RevistaCompromisso - 3Trimestre
DoutrinasBíblicas
Razões
da Nossafé
O homeme o pecado
O homem e o pecado
Romanos8.37-39
A lição vai tratar hoje:
Homem sentido genérico
Pecado estado do homem após
a queda
O homem
A Declaração Doutrinária diz: “Por um ato especial, o homem
foi criado por Deus à sua imagem e semelhança, e disso...
O homem
Gênesis 1.26-31
Salmo 8.4-8
Eclesiastes 3.20; 12.7
O homem criado com propósito
Conforme a Declaração, o homem foi “criado para a
glorificação de Deus”.
Paulo, em Atena, foi...
O homem e seu livre arbítrio
A Declaração diz: “o homem tem capacidade de
perceber, conhecer e compreender, ainda que em
p...
O homem e seu livre arbítrio
Podemos, intelectualmente, ainda que de forma
parcial, descobrir as verdades de Deus contidas...
O pecado
Diz a Declaração Doutrinária: “no princípio o homem
vivia em estado de inocência e mantinha perfeita
comunhão com...
O pecado
Mas o mal praticado pelo homem atinge o seu
próximo. O pecado maior consiste em não crer na
pessoa de Cristo, o F...
O pecado
Gênesis 2.17-17, 3.6,7
Romanos 3.23; 5.12-19
Salmo 51.5
A origemdo pecado e suasconsequências
Gênesis, capítulos 2 e 3 narra a criação do homem e
seu estado antes da queda. Ele f...
A origemdo pecado e suasconsequências
(Gn 3. 1-6)
O ser humano caiu, quando cedeu à tentação e
pecou. A tentação veio ante...
A origemdo pecado e suasconsequências
Em seguida , a tentação foi dirigida ao seu apetite. A
mulher viu “que era bom para ...
O diabo, o causador do pecado
A Bíblia fala da existência do inimigo da nossa alma.
É o arqui-inimigo de Deus. O seu nome ...
A origemde satanás
A Bíblia explica em Isaias 14.12-20 e Ezequiel 28.11-19
que ele era o Lúcifer, um anjo da mais alta cat...
Mas nem tudo está perdido. Deus
providenciou o recurso para o homem sair
dessa triste condição...
...na próxima lição!
Prof. Mariângela
Domeniche Perdomo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Razões da nossa fé lição 3

351 visualizações

Publicada em

Estudo baseado na revista Compromisso-3Trimestre2015/JUERP

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Razões da nossa fé lição 3

  1. 1. RevistaCompromisso - 3Trimestre DoutrinasBíblicas Razões da Nossafé O homeme o pecado
  2. 2. O homem e o pecado Romanos8.37-39 A lição vai tratar hoje: Homem sentido genérico Pecado estado do homem após a queda
  3. 3. O homem A Declaração Doutrinária diz: “Por um ato especial, o homem foi criado por Deus à sua imagem e semelhança, e disso decorrem o seu valor e dignidade. Seu corpo foi feito do pó da terra e para o mesmo há de voltar. Seu espírito procede de Deus e para ele retornará. O Criador ordenou que o homem domine, desenvolva e arde a obra criada. Criado para a glorificação de Deus, seu propósito é amar, conhecer e estar em comunhão com o seu Criador, bem como cumprir sua divina vontade. Ser pessoal e espiritual, o homem tem a capacidade de perceber, conhecer e compreender, ainda que em parte, intelectualmente e experimentalmente, a verdade revelada, e tomar suas decisões em matéria religiosa, sem a mediação, interferência ou imposição de qualquer poder humano, seja civil ou religioso.”
  4. 4. O homem Gênesis 1.26-31 Salmo 8.4-8 Eclesiastes 3.20; 12.7
  5. 5. O homem criado com propósito Conforme a Declaração, o homem foi “criado para a glorificação de Deus”. Paulo, em Atena, foi muito claro no tocante à finalidade do homem na terra (Atos 17.26, 27). O homem foi criado por Deus e para Deus. Esta é a sua origem. Amar a Deus e crer em Jesus Cristo como enviado divino – eis o propósito do homem.
  6. 6. O homem e seu livre arbítrio A Declaração diz: “o homem tem capacidade de perceber, conhecer e compreender, ainda que em parte, intelectual e experimentalmente, a verdade revelada, e tomar suas decisões em matéria religiosa”. A queda abalou a capacidade espiritual do homem, que não desfruta a mesma comunhão que tinha no Éden, mas pode ter comunhão com Deus porque este se dá a conhecer (Rm 1.19, Hb 1.1,2 e Mt 11.27)
  7. 7. O homem e seu livre arbítrio Podemos, intelectualmente, ainda que de forma parcial, descobrir as verdades de Deus contidas em sua Palavra e analisando sua ação na história e na nossa vida. Podemos conhecer experimentalmente de forma parcial, porque sentimos seu Espírito dirigir e atuar na nossa vida. Tanto no Antigo como no Novo Testamento, o homem é chamado a escolher (Dt 30.19) Liberdade é um dom inalienável que Deus deu ao homem. Livre, sim. Mas responsável por seus atos.
  8. 8. O pecado Diz a Declaração Doutrinária: “no princípio o homem vivia em estado de inocência e mantinha perfeita comunhão com Deus. Mas cedendo à tentação de Satanás, num ato livre de desobediência contra seu Criador, o homem caiu no pecado e assim perdeu a comunhão com Deus e dele ficou separado, em consequência da queda de nosso pai, todos somos, por natureza, pecadores e inclinados à prática do mal. Todo pecado é cometido contra Deus, sua pessoa, sua vontade e sua lei.
  9. 9. O pecado Mas o mal praticado pelo homem atinge o seu próximo. O pecado maior consiste em não crer na pessoa de Cristo, o Filho de Deus, como Salvador pessoal. Como resultado do pecado, da incredulidade, da desobediência do homem contra Deus, ele está sujeito à morte e à condenação eterna, além de se tornar inimigo do próximo e da própria criação de Deus. Separado de Deus, o homem é absolutamente incapaz de salvar-se a si mesmo e assim depende da graça de Deus para ser salvo.
  10. 10. O pecado Gênesis 2.17-17, 3.6,7 Romanos 3.23; 5.12-19 Salmo 51.5
  11. 11. A origemdo pecado e suasconsequências Gênesis, capítulos 2 e 3 narra a criação do homem e seu estado antes da queda. Ele foi criado sem pecado, isto é, era puro e inocente. Naquela condição ele tinha comunhão com Deus e isso era possível porque ele fora feito à imagem de Deus e porque não havia pecado que se interpusesse entre ele e Deus. Havia uma feliz disposição do homem para Deus e Deus se agradava no homem.
  12. 12. A origemdo pecado e suasconsequências (Gn 3. 1-6) O ser humano caiu, quando cedeu à tentação e pecou. A tentação veio antes do pecado. A tentação só passa a ser pecado quando o tentado cede a ela. O tentador se aproxima de Adão e Eva e os persuade a se rebelar contra a autoridade de Deus. O tentador apresenta a sugestão de que Deus procura privar o homem de alguma coisa boa. Começaram assim a duvidar da sinceridade de Deus. Em seguida o tentador levou-o a pôr em dúvida a justiça de Deus.
  13. 13. A origemdo pecado e suasconsequências Em seguida , a tentação foi dirigida ao seu apetite. A mulher viu “que era bom para comer”. A parte mais sutil da tentação foi a promessa de que por meio do pecado ele teria mais conhecimento; pois viu que “a árvore era desejável para dar entendimento”. O diabo ainda hoje usa o mesmo processo (Tg 1.14) O pecado, portanto, é um ato de rebelião contra Deus. É também um estado de impureza, ausência de santidade, iniquidade e contaminação. O pecado é também uma atitude de incredulidade.
  14. 14. O diabo, o causador do pecado A Bíblia fala da existência do inimigo da nossa alma. É o arqui-inimigo de Deus. O seu nome é também Satanás, Diabo, Demônio e seus anjos. Eles poluem a atmosfera (Ef 6.11,12) A Bíblia está cheia de referências de sua atuação para destruir o homem e levá-lo à perdição eterna. Jesus teve que enfrentá-lo várias vezes, porém, sempre foi mais que vencedor.
  15. 15. A origemde satanás A Bíblia explica em Isaias 14.12-20 e Ezequiel 28.11-19 que ele era o Lúcifer, um anjo da mais alta categoria celestial que servia a Deus, porém, houve um momento em que se rebelou pretendendo subir e ficar acima do Altíssimo e muitos com ele foram expulsos para o inferno ou o “lago de fogo preparado para o Diabo e seus anjos” (Mt 25.41) A Bíblia também declara que “o mundo jaz no maligno” (1Jo 5.19b)
  16. 16. Mas nem tudo está perdido. Deus providenciou o recurso para o homem sair dessa triste condição... ...na próxima lição!
  17. 17. Prof. Mariângela Domeniche Perdomo

×