Atualizações quanto ao simples 2011

1.143 visualizações

Publicada em

veja a apresentação do ministro da fazenda sobre as alterações no supersimples nacional. Agosto 2011

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atualizações quanto ao simples 2011

  1. 1. 
 Ampliação
do 
 Simples
Nacional
e
Microempreendedor 
 Individual
 
 
 
Brasília,
9
de
agosto
de
2011

  2. 2. 2
Ampliação
do
Simples
Nacional
para
fortalecer
a
micro
e
pequena
empresa

  O
Simples
Nacional
está
sendo
elevado
a
um
novo
 patamar:
 •  Vai
abranger
maior
número
de
micro
e
pequenas
 empresas.
 •  E
os
contribuintes
já
optantes
do
Simples
pagarão
 ainda
menos
tributos.
  O
MEI
(Microempreendedor
Individual)
também
 beneficiará
mais
empreendedores
e
será
ainda
mais
 simplificado.


  3. 3. 3
O
objeJvo
é
fortalecer
as
pequenas
empresas
brasileiras
num
momento
diKcil
da
economia
internacional

  Para
 que
 tenham
 atuação
 cada
 vez
 maior
na
produção
e
na
exportação.
  Gerem
mais
emprego.
  IncenFvem
a
concorrência.
  Aumentem
a
formalização.

  4. 4. 4
Em
2007,
foi
criado
o
Simples
Nacional:
reforma
tributária
das
pequenas
empresas
Simplificação
e
redução
de
tributos

 Uma
única
alíquota,
um
único
formulário,
menor
carga
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

  5. 5. 5
Em
2009,
foi
lançado
o

Microempreendedor
Individual
(MEI)
 Faturamento
anual
até
R$
36
mil
e
máximo
de
um
funcionário

 Inclusão
empresarial
e
redução
da
informalidade
 Uma
única
alíquota,
um
único
formulário,
menor
carga
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda

  6. 6. 6
Cada
vez
mais
brasileiros
optam
pelo
SIMPLES
Número
total
de
empresas,
em
milhões
de
unidades*
Julho
de
2011
 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  7. 7. 7
Importância
do
SIMPLES
na
economia
brasileira
Número
total
de
empresas
por
forma
de
declaração,
em
milhões

 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  8. 8. 8
O
SIMPLES
abrange
cada
vez
mais
trabalhadores
Em
milhões
de
empregos *
Dados
enviados
à
Receita
Federal
do
Brasil
por
meio
da
GFIP;
não
incluem
os
 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 setores
de
Construção
Civil,
Limpeza
e
Segurança.
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  9. 9. 9
Ampliação
do
SIMPLES:
reajuste
de

50%
em
todas
as
faixas

Faturamento
anual
do
Comércio
(exemplo
de
três
faixas)
 Obs.:
IPCA
acumulado
desde
julho
de
2007:

24,6%

 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  10. 10. 10
Reajuste
das
faixas
do
SIMPLES:
menos
tributos
Exemplos
de
alíquota
sobre
faturamento
do
lucro
presumido
mais
esJmaJva
da
folha
de
pagamento
 Setor Faturamento Nova alíquota Alíquota SIMPLES SIMPLES anterior De R$ 120 mil a R$ 180 mil 4,00% 5,47% Comércio De R$ 1,68 milhão a R$ 1,80 milhão 9,12% 10,32% De R$ 3,42 milhões a R$ 3,60 milhões 11,61% Não abrangia De R$ 120 mil a R$ 180 mil 4,50% 5,97% Indústria De R$ 1,68 milhão a R$ 1,80 milhão 9,62% 10,82% De R$ 3,42 milhões a R$ 3,60 milhões 12,01% Não abrangia De R$ 120 mil a R$ 180 mil 6,00% 8,21% Serviços * De R$ 1,68 milhão a R$ 1,80 milhão 13,68% 15,48% De R$ 3,42 milhões a R$ 3,60 milhões 17,42% Não abrangia*
Serviços
constantes
no
Anexo
III

 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  11. 11. 11
Ampliação
do
Simples
Nacional


 Parcelamento
do
débito

 em
até
60
meses

  12. 12. 12
IncenJvo
à
exportação
das
pequenas
empresas:
limite
adicional
de
R$
3,6
milhões
de
exportações
para
fins
de
enquadramento

 Desoneração
 e
esimulo
às
 exportações
 Fonte:
Receita
Federal
do
Brasil 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda 

  13. 13. 13
Ampliação
do
Microempreendedor
Individual:
reajuste
do
limite
de
enquadramento
Receita
bruta
anual,
em
R$
 Menos
impostos
 e
maior
isenção
 fiscal
para
o
 microempresário
 Obs.:
IPCA
acumulado
desde
julho
de
2009:

12,1%


  14. 14. 14
DesburocraJzação
do
MEI
e
do
SIMPLES

  MEI:
 •  Poderá
fazer
alteração
e
baixa
pela
internet
a
qualquer
 momento.
 •  A
baixa
ficará
mais
simplificada.
 •  Todos
os
tributos
e
encargos
trabalhistas
serão
recolhidos
em
 guia
única.
Haverá
uma
Declaração
Única
de
Informações
Sociais,
 subsFtuindo
GFIP,
RAIS,
CAGED
e
Relatório
Mensal
de
Receitas
 Brutas.
  
Microempresa
e
Empresa
de
Pequeno
Porte:
redução,
de
3
anos
 para
12
meses,
do
prazo
da
baixa
simplificada.
  
Não
mais
será
necessária
a
Declaração
Anual
do
Simples
Nacional
–
 os
dados
informados
para
o
cálculo
mensal
unificado
dos
tributos
 serão
uFlizados.


  15. 15. 15
Renúncia
fiscal
apenas
da
União
com
a

ampliação
do
SIMPLES
Impacto
fiscal
federal
das
novas
tabelas
do
SIMPLES
e
do
MEI,

em
R$,
esJmaJva*
Não
considera
ICMS
e
ISS
na
análise.
 Fonte:
SIGA‐DW
(Ano
Calendário
2008),
SIF,
DASN
(Ano
Calendário
2009) 
 Elaboração:
Ministério
da
Fazenda


×