Neoplasia - Patologia Geral

4.233 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.233
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neoplasia - Patologia Geral

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E PATOLOGIA MONITORIA DE PATOLOGIA GERAL
  2. 2. •= novo crescimento; Neoplasia •= qualquer aumento de volume Tumor
  3. 3. Alterações no DNA Reduzem o controle sobre seu ciclo celular; São menos suscetíveis a inibição por contato; Independem de fatores de crescimento Proliferação celular Anormal Descontrolada Autônoma
  4. 4. Vírus: causam mutações silenciosas no DNA. Ex: HPV 16, EBV, HBV; Radiação ionizante: alteram bases nitrogenadas do DNA  mutações. Ex: raios ultravioleta (melanoma), raios-X; Altas temperaturas: alto grau de renovação celular; Substâncias químicas: apolares  chegam ao DNA. Ex: hidrocarbonetos tricíclicos, formaldeído Estresse: serotonina é pró-inflamatória.
  5. 5. BENIGNA MALIGNA Bem diferenciada; estrutura típica Falta de diferenciação com anaplasia; estrutura atípica Crescimento expansivo Crescimento infiltrativo Evolução progressiva e lenta Evolução variável Sem angiogênese Com angiogênese Células bem nutridas Necrose central Com ou sem inflação Com inflamação Sem metástases Com metástases
  6. 6. ORIGEM BENIGNOS MALIGNOS Tecido Epitelial Revestimento Papiloma Carcinoma Glandular Adenoma Adenocarcinoma Tecido Conjuntivo Fibroso Fibroma Fibrossarcoma Adiposo Lipoma Lipossarcoma Cartilagem Condroma Condrossarcoma Vasos sanguíneos Hemangioma Hemangiossarcoma Vasos linfáticos Linfangioma Linfangiossarcoma Mesotélio - Mesotelioma maligno
  7. 7. ORIGEM BENIGNOS MALIGNOS Tecido Hemolinfopoético Mieloide - Leucemia, mieloma Linfoide - Leucemia, linfoma, plasmocitoma Tecido Muscular Liso Leiomioma Leiomiossarcoma Estriado Rabdomioma Rabdomiossarcoma Tecido Nervoso Neuroblasto Ganglioneuroma Ganglioneuroblastoma Astrócito - Astrocitoma
  8. 8. Núcleos não estão alterados; Célula neoplásica é indistinguível da normal; Formação de um arranjo tecidual diferente; Pode formar cápsula; Compressão de órgãos.
  9. 9. Massa localizada; Bem diferenciado (indistinguível do tecido normal); Com cápsula; Podem haver pontos hemorrágicos.
  10. 10. Fibras em várias direções; Células sem grande variação de tamanho e forma; Podem haver pontos inflamatórios e cápsula.
  11. 11. Hiperplasia: proliferação celular controlada, com diferenciação mantida Por influência de um estímulo (hormonal, inflamação); Pode ser fisiológica ou patológica; Mais suscetível a mutações genéticas; Ex.: estrógeno e endométrio.
  12. 12. Metaplasia: transformação de um tecido adulto em outro, como proteção a estímulos lesivos Altera expressão gênica  Instável geneticamente; Ex.: epitélio respiratório no tabagismo, esôfago de Barrett; Displasia: crescimento desordenado (hiperplasia atípica) Começa a haver mutação genética  Fenótipo alterado (desestruturação tecidual); Pode ser a evolução de uma metaplasia; É possível que regrida, mas é raro.
  13. 13. Anaplasia: perda total da diferenciação celular Alteração histomorfológica e funcional do tecido; Comportamento mais agressivo; Metástase: rompimento da camada basal  invasão da matriz extracelular  neoplasia 2ária à distância Hematogênica: vasos sanguíneos; Linfática: vasos linfáticos; Continuidade: seguindo o trajeto do órgão; Contiguidade: órgãos adjacentes; Transcavitária/transcelômica - Ex: peritoneal.
  14. 14. Núcleos alterados na forma, tamanho e número Hipercromasia nuclear: grande quantidade de cromatina; Aumentados: altera relação núcleo/citoplasma; Podem surgir mitoses atípicas; Pleomorfismo: variados tamanhos e formas de núcleo e da célula como um todo; Essas características microscópicas são consideradas índices de atipia.
  15. 15.  Observar displasia;  Melanina visível;  Pode haver necrose, focos hemorrágicos e edema inflamatório.
  16. 16. Células pleomórficas; Pequenos aglome- rados formando estruturas irregula- res semelhantes a uma gândula; Faixas róseas de colágeno  con- sistência mais firme; Pode haver calcificação distrófica.
  17. 17. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E PATOLOGIA MONITORIA DE PATOLOGIA GERAL

×