DDS- Como conviver com as criticas no trabalho

777 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
777
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

DDS- Como conviver com as criticas no trabalho

  1. 1. AFFA Engenharia & Arquitetura Ltda
  2. 2. Palestrante: Anne Dantas
  3. 3. Apresentação COMO LIDAR COM AS CRÍTICAS NO AMBIENTE DE TRABALHO Todos nós já sofremos críticas. Mas será que sabemos lidar com elas? Algumas críticas são boas e deixam-nos muito satisfeitos, outras são desagradáveis e fazem com que fiquemos furiosos. Mas antes de chegar ao estado de fúria, há que perceber o carácter da opinião que lançaram sobre nós, pois nem sempre possuem sentido depreciativo. Muito pelo contrário. Em primeira análise, uma crítica sobre o nosso trabalho é sempre desconfortável. Não que seja negativa, mas simplesmente porque o nosso desempenho enquanto profissional está a ser observado e/ou posto em causa por colegas ou patrões. Na maioria dos casos, uma crítica nunca é bem aceita, mas o importante, primeiro que tudo, é perceber se de fato estamos a ser alvo de uma crítica ou de uma afirmação meramente opinativa. Se concluirmos que, de facto, fomos alvo de uma crítica, a melhor atitude a tomar é tentar perceber se esta possui razão ou não de existir.
  4. 4. Acreditamos e damos o melhor para que o nosso trabalho não seja objeto de discussão, mas todos os profissionais, nas áreas mais diversas, são avaliados pelo trabalho desempenhado. Normalmente é difícil conseguirmos abstrairmo-nos da produção do trabalho elaborado diariamente por nós e avaliá-lo objetivamente, mas este é o primeiro passo para podermos aceitar e lidar bem com as críticas que nos são dirigidas.
  5. 5. Críticas Positivas Muitas vezes as críticas surgem apenas como forma de reconhecimento do nosso trabalho. Significa que os colegas ou superiores estão de olho em nós e na maneira como funcionamos, e valorizam-no. No entanto, o facto de o estarem sempre a elogiar poderá ter os seus senãos, como o excesso de confiança e uma maior despreocupação nas responsabilidades inerentes à função desempenhada. Embora sejam sempre bem vindas, as críticas positivas podem aumentar em demasia o ego e prejudicar a actividade profissional. Portanto, fique atento e não deixe que a vaidade tome conta de si.
  6. 6. Críticas Negativas Ao elaborarem uma opinião depreciativa sobre o desempenho das suas funções, a reação mais imediata é a de criticar de volta. Está errado! A atitude mais coerente é, depois de assimilar a crítica na sua totalidade, perceber qual a natureza da mesma e se esta tem fundamento. Muitas vezes são as críticas por partes de terceiros que nos fazem perceber e corrigir os nossos erros e aperfeiçoar o que se realiza posteriormente. Assim acedemos a uma posição mais favorável pois conquistamos a oportunidade de melhorar a nossa performance e aprender com os nossos erros. As críticas negativas também podem ser encaradas como um elogio e são a melhor forma de perceber as falhas que cometemos para depois as corrigirmos. Não se deixe abater pelas opiniões ou censuras que os outros fazem de si. Aproveite ao máximo cada relato, cada afirmação, cada declaração favorável ou depreciativa para desenvolver e triunfar nas suas tarefas diárias. Já dizia Óscar Wilde "Falem de nós, nem que seja mal!"
  7. 7. Dicas interessantes: Tenha empatia: é essencial se colocar no lugar da outra pessoa. Pense bem! Você gostaria de ser ofendido e ficar aborrecido com calúnias de outras pessoas? Tenha sempre uma atitude positiva e evite comentários desnecessários. Bom senso: aprenda a observar como está seu colega de trabalho, se ele está estressado ou aborrecido com algum problema, fale pouco e respeite seus sentimentos e procure evitar discussões neste momento de tensão. Aprenda a quebrar o gelo: muitos problemas pessoais, como doenças, problemas financeiros, e insatisfação profissional; são frustrações que deixam muitas pessoas de “mal com a vida”, portanto, procure se esforçar para ter uma boa autoestima e ser otimista. Quando for criticado por algum colega, ‘’quebre o gelo’’ e mostre que você não se importa com as críticas. O famoso ditado popular já diz: o silêncio vale mais que mil palavras, não é mesmo? “Existe aquele que fala irrefletidamente como que com as estocadas duma espada.” Provérbio 12: 18 As palavras podem machucar e ofender e se você perder a calma é quase certo que dirá palavras que farão você se arrepender depois.
  8. 8. Independente de quem você é ou do posto que ocupa, críticas e julgamentos a seu respeito ou sobre sua conduta farão parte da sua rotina! É preciso, aprender a avaliar suas reações e adotar um comportamento civilizado para lidar com isso. 1. Não seja reativo Argumentos defensivos ou retrucar de imediato sem refletir sobre o que lhe foi dito não ajudará em nada. Pelo contrário. Reações impulsivas nos mantêm reféns de relações hostis. Refletir sobre alguns comentários a nosso respeito, por mais duros que possam parecer, nos ajuda a exercitar o autoconhecimento e melhorar nossas relações interpessoais. 2. Faça considerações Cultive o hábito de refletir sobre os comentários alheios e elabore um argumento coerente antes de responder de forma impulsiva. Lembre-se de que, no calor dos ânimos e sob pressão, as pessoas são levadas a agir sob impulso, e nem sempre têm noção do que estão dizendo ou das razões que as levaram a fazer uma crítica. Seja condescendente com elas.
  9. 9. 3. Invista no autoconhecimento É muito difícil aceitar um comentário ruim, mas, temos a oportunidade de reavaliar nossas atitudes e perceber quando - e de que forma - afetamos as pessoas com estilos e percepções diferentes. De cada crítica ou julgamento retire um aprendizado, independente de ter ou não fundamento. 4. Aproveite as oportunidades para dar seu salto de qualidade Quando os comentários ou críticas não procederem, elabore um discurso racional e dê retorno de forma assertiva e gentil à pessoa envolvida. Certamente, essa atitude aumentará sua credibilidade e o tornará mais preparado para agir em situações similares. Se você refletiu e chegou à conclusão de que as críticas são pertinentes, aproveite a oportunidade para rever posições e efetuar mudanças necessárias. 5. Quando contra argumentar não for possível, registre o aprendizado Algumas vezes não temos a oportunidade de argumentar a respeito do que nos é dito ou feito. Mas tenha sempre em mente que todas as situações do nosso dia a dia nos oferecem oportunidades de aprendizado. Caso você não tenha chance de agir em defesa própria diante de uma crítica, registre a mensagem do episódio e assimile conhecimento.
  10. 10. Já dizia Óscar Wilde "Falem de nós, nem que seja mal!" OBRIGADO!

×