eportefolio

34 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
34
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

eportefolio

  1. 1. Introducao Este é o meu eportefólio, no qual colocarei as reflexões e os trabalhos elaborados ao longo da oficina MIPL 2.0 - Materiais Interactivos para português língua segunda na web 2.0. Esta oficina de formação à distância foi promovida pelo Instituto Camões e orientada pela Dra Adelina Moura, que ao longo de quatro meses nos apresentou um vasto leque de ferramentas web 2.0 com grandes potencialidades educativas e que eu desconhecia completamente; mas que a partir de agora, vou colocar ao serviço da minha prática pedagógica, pois tem sido fascinante descobrir e explorar algumas das muitas plataformas existentes no mundo da web 2.0. Tendo consciência das potencialidades que as TIC podem assumir em contexto educativo, decidi frequentar esta oficina, para aprender a trabalhar com os recursos digitais e poder construir os meus próprios recursos interactivos para ensinar PLE. Modulo 1 Web 2.0 e tecnologias móveis A partir daqui foi pôr as “mãos na massa”! Este módulo teve a duração de três semanas e incluiu a realização de cinco tarefas. As três primeiras tarefas, mais teóricas, consistiram em elaborar reflexões sobre a evolução e a definição da web e sobre as potencialidades do mobile learning. Após várias leituras, realizei as minhas reflexões sobre estas matérias. As tarefas quatro e cinco foram dedicadas à criação de actividades com ferramentas web 2.0 optimizadas para o uso em dispositivos móveis. Aprendemos a criar sites móveis com o wirenode e ainda a elaborar quizzes com o Kahoot. Fiz o website móvel e o quiz com estas duas ferramentas, respectivamente. Todavia, existem outras ferramentas para elaborar este tipo de actividades com versão móvel, como é o caso do Juno, para elaborar quizzes e o Kishkee, para criar sites móveis. Não as utilizei ainda, mas já pesquisei sobre as mesmas e parecem-me ser bastante interessantes e irei recorrer a elas para elaborar mais actividades do género. Tarefas 1,2,3 (em docs individuais no folder mipl 2.0) Tarefa 4 Criação de um website móvel com a tecnologia wirenode Nesta tarefa, o mais difícil foi seleccionar um tema para o site, já que a versão gratuita apenas permite a criação de um. Decido abordar o tema da comida/bebida e intitulei o site de português no prato. O site tem várias secções, mas não tem ainda muitos conteúdos. Coloquei actividades de escrita/compreensão oral; expressões idiomáticas; músicas;curiosidades e links para sites úteis. Já tive oportunidade de apresentar o website aos meus alunos e eles acharam interessante ter ficheiros áudio para poderem treinar a compreensão oral.
  2. 2. Tarefa 5 Criação de um quiz no Kahoot Para a tarefa 5, no Kahoot, fiz um quiz para estudantes do nível A1 sobre o tema dados pessoais, com base num vídeo do youtube. Aqui está o link para acederem ao quiz.
  3. 3. Modulo 2 Construção/publicação em ambiente web Este módulo teve a duração de três semanas e foi dividido em três tarefas, mais o esboço do projecto final. A tarefa 1 consistiu em eleger o nosso Top Ten 10 da Web 2.0 e apresentar algumas (das muitas) ferramentas que consideramos mais interessantes. A tarefa 2 propunha a elaboração de uma nuvem de palavras com termos da Web 2.0. A tarefa 3 consistiu em criar vários espaços de publicação na web: um site, um blog, uma wiki e uma rede social. Por fim, devíamos apresentar um esboço da nossa ideia para um projecto educacional, de forma a integrar as ferramentas web 2.0 no processo de ensino-aprendizagem. O projecto deverá ir ao encontro das nossas práticas profissionais e atender às necessidades de formação no âmbito desta oficina. Nesta fase, a ideia era fazer uma descrição de intenções do que gostaríamos de desenvolver com os nossos alunos. Modulo 3 Criação de actividades interactivas na web (hotpotatoes, webquest) Neste módulo, que durou 3 semanas, tivemos que realizar duas tarefas. Na tarefa 1, criàmos actividades com o programa hotpotatoes. Esta ferramenta permite a criação de diferentes tipos de exercícios: sopa de palavras, palavras cruzadasa, exercícios de correspondência e exercícios de preenchimento de espaços. É possível fazer actividades mais simples ou mais complexas e nelas podemos ainda adicionar imagem,som ou vídeo, para tornar as actividades mais atractivas. Na tarefa 2, criàmos uma webquest, que consiste na elaboração de actividades com materiais didácticos web para os alunos pesquisarem sobre um tema com uma metodologia de aprendizagem construtivista, actividades contextualizadas e motivadoras. A webquest deve incluir: introdução, tarefa(s), processo, avaliação e conclusão. Pode ser elaborada numa wiki, blogue, website ou com o zunal.
  4. 4. Modulo 4 Construção de mapas conceptuais para representação do conhecimento Neste módulo, com a duração de duas semanas, aprendemos a construir mapas conceptuais e apresentàmos o anteprojecto. O módulo teve duas tarefas: a primeira foi dedicada à construção de mapas conceptuais, usando uma das várias ferramentas que existem para os fazer. A segunda tarefa consistiu em passar o esboço do projecto final a anteprojecto. Tarefa 1 Mapas conceptuais Penso que podem ser muito interessantes e úteis para sistematizar a aprendizagem. Permitem apresentar, de uma forma mais simples e concisa conteúdos gramaticais, lexicais, etc. Por outro lado, o facto de podermos incluir elementos visuais nos mapas pode facilitar a compreensão e interiorização daquilo que se pretende ensinar. Nesta tarefa fiz um mapa conceptual em duas ferramentas diferentes. Fiz um mapa para esquematizar os valores do pretérito imperfeito do conjuntivo no cmap tools e no examtime. Como não tive muito tempo, fiz uns mapas muito simples, mas creio que o essencial está lá. Com a prática, penso que poderei elaborar mapas mais atractivos visualmente. Para já, das duas ferramentas que usei, prefiro o examtime, que permite uma visualização dinâmica. Achei o cmap tools mais difícil de usar. Aqui estão os meus mapas: Módulo 5 Exploração de ambientes imersivos em contextos educacionais (Second Life) Este foi o módulo mais curto da oficina.Teve a duração de apenas uma semana e teve como objectivo explorar os mundos virtuais no Second Life e reflectir sobre o modo como esta plataforma pode ser no ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras. Tarefa 1 Mundos virtuais A minha viagem pelo Second Life foi bastante limitada, já que, por causa das características deste programa, deparei-me com algumas dificuldades e limitações ao usá-lo no meu computador. Do pouco que explorei e com base nas reflexões que os colegas deixaram no fórum e nos artigos que li sobre esta ferramenta, sou da opinião que esta pode ser uma valiosa aliada na aprendizagem de uma língua estrangeira. Ao usar o Second Life em contexto educativo, os aprendentes têm a possibilidade de interagir com falantes nativos da língua que estão a aprender, por escrito, ou oralmente. O realismo gráfico que esta ferramenta proporciona, permite que os alunos, num ambiente imersivo, possam progredir mais rapidamente na aprendizagem, nomeadamente ao nível da oralidade, que deve ser praticada de forma contextualizada e estruturada tanto quanto possível.
  5. 5. Como especifiquei anteriormente, ainda não pude tirar partido das incríveis potencialidades do Second Life, mas a seu tempo, creio que terei oportunidade de explorar esta plataforma (penso que também é necessária alguma perspicácia para dominar este programa). Estas foram as únicas imagens que consegui captar: Módulo 6 Avaliação da oficina E eis que chegàmos ao fim desta oficina! No relatório final falarei mais detalhadamente sobre o balanço que faço da minha participação neste curso. Resumidamente, posso dizer que, tendo em conta as actividades que já elaborei e as reacções dos meus alunos à sua implementação, daqui em diante, vou apostar muito na utilização das ferramentas web 2.0 para criar materiais didácticos. Por enquanto, ainda só usei algumas das ferramentas web 2.0 que nos foram apresentadas; mas há muitas mais que quero explorar e às quais irei recorrer, nomeadamenteno desenvolvimento do meu projecto educativo. Tarefa 1 E-portefólio e projecto final Para fazer o meu e-portefólio, utilizei o webnode e deixo aqui o link: http://margaridasousa.webnode.pt/ O e-portefólio é uma óptima forma de organizar o trabalho efectuado e apresentar os resultados obtidos. Por outro lado, podemos compartilhar com os colegas o que fizemos e também aceder aos seus trabalhos. Esta partilha pode ser mais uma motivação para implementar as TIC no ensino- aprendizagem, pois ver actividades criadas por outros, pode ajudar-nos a desenvolver novas ideias e descobrir novas ferramentas. O meu projecto final está ainda numa fase embrionária, mas espero colocar alguns conteúdos antes do dia 10. Decidi que seria melhor construir o meu projecto através da construção de um site, em vez de um e-book. O meu projecto chama-se À descoberta do português. Este site tem como objectivo ser um auxiliar à aprendizagem e à consolidação dos conteúdos leccionados nas aulas. Este será um projecto a longo prazo, já que há muito a fazer para obter os resultados pretendidos. Neste site, vou desenvolver conteúdos para os níveis A1 e A2. Pretendo incluir várias secções: uma gramatical, uma lexical e outra de exercícios. Para construir os materiais, vou recorrer a diferentes ferramentas web 2.0, tantas quantas possível. A título de exemplo, deixo aqui algumas das que pretendo usar: exam time, hotpotatoes, educaplay, google docs, robobraille, voki, prezi,...
  6. 6. Tarefa 2 Auto-avaliação Este é o gráfico da minha auto avaliação. Uma das minhas preocupações antes de começar a oficina, foi o factor tempo e o receio de procrastinar! No entanto, o facto de podermos realizar as tarefas à medida da nossa disponibilidade, foi determinante para que fosse possível planificar e conceber as tarefas com calma. Atrasei- me mais nalgumas do que noutras, mas consegui sempre acompanhar o ritmo. A motivação foi uma constante e por isso, a vontade de continuar a explorar e a usar a web 2.0 permanecem, sem sombra de dúvida! Estou rendida ao maravilhoso mundo da web 2.0!

×