Prémio Nobel da literatura 2013

222 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prémio Nobel da literatura 2013

  1. 1. Alice Munro Prémio Nobel da literatura Contista canadiana, a quem chamam o Tchekov dos nossos dias, venceu o Nobel da Literatura. LUÍS MIGUEL QUEIRÓS
  2. 2. Alice Munro Nasceu na província canadiana de Ontário em 1931, numa família de criadores de raposas, Alice Munro começou a escrever na adolescência, tendo publicado o seu primeiro conto, The Dimensions of a Shadow, em 1950, quando frequentava a universidade. Ao mesmo tempo, ia ganhando dinheiro em empregos ocasionais, trabalhando em restaurantes, na apanha de tabaco, ou como bibliotecária.
  3. 3. A sua primeira colectânea de histórias, Dance of the Happy Shades, saiu em 1968 e foi um sucesso imediato, tendo ganho o mais importante prémio literário canadiano e recebido o elogio unânime da crítica. O livro seguinte, Lives of Girls and Women (1971), é ainda hoje o seu único romance, e não falta quem ache que se trata, na verdade, de uma sucessão de contos articulados entre si.
  4. 4. Tal como nos contos do mestre russo, o enredo é relativamente secundário nas histórias desta canadiana, povoadas de personagens e assuntos triviais, e cuja força está muitas vezes no súbito impacto de um momento iluminante e revelador. Quase todos os seus contos têm como cenário a região sudoeste da província canadiana de Ontário, o que tem levado a que seja comparada a outros ficcionistas cujas obras se centram na vida de pequenas cidades, como Sherwood Anderson, Flannery O'Connor ou Carson McCullers.
  5. 5. A escritora Alice Munro venceu o Prémio Nobel da Literatura, atribuído pela Academia Sueca, que nela reconheceu um “mestre do conto contemporâneo”. Munro recebera já alguns dos mais importantes prémios literários, incluindo, em 2009, o prestigiado Man Booker International Prize, e era há muito uma candidata recorrente ao Nobel da Literatura.
  6. 6. A notícia do Nobel chegou ao Canadá de noite, quando Munro dormia. A autora contou à televisão canadiana CBC que foi acordada pela filha: “Sabia que era uma das candidatas, mas nunca pensei que fosse ganhar.” Munro disse ainda que ganhar o prémio é “formidável” e mostrou-se feliz por o mundo descobrir a sua escrita.
  7. 7. Sugestões de leitura, editadas em Portugal: Amada Vida (Dear Life, 2012) - traduzida pelo poeta José Miguel Silva; O Progresso do Amor (The Progress of Love, 1986); O Amor de Uma Boa Mulher (The Love of a Good Woman, 1998); Fugas (Runaway, 2004); A Vista de Castle Rock (The View from Castle Rock, 2006); Demasiada Felicidade (Too Much Happiness, 2009); Bibliografia QUEIRÓS LUÍS MIGUEL © 2013 PÚBLICO [Online] // PÚBLICO. - 10 de outubro de 2013. - 15 de novembro de 2013. - http://www.publico.pt/cultura/noticia/alice-munro-recebe-nobel-da-literatura-1608662#/1.

×