Mario de Andrade

302 visualizações

Publicada em


Mario Raul de Morais Andrade nasceu na capital de São Paulo em 9 de fevereiro de 1893.Formou-se como bacharel em Ciências e Letras no Ginásio Nossa Senhora do Carmo em 1909 e cursou Filosofia e Letras em 1910.
 

Se formou no curso de piano em 1917, também começou suas críticas a respeito das artes e cultura, passou a escrever para jornais e revistas.

Foi um poeta, romancista, crítico de arte, musicólogo, além de fotografo e ensaísta brasileiro. Foi um dos criadores do modernismo no Brasil.
Primeiro Livro
Um dos romances mais importantes do modernismo brasileiro, “Macunaíma” foi lançado em 1928. O livro busca uma valorização da cultura nacional.


Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mario de Andrade

  1. 1. Mario Raul de Morais Andrade nasceu na capital de São Paulo em 9 de fevereiro de 1893.Formou-se como bacharel em Ciências e Letras no Ginásio Nossa Senhora do Carmo em 1909 e cursou Filosofia e Letras em 1910.
  2. 2. Se formou no curso de piano em 1917, também começou suas críticas a respeito das artes e cultura, passou a escrever para jornais e revistas.
  3. 3. Foi um poeta, romancista, crítico de arte, musicólogo, além de fotografo e ensaísta brasileiro. Foi um dos criadores do modernismo no Brasil.
  4. 4. Junto com Oswald e outros intelectuais, Mário ajudou a preparar a Semana de Arte Moderna de 1922 No segundo dia de espetáculos, durante o intervalo, em pé na escadaria do Teatro Municipal, leu algumas páginas de seu livro de ensaios "A Escrava Que Não É Isaura". O público, despreparado para a ousadia, reagiu com vaias
  5. 5. "Amar, Verbo Intransitivo" (1927), o primeiro romance, desmascara a estrutura familiar paulistana. A história gira em torno de um rico industrial que contrata uma governanta (a Fräulein) para ensinar alemão aos filhos. Na verdade, tudo não passa de fachada para a iniciação sexual do filho mais velho.
  6. 6. Há uma Gota de Sangue em Cada Poema 1917; Pauliceia Desvairada 1922; A Escrava que não é Isaura 1925; Losango Cáqui 1926; Primeiro Andar 1926; Clã do Jabuti 1927; Amar, Verbo intransitivo 1927; Macunaíma 1928; Ensaio sobre a Música Brasileira 1928; Compêndio da História da Música 1929; Modinhas e Lundus Imperiais 1929; Remate de Males 1930; Música, Doce Música 1930; Belazarte 1934; O Aleijadinho 1935;
  7. 7. Álvares de Azevedo 1935; Namoros com a Medicina 1939; Música do Brasil 1941; Poesias 1941; O Baile das Quatro Artes 1943; Aspectos da Literatura Brasileira 1943; Os Filhos da Candinha 1943; O Empalhador de Passarinhos 1944; Lira Paulistana 1946; O Carro da Miséria 1946; Padre Jesuíno de Monte Carmelo 1946; Poesias Completas 1955; Danças Dramáticas do Brasil, 3 vol. 1959; Música de Feitiçaria 1963; O Banquete 1978; Contos Novos 1946;
  8. 8. Um dos romances mais importantes do modernismo brasileiro, “Macunaíma” foi lançado em 1928. O livro busca uma valorização da cultura nacional.
  9. 9. Mário de Andrade inaugura uma nova organização da linguagem literária. Utiliza provérbios do povo brasileiro e aproxima a língua escrita ao modo de falar, apresentando, assim, uma crítica á língua culta prestigiada no Brasil. A obra apresenta humor e criatividade, o que faz com que se torne afinada com a literatura de vanguardista da época. O livro possui estrutura inovadora, não seguindo uma ordem cronológica e espacial. Valoriza a cultura brasileira ao mesmo tempo em que sobrepõe a estes traços do Dadaísmo, Futurismo, Expressionismo e Surrealismo.

×