Febre Vermelha

112 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
112
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Febre Vermelha

  1. 1. Febre Vermelha<br />Trabalho realizado por: <br />Andreia Basílio & Nelson Calisto<br />António Nobre, in 'Só'<br />
  2. 2. Rosas de vinho! Abri o cálice avinhado! Para que em vosso seio o lábio meu se atole: Beber até cair, bêbedo, para o lado! Quero beber, beber até o ultimo gole! <br />
  3. 3. Rosas de sangue! Abri o vosso peito, abri-o! Montanhas alagai! deixai-as transbordar! As ondas como o oceano, ou antes como um rio Levando na corrente Ophelias de luar... <br />
  4. 4. Camélias! Entreabri os lábios de Eleonora! Desabrochae, á lua, a anciã dos vossos calis! Dá-me o teu génio, dá! ó tulipa de aurora! E dá-me o teu veneno, ó rubra digitalis... <br />
  5. 5. Papoilas! Descerrai essas bocas vermelhas! Apagasse-me esta sede estonteante e cruel: Ó favos rubros! os meus lábios são abelhas, E eu ando a construir meu cortiço de mel... <br />
  6. 6. Ranúnculos! Corae minhas faces-de-terra! Que seja sangue o leite e rubins as opalas! Tal se vêm pelo campo, em seguida a uma guerra, Tintos da mesma cor os corações e as balas!... <br />

×