João Comilão, Luís Torce-o-nariz e Augusto Robusto: 
3 irmãos… e um susto! 
História adaptada e formatada C C
Era uma vez 3 irmãos muito diferentes: O João era o mais velho e era um 
grande comilão, por isso era muito gordo. Só gost...
Comia porcaria a toda a hora do dia, desde o pequeno almoço, passando 
pelo lanche e pelas refeições principais… e mais! N...
O irmão do meio era o Luís, que estava sempre a torcer o nariz e nunca 
tinha apetite, não comia nada… por isso era pequen...
Já o terceiro irmão era bem diferente, chamava-se Augusto e era muito 
robusto. Gostava de tudo o que era saudável, comia ...
Ora tal como na história dos 3 porquinhos, um dia estes 3 irmãos 
decidiram construir as suas casas. O primeiro, João Comi...
O segundo irmão, Luís Torce-o-nariz, queria fazer uma casa que fosse 
resistente e bonita, mas não conseguiu carregar os t...
O terceiro irmão, Augusto Robusto, queria construir a casa dos seus 
sonhos, bonita, forte e grande. Como era forte e saud...
Dali a algum tempo, os 3 irmãos apanharam um grande susto: apareceu por 
aquelas bandas uma bruxa malvada… cheia de fome e...
Aproximou-se e lançou o seu feitiço: - Vento de furacão, deita esta casa ao 
chão! E pelo ar foi a casa do João Comilão…
Que fugiu, muito assustado, para a casa do irmão!
Seguiu então, cada vez mais zangada, cada vez mais esfomeada, para a casa 
do Luís Torce -o- nariz. Pensou a bruxa malvada...
Aproximou-se e lançou o seu feitiço: - Vento de furacão, deita esta casa ao 
chão! E pelo ar foi a casa do Luís Torce-o-na...
Que fugiu, muito assustado, para a casa do irmão, onde já estava 
também, o irmão João Comilão!
Mas não tardou muito a lá chegar a bruxa malvada, cada vez mais furiosa, 
cada vez mais esfomeada… 
É agora que vos 
como,...
Mas não conseguiu, por mais que dissesse o seu feitiço: - Vento de 
furacão, deita esta casa ao chão! A casa nem se movia....
O João Comilão e o Luís Torce-o-nariz continuavam muito assustados, 
mesmo depois da bruxa malvada ter partido, mas o Augu...
Os irmãos ouviram-no com atenção e aceitaram a condição, pois 
perceberam que era muito importante para a sua saúde, e tam...
E, passado algum tempo, João Comilão e Luís Torce-o-nariz já nem 
pareciam os mesmos! Estavam muito mais elegantes, fortes...
FIM 
História adaptada a partir de ideia original publicada, 
da autoria de Dulce Lemos “A casinha do Zé Valentão 
•Paranh...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alimentação

361 visualizações

Publicada em

trabalho sobre a alimentação

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Alimentação

  1. 1. João Comilão, Luís Torce-o-nariz e Augusto Robusto: 3 irmãos… e um susto! História adaptada e formatada C C
  2. 2. Era uma vez 3 irmãos muito diferentes: O João era o mais velho e era um grande comilão, por isso era muito gordo. Só gostava de comer coisas más para a saúde e era muito preguiçoso, nunca fazia exercício…
  3. 3. Comia porcaria a toda a hora do dia, desde o pequeno almoço, passando pelo lanche e pelas refeições principais… e mais! Nunca fazia exercício…
  4. 4. O irmão do meio era o Luís, que estava sempre a torcer o nariz e nunca tinha apetite, não comia nada… por isso era pequeno, magro, não tinha força e estava sempre a sentir-se enjoado.
  5. 5. Já o terceiro irmão era bem diferente, chamava-se Augusto e era muito robusto. Gostava de tudo o que era saudável, comia bons alimentos, fazia todas as refeições e ainda praticava exercício. Estava sempre bem disposto e cheio de energia!
  6. 6. Ora tal como na história dos 3 porquinhos, um dia estes 3 irmãos decidiram construir as suas casas. O primeiro, João Comilão, queria fazer uma casa grande e forte como ele, mas não conseguiu carregar as pedras que precisava. Então fez uma casa de madeira…
  7. 7. O segundo irmão, Luís Torce-o-nariz, queria fazer uma casa que fosse resistente e bonita, mas não conseguiu carregar os tijolos que precisava… então fez uma casa de palha, fraquinha como ele.
  8. 8. O terceiro irmão, Augusto Robusto, queria construir a casa dos seus sonhos, bonita, forte e grande. Como era forte e saudável, conseguiu carregar todos os materiais necessários e fez uma bela casa!
  9. 9. Dali a algum tempo, os 3 irmãos apanharam um grande susto: apareceu por aquelas bandas uma bruxa malvada… cheia de fome e muito zangada! Viu a casa do gorducho João Comilão e pensou: Gordinho como um balão, mas que bela refeição!
  10. 10. Aproximou-se e lançou o seu feitiço: - Vento de furacão, deita esta casa ao chão! E pelo ar foi a casa do João Comilão…
  11. 11. Que fugiu, muito assustado, para a casa do irmão!
  12. 12. Seguiu então, cada vez mais zangada, cada vez mais esfomeada, para a casa do Luís Torce -o- nariz. Pensou a bruxa malvada: Mas é melhor do que nada… Que enfezado e magrinho, mas que almoço tão fraquinho!
  13. 13. Aproximou-se e lançou o seu feitiço: - Vento de furacão, deita esta casa ao chão! E pelo ar foi a casa do Luís Torce-o-nariz!
  14. 14. Que fugiu, muito assustado, para a casa do irmão, onde já estava também, o irmão João Comilão!
  15. 15. Mas não tardou muito a lá chegar a bruxa malvada, cada vez mais furiosa, cada vez mais esfomeada… É agora que vos como, não me escapais, vou encher a barriguinha até não poder mais!
  16. 16. Mas não conseguiu, por mais que dissesse o seu feitiço: - Vento de furacão, deita esta casa ao chão! A casa nem se movia. E a bruxa malvada foi-se embora de vez, muito mais furiosa, muito mais esfomeada!
  17. 17. O João Comilão e o Luís Torce-o-nariz continuavam muito assustados, mesmo depois da bruxa malvada ter partido, mas o Augusto Robusto sossegou-os, convidando-os a morar com ele naquela casa forte e resistente. Só tinha uma condição… - Têm que comer comida decente!
  18. 18. Os irmãos ouviram-no com atenção e aceitaram a condição, pois perceberam que era muito importante para a sua saúde, e também para ficarem fortes e bem-dispostos, fazerem uma alimentação saudável e exercício também! Guloseimas, só de vez em quando…
  19. 19. E, passado algum tempo, João Comilão e Luís Torce-o-nariz já nem pareciam os mesmos! Estavam muito mais elegantes, fortes, bem-dispostos e saudáveis. Mas foi preciso apanharem um grande susto!
  20. 20. FIM História adaptada a partir de ideia original publicada, da autoria de Dulce Lemos “A casinha do Zé Valentão •Paranhos,2014, ultima edição

×