McDONALD'S
A marca MCDONALD’S se tornou sinônimo de alimentação rápida, ou como preferem os americanos
fast food. A maior ...
arquiteto americano Stanley Clark Meston. O restaurante original foi reconstruído baseado nesse estilo
também. Ainda neste...
Richmond, no Canadá, e outra em Porto Rico. No ano seguinte o atual design dos restaurantes, com teto
mansard (pequeno tel...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mc donald pdf

325 visualizações

Publicada em

Mc Donalds

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
325
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mc donald pdf

  1. 1. McDONALD'S A marca MCDONALD’S se tornou sinônimo de alimentação rápida, ou como preferem os americanos fast food. A maior rede deste tipo de alimentação é um dos símbolos do capitalismo e do estilo de vida americano no mundo. Contestada. Odiada. Alvo de inúmeros protestos. Nada disso parece abalar seu domínio global. A marca se tornou tão conhecida que a prestigiosa revista The Economist utiliza seu principal sanduíche, o Big Mac, para fazer comparações do poder de compra entre os países. O MCDONALD’S pode até desaparecer algum dia, mas sua cultura estará implantada para sempre no mundo. A história A história da transformação do MCDONALD’S na maior rede de alimentação rápida do mundo começou em 1937 quando os irmãos Richard (Dick) e Maurice (Mac) McDonald abriram um modesto restaurante no sistema Drive-In na cidade de Arcádia, estado da Califórnia, para vender cachorro-quente. Pouco depois, em 1940, eles se mudaram para a cidade de San Bernardino, também na Califórnia, onde abriram no dia 15 de maio um restaurante com o nome deMCDONALD’S BAR-B-Q na famosa Rota 66 com aproximadamente 20 carhops, garçons que em cima de patins entregavam o pedido do cliente no carro. Isso se tornou extremamente popular e muito lucrativo. O cardápio continha 25 itens, a maioria deles churrascos. Em 1948, depois de notar que a maioria do dinheiro que ganhavam provinha da venda de hambúrguer, que na época custava US$ 0.15, os irmãos renovaram totalmente o restaurante. Dentre as inovações adotadas estavam: substituição de todos os utensílios – talheres, copos e pratos – por embalagens descartáveis; visitação pública da cozinha, onde os clientes podiam ver a impecável higiene e limpeza na preparação dos alimentos; eliminação do serviço de garçonete, fazendo com que os próprios clientes tivessem que sair de seus carros e irem fazer o pedido direto no balcão; e uma nova forma de produção dos sanduíches com a reformulação do cardápio, que passou a ser bastante enxuto, e dos alimentos preparados com base em uma linha de montagem. Quando o restaurante foi reaberto o cardápio tinha sido reduzido para apenas 9 itens, incluindo hambúrguer, cheeseburguer, milk-shake, batata-chip, refrigerantes, cafés e pedaços de torta, se tornando um grande sucesso, cuja fama rapidamente se espalhou através do boca a boca. Nesta época o restaurante adotou o slogan “Famous Hamburgers”. No ano seguinte as famosas French Fries (as batatas-fritas como conhecemos hoje) estrearam no cardápio do restaurante. Nesse momento também surgiu, mesmo que de forma indireta, o famoso M amarelo: para chamar a atenção dos motoristas ainda quando estivessem longe, a arquitetura do prédio dispunha de dois grandes arcos amarelos de neon (à noite, quando ligados, ficavam cor-de-rosa). Em 1953, os irmãos começaram a criar franquias de seu restaurante, com Neil Fox abrindo a primeira unidade franqueada. O segundo restaurante foi inaugurado na cidade de Phoenix, estado do Arizona, sendo o primeiro a utilizar o estilo baseado nos famosos “Arcos Dourados”, criado pelo famoso
  2. 2. arquiteto americano Stanley Clark Meston. O restaurante original foi reconstruído baseado nesse estilo também. Ainda neste ano, um quarto restaurante foi aberto em Downey na Califórnia, localizado na esquina com a Lakewood e Florence Avenue, onde até 1994 estava o mais antigo restaurante em funcionamento da rede. A história do pequeno negócio começou a mudar em 1954 quando o vendedor de máquinas de bater milk- shake, um sujeito chamado Ray Kroc, ficou fascinado com a popularidade e estilo do restaurante MCDONALD’S durante uma visita comercial. Depois de ver o restaurante em operação, propôs aos irmãos, que já possuíam franquias, a vendê-las fora da localização original da empresa (estado da Califórnia e do Arizona), sendo dele próprio a primeira unidade de franquia. Partiu então para Chicago com uma planta do restaurante, uma receita para as batatas-fritas e um contrato que lhe dava permissão para encontrar novos locais para as filiais. Uma das únicas exigências era a de que todos os restaurantes deveriam ter a aparência exatamente igual ao original. Negócio fechado, no dia 15 de abril de 1955 o representante comercial inaugurou seu primeiro restaurante em Des Plaines, no estado de Illinois, servindo hambúrgueres de boa qualidade, com serviço rápido e cortês, em um ambiente totalmente limpo, conceitos até hoje ligados à rede. O cardápio original do MCDONALD’S era pequeno: hambúrguer (US$ 0.15), cheeseburguer (US$ 0.19) batata frita (US$ 0.10), refrigerantes (US$ 0.10 e US$ 0.15), café (US$ 0.10) e milk-shake (US$ 0.20). Somente no primeiro dia o total de vendas foi de US$ 366.12, algo descomunal se imaginarmos que naquele tempo os sanduíches custavam míseros centavos. Começava naquele momento uma revolução na indústria e na história da alimentação mundial. A literatura da empresa costuma se referir a essa data como o “início” do MCDONALD’S, que já tinha 15 anos, ocultando os irmãos McDonalds da história e dando maior valor ao “fundador” Ray Kroc. A empresa ainda chama este restaurante de “McDonald’s Número 1”. Um ano depois, Ray Kroc já tinha montado uma rede com mais de 20 restaurantes espalhados pelo território americano. Em 1958 completava a venda de mais de 100 milhões de hambúrgueres. No início dos anos de 1960, sua dedicação aos estabelecimentos era total, e logo ele se cansou da letargia dos irmãos McDonald. Com a ajuda de um investidor desembolsou US$ 2.7 milhões e comprou a parte dos irmãos no negócio, que renomearam seu restaurante original para “The Big M” (O Grande M, em português). Mas Kroc levou-o à falência, mais tarde, construindo um MCDONALD’S à apenas uma quadra ao norte. Em 1962, o restaurante da rede localizado na cidade de Denver no Colorado foi o primeiro a disponibilizar lugares para sentar internamente, oferecendo aos seus clientes cadeiras e mesas e, consequentemente, muito mais conforto. Em 1967, com quase mil restaurantes em funcionamento nos Estados Unidos, a rede iniciava sua escalada internacional inaugurando uma unidade na cidade de
  3. 3. Richmond, no Canadá, e outra em Porto Rico. No ano seguinte o atual design dos restaurantes, com teto mansard (pequeno telhado ao redor do restaurante) e mesas do lado interno, foi introduzido como padrão em toda rede. Outras novidades seriam implantadas nos anos seguintes, como por exemplo, o primeiro restaurante MCDONALD’S inaugurado em julho de 1971 no continente asiático, localizado no distrito de Ginza em Tóquio; na Europa em 21 de agosto, na cidade de Zaandam na Holanda; seguido em dezembro, pela inauguração do primeiro restaurante na Alemanha em Munique, que foi o primeiro da rede a vender bebida alcoólica (cerveja); inauguração do primeiro restaurante, em 1974, dentro de um zoológico na cidade de Toronto no Canadá; o pioneirismo em divulgar a lista de ingredientes de seus produtos a partir de 1986; a inauguração de sua loja de número 10.000 no dia 6 de abril de 1988 na cidade de Dale City, estado americano da Virginia; o primeiro restaurante aberto em Moscou, no ano de 1990; o maior restaurante MCDONALD’S do mundo até os dias atuais, inaugurado em Pequim, capital da China (com mais de 700 lugares), em 1992; inauguração do primeiro restaurante da rede no continente africano, localizado na cidade do Cairo no Egito, em 1994; a montagem de lojas dentro dos supermercados Walmart; e a abertura de um restaurante, em 1996, dentro dos parques temáticos da Disney. Nesta época o sucesso da marca estava consolidado. Em 2004, o MCDONALD’S deu início a uma verdadeira revolução em seu conceito: depois de pesadas críticas quanto aos malefícios de suas refeições em relação a saúde, a preocupação principal da rede passou a ser oferecer um cardápio mais saudável e menos calórico a seus consumidores, além de desenvolver campanhas e ações contra a obesidade infantil e com foco em uma vida saudável. Após uma série de esforços da empresa, como a revisão de seu cardápio e o corte de sódio e calorias nos alimentos, o MCDONALD’S se posicionou como uma opção saudável de alimentação. O cardápio passou a conter então mais opções de alimentos saudáveis como saladas, frango e outros itens frescos, como frutas e legumes. Além disso, a partir de março de 2006, todas as embalagens dos produtos passaram a conter informações nutricionais completas. O ano de 2008 foi marcado por um dado histórico: a inauguração do milésimo restaurante em território chinês, um dos mais importantes mercados para a rede. Recentemente, a empresa investiu aproximadamente US$ 2.1 bilhões para abrir mil novos restaurantes assim como reformular os já existentes, adequando-os muitas vezes aos hábitos locais de cada país.

×