Lobo Ibérico Caderno Pedagógico
Ao Professor       Este caderno pretende constituir-se como uminstrumento de trabalho para os professores do 1º e 2º ciclo...
IntroduçãoOs mitos que desde sempre estiveram associados aos lobos,criaram no imaginário colectivo a ideia de que a espéci...
2       Quem é o lobo?O lobo pertence ao reino Animal e dentro deste à classe dos Mamíferos e àordem dos Carnívoros.Os car...
Onde vive o lobo ibérico?Distribuição passada   Os núcleos populacionais de lobo ibérico localizam-se nas regiões do Norte...
Qual o aspecto do lobo ibérico?            O lobo ibérico é um mamífero de grande porte, sendo actualmente o            ma...
Qual o carácter do lobo?      5            O lobo é um animal social e extremamente cooperativo: adoptam as            cri...
Como vive o lobo?Os lobos são animais com uma organização social muito evoluída,vivendo, geralmente, em grupos familiares ...
7                                                  O que come o lobo?O lobo é um predador de topo da cadeia alimentar. É u...
.    Como comunicam os lobos?           Um grupo tão organizado como é uma alcateia depende de um bom           sistema de...
Que futuro para o lobo?O lobo é uma das espécies selvagens mais perfeitas e evoluídas que até agoraapareceu na Terra. A si...
Actividades1. Como é que os Lobos comunicam entre si?                                                                     ...
2. Palavras Cruzadas - o que sabes sobre o lobo?   1.    Canídeo silvestre, em extinção, que vive nas montanhas do Norte d...
3. Os Sons do Lobo                                                                   Escolhe um destes sons, para responde...
4. A aprendizagem do lobo         O primeiro Verão na vida de um lobito é muito importante,      pois há muito que aprende...
Segue as instruções e cria o teu lobo5. Origami do lobo                     1               2                      314    ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lobo tbérico caderno actividades

3.810 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.810
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lobo tbérico caderno actividades

  1. 1. Lobo Ibérico Caderno Pedagógico
  2. 2. Ao Professor Este caderno pretende constituir-se como uminstrumento de trabalho para os professores do 1º e 2º ciclos doEnsino Básico. O objectivo principal desta publicação é dar a conhecer olobo ibérico e sugerir actividades relacionadas com estepredador. Estas actividades que podem ser desenvolvidas pelacomunidade escolar e contribuir para uma melhor compreensãoda parte das crianças e jovens a da importância de conservar olobo ibérico.O caderno está organizado do seguinte modo: na primeira parteé feita uma introdução sobre diversos aspectos da biologia eecologia do lobo ibérico; e na segunda parte são apresentadasvárias actividades que podem ser realizadas pelos alunos, com oapoio dos professores.No final da realização das actividades sugeridas, propomos umavisita ao Centro de Recuperação do Lobo Ibérico, na Malveira,com o objectivo de observar de perto alguns exemplares de loboibérico. Terão assim oportunidade de contactar directamentecom uma das actividades desenvolvidas para a conservaçãodeste predador no nosso país.Para mais informações, contacte-nos. Grupo Lobo Departamento de Biologia Animal • Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa • Bloco C2 • 1749-016 Lisboa Tel/Fax: ++351 217500073 • E-mail: globo@fc.ul.pt • Site: http://lobo.fc.ul.pt Centro de Recuperação do Lobo Ibérico Quinta da Murta • Gradil • Apartado 61 2669-909 Malveira Tel: 261785037 • Fax: 261788047 • Telem: 917532312
  3. 3. IntroduçãoOs mitos que desde sempre estiveram associados aos lobos,criaram no imaginário colectivo a ideia de que a espécie eraindesejável, símbolo de tudo o que é absurdo, incontrolável enefasto, e de que o seu extermínio era um dever e um direito.c 1Esta ideia ainda hoje persiste, sendo a grande responsável pelofacto da espécie se encontrar em risco de extinção no nosso país.Para além disso, o desenvolvimento da sociedade humana, com aconsequente destruição dos recursos naturais, nomeadamente doshabitats e das presas silvestres que constituíam a base da suaalimentação, também contribuíram para o declínio da espécie epara restringir a sua área de distribuição a locais onde a presençahumana menos se faz sentir. É, por isso, cada vez mais urgentecriar linhas de acção e tomar medidas práticas que promovam adesmitificação fazem do lobo, fazendo com que deixe de ser umaespécie odiada.Estudos realizados abordando aspectos como a alimentação, areprodução e a organização social, mostram que o lobo é narealidade um animal extremamente inteligente e disciplinado e quea organização social das alcateias é exemplar, profundamenteestruturada e desenvolvida, sendo um caso único na Natureza.Como predador, o seu papel ecológico é muito importante aoregular os efectivos das populações presas, fortalecendo-as emantendo-as em boas condições sanitárias, visto que a maioria dassuas presas são os indivíduos mais fracos e doentes.“ Os lobos, como todos os outros animais de vida silvestre, têm odireito de existir no seu estado natural. Este direito não está, demodo nenhum, relacionado com o seu valor para a humanidade. Pelocontrário, tem a sua origem no direito que todas as criaturas vivastêm em coexistir com o homem como parte integrante dosecossistemas naturais.” (Manifesto e linhas de acção para aconservação do lobo - 1º princípio da IUCN).O lobo não é uma ameaça para o homem, mas sim ameaçado por ele.É nosso dever proteger, respeitar e aprender a conviver com estamagnífica espécie, criando condições para a sua sobrevivência.
  4. 4. 2 Quem é o lobo?O lobo pertence ao reino Animal e dentro deste à classe dos Mamíferos e àordem dos Carnívoros.Os carnívoros alimentam-se essencialmente de carne. Esta característicaencontra-se associada a uma outra que os distingue dos restantes mamíferos,a presença de dentes carniceiros. A ordem é composta por sete famílias,pertencendo o lobo à família Canidae, que inclui o chacal, o coiote, o cão e araposa. Esta última pertence ao género Vulpes, enquanto que as restantesespécies pertencem ao género Canis.Actualmente consideram-se três espécies de lobo: o lobo vermelho Canisrufus, o lobo cinzento Canis lupus e o lobo da Etiópia Canis siniensis.A extensão da área original de distribuição do lobo cinzento e a variedade dehabitats ocupados, associadas à grande capacidade adaptativa da espécie,resultaram numa grande variabilidade intraespecífica, que levou à descriçãode 32 subespécies. Este valor é bastante superior ao número de subespéciesactuais porque, infelizmente devido à acção destruidora do homem, muitasdelas já estão extintas.O lobo ibérico Canis lupus signatus, é uma das subespécies ainda existentes.Foi descrita por Cabrera em 1907, e é endémica da Península Ibérica.No que diz respeito ao estatuto de conservação, o lobo está classificado,mundialmente, como espécie “Pouco Preocupante” “Least concern”, de acordocom a “1990 IUCN Red List of Threatened Animals” da União Internacionalpara a Conservação da Natureza. Encontra-se protegido pela ConvençãoRelativa à Conservação da Vida Selvagem e dos Habitats Naturais da Europa(Anexo II Convenção de Berna, 1979), pela Convenção que regulamenta oComércio de Espécies Selvagens (CITES - Anexo II). Em Portugal estáclassificado com o estatuto de espécie “em perigo”, segundo o “LivroVermelho dos Vertebrados de Portugal” (SNPRCN, 2006). De acordo com aLei 90/88 (Dec-Lei 139/90), encontra-se totalmente protegido no nossoterritório, sendo proibido o seu abate ou captura, a destruição oudeterioração do seu habitat e a sua perturbação em especial durante osperíodos de reprodução e dependência (Artigo 1º, alíneas a, b e c). EmEspanha é considerado “vulnerável” de acordo com a “Lista Roja de losVertebrados de España, 1986” do Instituto de Conservação da NaturezaEspanhol (ICONA).
  5. 5. Onde vive o lobo ibérico?Distribuição passada Os núcleos populacionais de lobo ibérico localizam-se nas regiões do Norte, Centro e Oeste da Península Ibérica. No total calcula-se que existam cercaDistribuição actual de 2500 lobos na Península Ibérica, dos quais 300 encontram-se em Portugal. Em Portugal, a espécie que ainda na década de 50, ocorria praticamente em todo o território, sofreu, a partir dos anos 60, uma regressão do litoral para o interior, e simultaneamente uma outra no sentido Sul-Norte. Encontra-se hoje confinada às serras mais agrestes do norte e centro do país, formando dois núcleos populacionais separados pelo rio Douro. A norte do rio Douro, a espécie distribui-se desde as regiões fronteiriças do Minho até ao Nordeste Transmontano. A sul do rio Douro, o efectivo da espécie atinge valores muito baixos na3 ordem dos 30 indivíduos, que se distribuem pelas serras da Arada, Montemuro, Leomil, Lapa, e pela na região de Penedono. Esta população encontra-se em grave risco de extinção, ao contrário da localizada a norte do rio Douro que se encontra estável e interligada com a população lupina espanhola. A descontinuidade verificada na área de distribuição é uma grande ameaça à sobrevivência da espécie, porque potencia o risco de fragmentação da população, tornando-a desta forma mais vulnerável a todo o tipo de pressões externas. Os locais habitados pelos lobos caracterizam-se por apresentarem baixa pressão humana, embora com elevada taxa da actividade pecuária e uma topografia acidentada. A sua ocupação pela espécie resulta de serem as zonas mais recônditas e abrigadas, pouco afectadas pelo Homem, e que lhe permitem alguma protecção, em especial, na época de criação.
  6. 6. Qual o aspecto do lobo ibérico? O lobo ibérico é um mamífero de grande porte, sendo actualmente o maior canídeo silvestre. A espécie é caracterizada por uma cabeça volumosa, de aspecto maciço, com orelhas rígidas e triangulares, relativamente curtas e pouco pontiagudas. Os olhos são frontalizados e oblíquos, em relação ao focinho, e cor de topázio. Existem dois tipos de pelagem: a pelagem de Inverno e a pelagem de Verão. A pelagem de Inverno é constituída por dois tipos de pêlos: os de revestimento, compridos e fortes; os mais finos e lanosos, que formam uma espessa camada sob os primeiros. Esta pelagem confere ao animal um aspecto corpulento. A pelagem de Verão é constituída por pêlos de revestimento mais curtos que os da pelagem de Inverno, e por uma menor quantidade de pêlos lanosos. No Verão os lobos apresentam, no geral, uma pelagem muito curta, excepto na região do pescoço onde se mantêm mais comprida Os lobos têm uma visão extraordinária, com boa percepção do relevo, distância e movimento. Possuem um ouvido muito sensível, o que lhes permite detectar com relativa facilidade a origem dos sons. O olfacto é igualmente, muito apurado. O lobo ibérico é, de entre as subespécies de lobo, a que apresenta menores dimensões (altura ao garrote - 70 cm; peso - 25 a 40Kg). O lobo que habita a Península Ibérica caracteriza-se por possuir uma pelagem castanho amarelada no tronco. O focinho, ruivo com tons intermédios entre o canela e o amarelo canela, apresenta uma região mais clara, em tons de branco sujo, que parte obliquamente da garganta até ao ângulo externo do olho. As orelhas apresentam, externamente, uma coloração arruivada, sendo de cor creme do lado interno. A nuca, tal como o peito e dorso é de cor parda. A garganta4 é castanho avermelhada na base, apresentando tons de bege a castanho na restante superfície, dorsalmente, o pescoço é da cor do dorso. O dorso é marcado por uma lista negra, que se estende do pescoço à cauda. Os membros são fortes e robustos, com uma coloração entre o castanho e o bege, internamente, e o castanho e o ocre, externamente. Os membros anteriores exibem longitudinalmente, na parte da frente uma lista negra muito bem definida, que é mais visível no Inverno. O restritivo específico signatus foi atribuído com base nesta característica (do latim signatus – marca ou sinal).
  7. 7. Qual o carácter do lobo? 5 O lobo é um animal social e extremamente cooperativo: adoptam as crias que ficam órfãs na alcateia, alimentam comunitariamente as fêmeas lactantes e as crias, e dividem entre si as presas que capturam. Os lobos são animais com diversas “personalidades” mas, de um modo geral, pode dizer-se que são amigáveis, gostam de estar juntos e mostram uma grande afeição mútua. São bastante tolerantes e gostam de brincar, particularmente quando são jovens. São animais inteligentes e bem disciplinados, uma vez que isso os ajuda a sobreviver. São monogâmicos e cuidam da prole. Mas, apesar de tudo isto, no nosso país, ainda são muitas as lendas sobre lobos e, em certas regiões, o temor é tal que se recorrem a orações para os afugentar. Contudo, outros povos têm o lobo em grande estima, vendo nele o caçador perfeito. Os índios, admirando a inteligência e bravura deste animal, distinguem os seus mais audazes guerreiros atribuindo-lhes o seu nome.
  8. 8. Como vive o lobo?Os lobos são animais com uma organização social muito evoluída,vivendo, geralmente, em grupos familiares - as alcateias -altamente hierarquizados, representando esta hierarquia laçossociais e uma forma de coesão entre os diversos indivíduos em quetodos os membros mostram uma afeição mútua, não só porquedependem uns dos outros, mas também porque têm um forteespírito de grupo. Uma alcateia pode englobar entre 3 a 8indivíduos, dependendo da disponibilidade de alimento, de espaço e 6da perseguição que o Homem lhe move na região onde habita.As alcateias são constituídas pelo par reprodutor – macho e fêmeaalfa (α) - e pelos seus descendentes. Este par distingue-se, naescala hierárquica da alcateia, como o par dominante. Ao queparece, são geralmente eles que “decidem” um conjunto deactividades fundamentais para a sobrevivência da alcateia, comosejam as zonas onde vão caçar, o local onde vão nascer os lobitos,ou quais os locais de descanso. São também os lobos α, de um modogeral, os únicos animais que acasalam em cada época dereprodução.Os restantes indivíduos da alcateia são na maior parte das vezesos filhos do casal α. Estes podem ser irmãos da mesma ninhada oude ninhadas de anos diferentes. Os lobos com mais de um ano deidade estão ainda em fase de aprendizagem e para além decaçarem com os seus progenitores, ajudam também na criação dosseus irmãos mais novos, trazendo-lhes comida e tomando por vezesconta deles.O lugar que um lobo vai ocupar na hierarquia – salvo quando ainda élobito – é o resultado de constantes jogos e provas de forçararamente implicando lutas em que os animais se ferem ou matam.Estes rituais são definidos por uma série de atitudes corporais,expressões faciais e posições de cauda que exprimem medo,submissão, rendição ou dominância, havendo sempre um indivíduoque se submete a outro, submissão que expressa ao deitar-se decostas no solo e ao oferecer-lhe o pescoço ou deixando-o cheirar aregião inguinal.A maior parte dos lobos entre ano e meio e os três anos de idadeabandonam a sua alcateia, tentando encontrar, por sua vez, um pare formar uma nova alcateia. Nesta fase, os lobos podem percorrermuitas dezenas de quilómetros tentando encontrar outro animalpara acasalar e uma área, sem lobos, para formar a sua própriaalcateia.
  9. 9. 7 O que come o lobo?O lobo é um predador de topo da cadeia alimentar. É um animalcarnívoro, alimentando-se de mamíferos de médio e grande porte, nasua maioria herbívoros. Ao longo da sua área de distribuição, caçapresas tão grandes como alces, bisontes ou cavalos e tambémanimais de médio porte como o javali, o corço, ou o castor. Emborase possa alimentar de animais mais pequenos, como coelhos, lebres eroedores, estes animais não constituem a base da sua alimentação.Por vezes, o lobo também se alimenta de animais mortos e, nalgumaszonas muito humanizadas da P. Ibérica, estes constituem uma parteimportante da sua dieta. Assim, a alimentação do lobo varia deregião para região, sendo condicionada pelas espécies presapresentes e pela sua abundânciaEm Portugal alimentavam-se essencialmente de javali. Nas zonasmenos humanizadas, onde as presas naturais são abundantes, o lobobaseia nelas a sua alimentação, não tendo assim necessidade deatacar os animais domésticos para sobreviver. Consegue por issopassar despercebido, não gerando praticamente conflitos com oHomem. Pelo contrário, nas áreas profundamente transformadaspela actividade humana como acontece em Portugal, onde as presassilvestres são pouco abundantes, o lobo tem apenas como alternativaos animais domésticos. Entre estes, a ovelha e a cabra são as presasmais consumidas. O correcto maneio do gado impede que o númerode prejuízos causados pelo lobo seja elevado. Além disso, asalcateias aproveitam, com alguma frequência os desperdíciosprovenientes da actividade pecuária, revelando a sua capacidade deadaptação aos meios muito humanizados. Também os cães que sãoabandonados e vagueiam pelas serras constituem alimento para olobo.Os prejuízos resultantes da referida predação têm sido um factorde grande importância no antagonismo existente entre o homem e olobo, e que tem levado ao extermínio deste canídeo. Ora sequeremos evitar a sua extinção torna-se evidente importantequantificar os resultados da predação, tendo em vista a procura desoluções para este conflito. É, porém, necessário ter em conta queos ataques aos rebanhos não são todos feitos por lobos. Os cãesassilvestrados são também responsáveis por muitos dos ataques aosanimais domésticos
  10. 10. . Como comunicam os lobos? Um grupo tão organizado como é uma alcateia depende de um bom sistema de comunicação. Os lobos têm a capacidade de comunicar mutuamente através de sinais. Os seus movimentos e atitudes corporais, olhares, cheiros e sons tais como latidos, rugidos e uivos conseguem transmitir todo o tipo de informação e sentimentos. O seu sentido de olfacto é muito desenvolvido e um cheiro fornece importante informação. Um lobo mostra qual o seu estatuto na alcateia, expressa os seus sentimentos e as suas intenções pela maneira como apresenta o focinho, as orelhas, a cauda e os pêlos do dorso. De entre todos os tipos de comunicação, o uivo é aquele que talvez nos seja mais familiar. Os lobos uivam, por exemplo, para informar os companheiros sobre a sua posição, para reunir os membros da alcateia, para chamar os lobitos e em ocasiões particulares como as que precedem uma caçada. Os lobos uivam ainda por prazer e para consolidarem os laços que os unem. 8
  11. 11. Que futuro para o lobo?O lobo é uma das espécies selvagens mais perfeitas e evoluídas que até agoraapareceu na Terra. A situação actual do lobo é bastante preocupante, umavez que este animal se encontra em vias de extinção (causada não só pelaperseguição do homem, como pela destruição do seu habitat e concorrênciacom os cães assilvestrados) em quase todas as áreas onde ainda existe. A suaextinção seria uma perda irreparável!Apesar desta situação em que o lobo se encontra ser devida em parte aoHomem, hoje em dia, para sobreviver depende dele. Para a sobrevivênciadesta espécie é necessário que as pessoas sejam informadas sobre averdadeira natureza deste carnívoro, sobre o seu habitat natural e o seucomportamento. Além disso devem ser criadas leis racionais para controlaros caçadores e pôr fim à caça furtiva feita aos lobos e à utilização demétodos bárbaros, como as armadilhas e o veneno. Por fim, é necessário queaqueles que ainda sofrem a acção predadora do lobo, como os pastores,devam ser não só ajudados a proteger os seus rebanhos, como também aserem indemnizados pelos prejuízos causados por este animal. O que pode fazer pelo lobo? Aprender tanto quanto possível sobre o lobo e o seu habitat; Divulgar aos outros tudo o que sabe e aprendeu; Corrigir os que divulgam informações falsas; Apoiar a acção dos grupos que se preocupam com a conservação do lobo (actualmente existentes em quase todos os países onde ainda existem9 populações de lobos); Participar nas acções a decorrer no nosso país: tem interesse, é instrutivo e divertido;
  12. 12. Actividades1. Como é que os Lobos comunicam entre si? 10 Os lobos usam três linguagens diferentes para comunicarem entre si: Sons - Uivos, Latidos, Gemidos e Rosnadelas Odores - Inclui a marcação por urina ou dejectos Posturas corporais - Movimentos e posições do corpo Vê se consegues identificar a postura corporal ou os sinais que cada lobo está a usar, ligando cada um dos desenhos a uma das mensagens. Olha atentamente para a expressão da face, a posição das orelhas, da cauda e do corpo dos lobos. Cada mensagem pode ser usada mais de uma vez. Este é o meu território Mantém-te afastado Vamos brincar Eu sou o chefe Olá! Eu não vou lutar… eu obedeço
  13. 13. 2. Palavras Cruzadas - o que sabes sobre o lobo? 1. Canídeo silvestre, em extinção, que vive nas montanhas do Norte de Portugal. 2. Quando uma espécie animal ou vegetal desaparece para sempre. 3. Área onde a alcateia vive e onde caça para se alimentar. 4. Nome que se dá a um grupo de lobos. 5. Animal que é caçado por um predador. 6. Casal de lobos que chefia a alcateia – Par. 7. Local onde nascem as crias e são alimentadas enquanto pequenas. 8. Qual o som mais conhecido que o lobo faz. 9. Animal que se alimenta de outros animais. 10. Nome que se dá aos lobos quando são pequenos. 11. Nome que se dá ao grupo de lobitos quando nascem. 12. Quando os lobos procuram capturar uma presa para comer.11
  14. 14. 3. Os Sons do Lobo Escolhe um destes sons, para responder às perguntas abaixo. Uivo - ow-oo-oo-ow, ar-rr-rr-rr-oo-oo; ie-ee-ee-ow Latido - huff; wuff; woof Ganido - hum-hum Rosnadela - grr-rr-rr Que som faria um lobo se quisesse: Chamar os membros da alcateia que estão longe; Pedir à mãe alimento e atenção; Dizer a outro lobo para se afastar do seu alimento; Dizer aos lobos vizinhos para saírem do seu território; Dizer ao líder (alfa) que não quer lutar; Dizer aos lobitos para o seguirem; Dizer a outros lobos que está alarmado. 121. uivar; 2. ganir;3. rosnar; 4. uivar, rosnarou latir; 5. ganir; 6. latir ou ganir; 8. latir ouuivar
  15. 15. 4. A aprendizagem do lobo O primeiro Verão na vida de um lobito é muito importante, pois há muito que aprender sobre a vida na alcateia. O conhecimento das regras da vida familiar é fundamental para a sobrevivência dos lobos. Ajuda este lobito a aprender. Deves parar em cada quadrado, ler e continuar até ao próximo sem 13 voltar para trás. Aprender a obedecer aos chefes da alcateia. Criar laços com os outros elementos da alcateia. Os laços irão manter a alcateia coesa. Testar as forças e as fraquezas dos outros lobitos da Aprender ninhada. Descobrir As técnicas de caça quem é o líder. com os familiares. Conhecer o seu lugar na alcateia. Desenvolver os músculos e a coordenação dos movimentos. Certificado de formatura Aprendeste as tuas lições e Aprender os és agora um membro da comportamentos que evitam alcateia. magoarem-se entre si.
  16. 16. Segue as instruções e cria o teu lobo5. Origami do lobo 1 2 314 4 5 6

×