Razões da nossa fé lição 4

425 visualizações

Publicada em

Estudo baseado na revista Compromisso-3Trimestre/JUERP
Razões da nossa fé

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
425
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Razões da nossa fé lição 4

  1. 1. RevistaCompromisso - 3Trimestre DoutrinasBíblicas Razões da Nossafé Salvaçãoe Eleição
  2. 2. Salvação e eleição Romanos6.23 A lição vai tratar hoje: Salvação Hebreus 2.3 Eleição 1Tessalonicenses 1.4
  3. 3. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB“A salvação é outorgada por Deus pela sua graça, mediante arrependimento do pecador e da sua fé em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor. O preço da redenção eterna do crente foi pago de uma vez por Jesus Cristo pelo derramamento do seu sangue na cruz. A salvação é individual e significa a redenção do homem na inteireza do seu ser. É um dom gratuito que Deus oferece a todos os homens e que compreende a regeneração, a justificação, a santificação e a glorificação”.
  4. 4. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB Salmo 37.39 Isaías 53.4-6 1Pedro 1,18-19 Romanos 6.23 Hebreus 2.4,5
  5. 5. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB A regeneração: •Ato inicial da salvação •Deus faz nascer de novo, nova criatura em Cristo •Obra do Espírito Santo: pecador recebe o perdão, a justificação, a adoção como filho de Deus, a vida eterna e o dom do Espírito Santo: é por Ele selado para o dia da redenção final e liberto do castigo eterno dos seus pecados.
  6. 6. O que diz a Declaração Doutrinária da CBBHá duas condições para o pecador ser regenerado: Arrependimento & Fé Arrependimento implica mudança radical do homem interior, afastamento do pecado e volta para Deus. Fé é a confiança e aceitação de Jesus Cristo como Salvador e a total entrega da personalidade a ele.
  7. 7. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB Ezequiel 36.26 Tito 3.5 Romanos 8.2 2Coríntios 1.21,22 Efésios 4.30
  8. 8. O que diz a Declaração Doutrinária da CBBA justificação: •É simultânea com a regeneração •É o ato pelo qual Deus, considerando os méritos do sacrifício de Cristo, absolve, no perdão, o homem dos seus pecados e o declara justo •Essa graça é concedida não por causa de quaisquer obras meritórias praticadas pelo homem, mas por meio da fé em Cristo.
  9. 9. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB Isaías 53.11 Romanos 8.33 Romanos 3.24 Romanos 5.1 Atos 13.39
  10. 10. O que diz a Declaração Doutrinária da CBBA santificação: •Principiando na regeneração, leva o homem à realização dos propósitos de Deus para a sua vida e o habilita a progredir em busca da perfeição moral e espiritual de Jesus Cristo, mediante a presença do Espírito Santo que nele habita. •Ela ocorre na medida da dedicação do crente e se manifesta por meio de um caráter marcado pela presença e pelo fruto do Espírito, bem como uma vida de testemunho fiel e serviço consagrado a Deus e ao próximo.
  11. 11. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB João 17.17 1Tessalonicenses 4.3 Provérbios 4.18 Romanos 12.2
  12. 12. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB A glorificação: •É o ponto culminante da obra da salvação •É o estado final, permanente, da felicidade dos que são remidos pelo sangue de Cristo
  13. 13. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB 1Coríntios 13.12 Filipenses 3.21 Romanos 8.30
  14. 14. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB“A eleição é a escolha feita por Deus, em Cristo, desde a eternidade, de pessoas para a vida eterna, não por qualquer mérito, mas segundo a riqueza da sua graça. Antes da criação do mundo, Deus, no exercício da sua soberania divina e à luz de sua presciência de todas as coisas, elegeu, chamou, predestinou, justificou e glorificou aqueles que, no correr dos tempos, aceitaram livremente o dom da salvação. Ainda que baseada n soberania de Deus, esta eleição está em perfeita consonância com o livre arbítrio de cada um e de todos os homens. A salvação do crente é eterna. Os salvos perseveram em Cristo e estão guardados pelo poder de Deus. Nenhuma força ou circunstância tem poder para separar o crente do amor de Deus em Cristo Jesus.
  15. 15. O que diz a Declaração Doutrinária da CBB Efésios 1.3-14 1Tessalonicenses 1.4 2Tessalonicenses 2.13,14 João 3.16; 5.24 1Pedro 1.2 Efésio 2.5
  16. 16. Conclusão A graça divina só produz efeito quando o homem responde positivamente a Deus ao receber o toque de vida espiritual. Por isso, é necessário pregar o evangelho a fim de que ele desperte a vontade do homem para aceitar a salvação. A iniciativa é de Deus. Ele vai em busca da ovelha perdida por meio das circunstâncias, pregações e apelos por parte dos seus servos. Não quer que ninguém se perca. (2Pedro 3.9; Ezequiel 18.23,32)
  17. 17. Prof. Mariângela Domeniche Perdomo

×