7.1.4.3 as vanguardas artísticas

239 visualizações

Publicada em

As vanguardas artísticas no final do sec XIX e princípio dos sec XX

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7.1.4.3 as vanguardas artísticas

  1. 1. As vanguardas: rupturas com os cânones das artes e da literatura • Reconhecer como principais vectores da mudança cultural, no limiar do século, a emergência do relativismo científico, a influência da psicanálise e a ruptura com os cânones clássicos da arte europeia
  2. 2. •REALISMO •IMPRESSIONISMO •PÓS- IMPRESSIONISMO NOVAS TEMÁTICAS NOVOS MATERIAIS e NOVOS RECURSOS NOVAS CONCEPÇÕES •sobre a função da pintura •de organização e composição do espaço pictórico •sobre a valorização da cor e da luz como elementos plásticos Os movimentos precursores do sec. XIX FACTORES QUE CONDICIONARAM O APARECIMENTO DAS VANGUARDAS ARTÍSTICAS
  3. 3. Impressionistas Claude Monet 1872 Impression, soleíl levant A impressão do momento
  4. 4. Pós Impressionista Gauguin - Mulheres de Taiti na Praia, 1891 Van Gogh 1898 Céu Estrelado Cézanne - Jeune garçon au gilet rouge (1888-89)
  5. 5. Vanguardas São Movimentos Efémeros : • Experimentação permanente dos materiais • Busca constante de inovações técnicas, formais e artísticas
  6. 6. Vanguardas Têm Subjacente Novos Conceitos Estéticos: • Independência face à natureza • Abandono da função narrativa da pintura • Liberdade do sujeito criador face aos modelos impostos • Exaltação da liberdade individual criadora • Recusa dos modelos clássicos • Rejeição das convenções académicas, tradicionais
  7. 7. Vanguardas Revolução Estética que se Afirma: • Como nova concepção do espaço pictórico • Com o desmantelamento da perspectiva tradicional e visão intelectualista do espaço • Como construção de um novo universo plástico • Pelas inovações formais e técnicas • Pela autonomia da cor (adquire valor em si mesma) • Nas novas dimensões das formas, das linhas, dos ritmos, do movimento, dos equilíbrios entre sinais e linhas que adquirem valor próprio e autónomo.
  8. 8. Expressionismo Edvard Munch – O Grito, 1893
  9. 9. Fauvismo Henri Matisse – A Dança, 1910
  10. 10. Cubismo Pablo Picasso Les Demoiselles d'Avignon 1907
  11. 11. Cubismo Georges Braque – Mulher com Guitarra, 1913
  12. 12. Cubismo Juan Gris – O Pequeno Almoço, 1915
  13. 13. Futurismo Umberto Boccioni – O Dinamismo de um ciclista, 1913
  14. 14. Abstraccionismo Wassily Kandinsky, Improvisação 31 (Batalha Naval), 1913,
  15. 15. Abstraccionismo Piet Mondrien – Composição nº6, 1914
  16. 16. Dadaísmo Marcel Duchamp– Fonte, 1917
  17. 17. Surrealismo “O Carnaval de Arlequim" de Miró , 1924
  18. 18. Surrealismo A Tentação de Santo António 1946, Salvador Dalí

×