Margarida Barbosa Teixeira ESTRATÉGIAS REPRODUTORAS REPRODUÇÃO SEXUADA
Ciclo de vida <ul><li>O  ciclo de vida é  a sequência de transformações que podem ocorrer na vida de um ser vivo, desde qu...
Ciclo de vida <ul><li>O ciclo de vida apresenta dois fenómenos complementares: meiose e fecundação. </li></ul><ul><li>Dura...
Ciclo de vida <ul><li>O desenvolvimento da fase haploide em relação ao desenvolvimento da fase diploide depende do momento...
Ciclo de vida <ul><li>A meiose pós-zigótica ocorre em ciclos de vida em que: </li></ul><ul><li>a entidade multicelular é h...
Ciclo de vida <ul><li>Atendendo ao desenvolvimento relativo das duas fases nucleares, os seres vivos classificam-se em  se...
Ciclo de vida <ul><li>Meiose pós-zigótica </li></ul><ul><li>Ser haplonte </li></ul><ul><li>Meiose pré-espórica </li></ul><...
Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Alga verde, filamentosa, não ramificada.  </li></ul><ul><li>Habitat - água doce, forman...
Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Dois filamentos colocam-se lado a lado e emitem protuberâncias; </li></ul><ul><li>A uni...
Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>O zigoto rodeia-se de uma parede espessa e entra em latência –  zigósporo , até que as ...
Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Meiose pós-zigótica </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares  (haplóide mais de...
Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Reprodução: </li></ul><ul><li>assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Pri...
Ciclo de vida - Espirogira
Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Habitat - locais húmidos. </li></ul><ul><li>Planta sem sementes nem flores e com um caul...
Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Nos esporângios,  as células-mãe dos esporos, por meiose, dão origem a esporos. </li></u...
Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>No protalo diferenciam-se os gametângios  – arquegónios e anterídios que originam as  oo...
Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Ocorre alternância de gerações  – uma geração produtora de esporos ( geração esporófita ...
Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Meiose pré-espórica  </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares (diploide mais des...
Ciclo de vida – Planta com flor <ul><li>M </li></ul>
Ciclos de vida das plantas
Ciclos de vida das plantas <ul><li>M </li></ul>
Ciclo de vida doHomem <ul><li>Nas  gónadas  do adulto, ovário e testículo, formam-se, por  meiose , os  gâmetas , óvulos e...
Ciclo de vida doHomem <ul><li>Meiose pré-gamética </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares (diploide mais desenvol...
Em síntese… <ul><li>Meiose pós-zigótica; </li></ul><ul><li>Os gâmetas são produzidos por mitose; </li></ul><ul><li>O zigot...
Em síntese… <ul><li>Meiose pré-gamética; </li></ul><ul><li>Os gâmetas são as únicas células haploides;  </li></ul><ul><li>...
Em síntese… <ul><li>Meiose pré-espórica; </li></ul><ul><li>Existem estruturas multicelulares haplóides e diplóides; </li><...
Em síntese… <ul><li>Existe alternância de gerações – uma geração esporófita e uma geração gametófita </li></ul><ul><li>Ger...
Em síntese… Ciclo de vida Haplonte Diplonte Haplodiplonte Meiose Pós-zigótica Pré-gamética Pré-espórica Indivíduo adulto H...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

9 ciclos de vida

3.662 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.662
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

9 ciclos de vida

  1. 1. Margarida Barbosa Teixeira ESTRATÉGIAS REPRODUTORAS REPRODUÇÃO SEXUADA
  2. 2. Ciclo de vida <ul><li>O ciclo de vida é a sequência de transformações que podem ocorrer na vida de um ser vivo, desde que se forma até que produz descendência, para assegurar a sua continuidade. </li></ul><ul><li>O ciclo de vida comporta 2 fases : </li></ul><ul><li>desenvolvimento desde o ovo até à formação de um ser adulto. </li></ul><ul><li>reprodução, ou seja, formação de novos indivíduos, os quais transportam a informação genética dos progenitores, transferida através dos gâmetas. </li></ul>
  3. 3. Ciclo de vida <ul><li>O ciclo de vida apresenta dois fenómenos complementares: meiose e fecundação. </li></ul><ul><li>Durante a reprodução sexuada, no ciclo de vida ocorre uma alternância de fases nucleares – entidades de núcleo haploide alternam com entidades de núcleo diploide (a haplofase alterna com a diplofase). </li></ul><ul><li>A haplofase (resultante da meiose) está compreendida entre a meiose e o momento da fecundação e a diplofase (resultante da fecundação) entre a fecundação e o momento da meiose. </li></ul>
  4. 4. Ciclo de vida <ul><li>O desenvolvimento da fase haploide em relação ao desenvolvimento da fase diploide depende do momento em que ocorre a meiose: </li></ul><ul><li>meiose pós-zigótica (A) – ocorre no núcleo do zigoto; </li></ul><ul><li>meiose pré-gamética (B) – ocorre na formação de gâmetas; </li></ul><ul><li>meiose pré-espórica (C) – ocorre na produção de esporos. </li></ul>
  5. 5. Ciclo de vida <ul><li>A meiose pós-zigótica ocorre em ciclos de vida em que: </li></ul><ul><li>a entidade multicelular é haplonte, </li></ul><ul><li>predomina a haplofase </li></ul><ul><li>Ciclos haplontes </li></ul><ul><li>A meiose pré-espórica ocorre em ciclos de vida em que há: </li></ul><ul><li>uma entidade multicelular haplonte, </li></ul><ul><li>uma entidade multicelular diplonte. </li></ul><ul><li>Não há predomínio de nenhuma fase sobre a outra. </li></ul><ul><li>Ciclos haplodiplontes </li></ul><ul><li>A meiose pré-gamética ocorre em ciclos de vida em que: </li></ul><ul><li>a entidade multicelular é diplonte, </li></ul><ul><li>predomina a diplofase </li></ul><ul><li>Ciclos diplontes </li></ul>
  6. 6. Ciclo de vida <ul><li>Atendendo ao desenvolvimento relativo das duas fases nucleares, os seres vivos classificam-se em seres haplontes (A) , seres diplon tes (B) haplodiplontes (C) . </li></ul>
  7. 7. Ciclo de vida <ul><li>Meiose pós-zigótica </li></ul><ul><li>Ser haplonte </li></ul><ul><li>Meiose pré-espórica </li></ul><ul><li>Ser haplodiplonte </li></ul><ul><li>Meiose pré-gamética </li></ul><ul><li>Ser diplonte </li></ul>
  8. 8. Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Alga verde, filamentosa, não ramificada. </li></ul><ul><li>Habitat - água doce, formando massas flutuantes densas. </li></ul><ul><li>Formada por agregados de células dispostas topo a topo. </li></ul><ul><li>Cloroplasto em espiral. </li></ul><ul><li>Reprodução: </li></ul><ul><li>assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera); </li></ul><ul><li>sexuada (em condições desfavoráveis). </li></ul>
  9. 9. Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Dois filamentos colocam-se lado a lado e emitem protuberâncias; </li></ul><ul><li>A união das protuberâncias, origina o tubo de conjugação ; </li></ul><ul><li>O conteúdo celular de uma célula desloca-se ( gâmeta dador ) pelo tubo de conjugação e une-se ao conteúdo da célula ( gâmeta receptor ) do outro filamento; </li></ul><ul><li>Ocorre fecundação ; </li></ul><ul><li>Forma-se o ovo ou zigoto . </li></ul>
  10. 10. Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>O zigoto rodeia-se de uma parede espessa e entra em latência – zigósporo , até que as condições do meio sejam favoráveis; </li></ul><ul><li>Quando as condições são favoráveis o zigoto sofre meiose (meiose pós-zigótica ), dando 4 núcleos; </li></ul><ul><li>3 núcleos degeneram ; </li></ul><ul><li>1 núcleo sofre mitoses e origina novo filamento. </li></ul>
  11. 11. Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Meiose pós-zigótica </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares (haplóide mais desenvolvida) </li></ul><ul><li>Fase haplóide multicelular </li></ul><ul><li>Fase diplóide unicelular (zigoto) </li></ul><ul><li>Organismo haplonte </li></ul><ul><li>  Ciclo de vida haplonte </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  12. 12. Ciclo de vida - Espirogira <ul><li>Reprodução: </li></ul><ul><li>assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera); </li></ul><ul><li>sexuada (em condições desfavoráveis). </li></ul>
  13. 13. Ciclo de vida - Espirogira
  14. 14. Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Habitat - locais húmidos. </li></ul><ul><li>Planta sem sementes nem flores e com um caule subterrâneo (rizoma). </li></ul><ul><li>Reprodução assexuada por fragmentação do rizoma. </li></ul><ul><li>A planta adulta constitui o esporófito. </li></ul><ul><li>Em determinadas alturas do ano, observam-se na página inferior das folhas, pontuações granulosas constituídas por pequenos sacos – os esporângios. </li></ul><ul><li>O conjunto de vários esporângios denomina-se de soro . </li></ul>
  15. 15. Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Nos esporângios, as células-mãe dos esporos, por meiose, dão origem a esporos. </li></ul><ul><li>A rutura do esporângio permite a dispersão dos esporos. </li></ul><ul><li>O esporo ao cair na terra germina ( início da geração gametófita) e dá origem ao gametófito – protalo – que possui vida livre. </li></ul><ul><li>Nota: geração é a parte do ciclo de vida que se inicia com a germinação de uma célula, esporo ou zigoto, e termina com a produção de outro tipo de célula, zigoto ou esporo, diferente daquele que lhe deu início. </li></ul>
  16. 16. Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>No protalo diferenciam-se os gametângios – arquegónios e anterídios que originam as oosferas e os anterozoides flagelados. </li></ul><ul><li>A fecundação, dependente da água, origina um ovo ou zigoto ( início da geração esporófita ). </li></ul><ul><li>O ovo, por mitoses e diferenciação celular origina a planta adulta - entidade mais representativa da geração esporófita . </li></ul>
  17. 17. Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Ocorre alternância de gerações – uma geração produtora de esporos ( geração esporófita ) alterna com uma geração produtora de gâmetas ( geração gametófita ). </li></ul>
  18. 18. Ciclo de vida - Polipódio <ul><li>Meiose pré-espórica </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares (diploide mais desenvolvida) </li></ul><ul><li>Fases haploide e diploide com entidades multicelulares </li></ul><ul><li>Alternância de gerações </li></ul><ul><li>Organismo haplodiplonte </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  Ciclo de vida haplodiplonte </li></ul>
  19. 19. Ciclo de vida – Planta com flor <ul><li>M </li></ul>
  20. 20. Ciclos de vida das plantas
  21. 21. Ciclos de vida das plantas <ul><li>M </li></ul>
  22. 22. Ciclo de vida doHomem <ul><li>Nas gónadas do adulto, ovário e testículo, formam-se, por meiose , os gâmetas , óvulos e espermatozoides. </li></ul><ul><li>Por fecundação forma-se o zigoto . </li></ul><ul><li>O zigoto sofre mitoses sucessivas e diferenciação , originando o embrião e posteriormente o indivíduo adulto. </li></ul>
  23. 23. Ciclo de vida doHomem <ul><li>Meiose pré-gamética </li></ul><ul><li>Alternância de fases nucleares (diploide mais desenvolvida). </li></ul><ul><li>Fases haploide unicelular (gâmetas) </li></ul><ul><li>Fase diploide multicelular </li></ul><ul><li>Organismo diplonte </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Ciclo de vida diplonte </li></ul>
  24. 24. Em síntese… <ul><li>Meiose pós-zigótica; </li></ul><ul><li>Os gâmetas são produzidos por mitose; </li></ul><ul><li>O zigoto é a única célula diploide; </li></ul><ul><li>Indivíduo adulto com células haploides; </li></ul><ul><li>Maior extensão da haplofase; </li></ul><ul><li>Ocorre em alguns fungos e protistas (ex: alga espirogira). </li></ul>Ciclo de vida haplonte
  25. 25. Em síntese… <ul><li>Meiose pré-gamética; </li></ul><ul><li>Os gâmetas são as únicas células haploides; </li></ul><ul><li>Indivíduo adulto constituído por células diploides; </li></ul><ul><li>Maior extensão da diplofase; </li></ul><ul><li>Ocorre em animais e em alguns protistas (Ex: alga bodelha). </li></ul>Ciclo de vida diplonte
  26. 26. Em síntese… <ul><li>Meiose pré-espórica; </li></ul><ul><li>Existem estruturas multicelulares haplóides e diplóides; </li></ul><ul><li>A entidade multicelular diplóide é o esporófito, no qual se formam os esporos por meiose; </li></ul><ul><li>A entidade multicelular haplóide é o gametófito, formado, por mitose, a partir do esporo; </li></ul><ul><li>O gametófito produz gâmetas por mitose; </li></ul>Ciclo de vida haplodiplonte
  27. 27. Em síntese… <ul><li>Existe alternância de gerações – uma geração esporófita e uma geração gametófita </li></ul><ul><li>Geração gametófita (n) – resulta do desenvolvimento de um esporo (n) e termina com a formação de gâmetas (n); </li></ul><ul><li>Geração esporófita (2n) – inicia-se com o desenvolvimento do zigoto (2n) e termina aquando da formação dos esporos; </li></ul><ul><li>Ocorre em plantas e em alguns protistas. </li></ul>Ciclo de vida haplodiplonte
  28. 28. Em síntese… Ciclo de vida Haplonte Diplonte Haplodiplonte Meiose Pós-zigótica Pré-gamética Pré-espórica Indivíduo adulto Haploide Diploide Haploide e dipoóide Alternância de fases nucleares Haplófase mais desenvolvida Diplófase mais desenvolvida Haplofase e diplofase desenvolvidas (ambas incluem estruturas multicelulares) Alternância de gerações ____________ ____________ Existe Estruturas haploides Indivíduo adulto Gâmetas Gâmetas Ind. adulto (gametófito) Esporos Gâmetas Estruturas diploides Zigoto Indivíduo adulto zigoto Ind. adulto (esporófito) Zigoto

×