Trabalhos Alunos Grupo D

273 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
273
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
29
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalhos Alunos Grupo D

  1. 1. A QUEDA DA MONARQUIA. Grupo: D. Carlos Serralva, Nº4. Cristiana Moreira, Nº7. Hugo Paredes, Nº10. Inês Teixeira, Nº14. Mariana Mendes, Nº191
  2. 2. Índice• Introdução pág.3• Causas pág.4/6• A ação do Partido Republicano pág.7/10• O Regicídio pág.11• O Ultimato Inglês pág. 12/14• Conclusão pág.15• Bibliografia pág.162
  3. 3. Introdução. Vamos apresentar um trabalho sobre as razõesque levaram à queda da Monarquia: O UltimatoInglês, O Mapa Cor-de-Rosa, o Regicídio e aatuação do Partido Republicano.. Dividimos este trabalho em 4 partes de acordocom o número de elementos do grupo o quefacilitou a realização do mesmo.. Finalizada a pesquisa individual, reunimo-nos eelaboramos o nosso trabalho de acordo com asequência cronológica dos acontecimentos.3
  4. 4. Causas. Nos finais do século XIX Portugal era um paíspredominantemente agrícola. A indústria não erade qualidade e nem competitiva, as importaçõeseram superiores às exportações e a balançacomercial era deficitária.. Deste modo o país apresentava um panoramanegro no que diz respeito à economia, política esociedade.4
  5. 5. . Não admira que Portugal também tenha entradona grave crise económica e financeira que afetoutoda a Europa. Esta foi uma crise que afetougravemente Portugal, em especial os bancos e asempresas.. As consequências refletiram-se num grandedescontentamento da população , em especial aclasse média e o operariado, pois eram os maisatingidos pelos impostos, pela inflação, pelodesemprego, pelos baixos salários e muitas horasde trabalho diário.5
  6. 6. . Inevitavelmente as pessoas começaram aculpar a Monarquia destas medidas, queafetavam todos em geral.. Neste contexto surge em Portugal a difusãoda doutrina republicana. O seu objetivo eratransmitir novas ideias a fim de salvar o país dasituação caótica em que se encontrava.6
  7. 7. QUEDA DA MONARQUIA. O partido republicano, foi fundado em 1876com vista a preparar a classe operária paranovos ideais. Pretendia a Queda da Monarquiae substitui-la por uma República. Para divulgaro seu programa, utilizava a imprensa, oscomícios e certas comemorações como a deCamões e do Marquês de Pombal.7
  8. 8. . Os novos partidos políticos apoiavam-se nooperariado e nas classes médias, descontentes coma sua situação.. Os republicanos preocupavam-se em reerguer oorgulho nacional e incutir uma nova esperançapara o futuro. Assim, em 1891 fizeram umatentativa de implantação da República na cidadedo Porto. O rei D. Carlos entregou a chefia dogoverno a João Franco, que passou então a dirigir opaís. Este facto desagradou aos republicanos eoutros partidos.8
  9. 9. . A ditadura desenvolvida por João Francolevou a uma forte oposição à Monarquia, tendoo rei D. Carlos e seu herdeiro Luís Filipe, sidoassassinados no Terreiro do Paço, em Lisboa. Otrono foi ocupado por D. Manuel II e o ditadorfoi demitido.. Os revoltosos e opositores ao rei eramapoiados pelo partido republicano e no dia 5de outubro de 1910 proclamaram a Repúblicana varanda da Câmara Municipal de Lisboa.9
  10. 10. . A terminar esta conjuntura, salienta-se a fugade D. Manuel e de D. Amélia, que embarcaramna Ericeira para o exílio.. Depois de proclamada a República, constituiu-se um governo provisório, presidido por TeófiloBraga e redigiu-se uma nova Constituição.10
  11. 11. O Regicídio. O rei D.Carlos foi assassinado a tiro no dia 1 de Fevereiro de 1908,quando passava de coche pelo Terreiro do Paço, na companhia desua mulher, a rainha D.Amélia, e os dois filhos, D.Luis e D.Manuel.. A família real viajava em carruagem aberta, a passo lento,cumprimentando a multidão que se juntara para os ver passar.Quando a carruagem estava prestes a virar para a Rua do Arsenalouviram-se tiros, disparados no meio da multidão. No meio do caosque se seguiu, dois homens ( mais tarde identificados como ManuelBuiça e Alfredo Costa) conseguiram aproximar-se da carruagem edisparar sobre a família real.. D.Carlos teve morte imediata. D.Luis, de 20 anos, o herdeiro dotorno , ainda conseguiu disparar contra os atacantes com a suapistola, mas foi abatido por uma bala no peito e outra em cheio norosto. Os regicidas foram capturados e mortos no local.. Sobreviveram ao ataque o filho mais novo, D.Manuel, então com18 anos ( futuro D.Manuel II ) e a rainha D.Amélia, que num atonotável de coragem enfrentou fisicamente os atacantes.11
  12. 12. . A Conferência de Berlim teve como objetivo organizar a ocupaçãode Angola e Moçambique entre os Ingleses e Portugueses. Ummomento desta conferência, Portugal mostra o Mapa Cor-de-rosaque foi um projeto que consistia em unir Angola e Moçambiquepara haver uma ligação entre os dois territórios, facilitando assim ocomércio e o transporte das mercadorias. Todos os representantesaceitaram o projeto menos a Inglaterra que negou e fez o UltimatoInglês. Portugal com medo de uma crise, não criou guerra com aInglaterra e o projecto não teve continuação e ficou tudo namesma. 12Conferência deBerlim
  13. 13. O ultimato inglês. O ultimato Inglês foi um documento enviado aPortugal pelas autoridades Inglesas, a 11 deJaneiro de 1890. Esse documento exigia a Portugala retirada dos soldados que estavam nosterritórios de Moçambique e Angola. Se osmilitares não se retirassem de imediato Inglaterra,que era um velho aliado de Portugal declaravaguerra, visto que os ingleses também queriam unirumas terras da Africa do Norte com a Africa do Sul.13
  14. 14. 14. Mais tarde, Portugal e os Ingleses reuniram-sena Conferencia de Berlim onde as exigênciasbritânicas a Portugal foram vistas como umahumilhação, pois os republicanos Portuguesesacusaram o governo do rei D. Carlos I de ser oresponsável. Isso foi umas das Causas da QuedaMonarquia.
  15. 15. Conclusão. Ao realizarmos este trabalho ficámos com umconhecimento mais aprofundado sobre as causas quelevaram à queda da monarquia , uma vez que esta éuma das matérias que faz parte do nosso programa .. Foi interessante conhecer com pormenor osacontecimentos , as ideias e os detalhes dos dias queantecederam a queda da monarquia e de como apopulação portuguesa viu e participou na mudança doregime político .15
  16. 16. Bibliografia. Sites:http://pt.wikipedia.org/wiki/Ultimato_brit%C3%A2nico_de_1890http://www.infopedia.pt/$ultimato-ingles16

×