SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
Formação continuada ESCOLA 
TEREZA FRANCESCUTI 
TICs 
Prof.ª MS. Letícia Santos 
ticia_santos@yahoo.com.br 
Prof.ª Esp. Mariana Correia 
mari.literatura@gmail.com 
http://profmarianacorreia.blogspot.com.br
 O Google sabe mais que nós, mais rápido e com 
mais fontes de pesquisa! Nosso papel como 
professores não é mais disponibilizar o 
conhecimento, mas mediar formas dele ser 
utilizado pelas pessoas. CORREIA (2013)
Contextualização 
 Os alunos precisam ser preparados 
para utilizar os sistemas culturais de 
representação do pensamento que 
marcam a sociedade contemporânea, o 
que implica novas formas de letramento 
ou alfabetização (sonora, visual, 
hipermídia...) próprias da cibercultura, 
além das demais formas já conhecidas”. 
(TORNAGHI; PRADO; ALMEIDA 2010, 
p. 37)
O que são TICs? 
Tecnologias de Informação e Comunicação: 
envolve a aquisição, o armazenamento, o 
processamento e a distribuição da informação por 
meios eletrônicos e digitais, como rádio, televisão, 
telefone e computadores, entre outros. 
Informação + Comunicação
Nós, professores 
 E você, professor ou futuro professor¸ já parou 
para refletir sobre como a escola se coloca diante 
deste novo panorama da sociedade? 
 O que você acha que mudou na escola na última 
década no sentido de atender a essas novas 
demandas? 
 Como se sente diante deste novo desafio? Como 
vem sendo a sua prática? 
 E sua postura diante da necessidade de 
aprender ao longo da vida e das novas formas de 
letramento/alfabetização?
Tecnologia no dia a dia 
 Como você acordou? Utilizou um despertador? 
 Como preparou seu café? Usou uma cafeteira? 
O leite estava na geladeira? 
 Leu seu jornal? Ouviu as notícias no rádio ou 
assistiu às notícias na TV? 
 Como foi para a escola? Observou a sinalização 
no caminho?
Texto sobre o uso do celular
A vontade do professor
 Não se trata de discutir os dispositivos e 
equipamentos em si, mas o uso que 
deles se faz.
Acesso a telefones celulares 
Fonte: Gerações interativas Brasil – crianças e adolescentes diante das 
telas (2012)
Para que os jovens usam o celular?
Por que não aproveitar o 
acesso generalizado aos 
dispositivos móveis e a 
familiaridade dos usuários 
com seus diferentes recursos 
como uma porta de ingresso 
da tecnologia na vida 
escolar?
Desafio 
 O desafio é sistematizar e 
aperfeiçoar as possibilidades de 
uso dos dispositivos móveis não 
como um fim em si mesmo, mas 
como uma estratégia para 
aproximar a escola do que é 
familiar às crianças e aos 
adolescentes e ampliar, assim, as 
suas possibilidades de 
aprendizagem.
A proibição no contexto escolar 
 Os celulares já estão presentes no cotidiano 
de adultos, jovens e crianças. 
Consequentemente, esses dispositivos 
entraram nas escolas, e a reação mais 
comum entre os educadores foi a de proibir o 
seu uso nas aulas com o intuito de preservar 
o espaço de estudo e de aprendizagem. Essa 
reação, concretizada na criação de leis que 
proíbem o uso do celular na escola, acabou 
por fortalecer a posição de algumas 
instituições, diante dos alunos e suas 
famílias, na proibição do uso de celulares nas 
escolas.
Referências 
 Curso Celular na escola disponível em: 
http://www.infoescola.com/informatica/tecnologia-da- 
informacao-e-comunicacao/ 
 Curso Celular na escola disponível em: 
http://ava2.escolacomcelular.org.br/repository/cou 
rsefilearea/file.php/4/docs/m1_webaula_impressa 
o.pdf 
 TELLES, Adeílton. Tecnologias Educacionais. 
Disponível em: 
http://pt.slideshare.net/AdeildoTelles/tecnologias-educacionais- 
ii-34463438

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A tecnologia como aliada
A tecnologia como aliadaA tecnologia como aliada
A tecnologia como aliadaAnnaTayla
 
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aula
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aulaO uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aula
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aulaLucasDaniel753109
 
A educação não pode ficar pra trás na evolução
A educação não pode ficar pra trás na evoluçãoA educação não pode ficar pra trás na evolução
A educação não pode ficar pra trás na evoluçãoGabrielaFerreira42745
 
Atividade2victordeoliveiraaparecida
Atividade2victordeoliveiraaparecidaAtividade2victordeoliveiraaparecida
Atividade2victordeoliveiraaparecidaVictorOliveira15071
 
Celular x Educação
Celular x EducaçãoCelular x Educação
Celular x Educaçãoeducacelular
 
Os malefícios da tecnologia na sala de aula
Os malefícios da tecnologia na sala de aulaOs malefícios da tecnologia na sala de aula
Os malefícios da tecnologia na sala de aulaEduardoCunha80
 
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da Tecnologia
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da TecnologiaMotivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da Tecnologia
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da TecnologiaDiscoRebel
 
Transformando o problema em solução: Como usar a tecnologia de todo dia em sa...
Transformando o problema em solução:Como usar a tecnologia de todo dia em sa...Transformando o problema em solução:Como usar a tecnologia de todo dia em sa...
Transformando o problema em solução: Como usar a tecnologia de todo dia em sa...Vinicius Lemos
 
Atividade2luisaantunes
Atividade2luisaantunesAtividade2luisaantunes
Atividade2luisaantunesLusaAntunes1
 
atividade2luceliacarolinapereiradasilva
atividade2luceliacarolinapereiradasilvaatividade2luceliacarolinapereiradasilva
atividade2luceliacarolinapereiradasilvaLucelia Carolina
 
Atividade 4.3 texto silvio p. costa
Atividade 4.3  texto silvio p. costaAtividade 4.3  texto silvio p. costa
Atividade 4.3 texto silvio p. costasolangecarrion
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaAdrianaViana46
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaAdrianaViana46
 

Mais procurados (19)

A tecnologia como aliada
A tecnologia como aliadaA tecnologia como aliada
A tecnologia como aliada
 
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aula
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aulaO uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aula
O uso dos dispositivos eletrônicos nas salas de aula
 
A educação não pode ficar pra trás na evolução
A educação não pode ficar pra trás na evoluçãoA educação não pode ficar pra trás na evolução
A educação não pode ficar pra trás na evolução
 
O TECNÓFILO
O TECNÓFILOO TECNÓFILO
O TECNÓFILO
 
Atividade2victordeoliveiraaparecida
Atividade2victordeoliveiraaparecidaAtividade2victordeoliveiraaparecida
Atividade2victordeoliveiraaparecida
 
Celular x Educação
Celular x EducaçãoCelular x Educação
Celular x Educação
 
Tecnófilo
TecnófiloTecnófilo
Tecnófilo
 
Anaclarabarbosasalgadoatividade2
Anaclarabarbosasalgadoatividade2Anaclarabarbosasalgadoatividade2
Anaclarabarbosasalgadoatividade2
 
Atividade 2
Atividade 2Atividade 2
Atividade 2
 
Censura digital
Censura digitalCensura digital
Censura digital
 
Os malefícios da tecnologia na sala de aula
Os malefícios da tecnologia na sala de aulaOs malefícios da tecnologia na sala de aula
Os malefícios da tecnologia na sala de aula
 
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da Tecnologia
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da TecnologiaMotivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da Tecnologia
Motivos Para Deixar a Educação Nas Mãos da Tecnologia
 
Transformando o problema em solução: Como usar a tecnologia de todo dia em sa...
Transformando o problema em solução:Como usar a tecnologia de todo dia em sa...Transformando o problema em solução:Como usar a tecnologia de todo dia em sa...
Transformando o problema em solução: Como usar a tecnologia de todo dia em sa...
 
Atividade Andrey Rabelo
Atividade Andrey RabeloAtividade Andrey Rabelo
Atividade Andrey Rabelo
 
Atividade2luisaantunes
Atividade2luisaantunesAtividade2luisaantunes
Atividade2luisaantunes
 
atividade2luceliacarolinapereiradasilva
atividade2luceliacarolinapereiradasilvaatividade2luceliacarolinapereiradasilva
atividade2luceliacarolinapereiradasilva
 
Atividade 4.3 texto silvio p. costa
Atividade 4.3  texto silvio p. costaAtividade 4.3  texto silvio p. costa
Atividade 4.3 texto silvio p. costa
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
 

Destaque

Aulões preparatórios para a prova do enem
Aulões preparatórios para a prova do enemAulões preparatórios para a prova do enem
Aulões preparatórios para a prova do enemMariana Correia
 
Paradigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosParadigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosMariana Correia
 
Formação continuada escola tereza francescuti
Formação continuada escola tereza francescutiFormação continuada escola tereza francescuti
Formação continuada escola tereza francescutiMariana Correia
 
10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridadeMariana Correia
 
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradoresMariana Correia
 
11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacaoMariana Correia
 
Caderno enem2013 dom_rosa
Caderno enem2013 dom_rosaCaderno enem2013 dom_rosa
Caderno enem2013 dom_rosaMariana Correia
 
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiFormação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiMariana Correia
 
Anexo 5 material sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 5  material sequência didática projeto curta-metragemAnexo 5  material sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 5 material sequência didática projeto curta-metragemMariana Correia
 
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilEntrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilMariana Correia
 
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataHamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataMariana Correia
 
Conceitos saussureanos resumo
Conceitos saussureanos   resumoConceitos saussureanos   resumo
Conceitos saussureanos resumoMariana Correia
 

Destaque (20)

Aulões preparatórios para a prova do enem
Aulões preparatórios para a prova do enemAulões preparatórios para a prova do enem
Aulões preparatórios para a prova do enem
 
Paradigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textosParadigma de avaliação de textos
Paradigma de avaliação de textos
 
Formação continuada escola tereza francescuti
Formação continuada escola tereza francescutiFormação continuada escola tereza francescuti
Formação continuada escola tereza francescuti
 
Ad matriz (2)
Ad matriz (2)Ad matriz (2)
Ad matriz (2)
 
10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade
 
Enem 2012 dia2_cinza
Enem 2012 dia2_cinzaEnem 2012 dia2_cinza
Enem 2012 dia2_cinza
 
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
0.667326001366389749 paulo freire_e_os_temas_geradores
 
Satisfaction
SatisfactionSatisfaction
Satisfaction
 
11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao
 
Enem 2012 dia1_branco
Enem 2012 dia1_brancoEnem 2012 dia1_branco
Enem 2012 dia1_branco
 
Esclarecimentos ae
Esclarecimentos aeEsclarecimentos ae
Esclarecimentos ae
 
Caderno enem2013 dom_rosa
Caderno enem2013 dom_rosaCaderno enem2013 dom_rosa
Caderno enem2013 dom_rosa
 
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa FrancescutiFormação 3 - Escola Teresa Francescuti
Formação 3 - Escola Teresa Francescuti
 
Ad matriz (1)
Ad matriz (1)Ad matriz (1)
Ad matriz (1)
 
Anexo 5 material sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 5  material sequência didática projeto curta-metragemAnexo 5  material sequência didática projeto curta-metragem
Anexo 5 material sequência didática projeto curta-metragem
 
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende BrasilEntrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
Entrevista com José Pacheco, Revista Aprende Brasil
 
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mataHamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
Hamilton werneck -_se_a_boa_escola_e_a_que_reprova,_o_bom_hospital_e_o_que_mata
 
Fabi e sílvia final 2
Fabi e sílvia final 2Fabi e sílvia final 2
Fabi e sílvia final 2
 
Arlei final
Arlei finalArlei final
Arlei final
 
Conceitos saussureanos resumo
Conceitos saussureanos   resumoConceitos saussureanos   resumo
Conceitos saussureanos resumo
 

Semelhante a Formação 5

Atividade2priscillaantunes.pptx
Atividade2priscillaantunes.pptxAtividade2priscillaantunes.pptx
Atividade2priscillaantunes.pptxPriscilla806617
 
Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?Fernanda Ledesma
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas equipetics
 
Atividade 2 lavinia .pptx
Atividade 2 lavinia .pptxAtividade 2 lavinia .pptx
Atividade 2 lavinia .pptxLaviniaDoche
 
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptxA modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptxMatheus Rodrigues Silva
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...Mauricio Maulaz
 
Dispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na EducaçãoDispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na EducaçãoTalita Moretto
 
Atividade2nathalyohanna
Atividade2nathalyohannaAtividade2nathalyohanna
Atividade2nathalyohannaNathalyOhanna
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaAdrianaViana46
 
Atividade2karissagomes
Atividade2karissagomesAtividade2karissagomes
Atividade2karissagomesKarissa Gomes
 
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...AmandaBatista68
 
Restinga Sêca - Naila Cohen Pomnitz
Restinga Sêca - Naila Cohen PomnitzRestinga Sêca - Naila Cohen Pomnitz
Restinga Sêca - Naila Cohen PomnitzCursoTICs
 
Tecnologia e educação leide
Tecnologia e educação leideTecnologia e educação leide
Tecnologia e educação leideDri Leide
 

Semelhante a Formação 5 (20)

Atividade2priscillaantunes.pptx
Atividade2priscillaantunes.pptxAtividade2priscillaantunes.pptx
Atividade2priscillaantunes.pptx
 
Elizabeth virtual
Elizabeth virtual Elizabeth virtual
Elizabeth virtual
 
Tecnofilas
TecnofilasTecnofilas
Tecnofilas
 
Cultura jovem e mídias sociais
Cultura jovem e mídias sociaisCultura jovem e mídias sociais
Cultura jovem e mídias sociais
 
Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
 
Atividade 2 lavinia .pptx
Atividade 2 lavinia .pptxAtividade 2 lavinia .pptx
Atividade 2 lavinia .pptx
 
Leticia erika
Leticia erikaLeticia erika
Leticia erika
 
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptxA modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
 
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
As inovações tecnológicas e os sistemas educacionais: os impactos, limites, d...
 
Dispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na EducaçãoDispositivos Móveis na Educação
Dispositivos Móveis na Educação
 
atividade2douglasfelipe.pptx
atividade2douglasfelipe.pptxatividade2douglasfelipe.pptx
atividade2douglasfelipe.pptx
 
Atividade2nathalyohanna
Atividade2nathalyohannaAtividade2nathalyohanna
Atividade2nathalyohanna
 
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aulaUm Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
Um Novo Proposito; o uso do celular em sala de aula
 
Atividade2karissagomes
Atividade2karissagomesAtividade2karissagomes
Atividade2karissagomes
 
Ppt0000017
Ppt0000017Ppt0000017
Ppt0000017
 
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...
A importância da tecnologia digital na formação e desenvolvimento do aluno em...
 
Restinga Sêca - Naila Cohen Pomnitz
Restinga Sêca - Naila Cohen PomnitzRestinga Sêca - Naila Cohen Pomnitz
Restinga Sêca - Naila Cohen Pomnitz
 
Tecnologia e educação leide
Tecnologia e educação leideTecnologia e educação leide
Tecnologia e educação leide
 
O uso das mídias na sala de aula a internet como ferramenta pedagógic aalice ...
O uso das mídias na sala de aula a internet como ferramenta pedagógic aalice ...O uso das mídias na sala de aula a internet como ferramenta pedagógic aalice ...
O uso das mídias na sala de aula a internet como ferramenta pedagógic aalice ...
 

Mais de Mariana Correia

Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Mariana Correia
 
Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Mariana Correia
 
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa   ransom riggsO orfanato da srta peregrine pa   ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggsMariana Correia
 
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Mariana Correia
 
Questionário dados gerados
Questionário   dados geradosQuestionário   dados gerados
Questionário dados geradosMariana Correia
 
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Mariana Correia
 
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Mariana Correia
 
Fallen i fallen (lauren kate)
Fallen i   fallen (lauren kate)Fallen i   fallen (lauren kate)
Fallen i fallen (lauren kate)Mariana Correia
 
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtSérie Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtMariana Correia
 
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosFormação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosMariana Correia
 
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinarFormação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinarMariana Correia
 
11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacaoMariana Correia
 
10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridadeMariana Correia
 
Interdisciplinaridade por emanuelle oliveira
Interdisciplinaridade   por emanuelle oliveiraInterdisciplinaridade   por emanuelle oliveira
Interdisciplinaridade por emanuelle oliveiraMariana Correia
 

Mais de Mariana Correia (17)

Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
Bruxos, vampiros, divergentes e zumbis a formação do leitor literário na esco...
 
Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"Reportagem: "A leitura na era digital"
Reportagem: "A leitura na era digital"
 
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa   ransom riggsO orfanato da srta peregrine pa   ransom riggs
O orfanato da srta peregrine pa ransom riggs
 
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
Lajolo. a moçada está lendo (e gostando de ler)
 
Questionário dados gerados
Questionário   dados geradosQuestionário   dados gerados
Questionário dados gerados
 
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
Testes de compreensão textual: "Le petit prince"
 
Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
 
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
Geraldi. portos de passagem (prefácio e introdução)
 
Fallen i fallen (lauren kate)
Fallen i   fallen (lauren kate)Fallen i   fallen (lauren kate)
Fallen i fallen (lauren kate)
 
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txtSérie Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
Série Fallen 1- Fallen, Lauren Kate txt
 
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentosFormação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
Formação 4 - Avaliação e construção de instrumentos
 
20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb
 
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinarFormação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar
Formação Escola Tereza Francescutti - Níveis de Interação disicplinar
 
20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb20265 87941-1-pb
20265 87941-1-pb
 
11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao11 tc niveis_de_interacao
11 tc niveis_de_interacao
 
10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade10 ec interdisciplinaridade
10 ec interdisciplinaridade
 
Interdisciplinaridade por emanuelle oliveira
Interdisciplinaridade   por emanuelle oliveiraInterdisciplinaridade   por emanuelle oliveira
Interdisciplinaridade por emanuelle oliveira
 

Último

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 

Último (20)

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 

Formação 5

  • 1. Formação continuada ESCOLA TEREZA FRANCESCUTI TICs Prof.ª MS. Letícia Santos ticia_santos@yahoo.com.br Prof.ª Esp. Mariana Correia mari.literatura@gmail.com http://profmarianacorreia.blogspot.com.br
  • 2.  O Google sabe mais que nós, mais rápido e com mais fontes de pesquisa! Nosso papel como professores não é mais disponibilizar o conhecimento, mas mediar formas dele ser utilizado pelas pessoas. CORREIA (2013)
  • 3. Contextualização  Os alunos precisam ser preparados para utilizar os sistemas culturais de representação do pensamento que marcam a sociedade contemporânea, o que implica novas formas de letramento ou alfabetização (sonora, visual, hipermídia...) próprias da cibercultura, além das demais formas já conhecidas”. (TORNAGHI; PRADO; ALMEIDA 2010, p. 37)
  • 4. O que são TICs? Tecnologias de Informação e Comunicação: envolve a aquisição, o armazenamento, o processamento e a distribuição da informação por meios eletrônicos e digitais, como rádio, televisão, telefone e computadores, entre outros. Informação + Comunicação
  • 5. Nós, professores  E você, professor ou futuro professor¸ já parou para refletir sobre como a escola se coloca diante deste novo panorama da sociedade?  O que você acha que mudou na escola na última década no sentido de atender a essas novas demandas?  Como se sente diante deste novo desafio? Como vem sendo a sua prática?  E sua postura diante da necessidade de aprender ao longo da vida e das novas formas de letramento/alfabetização?
  • 6. Tecnologia no dia a dia  Como você acordou? Utilizou um despertador?  Como preparou seu café? Usou uma cafeteira? O leite estava na geladeira?  Leu seu jornal? Ouviu as notícias no rádio ou assistiu às notícias na TV?  Como foi para a escola? Observou a sinalização no caminho?
  • 7. Texto sobre o uso do celular
  • 8. A vontade do professor
  • 9.  Não se trata de discutir os dispositivos e equipamentos em si, mas o uso que deles se faz.
  • 10. Acesso a telefones celulares Fonte: Gerações interativas Brasil – crianças e adolescentes diante das telas (2012)
  • 11. Para que os jovens usam o celular?
  • 12. Por que não aproveitar o acesso generalizado aos dispositivos móveis e a familiaridade dos usuários com seus diferentes recursos como uma porta de ingresso da tecnologia na vida escolar?
  • 13. Desafio  O desafio é sistematizar e aperfeiçoar as possibilidades de uso dos dispositivos móveis não como um fim em si mesmo, mas como uma estratégia para aproximar a escola do que é familiar às crianças e aos adolescentes e ampliar, assim, as suas possibilidades de aprendizagem.
  • 14. A proibição no contexto escolar  Os celulares já estão presentes no cotidiano de adultos, jovens e crianças. Consequentemente, esses dispositivos entraram nas escolas, e a reação mais comum entre os educadores foi a de proibir o seu uso nas aulas com o intuito de preservar o espaço de estudo e de aprendizagem. Essa reação, concretizada na criação de leis que proíbem o uso do celular na escola, acabou por fortalecer a posição de algumas instituições, diante dos alunos e suas famílias, na proibição do uso de celulares nas escolas.
  • 15. Referências  Curso Celular na escola disponível em: http://www.infoescola.com/informatica/tecnologia-da- informacao-e-comunicacao/  Curso Celular na escola disponível em: http://ava2.escolacomcelular.org.br/repository/cou rsefilearea/file.php/4/docs/m1_webaula_impressa o.pdf  TELLES, Adeílton. Tecnologias Educacionais. Disponível em: http://pt.slideshare.net/AdeildoTelles/tecnologias-educacionais- ii-34463438