SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
Comentário ao trabalho realizado por Cristina Costa


Pretende-se, com a 2ª parte do nosso trabalho, contribuir com uma pequena
reflexão sobre o contributo de um dos colegas e fazer um comentário
fundamentado à análise efectuada.
Tarefa um pouco difícil, dados os meus escassos conhecimentos e a minha
parca experiência na coordenação de Bibliotecas Escolares.
Li a maioria dos trabalhos apresentados pelos colegas, uns mais completos
que outros, uns onde revi um pouco a minha realidade, outros com um
trabalho árduo a iniciar, outros ainda com um bom trabalho desenvolvido e
com boas perspectivas de implementar grandes mudanças… contudo detive-me
neste, talvez porque sentisse, que foi aquele que mais se assemelhou à minha
percepção dos desafios que se nos impõem, que vai de encontro aos meus
conhecimentos e à informação retirada dos textos que nos foram fornecidos
como base do trabalho.
Senti que partilho das mesmas opiniões/conhecimentos na área em estudo e
que comparando os nossos trabalhos relativamente aos aspectos críticos
identificados nas nossas análises eles se entrosam e complementam.

    Em síntese, diria que a nossa missão, (se assim lhe posso chamar) de
     professores Bibliotecários, é de criar e/ou desenvolver as bibliotecas
     escolares enquanto centros de recursos de livre acesso, destinados à
     comunidade escolar, para aquisição de múltiplas competências, acesso e
     produção de informação em diferentes suportes assim como promover
     boas práticas e princípios de cooperação e partilha, contribuindo para o
     desenvolvimento dos alunos e da comunidade escolar, da formação do
     seu conhecimento /aprendizagem, da promoção de valores humanos
     fundamentais e do exercício dos direitos humanos e de cidadania.
Perante a evidência irrefutável de todo este processo de construção, a Auto-
avaliação não constitui um fim em si, devendo ser entendida como um
processo que conduz à reflexão e deverá originar mudanças concretas na
prática, contribuindo para a afirmação e reconhecimento do papel da BE na
Escola.
                                                       Maria Antónia do Carmo

Mais conteúdo relacionado

Destaque

20 claves educativas para 2020 ( 6 claves )
20 claves educativas para 2020 ( 6 claves  )20 claves educativas para 2020 ( 6 claves  )
20 claves educativas para 2020 ( 6 claves )Pauli Amer
 
2ª SessãO ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo
2ª SessãO  ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo2ª SessãO  ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo
2ª SessãO ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo MeloMaria Fernanda
 
Estrategias, recursos y herramientas para profesores
Estrategias, recursos y herramientas para profesoresEstrategias, recursos y herramientas para profesores
Estrategias, recursos y herramientas para profesoresLaura Ciccioli
 
Ementa
EmentaEmenta
EmentaJade
 
Bioma Floresta Amazonica
Bioma   Floresta AmazonicaBioma   Floresta Amazonica
Bioma Floresta AmazonicaJade
 
Plano De Disciplina Ecologia [1]
Plano De Disciplina Ecologia [1]Plano De Disciplina Ecologia [1]
Plano De Disciplina Ecologia [1]Jade
 
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Jade
 
Bioma Floresta Amazonica
Bioma   Floresta AmazonicaBioma   Floresta Amazonica
Bioma Floresta AmazonicaRAFAELA BARBOSA
 

Destaque (10)

Lizbeth
LizbethLizbeth
Lizbeth
 
20 claves educativas para 2020 ( 6 claves )
20 claves educativas para 2020 ( 6 claves  )20 claves educativas para 2020 ( 6 claves  )
20 claves educativas para 2020 ( 6 claves )
 
2ª SessãO ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo
2ª SessãO  ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo2ª SessãO  ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo
2ª SessãO ComentáRio à AnáLise Do Colega Paulo Melo
 
Estrategias, recursos y herramientas para profesores
Estrategias, recursos y herramientas para profesoresEstrategias, recursos y herramientas para profesores
Estrategias, recursos y herramientas para profesores
 
Ementa
EmentaEmenta
Ementa
 
Bioma Floresta Amazonica
Bioma   Floresta AmazonicaBioma   Floresta Amazonica
Bioma Floresta Amazonica
 
Plano De Disciplina Ecologia [1]
Plano De Disciplina Ecologia [1]Plano De Disciplina Ecologia [1]
Plano De Disciplina Ecologia [1]
 
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
Aulas De Ecologia E Meio Ambiente1[1]
 
Unidad 2
Unidad 2Unidad 2
Unidad 2
 
Bioma Floresta Amazonica
Bioma   Floresta AmazonicaBioma   Floresta Amazonica
Bioma Floresta Amazonica
 

Semelhante a Análise do trabalho de Cristina Costa

2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Bebeloule
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Bebeloule
 
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De AutoAnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De Autocandidaribeiro
 
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandeslurdesilva
 
A implementação do Modelo de Autovaliação
A implementação do Modelo de AutovaliaçãoA implementação do Modelo de Autovaliação
A implementação do Modelo de AutovaliaçãoTeresa Gonçalves
 
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]nelidavbn
 
Tarefa 2 análise critica ao modelo de auto avaliação das bibliotecas escol...
Tarefa 2  análise critica ao modelo de auto   avaliação das bibliotecas escol...Tarefa 2  análise critica ao modelo de auto   avaliação das bibliotecas escol...
Tarefa 2 análise critica ao modelo de auto avaliação das bibliotecas escol...Leonor Otília Rocha Oliveira
 
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1claudinapires
 
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)guest4889824
 
Segunda Tarefa
Segunda TarefaSegunda Tarefa
Segunda Tarefaluinog
 
Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_candidamatos
 
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead eviden
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead evidenExcerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead eviden
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead evidengigilu
 
Reflexão Final - Cátia
Reflexão Final - CátiaReflexão Final - Cátia
Reflexão Final - Cátia'Ines Tavares
 

Semelhante a Análise do trabalho de Cristina Costa (20)

2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
 
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
2ª SessãO ComentáRio CríTico Ao Modelo De Auto AvaliaçãO Da Be
 
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De AutoAnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
AnáLise CríTica Ao Modelo De Auto
 
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes
1ª Tarefa ComentáRio Zulmira Fernandes
 
Sessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexaoSessão 3 reflexao
Sessão 3 reflexao
 
Tarefa 2 crítica ao modelo de auto avaliação
Tarefa 2   crítica ao modelo de auto avaliação Tarefa 2   crítica ao modelo de auto avaliação
Tarefa 2 crítica ao modelo de auto avaliação
 
Reflexão final
Reflexão finalReflexão final
Reflexão final
 
Trabalho Unidade 3
Trabalho Unidade 3Trabalho Unidade 3
Trabalho Unidade 3
 
A implementação do Modelo de Autovaliação
A implementação do Modelo de AutovaliaçãoA implementação do Modelo de Autovaliação
A implementação do Modelo de Autovaliação
 
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]
Nelida nabais forum_2_analise_critica_ao_modelo_de_auto_avaliacao[1]
 
Tarefa 2 análise critica ao modelo de auto avaliação das bibliotecas escol...
Tarefa 2  análise critica ao modelo de auto   avaliação das bibliotecas escol...Tarefa 2  análise critica ao modelo de auto   avaliação das bibliotecas escol...
Tarefa 2 análise critica ao modelo de auto avaliação das bibliotecas escol...
 
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1
Sintese Turma2 Drec Sessao2 Formadoras 15 Nov 1
 
Ensoc Eduarda
Ensoc EduardaEnsoc Eduarda
Ensoc Eduarda
 
Tarefa 2
Tarefa 2Tarefa 2
Tarefa 2
 
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)
O Modelo De Auto Avaliacao1 (reflexão)
 
Segunda Tarefa
Segunda TarefaSegunda Tarefa
Segunda Tarefa
 
Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_
 
Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_Excerto do texto_1_
Excerto do texto_1_
 
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead eviden
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead evidenExcerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead eviden
Excerto do texto_1_pb_result aprend e prát basead eviden
 
Reflexão Final - Cátia
Reflexão Final - CátiaReflexão Final - Cátia
Reflexão Final - Cátia
 

Mais de mariaantoniadocarmo

2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos
2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos
2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicosmariaantoniadocarmo
 
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação 1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação mariaantoniadocarmo
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...mariaantoniadocarmo
 
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...mariaantoniadocarmo
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...mariaantoniadocarmo
 
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...mariaantoniadocarmo
 
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...mariaantoniadocarmo
 
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/AgrupamentoModelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamentomariaantoniadocarmo
 
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...mariaantoniadocarmo
 
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas EscolaresAnálise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolaresmariaantoniadocarmo
 

Mais de mariaantoniadocarmo (16)

Análise síntese final
Análise síntese finalAnálise síntese final
Análise síntese final
 
Tarefa 2 - 2ª parte
Tarefa 2 - 2ª parteTarefa 2 - 2ª parte
Tarefa 2 - 2ª parte
 
Comentario Tarefa 3 - 2ª parte
Comentario Tarefa 3 - 2ª parteComentario Tarefa 3 - 2ª parte
Comentario Tarefa 3 - 2ª parte
 
2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos
2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos
2ª ACTIVIDADE – distinguir enunciados gerais de específicos
 
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação 1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
1ª ACTIVIDADE – distinguir descrição de avaliação
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
 
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BE: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃ...
 
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: metodologias de operaci...
 
Acções Futuras D1
Acções Futuras D1Acções Futuras D1
Acções Futuras D1
 
Tabela B1
Tabela B1Tabela B1
Tabela B1
 
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...
O Modelo de Auto-avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de operaci...
 
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...
Comentário ao Trabalho em Power Point relativo ao Modelo de Auto Avaliação BE...
 
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/AgrupamentoModelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
Modelo de Auto Avaliação da Biblioteca Escolar no Contexto Escola/Agrupamento
 
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...
Comentário Fundamentado à Análise Crítica do Modelo de Auto Avaliação - Maria...
 
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas EscolaresAnálise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares
Análise do Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares
 
Tabela
TabelaTabela
Tabela
 

Análise do trabalho de Cristina Costa

  • 1. Comentário ao trabalho realizado por Cristina Costa Pretende-se, com a 2ª parte do nosso trabalho, contribuir com uma pequena reflexão sobre o contributo de um dos colegas e fazer um comentário fundamentado à análise efectuada. Tarefa um pouco difícil, dados os meus escassos conhecimentos e a minha parca experiência na coordenação de Bibliotecas Escolares. Li a maioria dos trabalhos apresentados pelos colegas, uns mais completos que outros, uns onde revi um pouco a minha realidade, outros com um trabalho árduo a iniciar, outros ainda com um bom trabalho desenvolvido e com boas perspectivas de implementar grandes mudanças… contudo detive-me neste, talvez porque sentisse, que foi aquele que mais se assemelhou à minha percepção dos desafios que se nos impõem, que vai de encontro aos meus conhecimentos e à informação retirada dos textos que nos foram fornecidos como base do trabalho. Senti que partilho das mesmas opiniões/conhecimentos na área em estudo e que comparando os nossos trabalhos relativamente aos aspectos críticos identificados nas nossas análises eles se entrosam e complementam.  Em síntese, diria que a nossa missão, (se assim lhe posso chamar) de professores Bibliotecários, é de criar e/ou desenvolver as bibliotecas escolares enquanto centros de recursos de livre acesso, destinados à comunidade escolar, para aquisição de múltiplas competências, acesso e produção de informação em diferentes suportes assim como promover boas práticas e princípios de cooperação e partilha, contribuindo para o desenvolvimento dos alunos e da comunidade escolar, da formação do seu conhecimento /aprendizagem, da promoção de valores humanos fundamentais e do exercício dos direitos humanos e de cidadania. Perante a evidência irrefutável de todo este processo de construção, a Auto- avaliação não constitui um fim em si, devendo ser entendida como um processo que conduz à reflexão e deverá originar mudanças concretas na prática, contribuindo para a afirmação e reconhecimento do papel da BE na Escola. Maria Antónia do Carmo