Comunicacão na Catequese

541 visualizações

Publicada em

Comunicacão na Catequese

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Comunicacão na Catequese

  1. 1. COMUNICAÇÃO E CATEQUESE Aparecida, 23 de julho de 2010 Maria da Luz Fernandes Marketing e Comunicação daluz.vix@gmail.com (27) 8823-1713
  2. 2. A Importância da comunicação Podemos dizer que dos 100% que compõe o nosso poder de comunicação, 80% vem do conhecimento do conteúdo do tema central. É o conhecimento técnico. Os 20% restante são técnicas, mas sem estas o conhecimento fica comprometido.
  3. 3. EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO 93% da eficácia da comunicação deve-se ao tom e à intensidade da voz, aos gestos e às expressões corporais. “A mensagem que prevalece é aquela transmitida pela comunicação não-verbal“,
  4. 4. EDUCAÇÃO Educar é formar pessoas verdadeiramente humanizadas e felizes. Frei Beto, 2006 De maneira menos poética: educar é ensinar valores, princípios, o certo e o errado, o bem e o mal etc....
  5. 5. A CRIANÇA E A COMUNICAÇÃO O problema é que quem ensina isso hoje são fundamentalmente os meios de comunicação: TV, internet, filme, jogo... (antes era o programa de auditório...hoje filme dentro do auditório.... novo formato)
  6. 6. A CRIANÇA E A COMUNICAÇÃO Quando a criança vê o bandido e o policial com a arma, ela enxerga o bem e o mal (não importa de que lado está a arma) .
  7. 7. A CRIANÇA E A COMUNICAÇÃO Outros aspetos: Sexualidade – informação (quantidade e qualidade)
  8. 8. QUEM É RESPONSÁVEL PELA EDUCAÇÃO? Família – escola – catequese - sociedade
  9. 9. O QUE APONTAM OS ESPECIALISTAS? 1ª SUGESTÃO: Formar consciências críticas (diálogo) – estaria, então delegado à família e à escola. ( A Igreja também embarcou)
  10. 10. A CRIANÇA E A COMUNICAÇÃO 2ª SUGESTÃO: O meio é apenas um instrumento para se transmitir a mensagem. (A Igreja também embarcou)
  11. 11. A CRIANÇA E A COMUNICAÇÃO Até que um dia David Olsone Jerome Bruner (psicólogos) fizeram uma simples pergunta: Além de ajudar na transmissão do conhecimento será que o uso dos meios influencia no aprendizado? Revista da Educação, 1995
  12. 12.  Eles responderam que sim. Fica a pergunta: E a Igreja embarcou?
  13. 13.  Eles foram além. Existem 3 formas de aprender: 1ª Experiência direta (forno aquecido queima) 2ª Observação (alguém toca o forno e retira rapidamente a mão) 3ª Interpretação (alguém nos diz)
  14. 14. ESTATÍSTICA uma pessoa retém 10% do que lê; 26% do que escuta; 30% do que vê; 70% do que vê e escuta; 70% do que discute com outros; 80% do que aprende experimentando; 90% do que explica para outros e 95% do que ensina para outros
  15. 15.  E a Igreja embarcou?
  16. 16.  Se não embarcou, a hora é agora.
  17. 17. O QUE É COMUNICAÇÃO ECATEQUESE? COMUNICAÇÃO = ARTE DE SE RELACIONAR (com pessoas, grupos, nas diversas situações, com vários objetivos) – GERA ALEGRIA CATEQUESE = ENSINAMENTO = educação da fé das crianças, jovens e adultos
  18. 18. COMO SE DÁ A COMUNICAÇÃO Mensagem Emissor Receptor RUÍDOS Feed-back
  19. 19. ONDE ESTÃO OS MEIOS OUVEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO? O uso dos veículos de comunicação pode ajudar ou atrapalhar
  20. 20. CATEQUESE É ENSINO TEM UM ROTEIRO
  21. 21. CATEQUESE É COMUNICAÇÃO Tem um emissor, uma mensagem e um receptor
  22. 22. CATEQUESE É VIVÊNCIA(EXPERIÊNCIA) Tem que ser autêntica, de verdade, motivada e não robótica Tem veículos ou formas de comunicar que podem facilitar esse processo.
  23. 23. CATEQUESE É UM EVENTO Exige um comportamento – tempo – ritual
  24. 24. TEMPO TEMPO DE CONCENTRAÇÃO DO OUVINTE A CAPACIDADE MÁXIMA DAS PESSOAS É DE 20 MINUTOS DE ESCUTA
  25. 25. JUNTANDO TUDO Processo de comunicação não precisa de meios (instrumentos) Existem 3 formas de aprender. Podemos trabalhar com as 3 ou priorizar a experiência (= vivência) A rapidez da informação não ajuda a conscientização e aprendizado
  26. 26. QUAL O OBJETIVO DACOMUNICAÇÃO NA CATEQUESE? ENVOLVER E PROMOVER A APRENDIZAGEM E A EXPERIÊNCIA
  27. 27. COMO FAZER? Na década de 80, um Francês, Pierre Babin, profetizou uma mudança profunda na educação. Em síntese ele anunciou o fim da escola-loja e o surgimento da escola-mesa
  28. 28. É isso que nós precisamos fazerna catequese. 1º mudar o formato das salas (ainda são lojas?) 2º desacelerar o ritmo, tempo (Não ensinar tudo no primeiro ano. Organizar um crescente)
  29. 29.  3º aproximar as histórias dos personagens bíblicos e santos com as histórias dos heróis 4º criar ambientes diferentes para provocar atitudes, sentimentos e vivências diferentes 5º colocar os instrumentos na mão dos catequizandos
  30. 30. ATITUDES Atit. 1 – na catequese-mesa o conhecimento é partilhado (eles não conhecem vão fazer pesquisa na internet, em documentos, em visitas, entrevistas, na Bíblia) Atit. 2 – a forma de partilhar o conhecimento pode ser muito diversificada – fotos, vídeos, encenações, torpedos, mensagens formato twitter
  31. 31.  Atit. 3 – Lembre-se sempre que sua presença deve ser oportuna e segura Atit. 4 – Não tenha medo de arriscar. Ouse.
  32. 32. ORGANIZAÇÃO Cada evento (elemento) pode ser fracionado em partes. O emissor escolhe o ritmo da sequência. A sequência deve ser dedutiva
  33. 33. TUDO DEPENDE DE:1. O OBJETIVO (saber exatamente o que se pretende com o ano (período) e cada encontro1. O CONHECIMENTO DO PÚBLICO (ruídos)1. CONHECIMENTO DAS TÉCNICAS OU INSTRUMENTOS A UTILIZAR
  34. 34. 4. TER PRESENTE TODO O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO (o público dá sinais [feed- back])
  35. 35. PERGUNTAS PÓS-PREPARAÇÃODO ESQUEMA GESTOS – falam por si mesmos ou não? ESSA DINÂMICA É A MELHOR PARA ESSA MENSAGEM? O USO DO MEIO – é adequado àquele ambiente?
  36. 36. EXEMPLOS 1. Anunciação do anjo a Maria Pedir que leiam o texto e façam fotos para apresentar essa passagem. Depois que eles apresentarem enviar por email a todos para que durante a semana eles trabalhem as fotos
  37. 37.  Na semana seguinte levar um computador para que eles gravem a narração Na semana após enviar para todos para façam a base musical No encontro seguinte votar a melhor TOTAL = 3 ENCONTROS
  38. 38.  2. Falar de crack Jogo de futebol: o time do crack e o time saúde – formar os times e discutir como será a dinâmica do jogo Na semana seguinte – realizar o jogo e narrar O diálogo vai acontecer com perguntas e respostas sobre a narração
  39. 39.  3. Vida de um santo Pesquisar na internet a história de S. Francisco de Assis. Levantar os dados importantes e relacionar com algum herói dos filmes e desenhos que eles assistem. Abrir uma discussão no orkut sobre o assunto Apresentar em forma de teatro
  40. 40.  4. Passagem Bíblica Ler o sermão da montanha e discutir qual lugar do bairro Jesus escolheria se tivesse que fazer o sermão ali. Na encontro seguinte ir ao local e fazer a experiência
  41. 41.  5. Explicando a missa Explicar parte por parte e aos poucos. 1º dia fica até ao glória – sai, conversa sobre dúvidas etc....etc... Volta e tenta perceber se ficaram dúvidas
  42. 42.  Na terceira vez faz com que eles participem com a aspersão da água – acompanhando os pais para purificar as mãos etc...etc.... FIM

×