: ponto de vista das empresas que compram a força detrabalho.** As pessoas vendem força de trabalho; e, não, liberdade.A generalização do mercado de trabalho tal como conhecemos é recente. Omercado de trabalho objeto da economia do trabalho se formou a partir da Rev.Industrial.Elementos Fundamentais do Capitalismo:1) liberdade de mercado;2) propriedade privada dos meios de produção;3) lucro;4) trabalho assalariado.O trabalho assalariado é hegemônico nos países do mundo capitalista hodierno,porque é através da exploração desse trabalho que se gera lucro. Vale lembrarque os bens só ganham significação econômica a partir do trabalho humano(manual ou intelectual - este gera máquinas e comodidades para produzir capital).Todo o trabalho incide sobre uma matéria prima que gera riqueza. Esta riquezaestá dentro da propriedade privada dos meios de produção. O empresário vende ariqueza e se apropria do resultado. Parte deste resultado vai para os salários dosempregados, e outra fica como o empresário em forma de lucro.Resuminho:Todo trabalho gera riquezas. No sistema capitalista, é o proprietário dos meios deprodução que as comercializa. O empresário se apropria da riqueza e paga oscustos de produção, portanto, somente parte da riqueza gerada pelo trabalhoretorna aos empregados sob a forma de salário (ou remuneração).A diferença entre um capitalismo selvagem e um desenvolvido é a quantidade
  3. 3. de riqueza que é repassada aos empregados (incentivo).Conceitos Marxistas:Exploração (termo técnico): a forma de produzir garante que parte da riquezagerada fique com o empresário em forma de lucro. O proprietário dos meios deprodução se apropria de parte do resultado.Alienação: os trabalhadores, com a divisão social do trabalho, não sabem comofazer o produto como um todo, dominam apenas parte das etapas de produção.** As cooperativas, sociedades de pessoas, são uma utopia, sociedade onde adistribuição de lucros é mais equânime. São experiências exitosas.Mais-Valia (conceito tido como ultrapassado): Equação = trabalhonecessário/trabalho excedente. Trabalho necessário é o número de horas queum trabalhador trabalha para gerar riqueza suficiente para pagar seu salário.Trabalho Excedente são as horas que ele trabalhar para gerar lucro ao patrão.Resultado mais próximo de zero: maior a exploraçãoResultado mais próximo de um: menor a exploraçãoO mercado de trabalho pressupõe uma determinada articulação da atividadelaboral e um determinado tipo de produção - o que se produz e como se produz.Entre os mercados derivados, é o que mais sofre intervenção estatal.- Estado que regula como se produz: duração do trabalho, legislação trabalhista...- Esta intervenção estatal é indireta porque se trata do Estado ordenamentojurídico, CLT, Estado Legislação.Condições para a força de trabalho ser considerada mercadoria:1) O trabalho tem que ser por tempo determinado ou determinável, portanto,baseado em uma relação contratual (relações por toda a vida como a escravidãoou a servidão não constituem mercado de trabalho);2) O trabalhador não vende as mercadorias as quais sua força de trabalho estárelacionada, quem faz isso é o empresário. Ele apenas vende a sua força detrabalho. Essa relação de trabalho se chama trabalho subordinado.Um trabalhador autônomo (médico - sem relação com clínicas, engenheiro) vendesua mercadoria e sua força de trabalho. Pessoas que trabalham em sociedadeainda são autônomas. Se o trabalhador se apropria do lucro, não é subordinado. Abase do capitalismo, porém, é o trabalho subordinado.
  4. 4. 3) Escolha entre trabalho e lazer. Por que as pessoas trabalham? O número dehoras que um indivíduo trabalha é diretamente proporcional as suas rendas. Osalário é só parte dessa renda. Uma pessoa escolhe se quer trabalhar, ou nao, deacordo com suas rendas."Ninguém come de graça, se não é o nosso trabalho que paga, é o de terceiros"- Característica primeira do salário: natureza alimentar. Ao invés de caçarmosnossa comida, usamos nossa remuneração para comprar alimento.- Dependendo da quantidade de seguro desemprego a pessoa pode, ou não,trabalhar. Isso se chama emprego pensional.Vivemos uma rotatividade de empregos positiva. As pessoas têm largadoempregos de baixa remuneração por outros que oferecem salários mais altos.Efeito Renda-Trabalho: em regra geral, quanto mais horas de trabalho, maior arenda de uma pessoa (isso se ela não contar com rendas complementares).Países mais desenvolvidos somam mais horas de trabalho.Situação Problema: Ao invés de se ter um trabalhador trabalhando 8h, havia 2trabalhando 4h. O problema é que quem chega para trabalhar 4h na primeira horafica se adaptando e na última, se preparando para sair. É preferível, portanto, terum "empregado inteiro" do que dois "meio empregados".A redução da jornada de trabalho não é sempre uma alternativa favorável. Ajornada de 8h é o ponto médio entre a exploração e a falta de pordutividade.População: para dimensionar o mercado de trabalho, é preciso estudar os temasrelacionados à população.TEMA 1: Acréscimos e decréscimos a longo prazo da população (taxa denatalidade e de mortalidade). ** Campanhas de incentivo à natalidade, políticas deimigração (Itália), Green-Card (EUA).TEMA 2: Sistema previdenciário. Temos propostas para aumentar a idade deaposentadoria a fim de que se arrecade mais à previdência.TEMA 3: Inserção da mulher no mercado de trabalho. Em geral, em situaçõesiguais, ainda há discriminação de gêneros. As mulheres, em média, recebem 30%menos do que os homens.TEMA 4: Crescimento da Produtividade; políticas de formação profissional,SENAC, SESC, SENAI. O Estado entende que devem ser abertos novos cursospara direcionar o mercado de trabalho à formação profissional. Técnicas de
  5. 5. redução de desperdício também são bem vistas, pois geram maior produtividade.

×